quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Amar a Morte estreia na ZAP Novelas


A partir desta quarta-feira (27), Angelique Boyer retorna à tela da ZAP Novelas em Amar a Morte (Amar a Muerte), telenovela mexicana que começa a ser exibida para Angola e Moçambique em substituição à produção bíblica Maria Madalena.

Lançada em 2018 e ainda em exibição pela Univision, nos Estados Unidos, e pelo canal Las Estrellas, no México, a atração reúne Angelique Boyer, Michel Brown e Alexis Ayala, como principais intérpretes de uma trama sobrenatural, onde uma misteriosa troca de destinos se desata após a morte simultânea de três homens, em lugares e situações diferentes.

A história, uma ideia original de Julio Jiménez, foi adaptada para a Televisa por Leonardo Padrón e trata-se de uma versão livre de En Cuerpo Ajeno, telenovela colombiana realizada pela RTI Producciones, em 1992, cujo roteiro originou posteriormente outras duas versões, El Cuerpo del Deseo (2005) e En Otra Piel (2014), ambas produzidas pela Telemundo.

Amar a Morte, por sua vez, leva a marca da casa produtora W Studios, em colaboração com a Lemon Films e a Televisa e narra o estranho acontecimento que marca a vida de Leon Carvajal (Alexis Ayala), um homem de 60 anos, que decide se casar com Lúcia Borges (Angelique Boyer), uma mulher 30 anos mais jovem que ele.

O casamento se transforma em tragédia quando, de repente, o famoso milionário é assassinado em plena celebração. Nesta mesma hora, em uma penitenciária bastante sinistra, Chino Valdes (Michel Brown), um perigoso pistoleiro sentenciado à pena de morte, é executado em uma cadeira elétrica.

Justamente no mesmo instante, enquanto dirige seu carro, Beltran Camacho (Arturo Barba), um professor de antropologia, cai fatalmente em direção a um barranco. As três mortes acontecem ao mesmo tempo, às 13h. Quando Leon, o milionário, é declarado clinicamente morto, algo inesperado acontece: sua alma reencarna no jovem corpo de Chino Valdes. Agora, cada homem não apenas terá de lidar com um novo corpo, como também se adaptar a um novo espírito.

Amar a Morte também conta com a atuação de Alejandro Nones, Claudia Martín, Gonzalo Peña, Henry Zakka, Bárbara López, Roberto Duarte, Macarena Achaga, Jessica Mas, Raquel Garza, Jessica Díaz, Cinthia Vázquez, Néstor Rodulfo, Cayetano Arámburo e muitos outros talentos.

A telenovela vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 20h, em Angola, e 21h, em Moçambique, dublada em português com exclusividade para a ZAP Novelas.

Confira a chamada de estreia de Amar a Morte na ZAP Novelas:

Os personagens de Amar a Morte


LÚCIA BORGES DUARTE DE CARVAJAL (Angelique Boyer)

Lúcia é uma bela mulher, elegante e moderna. Em sua juventude, foi obrigada por sua mãe a se prostituir e depois fugiu para a Cidade do México, onde começou a trabalhar no Grupo Carvajal. Neste local conheceu Leon, com quem decidiu se casar para deixar a pobreza. Não satisfeita, Lúcia se aliou ao seu amante, Johny Corona, para acabar com a vida de Leon. O que ela não sabe é que Leon retornará da morte em busca de vingança. Lúcia se libertará pouco a pouco das garras de Johny para demonstrar que não é apenas uma viúva, mas sim, uma rainha.



MACÁRIO “CHINO” VALDES (Michel Brown)

Chino é um homem impulsivo, receoso e atormentado por ressentimentos. É atraente, mas de aparência rude. Foi condenado à morte em uma cadeira elétrica pelo assassinato de um juiz federal. Sua alma voltará ao corpo de um pacato professor universitário, o qual será uma camuflagem para seus antigos inimigos, mas também um caminho para a redenção de seus pecados. Se dará conta que tem mais sentimentos do que pensava ao se afeiçoar por Javier, a criança da família onde ele reencarnou.



LEON GUSTAVO CARVAJAL TORRES (Alexis Ayala)

Leon é um magnata dos meios de comunicação no México. É carismático, culto, conhecedor do mundo e de bom coração. Tem uma família que aparenta ser perfeita: três filhos e uma nova e maravilhosa esposa 34 anos mais nova que ele, Lúcia Borges. Após ressuscitar no corpo de Chino, descobrirá que sua vida foi uma mentira. Lúcia o enganava com quem ele considerava seu braço direito, Johny Corona, e cada um de seus filhos guarda segredos. Nesta nova pele, Leon terá a oportunidade de vingar a traição de sua esposa e de seu melhor amigo e tratar de redimir os erros de sua primeira vida. O problema é que os pecados do criminoso em cuja pele ele vive agora o perseguirão, assim como o risco de voltar a se apaixonar pela mesma mulher.



