quinta-feira, 25 de julho de 2019

Os dubladores de Ouro Verde



Reconhecida pelo Emmy Internacional como a melhor telenovela em 2018, a trama portuguesa Ouro Verde, produzida pela Plural Entertainment originalmente para o canal TVI de Portugal, foi ao ar de janeiro a outubro de 2017, conquistando o título de telenovela mais vista da TVI dos últimos tempos. Assinada pelo produtor José Zetré e pela autora Maria João Costa, a história livremente inspirada no romance francês O Conde de Montecristo, escrito por Alexandre Dumas, é ambientada em Portugal e no Brasil e apresenta os atores Diogo Morgado, Joana de Verona, Luís Esparteiro e Sílvia Pfeifer no eixo de um drama familiar desencadeado após o assassinato de uma família, alvo de um banqueiro ambicioso e implacável, e de um jovem que consegue se salvar, muda de identidade, de país e se torna fazendeiro e agora se divide entre o amor pela filha do seu algoz e um plano de vingança. Recém-lançada no Brasil, pela Band, Ouro Verde ganhou tema de abertura e vozes diferentes para sua exibição nacional. Para melhor compreensão do público, os diálogos de atores portugueses foram dublados para o português brasileiro, devido à variação linguística entre os dois países e ao sotaque do português lusitano. Ainda assim, alguns atores brasileiros também ganharam novas vozes, como resultado de uma adaptação dos diálogos para o contexto da história. A versão dublada é uma produção dos estúdios da Universal Cinergia Dubbing, realizada em São Paulo sob a direção artística de Luciene Andreotti e Ricardo Vasconcelos. Na sequência, conheça os nomes dos principais dubladores que Ouro Verde.


Felipe Zilse: Diogo Morgado (José Maria Magalhães / Jorge Monforte)

Priscila Franco: Joana de Verona (Bia Ferreira da Fonseca)

Armando Tiraboschi: Luís Esparteiro (Miguel Ferreira da Fonseca)

Adriana Pissardini: Sílvia Pfeifer (Mônica Brandão Ferreira da Fonseca)

Lucas Gama: Pedro Carvalho (Tomás Ferreira da Fonseca)

Bruno Marçal: Rodrigo Paganelli (Salvador Ferreira da Fonseca)

Alexandre Marconato: Nuno Pardal (Antônio Ferreira da Fonseca)

Angélica Santos: Dina Félix da Costa (Rita Ferreira da Fonseca)

Carlos Campanille: Rui Mendes (José Ferreira da Fonseca)

Flora Paulita: Mónica Duarte (Mafalda Ferreira da Fonseca)

Dlaígelles Riba: Adriano Toloza (Eduardo “Edu”)

Alessandra Merz: Ana Sofia Martins (Vera Andrade)

Priscila Ferreira: Sofia Escobar (Inês Santiago)

Michel Di Fiori: Fernando Pires (Gonçalo Santiago)

Luiz Carlos de Moraes: Gracindo Júnior (Januário Cavalcantti)

Luiz Antônio Lobue: Nuno Homem de Sá (Otelo Monteiro)

Isabel de Sá: Manuela Couto (Amanda Nascimento)

Marcelo Pissardini: José Wallenstein (Joaquim Fernandes)

Cecília Lemes: Sofia Nicholson (Judite Sampaio)

André Sauer: Vitor D’Andrade (Lúcio Sampaio)

Amazyles de Almeida: Sofia Grillo (Paula Sampaio)

Kandy Kathy Ricci: Mafalda Marafusta (Cátia Sampaio)

Felipe Grinnan: Pedro Hossi (Hadjalmar “Hadja” Andrade)

Márcia Regina: Susana Arrais (Jéssica Andrade)

Gabriela Milani: Daniela Melchior (Cláudia Andrade)

Gabriel Noya: Fredy Costa (Tiago Andrade)

Maíra Paris: Úrsula Corona (Valéria Scarpa)

Fábio de Castro: Eduardo Gaspar (Josildo)

Rodrigo Nanal: Cassiano Carneiro (Edson)

Thiago Longo: Bruno Cabrerizo (Laurentino da Silva)

Sérgio RufinoÂngelo Torres (Padre Sebastião)

Melissa Lucena: Inês Nunes (David / Catarina Nascimento)

Patt Souza: Fernanda Diniz (Jaciara)

Monalisa Capella: Dylan Miguel (Henrique Silva)

Paulo Ávila: Paulo Pires (João Magalhães)

Karen Ramalho: Sílvia Rizzo (Madalena Magalhães)


terça-feira, 9 de julho de 2019

Senhor dos Céus ganha reprise nas madrugadas da Band


Sem qualquer divulgação, a Band deu início na segunda-feira, dia 1° de julho, à reprise da supersérie Senhor dos Céus (El Señor de los Cielos), produção da Telemundo que volta agora diariamente às madrugadas da emissora a partir de sua primeira temporada.

Exibida anteriormente pelo canal do Morumbi, a primeira temporada de Senhor dos Céus estreou em março de 2018 e foi ao ar semanalmente, sempre às quintas-feiras, totalizando 34 episódios duplos. Em sua reprise, a atração retorna à programação de segunda a sexta-feira, logo após o Jornal da Noite, por volta de 00h40.

Ficção inspirada na vida real do narcotraficante mexicano Amado Carrillo Fuentes, narrada pelo escritor Andrés López López no livro que dá nome à série, Senhor dos Céus foi lançada em 2013 e segue os passos do personagem Aurelio Casillas (Rafael Amaya), em sua odisseia a fim de tornar-se o maior narcotraficante do México nos anos 90 e o único capaz de ocupar o lugar de Pablo Escobar em toda a região. 

Vencedora na estreia da categoria de “Melhor programa no horário nobre em língua não-inglesa” dos Prêmios Emmy Internacional, em 2014, logo após a exibição de sua segunda temporada, atualmente a série gravada no México é anunciada nos Estados Unidos para sua sétima temporada.

