Mostrando postagens com marcador Mundo de feras. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Mundo de feras. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Biografia de Edith González


INTRODUÇÃO

Edith González Fuentes nasceu em Monterrey estado de Nuevo León, no México dia 10 de dezembro de 1966 é uma atriz e bailarina mexicana.


SUA HISTÓRIA

Desde muito pequena Edith tinha muito contato com o mundo dos espetáculos, atuando na escola e trabalhando em eventos infantis. Durante uma visita ao programa "Siempre en domingo", Edith foi escolhida entre o público para interpretar um papel junto com Rafael Baledón. Desde então, se destacou como atriz infantil em filmes dos anos 70.

Participou em várias telenovelas, entre elas, Os ricos também choram (1979), posteriormente atuou em Soledade (1981) e, nessa mesma década a atriz estrelou muitas tramas, como Bianca Vidal (1982), Sí, mi amor (1984), Monte calvario (1986), Rosa selvagem (1987) e Flor y canela (1989).

Em 1993 Edith González protagonizou a terceira versão da telenovela Coração selvagem, no papel de Mônica, e foi um verdadeiro sucesso. Participou como protagonista da telenovela ao lado do ator brasileiro Guy Ecker, na telenovela Salomé, um remake de Colorina, estrelada por Lucía Méndez, em 1980, cuja versão original é de origem chilena, e foi estrelada Liliana Ross em 1977.

Em 2004, atuou na telenovela Mujer de madera, do produtor Emilio Larrosa, mas teve de parar de trabalhar neste ano por causa de sua gravidez. Em 2006, tem lugar o seu primeiro antagônico em Mundo de feras, do produtor Salvador Mejía Alejandre, onde compartilhou créditos com César Évora e atriz venezuelana Gaby Espino.

Em 2007, atuou em Palabra de mujer, produzida por José Alberto Castro. Em 2008, Edith viaja à Colômbia para realizar o papel mais exigente de sua carreira, Bárbara Guaimarán, em Doña Bárbara, uma telenovela original de Rómulo Gallegos, junto ao ator peruano Christian Meier, uma produção da Telemundo Networks. Essa foi a primeira vez que Edith deixa os estúdios da Televisa para ir gravar uma telenovela em outra empresa.

Gravada em alta definição, em Honda, departamento de Tolima, na Colômbia, Doña Bárbara alcançou importantes níveis de audiência desde seu lançamento nos Estados Unidos até meados do ano.

Após concluírem as gravações na Colômbia, Edith volta ao México para protagonizar um episódio da série Mulheres assassinas, Clara, fantasiosa. Posteriormente integrou o elenco de Camaleones, produzida por Rosy Ocampo, compartilhando créditos com Belinda, Alfonso Herrera, Ferdinando Valencia, entre outros.

Em 12 de março de 2010 inicia um novo projeto dessa vez a obra de teatro Buenas noches, mamá, dirigida por Raul Araiza, onde contracena com a atriz Rosa María Bianchi, na Cidade do México.


SUAS ATUAÇÕES

TELENOVELAS

2009 - Camaleones (Francisca Campos)
2008 - Doña Barbara (Bárbara Guaimarán)
2007 - Palabra de Mujer (Vanessa Noriega)
2006 - Mundo de feras (Joselyn Cervantes Bravo)
2004 - Mujer de madera (Marisa Santibáñez Villalpando)
2001 - Salomé (Fernanda Quiñonez “Salomé”)
1999 - Cuento de Navidad (Josefina)
1999 - Nunca te olvidaré (Esperanza Gamboa Martel)
1997 - La jaula de oro (Oriana e Carolina)
1996 - La sombra del otro (Lorna Madrigal)
1993 - Coração selvagem (Mônica de Altamira Alcazar)
1990 - Na própria carne (Estephanie e Natália)
1988 - Flor y canela (Florentina)
1987 - Rosa selvagem (Leonela Villarreal)
1987 - Lista negra (Mary)
1986 - Monte calvario (Ana Rosa)
1984 - Sí, mi amor (Susana)
1983 - Bianca Vidal (Bianca Vidal)
1983 - A fera (Julie)
1981 - El hogar que yo robé (Paulina)
1980 - Soledade (Luíza Sánchez Fuentes)
1980 - Ambición (Charito)
1979 - Os ricos também choram (Maria Isabel)
1979 - Madres egoístas (Mariela)
1975 - Lo imperdonable (Gloria)
1973 - Los miserables (Cosete)
1973 - Mi primer amor (Lucía)
1971 - Lucía sombra (Erika)
1971 - El amor tiene cara de mujer
1970 - Cosa juzgada

FILMES

2008 - Deseo
2004 - Señorita Justice (Christine García)
1996 - Salón México (La Jaibita)
1994 - Los cómplices del infierno (Sandra)
1991 - El descuartizador (Dra. Arizmendi)
1991 - El jugador (Remi)
1990 - Atrapados (Flor)
1990 - Sentencia de muerte
1989 - Trampa infernal (Alejandra)
1988 - Central camionera
1988 - Pero sigo siendo el rey (Laura)
1984 - Adiós Lagunilla, adiós (Mariela)
1980 - Fabricantes de pánico
1980 - Guyana, el crimen del siglo
1977 - Cyclone (Tiersa)
1976 - El rey de los gorilas (Betty)
1975 - Alucarda, la hija de las tinieblas

PEÇAS TEATRAIS

2010 - Buenas noches, mamá (Jessica)
2004 - Las noches de aventurera (Elena Tejeda)
1998 - Las noches de aventurera (Elena Tejeda)

PROGRAMAS DE TELEVISÃO

2009 - Mulheres assassinas 2 (Clara)
2007 - La familia P. Luche (capítulo "Sueño de telenovela")
2007 - Bailando por la boda de mis sueños (Jurada)
2006 - La hora pico (Edith Adventure)
2005 - Bailando por un sueño (Jurada)
2004 - La hora pico
2003 - XHDЯBZ - Romero y Chulieta
2000 - Al fin de semana – Calzón salvaje
1999 - Otro rollo – Tarzán el más mono
1991 - El descuatizador


SEUS PRÊMIOS

PRÊMIOS TVYNOVELAS

2007 - Melhor atriz antagônica (Mundo de feras)
1994 - Melhor atriz protagônica (Coração selvagem)

PRÊMIOS PEOPLE

2009 - Melhor atriz protagônica (Doña Bárbara)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

As personagens gêmeas em telenovelas

A aparição de irmãos gêmeos em telenovelas, ou, mais comumente, irmãs gêmeas, é digna de uma análise sociológica. Poucas vezes, os irmãos gêmeos se apresentam como personagens normais, com problemas do cotidiano, na maioria das vezes, a atuação tende a realçar os dotes interpretativos de um determinado ator ou atriz para que possamos notar a diferença existente entre eles. Pode-se observar os seguintes aspectos:

As pobres gêmeas têm a infelicidade de não poderem viver juntas, por motivos diversos que, habitualmente, as separam ao nascer. Cada uma viverá com uma família diferente, que raramente serão de níveis sociais similares.

É de costume a dualidade extrema: uma é boa e a outra má ou uma crescerá pobre e a outra rica.

Sempre se encontram no momento e lugar mais improváveis, sendo que até aquele instante sempre viveram na mesma cidade toda a vida.

Curiosamente, quando se encontram sempre se estranham entre si por se parecerem tanto, e se perguntam milhares de coisas sem sentido.

Quase que em 90% dos casos, as irmãs gêmeas acabam se apaixonando pela mesma pessoa, por pura casualidade, e, inacreditavelmente, o afortunado em questão poucas vezes nota a diferença, nem sequer a voz ou a forma de ser totalmente diferentes de ambas.

Como quase sempre neste tipo de interpretação a mesma atriz ou ator é quem fará os dois papéis, várias horas de cabeleireiros e mudança de roupa se fazem necessárias para se poder diferenciar as personagens.

A seguir, algumas de muitas novelas em que foram apresentadas ao público a vida de alguns irmãos ou irmãs gêmeas, nas quais pôde-se encontrar também atuações duplas ou triplas:


A USURPADORA: Gabriela Spanic, que realmente tem uma irmã gêmea, apresentou nesta novela uma dose de sua sobreatuação com uma faceta cara-de-pau, interpretando Paola e Paulina, duas gêmeas separadas no nascimento e que não sabiam da existência uma da outra. Paola, casada com Carlos Daniel é entediada e não lhe agrada seu casamento. Ao conhecer Paulina e ao perceber o quão idênticas são, maquina um plano para que esta a substitua, podendo assim ficar livre de seu casamento e poder fugir com seu amante. Como sabem, Paulina acaba se apaixonando por Carlos Daniel quem a corresponde.

KASSANDRA: Coraima Torres e Osvaldo Ríos protagonizaram esta telenovela de 1992, porém, exibida no Brasil somente em 2000, que bateu recordes como a telenovela mais vendida da história, sendo exibida em mais de 128 países. Ambientada no mundo do circo, Kassandra se apaixona de Luis David, sem imaginar as intenções do irmão gêmeo deste, chamado Inácio, que deseja se apoderar da fortuna de Kassandra, que é uma rica herdeira sem saber disso.

A OUTRA: Yadhira Carrillo também teve que interpretar duas sósias, e com bastante acerto. Neste caso, uma era boa e humilde e a outra ambiciosa e caprichosa, que viviam em ambientes sociais diferentes. Seus nomes também eram parecidos Cordélia e Carlota. O galã do qual se apaixonavam era Álvaro, interpretado por Juan Soler.

LAÇOS DE AMOR: Lucero também interpretou nesta novela de 1996, e que foi exibida no Brasil dez anos depois, Maria Guadalupe, Maria Fernanda e Maria Paula, trigêmeas idênticas, porém, com personalidades muito distintas, cujos pais faleceram em um acidente automobilístico quando estas eram pequenas e viajavam juntas. Para incrementar a trama, uma das gêmeas era cega.

MUNDO DE FERAS: Aqui, César Évora interpreta dois irmãos, Gabriel e Damião, gêmeos idênticos que foram separados ao nascer e tornam-se inimigos mortais. Gabriel cresce rodeado de luxos e muito amor de seus pais adotivos. Já Damião, cresce em um ambiente pobre, praticamente abandonado, sofrendo bastante. Tanto sofrimento faz com que ele se volte para o crime. No Brasil, esta novela foi drasticamente picada, alegando-se a falta de audiência que obteve.