BELTRAN CAMACHO (Arturo Barba)

Beltran é professor universitário de Antropologia, tem uma esposa chamada Alícia e um filho chamado Javier, que sofre de uma grave doença. É vegetariano, não toma álcool, nem fuma. É um homem sem exageros, estudioso e monótono. Seus alunos da universidade o adoram, mas, sua esposa vive aborrecida com ele há muitos anos. Quando a alma de Chino entrar em seu corpo, Beltran começará a mudar.



JOHNY CORONA (Alejandro Nones)

Johny é o homem insubstituível do Grupo Carvajal, especialista em finanças e braço direito de Leon, apesar de sua juventude. Porém, não apenas utiliza sua habilidade com os números para deslumbrar seu chefe como, também, para roubar o seu dinheiro. É tão aproveitador que chega ao ponto de conquistar não só o império de Leon, mas também a esposa dele, Lúcia Borges. É atraente, se veste impecavelmente e é arrogante ao falar. É muito bom para convencer e manipular, tanto quanto para fingir indignação.



EVA CARVAJAL (Claudia Martín)

Eva é a mais velha e mais inteligente das filhas de Leon Carvajal. É uma brilhante executiva das empresas de seu pai. Mas, além de se tornar corrupta, se une ao malvado “Escorpião” e se envolve em lavagem de dinheiro.



GUILHERME CARVAJAL (Gonzalo Peña)

Guilherme é o único filho homem de Leon e, por isso, cabe a ele ser o herdeiro natural do império Carvajal, mas, na realidade, suas pretensões na vida são outras. A morte de seu pai lhe desperta o interesse pelos temas esotéricos e, assim, junto a Camilo, consegue descobrir o verdadeiro motivo que levou a reencarnação da alma de Leon. Terá uma relação amorosa com Renata, sua assistente.



VALENTINA CARVAJAL (Macarena Achaga)

É a filha mais nova de Leon e quem acaba sendo a mais afetada por sua morte. Sua vida dá uma guinada ao conhecer Juliana, a filha de Chino, que aparece em seu destino, se conectando com ela através daquilo que parece ser uma genuína amizade, mas que dará fruto a um amor verdadeiro.



GUADALUPE “LUPITA” DE VALDES (Jessica Mas)

Lupita é a esposa de Chino Valdes e mãe de Juliana. Junto de sua filha foge do Texas para se distanciar dos fantasmas do passado de seu marido. Chega à Cidade do México na tentativa de recuperar seu marido, mas se encontra com muitos obstáculos. É a primeira a se dar conta de que Chino habita o corpo de outro homem.



EMILIANO ALVAREZ “O ESCORPIÃO” (Néstor Rodulfo)

Emiliano é um homem de aspecto rude e gosto nato pela violência. Moverá céus e terra até descobrir o paradeiro de Chino, já que ele lhe roubou um milhão de dólares e uma maleta com provas para sentenciar à prisão perpétua um importante narcotraficante. Tem uma relação amorosa com Eva, com quem também mantém um negócio de lavagem de dinheiro.

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Os dubladores de Noobees


Produção da Televideo Mediapro para a Nickelodeon, Noobees chegou à televisão latino-americana em setembro de 2018, com uma nova proposta para o público infanto-juvenil, ambientada no universo dos gamers. Gravada na Colômbia, a telenovela conta com atores de diversas nacionalidades e traz como protagonistas os jovens mexicanos Michelle Olvera e Andy D, acompanhados pela brasileira Clara Tiezzi, pelos colombianos Majo Vargas e Kevin Bury, pelo argentino Lion Banis, pela italiana Ilenia Antonini e vários talentos internacionais. No Brasil, a atração teen chegou apenas em fevereiro deste ano, exibida pela Nickelodeon e disponível para os assinantes do canal através do aplicativo Nick Play, dublada em português pelos estúdios da Audio News, no Rio de Janeiro, sob a direção de Renan Ribeiro, Élida L’Astorina e Ana Lúcia Menezes. Confira, a seguir, os nomes dos principais dubladores de Noobees.


Jéssica Vieira: Michelle Olvera (Silvia Rojas)

Cadu Paschoal: Andy D (David Ortuz)

Bruna Laynes: Majo Vargas (Ruth Olivera)

Bruno Tarta: Lion Bagnis (Matt Montero)

Hugo Myara
: Kevin Bury (Pablo Botero)

Natali Pazete: Ilenia Antonini (Tania Botero)

Yago Machado: Andy Munera (Nicholas “Niko”)

Eduardo Drummond: Brandon Figueredo (Erick Rojas)

Clara Tiezzi: Clara Tiezzi (Laura Calles)

Ana Helena de Freitas: Karol Saavedra (Roberta Barrios)

Aline Guioli: Megumi Hasebe (Liliana “Lili”)

Fabrício Vila Verde: Felipe ‘Pipe’ Arcila (Kevin Orlando Núñez Gómez “Kong”)