O elenco principal conta ainda com nomes como Ximena Herrera, Fernanda Castillo, Carmen Villalobos, Gabriel Porras, Raul Méndez, Mauricio Ochamann, Lisa Owen, Ruy Senderos, Robinson Díaz e Sara Corrales.

Realizada pela Telemundo em parceria com a produtora Argos Comunicación, do México, e Caracol Televisión, da Colômbia, a primeira temporada de Senhor dos Céus leva a assinatura de Marcela Mejía, Martha Godoy e Joshua Mintz.

sábado, 6 de julho de 2019

Os personagens de Ouro Verde


JORGE MONFORTE / JOSÉ “ZÉ” MARIA MAGALHÃES (Diogo Morgado)

É brasileiro, proprietário do grupo Ouro Verde, que inclui milhares de hectares na Amazônia, e um dos maiores produtores de soja e de gado do continente americano. É um homem frio, severo, pouco dado a emoções. Não dá confiança a ninguém e analisa bem o caráter de uma pessoa antes de admiti-la no seu círculo restrito. O que ninguém sabe é que Jorge Monforte é a nova identidade de Zé Maria Magalhães, o filho de um ex-diretor financeiro do BBFF, português, e que está de volta à pátria com um único intuito: vingar-se.

Há quinze anos, na sequência de um escândalo financeiro envolvendo o BBFF, o seu pai, a sua mãe e o seu irmão mais novo foram mortos a tiro por ordem de Miguel Ferreira da Fonseca. Zé Maria também foi atingido, mas, depois de passar seis meses em coma, acordou e conseguiu fugir para Madri, onde foi ajudado por Bia - por quem se apaixonou sem suspeitar que ela era filha do carrasco da sua família. Mas o assassino continuava foragido e Zé Maria fugiu para o Rio de Janeiro onde simulou o seu próprio funeral.

Apesar do sucesso que obteve além-mar, Jorge nunca esqueceu o passado e elaborou um plano de vingança. O que Jorge não esperava enquanto planejava a humilhação e desgraça dos Ferreira da Fonseca era descobrir que Bia é filha de Miguel. Inicialmente a descoberta foi um choque, mas Jorge rapidamente se convenceu de que os sentimentos não podiam turvar o seu raciocínio. Mas quando por um acaso do destino Bia aparece à porta de sua casa, na Amazônia, os alicerces de Jorge estremecem. Será que, sabendo que ela sofrerá as consequências, Jorge conseguirá manter-se fiel aos seus planos de vingança?



BIA FERREIRA DA FONSECA (Joana de Verona)

É uma ativista respeitada, fundadora e presidente da Mundo Verde, uma organização não governamental de defesa do ambiente. É também a filha preferida de Miguel Ferreira da Fonseca. Apesar da ligação especial com o pai, Bia preza a sua independência e faz questão de ver o seu valor reconhecido não por ser filha de quem é, mas sim em virtude do seu trabalho. É uma idealista inconformada, acredita que as gerações anteriores arruinaram o planeta e, sabendo que é privilegiada, sente a responsabilidade de contribuir para um mundo melhor.

É uma pessoa alegre e bem-disposta e entrega-se de forma abnegada aos outros. Bonita e elegante, desde nova se habituou a ser alvo da cobiça de rapazes da sua idade e até mais velhos. Porém, nunca lhes deu muita bola. A única exceção foi Zé Maria Magalhães, que até hoje relembra como aquele que poderia ter sido o amor da sua vida. Os dois viveram uma relação breve, mas intensa, a qual foi abruptamente interrompida quando este teve de fugir para o Brasil para evitar ser morto. Desde que embarcou ele a contatou apenas uma vez e depois desapareceu completamente. Bia nunca deixou de pensar nele e guarda um misto de mágoa e preocupação por ele ter deixado de procurá-la.



VERA ANDRADE (Ana Sofia)

É prima de Hadja e irmã de Tiago e Pedro. É chef de cozinha e trabalhou durante anos num restaurante no Rio de Janeiro, onde conheceu Jorge Monforte. Vera e Jorge viveram um romance intenso durante aproximadamente dois anos, até ela perceber que, embora Jorge fosse o homem da sua vida, talvez o inverso não fosse verdade. De coração partido, Vera mudou-se para Paris, e mais tarde para Lisboa, onde atualmente é chef e proprietária do novo restaurante da moda, um flexitariano que leva o seu nome: Vera. O reencontro com Jorge Monforte em Lisboa vai trazer à tona os fantasmas do passado e Vera percebe que o amor que sente por ele não passou, apesar do tempo que estiveram separados.



MIGUEL FERREIRA DA FONSECA (Luís Esparteiro)

É banqueiro, mas, durante muito tempo, não foi isto que imaginou fazer. Queria ser tenista profissional. Teve uma educação muito rigorosa, formal. Foi essa mesma educação que transmitiu aos três filhos. Foi muito amado pela mãe, mas a relação com o pai foi sempre fria, distante. Os pais não tinham um casamento feliz. Hoje, é presidente do BBFF, lugar anteriormente ocupado pelo pai, José, que apesar de se ter retirado ainda dá opiniões sobre o banco e as decisões de Miguel. Isso é uma fonte de atrito entre os dois. A relação com o irmão mais novo, Antônio, também não é pacífica.

É um homem invulgarmente inteligente. Acha-se mais inteligente do que o comum dos mortais e, de fato, é. Conhece muita gente, mas amigos tem apenas um: Otelo, o seu advogado. Espera que Mônica seja igual à sua mãe: submissa. E que sirva os interesses da família e, sobretudo, os do banco. Mônica pensa de maneira diferente e não abdica da sua carreira: é médica num hospital público. O casamento deles vai de mal a pior.

Miguel gosta de mulheres bonitas, tem e sempre teve amantes. Não é dado a devaneios, é um homem prático, frio, que tem sempre um ar preocupado, como se a economia do mundo fosse responsabilidade sua. É o chefe da família e exerce esse poder com mão de ferro. É egoísta, vingativo, implacável. Lida muito mal com a derrota.



MÔNICA FERREIRA DA FONSECA (Sílvia Pfeifer)

É médica pediatra num hospital público e a medicina é a sua grande paixão. Filha única de Guilherme e Mafalda de Sousa, herdou uma enorme fortuna quando os pais morreram num acidente de carro. O pai era um dos sócios do BBFF. Tal como o marido, Miguel, teve uma educação rigorosa, formal, mas a relação com os pais era muito afetuosa. Casou-se muito cedo com Miguel, pouco depois dos pais terem morrido, em busca da família que tinha perdido.

Tem quatro filhos: Beatriz, Tomás e os gêmeos Salvador e Mafalda, de quem gosta muito, embora tenha uma relação muito tensa com Bia, que a acusa de ser uma mãe ausente, de passar mais tempo no hospital do que em casa. Mônica é uma mulher inteligente e trabalhadora, mas pessimista. Acredita em Deus, mas não acredita na humanidade. Acha que o dinheiro público é mal gerido. Curiosamente, nunca sentiu necessidade de questionar a gestão que o seu marido tem levado a cabo no banco.

A ausência de amor no casamento é a sua grande desilusão. E isso transformou-a, tornando-a naquilo que é hoje: uma mulher com baixa autoestima, que não acredita em si própria, que aceita a sua vida como uma fatalidade contra a qual não vale a pena fazer nada. É constantemente humilhada pelo marido, em pequenas coisas, e isso a tortura. Ainda não desistiu da ideia de um dia poder viver um grande amor, mas vive de forma tão acomodada no seu casamento que isso lhe parece apenas uma miragem distante. Não tinha como imaginar que a vida previsível que levava poderia mudar tanto de um dia para o outro, fazendo-a questionar tudo aquilo em que acreditava.



TOMÁS FERREIRA DA FONSECA (Pedro Carvalho)

É o segundo filho de Miguel e Mônica Ferreira da Fonseca. É diretor de marketing do BBFF. Está a ser preparado para um dia suceder ao pai na liderança dos destinos do banco. Bonito e atlético, sempre chamou a atenção do sexo oposto. Porém, ainda não apareceu uma mulher que o arrebatasse. No fundo, Tomás é um eterno apaixonado. Ama mais o amor em si do que a própria pessoa amada. Vive intensamente cada paixão, mas para ele o amor é eterno só enquanto dura.

Gosta mais da conquista do que da monotonia de uma relação garantida. Precisa sentir alguma coisa em risco para se manter interessado, por isso prefere aquelas mais difíceis, que lhe dão para trás e não entregam tudo de uma vez. É honesto, genuíno, mas extremamente volátil nos seus sentimentos. Sonha encontrar uma mulher que o preencha. Alguém que o desafie e que não o deixe relaxar. Que o obrigue a andar sempre com a guarda em cima. A sua vida muda quando conhece Catarina.



SALVADOR FERREIRA DA FONSECA (Rodrigo Paganelli)

É o filho mais novo de Miguel e Mônica. É um intelectual: sonha ser pianista de jazz. Estuda música no Conservatório e ambiciona mudar-se para Nova Iorque para fazer estudos mais avançados. Mas a mudança que a sua vida leva, quando sofre um acidente grave, é como uma bomba atômica para ele, que se vai sentir totalmente perdido e sem um sentido para a sua vida. A perda da sua irmã gêmea também será um duro golpe para ele. Salvador terá que se reinventar e, para isso, precisa encontrar uma força que nem ele sabia ter.



MAFALDA FERREIRA DA FONSECA (Mônica Duarte)

É filha de Miguel e Mônica Ferreira da Fonseca, irmã de Bia e Tomás, e gémea de Salvador. Tal como o irmão gémeo, Mafalda estuda música no conservatório. Herdou da mãe a paixão pelo canto, e sonha tornar-se num soprano de nível mundial. É bem-disposta e extrovertida. Funciona quase como o lado lunar de Salvador, que é mais introspetivo e intelectual. Mafalda tem uma boa relação com os pais, mas sobretudo com a mãe. É uma miúda cheia de sonhos e de alegria de viver, que vai ver a sua vida mudar de um dia para o outro devido à maldade que a rodeia.



ANTÔNIO FERREIRA DA FONSECA (Nuno Pardal)

É administrador do BBFF e irmão mais novo de Miguel Ferreira da Fonseca. Antônio e Miguel foram inseparáveis durante a infância e a adolescência. O percurso dos dois foi em tudo semelhante e a relação entre ambos inabalável até o dia em que Antônio se viu preterido pelo pai, que escolheu Miguel para lhe suceder na liderança dos destinos do banco. Nesse momento, a relação entre os dois esfriou um pouco, mas com o tempo Antônio conformou-se, pois no fundo sabe que escolha do pai teve uma razão de ser. É que apesar de ser uma mente brilhante, sobretudo no que toca ao raciocínio matemático, Antônio tem um problema: é obsessivo-compulsivo.

Desde a adolescência que é viciado em cigarros, café e anfetaminas (que usava para estudar), e no início da idade adulta, no frenesi dos anos 90, tornou-se viciado em cocaína. Depois de ter andado dentro e fora de uma clínica de desintoxicação, hoje está livre destes vícios, mas apesar disso não consegue evitar que a família olhe para ele com certa desconfiança. Secretamente ele sabe que têm razão: ele agora tinha um novo vício: o jogo. Rebelde, casou com Rita sem nunca revelar onde realmente a conheceu, coisa que ela sempre escondeu de todos. A mulher nunca gostou dele, viu antes nele a oportunidade de uma vida melhor. Antônio hoje já não sente mais nada por ela, mas foi ensinado que pessoas como eles não se divorciam. Contudo, o tempo lhe ensinará que nunca é tarde para ser feliz.



RITA FERREIRA DA FONSECA (Dina Félix da Costa)

É uma mulher bonita, mãe de Bernardo e Sancha. Ambiciosa, tem uma enorme paixão pelo cunhado, Miguel, de quem foi amante quando ainda namorava Antônio Ferreira da Fonseca, com quem viria a se casar. Continuaram amantes mesmo depois de Rita casar-se com Antônio. É manipuladora e dissimulada e gosta muito de dinheiro. Não se sente muito segura na posição que ocupa na família porque é casada com separação de bens. Gasta muito dinheiro em roupa, viagens, joias, em bruxas e videntes.

Rita gosta muito do filho, que é o favorito, mas é bastante manipuladora para que esse amor seja completamente maternal. Ela sonha que ele possa disputar a presidência do banco na geração seguinte, se o frouxo do seu marido não for capaz de enfrentar o irmão no presente. Basicamente, ela gosta de enfrentar e provocar Miguel, que nunca a quis assumir e sempre a usou e jogou fora, apesar de ele ter sido o único homem que amou de verdade. O sexo com o marido não corre bem e Rita anda totalmente carente. Adora olhar para homens mais jovens e flertar com eles. Isso a faz sentir-se jovem e desejada.

É impulsiva, voluntariosa, imprevisível e tudo isso a prejudica. Não tem amigos, apesar de achar que Inês, de quem fala mal sempre que pode, é sua amiga, embora a desvalorize na frente dos outros. Rita acha que as pessoas se medem pelo dinheiro e poder que têm, logo, Inês não a interessa para a lista de gente importante, apesar de ser a melhor amiga de Bia, pois não tem onde cair morta. Rita está é longe de imaginar que uma mulher como Inês pode vir a despertar o interesse do seu próprio marido, Antônio, o que vai lhe trazer muitas inseguranças.



BERNARDO FERREIRA DA FONSECA (João Correia)

É filho de Rita e Antônio Ferreira da Fonseca e irmão de Sancha. Todos acham que herdou o mau feitio da mãe por ser bastante mimado, no sentido em que está habituado a ter o que quer. Quando cruza com Cláudia, filha de Hadja, percebe que, pela primeira vez, se esbarrou com algo, no caso alguém, que não poderia ser seu, pois ela namora com o seu primo Salvador. Mas Bernardo sabe esperar: aquela garota precisa ser sua. Quando ele começa a acreditar que Cláudia finalmente caiu em sua rede, a vida dá uma guinada e ele fica completamente alterado com isso, mostrando a sua verdadeira natureza.



SANCHA FERREIRA DA FONSECA (Júlia Palha)

É filha de Antônio e irmã mais nova de Bernardo. Estuda marketing, acabou de entrar na universidade. Podia ser boa aluna, mas é só uma aluna média porque tem pouca paciência para ficar horas estudando. Tem muitos amigos, adora festas e desde muito cedo que gosta de encher o copo. Tem uma relação conflituosa com os pais, está sempre brigada com um deles. Ninguém tem grande controle sobre a vida de Sancha. Apesar de ter a mente aberta, Sancha tem princípios sólidos e vai saber defendê-los, mesmo nas alturas em que ninguém parece muito disposto a acreditar nela.



JOSÉ FERREIRA DA FONSECA (Rui Mendes) 

É banqueiro e o patriarca da família Ferreira da Fonseca. É um homem de princípios, mas não é um santo. É viúvo de Eduarda com quem não teve um casamento feliz, a relação era formal e Eduarda lhe foi infiel. José também não era um marido exemplar. A única mulher que amou verdadeiramente foi Amanda Nascimento, que começou por ser sua amante, ainda muito nova. José levou-a para o BBFF, como secretária, e a jovem revelou-se uma funcionária eficiente.

Acredita em Deus porque um homem precisa acreditar em qualquer coisa para se distinguir dos animais. Mas não é religioso. Vai à missa porque isso é um ritual que é preciso cumprir, faz parte de uma estrutura social em que acredita: as elites devem dar o exemplo. É muito amigo do padre Sebastião, com quem joga xadrez todas as semanas. É um homem da finança clássica, que fez crescer o banco que o seu pai fundou a partir de uma pequena casa de câmbios. A nova finança é uma abstração que lhe desagrada profundamente: mercados, fundos, bolhas. Odeia isso tudo, não gosta da finança virtual.

Quando ficou doente cedeu o lugar a Miguel, o filho mais velho, embora saiba que Antônio, o mais novo, seria o mais indicado: é mais inteligente e mais “financeiro”, com uma visão dos negócios mais próxima da sua. Foi um pai distante e um marido frio, nessa altura estava muito ocupado com o banco. Agora, é um homem de afetos, que adora os netos, que olha com bom humor e muita ternura para as ideias ecologistas e veganas de Bia. Tem ainda uma relação especial com Mônica, a nora mais velha, filha do seu sócio e grande amigo, Guilherme de Sousa, que morreu cedo demais.



JOÃO MAGALHÃES (Paulo Pires)

É pai de Zé Maria Magalhães e de Rodrigo e Mariana, frutos do seu casamento com Madalena. A família é superimportante para ele, por quem sempre fez tudo. É o diretor financeiro do BBFF e arrastado para um escândalo financeiro. É conhecido por ser uma pessoa honesta e todos acham estranha a acusação de que é alvo, especialmente a família. Mas João, apesar de normalmente ter bom feitio, não fica sem reação quando o seu nome é colocado em evidência. Se alguém quer “enterrá-lo”, ele não vai morrer sozinho, e ameaça ou chantageia se necessário.




MADALENA MAGALHÃES (Sílvia Rizzo) 

É mãe de Zé Maria Magalhães, de Rodrigo e Mariana, frutos do seu casamento com João. É advogada numa grande sociedade financeira, mas arranja sempre tempo para dedicar aos filhos e amigos, mesmo quando a vida não corre bem. Católica praticante, sempre tentou incutir o gosto pela religião aos seus filhos, por isso oferece a Zé Maria no seu 22° aniversário uma medalha com a imagem do santo do qual é devota, São Jorge, o guerreiro, para protegê-lo dos desafios que poderia vir a sofrer vida afora. É uma mulher dedicada que acredita profundamente em tudo o que o seu marido lhe diz. É a melhor amiga de Amanda, a quem conhece através do marido, já que ambos trabalham no BBFF.



NENÉM (Zezé Motta)

Nasceu na Bahia, na fazenda dos pais de Dona Rosalva. Quando a patroa nova se casou com Januário Cavalcantti e se mudou para a Amazônia, Neném foi com ela. Era ainda uma adolescente. Desde então, tomou conta da cozinha e da casa, mas nunca deixou de ser mãe-de-santo. Hoje, é Neném que manda e desmanda na fazenda Ouro Verde, sobretudo desde que Dona Rosalva morreu. É boa pessoa, tem um coração enorme, onde cabe toda a gente. Gostaria de ter tido muitos filhos, mas só teve uma: Arlete, que era uma cabeça de vento que desapareceu atrás de um caixeiro-viajante. Neném nunca mais soube da filha e chorou por ela como se tivesse morrido.

Dedicou-se a tomar conta do neto, Jamisbrau, fruto de uma relação que Neném condenava. Tal como, anos mais tarde, toma conta de Jorge Monforte, quando o rapaz aparece na fazenda. Não é uma mulher dada a choros, aceita os momentos maus da vida como uma lição que todos temos de aprender. Vendo bem as coisas, não tem de que se queixar, Jorge a trata como uma mãe e Neném tem uma vida com que nunca sonhou. Por vontade do rapaz ela passaria o dia na sala, vendo novelas na televisão. Mas Neném não gosta de estar quieta e continua passando muitas horas na cozinha.



JANUÁRIO CAVALCANTTI (Gracindo Júnior)

Nasceu na Amazônia, numa família de fazendeiros, e herdou grandes propriedades. É um dos maiores proprietários da região. Viúvo, boa pessoa, tem alguns ataques de génio e é autoritário, mas também é generoso quando necessário. Conhece o valor da vida e dos homens e sabe ser justo. Vai ser uma grande ajuda para Zé Maria, dando-lhe uma oportunidade que vai transformar a sua vida.



LAURENTINO DA SILVA (Bruno Cabrerizo)

É um antigo peão na Fazenda Ouro Verde. Quase não foi à escola e, por isso, durante anos não soube assinar o seu nome. Por causa da enorme confiança que Januário Cavalcantti depositava nele, Laurentino estava convencido de que seria o seu herdeiro. A chegada de Jorge Monforte revelou-se uma enorme ameaça para ele e acabou por fazer destes dois inimigos históricos.



HADJALMAR “HADJA” ANDRADE (Pedro Hossi)

É um cantor famoso e dono da Gafieira. Hadjalmar Andrade, mais conhecido por Hadja, nasceu em Angola. Foi por causa da música que se mudou para o Brasil, onde viveu durante uns anos, em Salvador, para poder estudar de perto a influência da música africana na música baiana. Teve sempre a seu lado Jessica, uma portuguesa por quem se apaixonou que além de sua bailarina, se transformou em sua manager.

É um homem esperto, que percebe o potencial da língua portuguesa para a sua carreira. Por isso, decide abrir em Lisboa uma casa noturna a que chama Gafieira, e que é um encontro de culturas de Portugal, do Brasil e de Angola. Como qualquer cantor famoso que se preze, Hadja é egotripado. Nada nele é menos que muito bom. Canta bem, é lindo, tem uma mulher que é um avião, é rico, famoso, charmoso, generoso… e um monte de outras coisas. É tudo isso, de fato! Embora em maior quantidade que o comum dos mortais. As mulheres o adoram e Hadja adora as mulheres, são as suas musas inspiradoras, o mote para a sua música. Adora a sua filha Cláudia, mas não ultrapassou o fato de nunca ter tido um filho rapaz.



JÉSSICA ANDRADE (Susana Arrais)

É esposa, manager e bailarina de Hadja. Nasceu pobre, na periferia de Lisboa, mas decidida a dar a volta por cima em sua vida. Gostaria de ter sido cantora, mas nunca teve uma grande voz. Um dia, Jéssica foi a um casting para bailarina de um tal de Hadja, um cantor que estava dando os primeiros passos, e foi escolhida porque era excelente bailarina, mas também porque Hadja, mal a viu, apaixonou-se por ela.

Jéssica não é uma interesseira, é verdade que gosta de ser rica e mulher de um homem famoso, mas ela ama profundamente Hadja e morre de ciúmes sempre que outra mulher se aproxima do marido. Nessas alturas, faz cenas terríveis, quebra coisas, grita, ameaça se matar e matá-lo. Um exagero! Mas é um gênio do marketing e foi essencial no início de carreira do marido para ele se lançar e tornar famoso, por isso não se sente uma costela do marido, e sabe que conquistou um lugar próprio ao seu lado por direito. Não sabe que o marido está doente, mas notando-o estranho, acredita que ele tem uma amante e anda doida de ciúmes.



CLÁUDIA ANDRADE (Daniela Melchior)

É filha de Hadja e de Jéssica. Adorou a mudança para Lisboa, porque isso lhe permitiu ingressar no conservatório de música, onde, em paz, pode desenvolver o seu talento para o canto. A única coisa que tem em comum com a família é gostarem todos de música, se bem que de gêneros totalmente diferentes. Ela é apaixonada por Salvador, com quem compartilha o gosto pela música, e não aceita que ele tenha se afastado dela por ter sofrido um acidente e se sentir diminuído. Ela não o vê dessa forma, mas com o tempo começa a acreditar que ele não gosta mesmo dela e acaba por namorar com o seu primo Bernardo, que apesar de parecer querido e disponível, não é bem o santo que parece. Quando os pais se zangam, ela é envolvida numa guerra musical entre os dois.



TIAGO ANDRADE (Fredy Costa)

É médico de clínica geral no Hospital Santa Isabel, em Lisboa. Natural de Angola, muito embora tenha feito o curso em Lisboa passou os últimos anos no Brasil, onde trabalhou num centro de saúde da periferia do Rio de Janeiro ao abrigo do programa “Mais Médicos”. Apaixonado por viagens, pelo mar e pelo surf em particular, aquela lhe pareceu uma oportunidade de ouro de conhecer o Brasil, país que sempre o fascinou. Mas nem tudo correspondeu às suas expectativas, pois Tiago foi muito bem recebido pelos pacientes, mas boicotado pelos colegas, que consideravam os médicos estrangeiros uma ameaça. Ainda assim, aguentou dois anos no cargo, e foi no Brasil que conheceu Valéria, uma fisioterapeuta com quem se envolveu.

Tiago não é mulherengo de feitio e gosta de manter uma vida calma. É meigo, gentil e cavalheiro, e não demorou para que Valéria suspirasse de amor por ele. Em contrapartida ela era carinhosa com ele também e tudo parecia ir bem, de modo que, após seis meses de namoro ela começou a fazer planos para casar-se. Porém, quando Tiago tem uma oportunidade para voltar a Portugal nem hesita.



VALÉRIA DE SCARPA (Úrsula Corona)

Brasileira, é fisioterapeuta e foi por isso que conheceu Tiago Andrade, no Rio de Janeiro. Trabalharam juntos e tiveram um caso. Quando Tiago vem para Lisboa, Valéria não se conforma com o afastamento e, meses depois, vem também ela para Lisboa. É uma mulher muito ambiciosa e quer arranjar um marido rico. Na opinião dela, isso de amor é coisa de novela. É ótima profissional, embora não tenha intenção de trabalhar durante muito mais anos.



GONÇALO SANTIAGO (Fernando Pires)

É jornalista e sonha com o sucesso, que tarda em chegar. Na verdade, o que ele busca com o sucesso, além do reconhecimento público, é o dinheiro fácil. É irmão de Inês e tio de Sol. É um bon vivant e adora o sexo feminino, que manipula de acordo com as suas conveniências. Gonçalo sonha ser um jornalista rico e famoso. Por causa disso anda sempre à procura da grande notícia que há de torná-lo uma estrela. Mas nesse caminho, só encontra formas pouco sérias para chegar lá.

Ele é o tipo que não olha os meios para conseguir o que quer. Quando é despedido do jornal onde trabalhava, resolve ir para o Brasil, país que vivia uma fase de grande expansão econômica e onde muitos portugueses estavam tentando a sua sorte. Gonçalo sonhava com um lugar numa grande televisão e já se imaginava fazendo grandes reportagens que seriam premiadas. Mas a vida por lá é bem mais difícil do que pensava. E volta a Lisboa, onde passa a viver na casa da irmã.

Uma série de acasos, o colocam na pista de um furo jornalístico que pode mudar a sua vida. É assim que ele se torna jornalista do jornal sensacionalista Portugal Hoje, que com tão boas reportagens começa a correr o risco de se tornar um jornal sério. Morre de amores por Sol, a sobrinha de oito anos, filha de Inês e, com ela, torna-se irreconhecível. Um tio amoroso e dedicado, que brinca com ela, e faz tudo o que for possível por ela.



INÊS SANTIAGO (Sofia Escobar)

É o braço direito de Bia na associação ambientalista Mundo Verde. Na adolescência, Inês foi namorada de Tomás. Entretanto, viveu com Pedro, o irmão de Vera e Tiago, de quem tem uma filha de 8 anos, Sol. Também tem um irmão, Gonçalo, jornalista, que volta do Brasil, onde diz que teve uma carreira de muito sucesso, embora seja mentira, e vai morar na casa dela. Inês tornou-se vegana muito cedo, porque os pais também já eram veganos. A verdade é que cresceu sem nunca comer produtos animais e isso nunca lhe fez falta.

Fiel aos seus princípios, não vacinou Sol, e alimentou-a sempre como vegana, a partir do momento em que a criança deixou de mamar e passou a comer. Quando a sua filha adoece gravemente, Inês se pergunta onde errou e questiona tudo aquilo em que acreditou até então. Acredita na energia do universo, em tarô, astrologia, runas, almas gêmeas, medicina holística e quântica e outras coisas do gênero. É professora de ioga.



SOL ANDRADE (Ema Melo)

É filha de Inês Santiago e Pedro Andrade, mas vive só com a mãe, os pais se separaram pouco depois de ela ter nascido e o pai, hoje, vive embarcado pelo mundo salvando o planeta. Nunca comeu carne ou peixe, o único leite que bebeu até hoje foi o materno e os iogurtes que come são de soja. A mãe decidiu que Sol é vegana. É uma criança muito querida e inteligente. Uma doença grave vai obrigá-la a passar muito tempo no hospital.



LÚCIO SAMPAIO (Vítor D’Andrade)

É casado com Paula Sampaio e pai de Cátia. Licenciado em direito com uma nota altíssima, abdicou de uma carreira de sucesso como advogado, onde poderia ganhar rios de dinheiro, para ingressar na polícia judiciária. Ele não se via como o tipo de gravatinha que ia para o tribunal defender o grande empresário que tinha roubado milhões; ele se via do outro lado da barricada, como o operacional que andava investigando esses “bandidos” de colarinho branco para poder detê-los.

Lúcio sabe que é um idealista, mas acredita que só se o sistema tivesse gente destemida e desinteressada como ele, é que se poderia recuperar o equilíbrio entre as classes. Lúcio é muito honesto e despreza qualquer tipo de corrupção. Dentro da PJ, ao longo dos anos, ganha fama de incorruptível. O caso da morte dos Magalhães é a sua pedra no sapato. Nunca achou aquela história bem contada e nunca desistiu de encontrar o culpado, mas o caminho foi lhe colocando diferentes obstáculos e apagando provas. Até hoje não sabem quem ordenou o crime. Mas sempre manteve a suspeita de haver uma ligação entre esse crime e o BBFF. Tem uma relação difícil com a mulher e a filha, que sonham com um tipo de vida completamente diferente daquela que ele pode lhes proporcionar.



PAULA SAMPAIO (Sofia Grillo)

É gerente de contas private premium no BBFF, mas o que tem não a preenche. Paula quer mais, precisa de mais. Não nasceu em berço de ouro e desde pequena que o seu grande sonho é ser rica. Foi com isso em mente que, ainda na faculdade, casou-se com Lúcio, jovem de origens humildes como ela, mas que estava lançado para chegar longe, muito longe. Era extremamente bonita e ainda jovem lançou-se numa carreira de modelo, tendo chegado a alcançar o segundo lugar num concurso de Miss Portugal.

Contudo o destino a mudou duplamente, primeiro quando engravidou de Cátia, pois o seu corpo nunca recuperou as medidas originais, e depois quando Lúcio, que parecia ter tudo para se tornar um proeminente advogado de negócios, decidiu largar o curso de direito e concorreu à polícia judiciária. Paula tentou dissuadi-lo, fazendo com que visse o que estava abdicando para o futuro de Cátia, mas Lúcio deixou claro que não seria um escravo do sistema capitalista, e só voltou à faculdade para concluir o curso com o objetivo de progredir na carreira dentro da PJ. Aquele momento marcou a vida de Paula, que ali e então soube que o marido jamais seria aquilo que sonhou. Apesar de desbocada e de por vezes parecer um pouco “cabeça no ar”, Paula é engenhosa e tenaz e não desiste diante da primeira adversidade. Ainda há tempo para conseguir tudo aquilo com que sonhou.



CÁTIA SAMPAIO (Mafalda Marafusta)

É filha de Paula e Lúcio Sampaio e sonha com a vida dos famosos: ela gostaria de ser modelo ou atriz, já que tem look para isso. É uma menina bonita, fotogênica, sempre com o estilo da moda. Mas não é a mais inteligente das pessoas, sendo, além disso, bem preguiçosa. Foi a mãe quem lhe colocou estas ideias na cabeça, o que é causa permanente de conflito com o pai. Ela acha que um dia alguém vai simplesmente olhar para ela, descobrir o seu talento e lhe dar uma oportunidade.

Como sonha com uma vida fácil e cheia de glamour, planeia arranjar um namorado rico e, de preferência, famoso. Mas como homens ricos não caem do céu, enquanto aguarda que isso aconteça vai trabalhando aqui e ali, por imposição do pai, já que ela largou os estudos. Vai ser o trabalho que ela arranja na Gafieira que vai despertá-la para o seu caminho de estrela.



JUDITE SAMPAIO (Sofia Nicholson)

Começa por estar desempregada e depois arranja um trabalho como cozinheira. É mãe de Sérgio e irmã de Lúcio. Durante anos, foi secretária de redação de vários jornais e teve uma vida bastante confortável. O marido era empresário. Mas um dia fugiu e a deixou com dívidas, sabendo que estava sem emprego e deprimida. Judite terá que dar uma grande volta na sua vida e começar uma nova profissão. Será o seu talento para a cozinha, assim como o encontro com Joaquim, que mudam a sua vida.



SÉRGIO SAMPAIO (Diogo Branco)

É filho de Judite e sobrinho de Lúcio. Era uma jovem promessa do futebol do Sporting quando aos 17 anos uma lesão grave derrubou o sonho por terra. Desde então, vive fechado sobre si mesmo, isolado do mundo, viciado na internet e no computador. Aos 20 foi morar em Londres, onde alegadamente trabalhou num call center. A mãe nunca conheceu seus amigos nem as namoradas. Na verdade, nem ela sabe ao certo o que Sérgio faz da vida.



AMANDA NASCIMENTO (Manuela Couto)

É secretária pessoal de Miguel Ferreira da Fonseca no BBFF. Na década de 1980 conheceu o banqueiro José Ferreira da Fonseca e tornou-se sua amante. Foi José que lhe arranjou um emprego como secretária de administração do BBFF. Depressa se mostrou eficiente e de toda a confiança. Hoje, é uma das funcionárias mais antigas do banco. Ainda é uma mulher com boa figura, que gosta de dançar e viajar. É boa pessoa, leal aos seus amigos, sonhadora, otimista, dada a fantasias. Adora romances e sonha com uma história de amor assim, com final feliz. Se Amanda mandasse, o mundo tinha música de fundo, como os barcos em que faz os cruzeiros. E toda a gente seria mais feliz.



CATARINA NASCIMENTO (Inês Nunes)

Apaixonada por Tomás cujo sonho é ser bailarina o tempo inteiro. Ela guarda um grande segredo que a pode fazer perder todos aqueles que ama.



OTELO MONTEIRO (Nuno Homem de Sá)

É advogado de Miguel Ferreira da Fonseca. Na verdade, ele é mais do que um advogado para o banqueiro: ele é uma espécie de faz tudo, o intermediário entre Miguel e todos os golpes sujos que aquele dá e melhor amigo. É Otelo quem gere as relações com pessoas como Joaquim, o inspetor corrupto da PJ e Pezão, o assassino contratado. É um homem que apenas pensa em dinheiro e cujo código de ética deixa muito a desejar, por isso se submete à vontade de homens como Miguel, que precisam de quem organize por eles uns trabalhinhos “fora do comum” sem qualquer dor de consciência.

Tem um ar charmoso, anda sempre bem vestido, e engana bem as pessoas, pois ele parece um tipo sedutor e com nível, apesar de ser o tipo de pessoa que não tem remorsos por mandar matar alguém. Ele não executa a ordem, mas ele é o mandante. Conhece, por isso, todo o gênero de pessoas estranhas que podem ser úteis para qualquer tipo de situação: de assassinos e falsificadores, passando por hackers e outros que tal. Dentro do negócio do mal, é um tipo cheio de potencial. É ainda o tipo de advogado que se especializou a contornar a lei e a comprar favores junto de juízes. O seu calcanhar de Aquiles é Mônica, esposa de Miguel, por quem é apaixonado desde sempre.



JOAQUIM FERNANDES (José Wallenstein)

É inspetor da polícia judiciária. Investigador competente, mas amante do lucro fácil, há vinte anos que está na lista de pagamentos de Miguel Ferreira da Fonseca. Vive sozinho e praticamente não tem vida social. Leva uma vida solitária e de vícios: fuma e bebe muito. Sente falta de ter uma mulher na sua vida. É colega de Lúcio Sampaio, um idealista inveterado que se começa a cruzar várias vezes por sua vida, colocando em causa a sua permanência na PJ ao chegar muito perto de crimes que deviam estar mais do que esquecidos.



PADRE SEBASTIÃO (Ângelo Torres)

É ordenado padre com 25 anos, depois de passar pelo seminário. Nunca teve dúvidas sobre a sua vocação. O seu primeiro contato com a religião foi feito através da sua mãe que, apesar de ser prostituta, era muito devota ao catolicismo. Sebastião sentia que tinha nascido num lugar de pecado para poder ajudar os pecadores. Por isso sempre se dedicou a trabalhos com grupos de risco, buscando a humanidade nos lugares mais promíscuos, resgatando homens e mulheres da servidão dos seus corpos, fazendo-os encontrar a esperança na sombra, em paralelo com as suas funções de pároco.

É por causa das suas funções que ele conhece José Ferreira da Fonseca ao ser entregue, há muitos anos, a paróquia que a família de banqueiros frequenta. Os dois rapidamente se tornam amigos e José começa a financiar os seus projetos sociais. Até hoje jogam xadrez uma vez por semana na casa de José onde, depois, jantam com toda a família. Sebastião desenvolveu ainda uma grande amizade com Antônio, filho de José. Ele toma conta da paróquia de São Paulo, que fica num bairro boêmio, lugar onde vai encontrar um monte de pessoas perdidas na vida, que confundem dinheiro com felicidade, traição com amor, vigarice com necessidade. Pessoas que se consideravam normais, mas que precisam mais da sua ajuda do que poderiam imaginar.



FRANCISCO DIAS PIMENTEL (Pedro Lamares)

Psicólogo. É um homem solitário, introspectivo e calmo que esconde algumas mágoas. Pelo seu consultório passam várias das personagens desta história, incluindo o padre Sebastião. Francisco, apesar de ateu, é grande amigo do padre e têm grandes conversas a dois. O psicólogo ouve muito e fala pouco, mas tem sempre uma palavra sábia para todos os seus clientes. Sabemos muito pouco sobre a vida privada deste homem que, um dia, vai apaixonar-se por uma mulher que, à primeira vista, não é a indicada para ele. Mas o amor entre os dois vai ultrapassar muitos obstáculos.



EDU (Adriano Toloza)

É o presidente de uma associação ambientalista brasileira parceira da Mundo Verde. Conheceu Bia no Rio de Janeiro há 15 anos, quando a salvou de morrer afogada nas águas de Ipanema, e apaixonou-se por ela desde o primeiro momento. Chegaram a ter um caso no passado, mas para Bia foi uma coisa sem importância. Já Edu até hoje continua apaixonado por ela.



EDSON (Cassiano Carneiro)

É pai de Aparecida e o atual capataz da Ouro Verde. É um peão experiente e o homem de confiança de Jorge Monforte por aquelas bandas.



HENRIQUE SILVA (Dylan Miguel)

É filho único e foi adotado, mas não sabe. É diabético e agora vive no hospital Santa Isabel, depois da mãe, Margarida, tê-lo abandonado na casa de uma amiga, Sofia. Torna-se grande amigo de Guilherme porque se sente protegido ao seu lado. É também muito amigo de Sol, por quem está apaixonado, e de Nadine. Mas a ida para o Hospital Santa Isabel vai mudar a vida de Henrique. O seu nascimento está envolto em um mistério que acabará por ser desvendado e talvez haja mesmo uma família à espera dele e uma outra vida, que o ensine que há adultos em quem se pode confiar.



GUILHERME SIMÕES (Gonçalo Oliveira)

Filho único, muito bom aluno e inteligente, é um garotinho muito divertido. Tem leucemia desde os oito anos e, por isso, passou já mais tempo internado no hospital do que fora dele. Encara a doença com grande coragem e desdramatiza as piores situações. Conhece todos os cantos do Hospital Santa Isabel, os médicos, os enfermeiros. Já passou por situações dramáticas e já assistiu a situações dramáticas. Já viu outros garotos com leucemia morrerem e sabe que, um dia, chegará a sua vez. Mente aos pais, sempre lhes diz que se sente melhor do que, de fato, se sente. Quer protegê-los de mais sofrimento. É uma espécie de líder da ala pediátrica e vai ser um amigo muito importante para Henrique.



NADINE SANTOS (Sofia Franco)

É guineense e está sozinha em Portugal, para tratamento no hospital Santa Isabel. É uma menina tímida e um pouco assustada, não fala muito. Ter Sol como companheira de quarto vai ajudá-la a conhecer as outras crianças que também estão na ala pediátrica.