segunda-feira, 1 de julho de 2019

Band anuncia a estreia de Ouro Verde


Com estreia marcada para o próximo dia 15 de julho, a telenovela portuguesa Ouro Verde chega à telinha da Band quebrando uma sequência de dramas turcos que vinham sendo exibidos desde 2015 na faixa nobre reservada para a teledramaturgia do canal do Morumbi. Produção da Plural Entertainment, lançada em 2017 pelo canal TVI de Portugal, Ouro Verde leva a assinatura do produtor José Zetré e da autora Maria João Costa.

Vencedora do Emmy Internacional como a melhor telenovela de 2018, o folhetim estrelado por Diogo Morgado, Joana de Verona, Luís Esparteiro, Ana Sofia Martins e Sílvia Pfeifer conta com belíssimas locações de Portugal e do Brasil, além de cenas rodadas em Madri, na Espanha, e em Genebra, na Suíça, locais que servem de cenário para contar uma história de vingança, livremente inspirada no romance francês O Conde de Montecristo, escrito por Alexandre Dumas.

Ao ritmo de Casava de Novo, canção do sertanejo Daniel, Ouro Verde traz um elenco diferenciado e alguns rostos brasileiros já conhecidos do público, como Gracindo Júnior, Zezé Motta, Úrsula Corona, Maria Ribeiro, Bruno Cabrerizo e Adriano Toloza. Apesar de ser em língua portuguesa, a atração segue em processo de dublagem em São Paulo, devido à diferença de sotaques entre Portugal e Brasil. Apenas os atores brasileiros permanecerão com suas vozes originais.

Ainda que pareça estranho, esta não é a primeira vez que uma telenovela portuguesa é transmitida por aqui com dublagem brasileira. A própria Band transmitiu em 2004 as produções Olhos d'Água e a primeira temporada de Morangos com Açúcar, ambas da TVI e com dublagem paulista. Outra emissora brasileira que também se aventurou em folhetins de Portugal foi a extinta TV JB, em 2007, com a curta exibição de Coração Navegador, série luso-brasileira originalmente intitulada Segredo, onde atores portugueses também eram dublados por brasileiros. A produção da Stopline Filmes, Accorde Filmes e RTP1 infelizmente saiu do ar após a exibição de 15 capítulos, de um total dos 60 previstos. E também a TV Brasil, que levou ao ar em 2011 a minissérie Equador, ficção histórica produzida originalmente pela TVI, em 2008, com dublagem brasileira.

O elenco de Ouro Verde ainda reúne nomes como Paulo Pires, Sílvia Rizzo, Rui Mendes, Nuno Pardal, Dina Félix da Costa, Pedro Carvalho, Rodrigo Paganelli, Mónica Duarte, João Correia, Júlia Palha, Nuno Homem de Sá, Susana Arrais, Pedro Hossi, Daniela Melchior, Fredy Costa, Sofia Escobar, Fernando Pires, Ema Melo, Manuela Couto, Inês Nunes, Vítor D’Andrade, Sofia Grillo, Mafalda Marafusta, Sofia Nicholson, Diogo Branco, José Wallenstein, Ângelo Torres, Pedro Lamares, Adriano Toloza e Cassiano Carneiro, além dos talentos mirins Dylan Miguel, Gonçalo Oliveira e Sofia Franco.

A estreia de Ouro Verde acontece na Band no dia 15 de julho, às 20h20, em substituição ao drama turco Minha Vida, que encerra sua exibição em sua segunda temporada.


SINOPSE

Diogo Morgado
Jorge Monforte (Diogo Morgado) é dono do império Ouro Verde no Brasil, um dos líderes mundiais no mercado agropecuário. Bilionário, acaba de adquirir uma importante participação no Banco Brandão Ferreira da Fonseca (BBFF), uma empresa familiar liderada pelo poderoso banqueiro português Miguel Ferreira da Fonseca (Luís Esparteiro), conquistando um assento no restrito conselho de administração da instituição.