Evie Saide: Camila Pabón (Norah)

Guilherme Briggs: Luis Fernando Salas (Héctor Rojas)

Andréa Murucci:
Karen Martínez (Salma de Rojas)

Wesley SantanaÓscar Rodo (Roberto Barrios)

Élida L’Astorina: Nara Gutiérrez (Marina Gomez)

Daniel Simões: Lugo Duarte (Mateo Montero)

Fernanda Baronne: María Irene Toro (Profª Maria)

Amores com Trapaça estreia no canal Txillo


Conhecido anteriormente como DStv Kids, o atual canal Txillo surgiu com uma nova imagem em novembro de 2018, apostando em conteúdos para o público infantojuvenil de Angola e Moçambique. Produzido pelo grupo Impresa, gigante conglomerado de meios de comunicação de Portugal, detentor dos canais SIC, o Txillo é distribuído exclusivamente pela operadora DStv e oferece sua programação baseada em séries e sitcoms infantojuvenis, animações e filmes de comprovado sucesso internacional, todos em língua portuguesa.

Para compor sua oferta e proporcionar uma experiência de entretenimento para toda a família, o Txillo lançou nesta sexta-feira (22), a telenovela mexicana Amores com Trapaça (Amores con Trampa), já transmitida anteriormente em Angola e Moçambique através do canal Eva.

Produção da Televisa lançada em 2015 e inspirada no roteiro original da história chilena Somos los Carmona (2013), a comédia romântica é estrelada por Itatí Cantoral, Ernesto Laguardia, Eduardo Yáñez e África Zavala e narra as aventuras de duas famílias muito distintas que deverão aprender a conviver apesar de suas diferenças.

Os Carmona vivem uma vida simples e tranquila no campo, são pessoas de bons sentimentos, alegres, humildes e trabalhadores. Donos das minas mais importantes da região, eles se veem forçados a mudar para a cidade depois que o governo compra sua extensa propriedade em troca de uma grande fortuna.

A família é integrada por Facundo (Eduardo Yáñez) e Maria (África Zavala), um casal amoroso que tem quatro filhos: Alberto (Aldo Guerra), de 21 anos; Carmen Glória “Yoya” (Jessica Decote), de 18; Susana (Ceci Flores), de 14; e Jacinto (Rubén López) de 10 anos, além de Margarito, um simpático porquinho de estimação. Ao chegarem à cidade, os Carmona enfrentam muitos conflitos até se adaptarem à metrópole, criando problemas ao desejarem voltar a viver a tranquila vida do campo.

Por outro lado, estão os Velasco, donos de uma construtora à beira da falência. Moradores da cidade, eles são pessoas elegantes, sofisticadas e classistas. A família está composta por Isabel (Itatí Cantoral) e Santiago (Ernesto Laguardia), que têm uma filha: Alejandra (Jocelin Zuckerman), de 14 anos, e cuidam de seus sobrinhos, Felipe (José Eduardo Derbez), de 20 anos, e Rocío (Scarlet Dergal), de 18 anos.

O encontro destas famílias com costumes e forma de ser tão diferentes ocasiona conflitos a partir do momento em que os Carmona se mudam ao lado dos Velasco e seus animais causam estragos na vizinhança. Assim começam as desavenças, mas, além da simples convivência, iniciam relações econômicas e até sentimentais.

Santiago descobre que Facundo é milionário e que ele poderia salvá-lo investindo em sua construtora que está na ruína, porém, sua cobiça é tão grande que ele acaba cometendo uma fraude. Do mesmo modo, faz com que sua esposa seduza Facundo, para que ele continue aplicando mais e mais dinheiro na empresa, o que provoca o surgimento do primeiro conflito amoroso.

Entre os jovens também surgirão vários romances, o mais forte será entre Alberto e Rocío, mas muitas mentiras e obstáculos os impedirão de viverem seu amor. Por outro lado, Yoya e Felipe também buscarão defender seu amor. Ambos têm amigos em comum na universidade onde estudam, ambiente onde nascerão outros romances, mas que também será palco para desamores.

Amores com Trapaça vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 15h30, em Angola, e 16h30, em Moçambique, dublada em português. O elenco ainda integra atores como Ignacio López Tarso, Luz María Aguilar, Agustín Arana, Maribel Fernández, Lorena Herrera, Lorena Velásquez, Boris Duflos, Emilio Caballero, Arturo Vázquez, Lore Graniewicz, Flor Martino e Rosita Pelayo, entre outros.

O canal Txillo está disponível na posição 570 da DStv e integra os pacotes DStv Mega, DStv Bué, DStv Grande + e DStv Grande. A programação atual do canal inclui ainda as séries Kally’s Mashup, True Jackson, Henry Danger e em breve Teen Wolf, além de filmes para toda a família.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

ZAP Novelas anuncia a estreia de Amar a Morte


Estrelada por Angelique Boyer e Michel Brown, com a participação especial de Alexis Ayala, chega à telinha da ZAP Novelas, em Angola e Moçambique, a recente produção mexicana Amar a Morte (Amar a Muerte), uma história original de Julio Jiménez, adaptada para a Televisa por Leonardo Padrón.

Versão livre de En Cuerpo Ajeno, telenovela colombiana realizada pela RTI Producciones, em 1992, cujo roteiro originou posteriormente outras duas versões, El Cuerpo del Deseo (2005) e En Otra Piel (2014), ambas produções da Telemundo, Amar a Morte leva a marca da casa produtora W Studios, em colaboração com a Lemon Films e chegou primeiramente ao Estados Unidos, através da Univision, em outubro de 2018, para logo após ser transmitida no México, pelo canal Las Estrellas.

A atração, que a princípio levava o nome de Contracara, narra o estranho acontecimento que marca a vida de Leon Carvajal (Alexis Ayala), um homem de 60 anos, que decide se casar com Lúcia Borges (Angelique Boyer), uma mulher 30 anos mais jovem que ele. O casamento se transforma em tragédia quando, de repente, o famoso milionário é assassinado em plena celebração. Nesta mesma hora, em uma penitenciária bastante sinistra, Chino Valdes (Michel Brown), um perigoso pistoleiro sentenciado à pena de morte, é executado em uma cadeira elétrica.

Justamente no mesmo instante, enquanto dirige seu carro, Beltran Camacho (Arturo Barba), um professor de antropologia, cai fatalmente em direção a um barranco. As três mortes acontecem ao mesmo tempo, às 13h. Quando Leon, o milionário, é declarado clinicamente morto, algo inesperado acontece: sua alma reencarna no jovem corpo de Chino Valdes. Desse modo, o grande magnata retorna literalmente da morte, totalmente irreconhecível, para investigar quem e por que o assassinaram. Leon, então, descobre que Lúcia, sua adorada esposa, e Johny Corona (Alejandro Nones), seu homem de confiança, planejaram tudo, enquanto estavam juntos na cama.

O elenco de Amar a Morte integra ainda nomes de talentos como Claudia Martín, Gonzalo Peña, Henry Zakka, Bárbara López, Roberto Duarte, Macarena Achaga, Jessica Mas, Raquel Garza, Jessica Díaz, Cinthia Vázquez, Néstor Rodulfo, Cayetano Arámburo e muitos outros.

Ocupando a vaga de Maria Madalena, a exibição de Amor a Morte vai ao ar a partir do dia 27 de fevereiro, às 20h, em Angola, e 21h, em Moçambique, dublada em português com exclusividade para a ZAP Novelas.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Os dubladores de Chica Vampiro


Com uma história original da renomada escritora argentina Marcela Citterio, Chica Vampiro (Garota Vampiro, em tradução livre), foi produzida na Colômbia, em 2013, e transmitida pelo canal RCN Televisión com grande sucesso. A trama teen logo conquistou a garotada e foi adquirida pela Nickelodeon para transmissão em diversos países da América Latina, em seu idioma original, o espanhol. Sua história narrada em 120 capítulos, conta o drama de uma adolescente normal, que tem o sonho de ser cantora. Porém, depois de um acidente, seus pais, que são vampiros, decidem mordê-la para salvar sua vida e torná-la imortal como eles. Daí em diante, sua vida passa por uma grande transformação e muitas são as aventuras pelo caminho. Dublada em português pela Voxx Studios, nos Estados Unidos, Chica Vampiro chegou ao Brasil através do canal pago Gloob e foi exibida de julho a dezembro de 2018. Atualmente, é reprisada em diversos horários da programação e está disponível na íntegra para os assinantes do canal através da plataforma Gloob Play. A seguir, confira os principais nomes que integram o time de talentos que dá voz aos personagens de Chica Vampiro, dublada sob a direção artística de Sebastian Zancanaro e Jo Pratta.


Talita Maia: Greeicy Rendón (Daisy O'Brian)

Arthur Garbe: Santiago Talledo (Max de la Torre)

Lucas Zaffari: Eduardo Pérez (Mirco Vladimoff)

Andréa Ferraz: Jacqueline Arenal (Ana BlackMerMoon McLaren)

João Souza: Juan Pablo Obregón (Ulises O'Brien)

Amanda Peter: Erick Torres (Vicente O'Brien)

Sheylla Gonçalves: Lorena García (Marilyn Garces)

Mauro Blanco: Rafa Taibo (Drácula BlackMerMoon)

Kátia Moraes: Linda Lucía Callejas (Maria McLaren de BlackMerMoon)

Aline Andrade: Ilenia Antonini (Wendy BlackMerMoon)

Ricardo D’ Agostini: Gustavo Ángel (Álvaro de la Torre)

Jo Pratta: Bibiana Navas (Lynette de la Torre)

Kanami Shimanuki: Vanessa Blandón (Belinda de la Torre)

Ana Gazzola: Norma Nivia (Catalina Vladimoff)

Mariana Goulart: Aura María Cardenas (Julieta Vladimoff)

Julie Mullins: Estefany Escobar (Lúcia Barragan)

João Pedro Villela: David Prada (Alejandro Corchuelo)

Ligia Andersen: Constanza Hernández (Noelia Pirrman)

Paula Lafayette: Susana Posada (Zaira Fangoria)

Luiz Teixeira: Nik Salazar (Benjamin Godoy)

Leopold Nunan: Jorge Arturo Pérez (Wallescu)

Carola Parmejano: Maia Landaburu (Elizabeth Pavlova)

Jonas Torres: Germán Escalón (Diretor Francisco “Pacho” Agudelo)

Larissa Barthem: Linda Patiño (Isadora Rasmussen)

Gabriel Sousa: David Carrazco (Péricles Gonzales)

Mariana Leite: Martha Silva (Leonor Garces)

Vinicius Zinn: Gaston Velandia (Adolfo Garces)

Sebastian Zancanaro: Sebastián Boscán (Octavio)

Bárbara Schucko: Mihaela Girbea (Bárbara)

Christine Uhebe: Bárbara Hidalgo Monge (Carmela)

Sonia Santos: Alina Lozano (Andréa Corchuelo)

Karina Frederico: Alejandra Monsalve (Benita)

Vinicius Zinn: Pedro José Pallares (Júlio)

Marcus Artico: Juan Carlos Solarte (Grande Oscar)

Maria Mattos: Chiara Francia (Esmeralda Vladimoff)

Marcos La Roya: Alfredo Cuéllar (Bruno Vladimoff “VampiMan”)

Marcus Artico: José Daniel Cristancho (Clark Dent “SuperVamp”)

Valéria Silva: Jimena Duran (Vampira Maravilha)

Vinicius Zinn: Mauro Urquijo (Juiz Vampiro)

Aline Andrade: Wanda Mistical / Carolina

André Engracia Mello: Boris / Tarzan

Ashley Rapini: Marta

Bernardo Passarinho: Serge / Ryan

Bia Borinn: Lola

Caio Maudonnet: Emílio

Carina Haller: Darky

Carola Parmejano: Janet

Christiano Cochrane: Tom

Christine Uhebe: Mirta

Danubia Farias: Molly

Fábio Blakney: Ismael

Francisco Silva: Prof. Brown

Fred Oliveira: Pietro

Gabriel Sousa: Drago

Iran Melo: Frederick / German

Juliana Priester: Carlota

Larissa Barthem: Miss Augúrios

Ligia Andersen: Brunilda / Noélia

Luiz Teixeira: Carlitos

Mariana Leite: Miss Botas

Mariana Lilla: Teresa

Mayra Dias Gomes: Dra. Nuts

Natália Molero: Georgina / Lucrécia

Natália Spadini: Mimi

Paulo Lima: Roca

Paulo Nigro: Georgio Vampirani

Pedro Reis: Miguel / Oscarcito

Raquel Urey: Sara

Rebecca Momo: Ângela / Angelina

Rodrigo Borges: Willy

Rodrigo Brand: Luka / Van Helsing

Rogério Maudonnet: Federico / Rodolfo / Sunny

Sonia Santos: Sara / Berta

Thalma de Freitas: Olga

Vinicius Zinn: Raimundo / Igor / Evaristo / David

Zé Bruno Eisenberg: Collins / Albert / Helmut

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

SBT anuncia A Rosa dos Milagres e prepara mais novidades

Anunciada recentemente pela emissora da Anhanguera, A Rosa dos Milagres (La Rosa de Guadalupe) chega em breve à programação das tardes como a mais nova aposta para substituir a exibição de Carrossel, em sua terceira apresentação.

Lançada no México pela Televisa em 2008 e ainda em produção, a atração foi criada por Carlos Mercado Orduña e narra em episódios unitários alguns conflitos sociais que são solucionados por intermédio da Virgem de Guadalupe, a padroeira mexicana, que, simbolizada por uma rosa branca, realiza milagres em benefício daqueles que oferecem preces em sua devoção.

As histórias, muitas vezes inspiradas em personagens e relatos reais, são contadas com intenso dramatismo e recriam situações de desespero, violência familiar, bullying, pobreza, enfermidades e sofrimento, que envolvem problemas recorrentes da sociedade desde sempre, até temas atuais, como pano de fundo para a propagação de uma mensagem positiva, de esperança e estímulo para o ser humano.

Apesar do forte apelo católico de alguns episódios, outros no entanto são marcados por elementos polêmicos e bastante violentos, o que tornaria inviável e até mesmo imprudente a exibição de determinadas cenas em horário vespertino. Caberá aos diretores do canal, selecionar àqueles que mais se adequam à faixa horária e que contêm atrativos que cativem o público, como a participação de atores reconhecidos e histórias que agreguem mensagens de valor para os que desejarem acompanhar o desenrolar desta nova proposta para as tardes.

Programada para ir ao ar a partir do dia 11 de março, às 18h30, A Rosa dos Milagres terá como missão elevar os baixos índices de audiência de Carrossel, que deixa a programação com diversos cortes para o seu término antecipado. Apesar de contrariar a vontade de muitos que aguardam por telenovelas, o canal espera que aqui, assim como no México e em diversos países latino-americanos, a série caia no gosto do público e não seja apenas um tapa-buraco na programação, o que dependerá, e muito, de seus resultados.

La que no Podía Amar
Por outro lado, em avançado estágio de dublagem pela Rio Sound Estúdios, no Rio de Janeiro, La que no Podía Amar se posiciona como a principal candidata a ganhar sua exibição pela emissora nos próximos meses. Inédito na televisão brasileira, o folhetim traz a diva Ana Brenda Contreras (Coração Indomável, Teresa, Sortilégio) como o grande atrativo desta produção, assinada pelo produtor José Alberto Castro e exibida originalmente pelo canal Las Estrellas, no México, em 2011.

Na trama, uma versão moderna de Sigo te Amando, veiculada pelo SBT no ano 2000, Ana Brenda vive Ana Paula Carmona Flores, uma jovem estudante de enfermagem que está prestes a concluir seu curso e que sonha em dar uma vida melhor à sua família. Infelizmente, seu irmão Miguel (Osvaldo Benavides), devido às dificuldades financeiras em que a família se encontra, acaba por se envolver numa situação que muda repentinamente a vida de Ana Paula.

Enquanto Miguel está no hospital e a ponto de ser preso, Bruno (Julián Gil), o advogado de Rogério Monteiro (Jorge Salinas), um temível fazendeiro, se oferece para ajudar, e, disposta a sacrificar a sua liberdade pela família, Ana Paula aceita cuidar de Rogério, que ficou paraplégico e condenado a uma cadeira de rodas após um acidente. Quando começa a conviver com Rogério, Ana Paula descobre que por trás do temperamento difícil do seu patrão, existe um homem atormentado por uma imensa desilusão amorosa após ter sido abandonado por sua namorada depois do acidente. Ela, então, decide assumir a missão de tornar Rogério uma pessoa melhor. Contudo, a sua tarefa é complicada pelo reaparecimento de Vanessa (Mar Contreras), a ex-namorada de Rogério, que volta decidida a reconquistá-lo. O elenco conta com nomes de peso e muitos rostos já conhecidos pelos telespectadores, como Susana González, Ana Martín, Ana Bertha Espín,  Ingrid Martz , Fabián Robles, Paty Díaz, Alejandro Ávila , Marco Méndez, Michelle Ramaglia e muitos outros.

Apesar de ter sido produzida há quase oito anos, La que no Podía Amar continua sendo uma das telenovelas favoritas e mais pedidas pelo público do canal de Silvio Santos, que atualmente está órfão de histórias inéditas na programação vespertina e aguarda ansioso por novidades na grade. Mesmo tendo ao seu dispor um vasto catálogo de produções inéditas, resguardado por um contrato de exclusividade com a Televisa para transmissão em sinal aberto no Brasil, o SBT pouco tem aproveitado o conteúdo disponível a seu favor e se limita a colocar no ar reprises de produções exibidas recentemente, como nos casos de Coração Indomável e Teresa, que desembarcaram no Brasil em 2015 e voltaram à faixa em 2018. Além disso, nos últimos anos, se dedicou a adaptar roteiros de telenovelas infantis para a produção de suas próprias versões, que volta e meia são reexibidas à exaustão.

Nos últimos cinco anos, período em que está vigorando o atual contrato com a gigante mexicana, poucos foram os títulos inéditos que ganharam espaço por aqui. Tramas como A Dona, Meu Coração é Teu, Abismo de Paixão, Mar de Amor, A Gata, Lágrimas de Amor, Querida Inimiga, O Que a Vida me Roubou, Um Caminho Para o Destino, Amanhã é Para Sempre e Que Pobres Tão Ricos, sendo esta a última trama inédita exibida até o momento, desfilaram pela programação dividindo espaço com reprises aleatórias de folhetins que já eram conhecidos pelo público.

Triunfo del Amor
Além de La que no Podía Amar, entre as tramas cotadas para exibição no SBT e aguardada pelos fãs, soam os nomes de Cuando me Enamoro, estrelada por Silvia Navarro e Juan Soler; Triunfo del Amor, com o casal Maite Perroni e William Levy; Un Refúgio Para el Amor, com Zuria Vega e Gabriel Soto; Amores Verdaderos, protagonizada por Erika Buenfil e Eduardo Yáñez; El Color de la Pasión, com Esmeralda Pimentel e Erick Elías; e Tres Veces Ana, que traz Angelique Boyer na pele de trigêmeas com personalidades bastante distintas.

As opções são variadas, mas, além da boa vontade e escolha correta dos responsáveis pela programação do canal, alguns fatores tornam a exibição destes folhetins um tanto morosa para a espera dos fãs, barreiras que envolvem desde orçamento disponível para dublagem, até a principal delas, a falta de espaço na grade da emissora, o que compromete a ampliação de horários para transmissão das produções mexicanas.

domingo, 10 de fevereiro de 2019

TVI de Portugal surpreende e anuncia a estreia de Maria Madalena


Depois de se aventurar produzindo adaptações de títulos estrangeiros, como Belmonte (2013), versão local da telenovela chilena Hijos del Monte; Mulheres (2014), uma releitura do folhetim colombiano El Último Matrimonio Feliz; Santa Bárbara (2015), remake do original mexicano La Patrona; e mais recentemente Onde Está Elisa (2018), adaptação em formato de série do título chileno ¿Dónde está Elisa?, o canal TVI, de Portugal, anunciou neste final de semana a estreia de Maria Madalena (María Magdalena), recente produção internacional, fruto de uma parceria entre as produtoras Dopamine, do México, Teleset, da Colômbia e Sony Pictures Television.

Distribuída pela TV Azteca International, a superprodução que chegou em dezembro passado dublada em português até Angola e Moçambique, através da ZAP Novelas, após seu lançamento mundial pela TVN, do Panamá, é um drama épico, gravado em locações do Marrocos e Colômbia, que recria a vida de Maria Madalena, uma das discípulas mais dedicadas de Jesus Cristo, durante os tempos de opressão.

Na pele da personagem-título, a atriz colombiana María Fernanda Yepes dá vida a esta mulher, que, diferente de todas as demais de sua época, foi capaz de desafiar as leis de uma sociedade corrupta, totalmente dominada por homens e cercada por vícios e traições, que a levaram a fugir e tentar esquecer de seu passado.

Em cena, às vésperas de sua morte no deserto, Maria Madalena conhece Jesus (Manolo Cardona), o homem que a fará entender o significado do verdadeiro amor, um amor puro e impossível, que ressuscitará sua fé e seu desejo de viver. Ela deixará de ser uma mulher excluída e rejeitada e se tornará a mais importante seguidora do profeta de Nazaré.

O elenco da ficção integra ainda nomes como Andrés Parra, Luis Roberto Guzmán, Cesar Mora, Alejandro de Marino, Jacqueline Arenal, Diana Lein, Pakey Vásquez, Juan Sebastián Calero, Vicente Peña, Danielle Arciénegas, Gustavo Sánchez Parra, Juan Manuel Lenis, Alejandro Buitrago, Luis Miguel González e um grande elenco de nomes internacionais.

A escolha pelo título internacional surpreende aos espectadores mais tradicionais do canal português, acostumados às produções nacionais. Porém, esta não é a primeira vez que a emissora lusitana aposta em títulos latino-americanos. Durante a década de 90, a presença de telenovelas venezuelanas no país fez parte da programação do canal no decorrer de vários anos.

Passaram pela grade da TVI produções como Lágrimas (La Revancha), Estrela (Cara Sucia), O Preço da Paixão (María Celeste), Topázio (Topacio), Abigail (Abigaíl), Morena Clara, Kassandra, Dama de Rosa (La Dama de Rosa), Mulher Perigosa (Peligrosa) e Samantha. Além de vários dramalhões mexicanos, como Caprichos (Capricho), Ambição (Cuna de Lobos), Laços de Amor (Agujetas de Color de Rosa), Maria José (María José) e Caminhos Cruzados (Caminos Cruzados), entre outras, que, posteriormente, viriam também a ser aproveitadas por canais brasileiros.

A produção de Maria Madalena leva a assinatura de Daniel Ucros, a direção é de Felipe Cano e Rodrigo Lalinde.

sábado, 9 de fevereiro de 2019

ZAP Novelas anuncia a estreia de O Preço da Paixão


A próxima atração inédita da ZAP Novelas já tem data de estreia. No próximo dia 14 de fevereiro chega ao canal em Angola e Moçambique a produção turca O Preço da Paixão, título escolhido para o folhetim conhecido originalmente como Siyah Beyaz Aşk, uma ficção realizada pela D Productions e lançada pelo Kanal D, na Turquia, em 2017.

Em O Preço da Paixão, os atores Ibrahim Çelikkol, já conhecido por sua atuação em Vidas Cruzadas (Kördügüm), e Birce Akalay dão vida aos personagens Ferat e Asli em uma moderna história ao estilo de Branca de Neve e o Caçador, ambientada entre as sombras dos edifícios de uma bela metrópole, rodeada de ambição pelo poder e o dinheiro sujo da corrupção.

Ferat perdeu seu pai ainda jovem e seu tio, Namik (Muhammet Uzuner), o criou como sendo seu filho, controlando seus passos até o converter em um assassino de aluguel assim como ele. Asli é uma jovem idealista e médica de profissão, que se encontra diante da missão de salvar um dos homens de Namik à beira da morte.

A partir deste momento, suas vidas se cruzam da maneira mais inesperada. Asli descobre algo que não deveria durante a cirurgia e testemunha que Namik, o tio de Ferat, é na verdade um cruel assassino. Ferat não se atreve a matá-la, sob a condição de que aceite sua proposta de casamento como a única maneira de poupar a vida de Asli e a de sua família. Asli, então, se casa com Ferat para se salvar.

No entanto, o estilo de vida de Ferat é muito sombrio para viver uma história de amor inocente. Mas, à medida em que a história se desenvolve, Asli descobre que Ferat não é tão malvado quanto parece, enquanto Ferat enfrenta uma insuportável verdade sobre o seu passado.

Os dois enfrentam inúmeros perigos quando começam a viver juntos e os caminhos que escolheram transformam o seu destino. Apesar de seus sentimentos produzirem um efeito curativo um sobre o outro, cada desafio que enfrentam abre novas feridas, provocando vínculos mais profundos.

Dublada em português, O Preço da Paixão estreia na ZAP Novelas no dia 14 de fevereiro, às 19h em Angola, e 20h, em Moçambique, ocupando a vaga de A Mãe do Campeão.


sábado, 2 de fevereiro de 2019

Os dubladores de A Rainha do Flow


Exibida originalmente pela Caracol Televisión, na Colômbia, em 2018, La Reina del Flow é uma produção da Teleset em parceria com a Sony Pictures Television. Ambientada no universo da música e embalada pelo ritmo do reggaeton, a atração traz como estrelas principais os atores Carolina Ramírez, Carlos Torres e Andrés Sandoval e conta a história fictícia de Yeimy Montoya, uma mulher que desde a adolescência, pretende conquistar o sucesso através de seu talento musical e que, após ter sido vítima de uma armadilha e ter ficado presa por 17 anos nos Estados Unidos, acusada por um crime que não cometeu, retorna mais forte, com a identidade de Tamy Andrade, e decidida a vingar-se dos seus inimigos. No ao ar em Angola e Moçambique desde o dia 30 de janeiro, a produção colombiana foi rebatizada de A Rainha do Flow e é transmitida pela ZAP Novelas, dublada em português pelos estúdios Som de Vera Cruz, no Rio de Janeiro, sob a direção de Andrea Suhett, Rodrigo Antas e Pedro Crispim. Confira a seguir, os principais dubladores que integram o elenco de voz de A Rainha do Flow.


Andrea Suhett: Carolina Ramírez (Yeimy Montoya / Tamy Andrade)

Daniel Müller: Carlos Torres (Charly Flow)

Fabrício Vila Verde: Andrés Sandoval (Juan Camilo “Juancho” Mesa)

Andreas Avancini: Juan Manuel Restrepo (Erick Cruz / Mateo)

Marco Ribeiro: Lucho Velasco (Dúver “Manin” Cruz)

Izabel Lira: Adriana Arango (Ligia de Cruz)

Angélica Borges: Mabel Moreno (Gema Granados de Cruz)

Isabella Simi: Mariana Garzón (Vanessa Cruz Granados)

Yan Gesteira: Sebastián Silva (Alberto Espitia “Pite”)

Mariana Torres: Diana Wiswell (Catarina Bedoya)

Carlos Viegas: David Ojalvo (Agente Ben Rizzo)

Leonardo Rabelo: Pacho Rueda (Lúcio)

Fred Mascarenhas: Marcos Andrés Carreño “Kiño” (Axel)

Fabiana Aveiro: Valentina Lizcano (Zulma López)

Peterson Adriano: Alejandro Otero (Jack del Castillo)

João Capelli: Kevin Bury (Chris Vega)

Marcelo Garcia: Camilo Sáenz (Alberto Triana)

Tonia Mesquita: Martha Ginneth Rincón (Estela)

Paloma Navas: Sooner Rodríguez (Petra)

Charles Emmanuel: Mike Moreno (Marcos)

Ricardo Juarez: Charles Daze (Spencer)

Renato Brito: Adrián Jiménez (Carrancho)

Raphael Rossatto: Pedro Pablo Ochoa  (Coruja)

Isis Koschdoski: Carmenza Cossio (Carmenza de Montoya)

Cafi Balllousier: Pedro José Pallares (Javier)

Natali Pazete: María José Vargas (Yeimy - Jovem)

Andreas Avancini: Juan Manuel Restrepo (Charly - Jovem)

Gustavo Pereira: Guillermo Blanco (Juancho - Jovem)

Alexandre Drummond: Sebastián Yatra (Ele Mesmo)

Drika Moraes: Fernanda

Eduardo Borgerth: Phil Cárter

Guto Nejaim: Perdono

Isabele Riccart: Natali

Marize Motta: Lola

Mônica Domenech: Engracia

Nica Nogueira: Paola

Roberta Nogueira: Janet

Raphaela Santoro: Lina - Criança