A novidade não é bem acolhida na família de banqueiros, que suspeita das reais intenções daquele estrangeiro. O que não passa pela cabeça de ninguém é que Jorge Monforte seja a nova identidade de Zé Maria Magalhães, dado como morto há 15 anos, que volta agora para fazer justiça pela morte da sua família. João Magalhães (Paulo Pires), o seu pai, era diretor financeiro do BBFF quando rebenta um escândalo que envolve o banco num complicado esquema de fraude e desvio de capital.

João é usado como bode expiatório ao ser acusado do golpe. Começa a ser investigado e o seu nome é ridicularizado nos jornais. Para se defender, João ameaça Miguel, garantindo que denuncia todos os esquemas sujos do banco se não o tirarem daquela situação e Miguel percebe que, vivo, ele é uma bomba-relógio.

É assim que um assassino é enviado a sua casa para simular um suicídio. Acontece que a sua família, que tinha saído, por azar, volta atrás, surpreende a cena e acaba morta, com exceção de Zé Maria que, miraculosamente, sobrevive. Depois de seis meses em coma, Zé Maria acorda. Mas está muito confuso sobre a noite fatídica. Miguel, ao saber do ocorrido, fica apreensivo, com medo que ele se lembre de algo que o possa comprometer e finge-se preocupado com o rapaz.

Quando Zé Maria decide retomar a sua vida, procura Miguel para arranjar trabalho e cruza-se com o assassino da sua família, que não identifica de imediato. Nesse mesmo dia, esbarra ainda com Bia Ferreira da Fonseca (Joana de Verona), sem saber que ela é filha de Miguel. Há amor à primeira vista, mas Zé Maria tem outras preocupações, pois a sua memória volta, ele junta as peças e percebe que Miguel é o mandante do crime odioso que matou toda a sua família.

Joana de Verona
Rapidamente, percebe que corre risco de vida e decide fugir, mas não sem quase ser morto de novo pelo assassino e, por um acaso da vida, ser salvo por Bia. Zé Maria acaba por passar uns dias com ela, apaixonam-se perdidamente um pelo outro, até que o rapaz é mesmo obrigado a fugir para longe e parte para o Rio de Janeiro. Os dois sofrem muito com a separação.

Já no Brasil, Zé Maria é roubado e fica sem o contato de Bia, perdendo-a de vista. É no Rio de Janeiro, num ímpeto de coragem, que Zé Maria acaba por salvar de uma situação de perigo Januário Cavalcantti (Gracindo Júnior), um importante coronel com vastas propriedades na região da Amazônia. Este encontro improvável vai mudar a sua vida, pois este homem, uns meses depois, vai acolhê-lo e ajudá-lo, dando-lhe trabalho como peão na fazenda.

A relação entre os dois vai crescer e, quando o coronel morre, Zé Maria, agora já com uma nova identidade, Jorge Monforte, herda toda a fortuna. Anos depois, mais poderoso do que nunca, graças ao crescimento do negócio do gado e da soja, e já com uma posição de peso no BBFF, Jorge decide que chegou à altura de voltar a casa e acertar contas com o passado. A sua família tem de ser vingada.

Jorge quer limpar o nome do pai e fazer justiça por toda a família que morreu. Quer ver Miguel Ferreira da Fonseca na miséria, com o nome manchado nos jornais. Os dados estão lançados quando Jorge é chamado de urgência a uma das suas fazendas, onde ocorre um forte protesto ambiental contra o grupo Ouro Verde.

Entre os manifestantes, Jorge identifica Bia, hoje ativista ambiental, que não via há 15 anos, supostamente um assunto arrumado na sua vida. O coração de Jorge dispara ao vê-la e ele percebe que aquela paixão está longe de estar acabada. Agora como vai ele resolver o fato dela ser filha do homem que está prestes a destruir? Isso é algo que ela pode nunca lhe perdoar, porque a verdade é que, se Jorge destruir a família Ferreira da Fonseca, de alguma forma, fará com Bia o mesmo que o banqueiro fez com Jorge, no passado.

Confira a chamada de estreia de Ouro Verde, na Band:



Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: