quinta-feira, 31 de maio de 2018

Canal Eva anuncia a estreia de Luz dos Meus Olhos


Estrelada por Laura de León e Edgar Vittorino, chega ao canal Eva no mês de junho a telenovela colombiana Luz dos Meus Olhos (La Luz de Mis Ojos), recente produção da RCN, lançada em 2017 e embalada pela música regional e pelo melodrama.

Ambientada na década de 50, a trama tem como centro a história de Soledad Burgos (Laura de León), uma jovem cega, mas com grande talento para o canto e um coração muito nobre. É apaixonada por Vicente Bula (Edgar Vittorino), um rapaz empreendedor no setor das radiocomunicações, apaixonado pela música e comprometido em casamento contra a sua vontade. Mesmo com suas diferenças, Soledad e Vicente terão que enfrentar todos os obstáculos que vão contra este amor, proibido pelos costumes da época, pela cultura e pela opinião dos outros. Tudo isso em meio a música colombiana e ao realismo mágico.

O elenco integra também os nomes de Daniela Tapia, Tahimi Alvariño, Katherine Vélez, Majida Issa, Rashed Estefenn, Juan Sebastián Aragón, Susana Torres, Maria Eugenia Arboleda, Orlando Lamboglia, Vicky Hernández, Margalida Castro, Salvo Basile, Juan Carlos Messier, Emerson Rodríguez, Sergio Arévalo e Gaby Garrido, entre outros.

Luz dos Meus Olhos é baseada em uma ideia original de Alonso Sánchez Baute e sua direção assinada por Jorge Alí Triana e Felipe Aguilar. A estreia vai ao ar dia 20 de junho, às 17h (CAT), com exibição dublada em português para Angola e Moçambique e inglês para os demais países quem sintonizam o canal Eva. A reposição dos capítulos acontecerá diariamente às 23h, 05h e 11h.


SINOPSE

Soledad Burgos nasceu em meio a adversidade. Perdeu a visão quando era criança e um acidente provocado por sua deficiência causou a morte de seu irmão mais velho, desencadeando o ódio de sua mãe, que carrega um segredo muito bem guardado.

A vida privou Soledad de um dos sentidos mais importantes, mas, em compensação, ela ganhou o dom da voz. Soledad canta com o timbre perfeito, como poucas pessoas no mundo, mas seu dom é brutalmente reprimido, escondido e rejeitado por Delfina (Tahimí Alvariño), uma mãe amargurada e ambiciosa que não perdoa Soledad pela morte do seu filho verdadeiro.

Soledad cresce e torna-se uma bela mulher, a quem todos reconhecem como uma artista, apesar das constantes negativas de Delfina. O amor e o reconhecimento de Vicente tratam de redimir Soledad. Vicente pertence a uma família rica e ele próprio possui uma grande fortuna pessoal, representada por terras e gado. Ainda assim, a paixão do rapaz é uma pequena emissora de rádio fundada por sua tia, a bela e rebelde Faride Chadid (Majida Issa), a quem Vicente adora e apoia incondicionalmente.

Porém, a riqueza de Vicente atrai oportunamente uma parte de sua própria família à beira da falência. O rapaz cai em uma armadilha: Amira Rebeca (Daniela Tapia), a prima-irmã de Vicente, impulsionada por sua mãe, seduz Vicente e inventa uma mentira que muda o rumo de sua vida. Esta entrega acidental depois de uma noite de farra, é usada pela família de Amira Rebeca para tentar “caçar” Vicente a todo custo e acabam dando início a uma guerra familiar.

A injustiça ativa as forças do destino e, ao contrário do previsto, essa pressão leva Vicente aos braços de Soledad e ao encontro do verdadeiro amor. Porém, esse amor se realiza em circunstâncias adversas para ambos: Vicente acaba de sofrer um perigoso acidente e Soledad acaba de se distanciar de sua gente e de seu povoado por culpa de um concurso de canto, no qual a jovem participa com muita dedicação. Nada evita que Soledad e Vicente se apaixonem imediatamente.

Pouco tempo depois, Delfina descobre que sua filha está grávida e, para evitar o escândalo, a interna em um convento, onde acolhem mãe solteiras com o objetivo de entregar seus filhos em adoção. Delfina aceita que o filho de Soledad seja entregue. Sem informar ninguém sobre nada, a linda menina de Soledad é vendida a Amira Rebeca. Amira, obviamente, não sabe que essa criança é de Soledad.

A cantora, no entanto, é enganada por uma mentira, pois lhe entregam um bebê natimorto, filho de outra jovem do convento, garantindo que se trata de seu filho. Vicente e Soledad enterram aquele que acreditam ser seu filho. Porém, não conseguem enterrar seu amor impossível, agora devido ao casamento de Vicente com Amira e o nascimento de sua suposta filha. Soledad retorna ao povoado decidida a tornar-se uma grande cantora. Para isso, conta com o apoio de grandes amigos e os melhores músicos de toda a região.

Acompanhada de perto pela emissora e portanto por Vicente, Soledad começa a triunfar de praça em praça, de povoado em povoado, de cidade em cidade. Grava um disco que aumenta sua fama, pois é a primeira cantora e compositora de gênero “porro”. Neste árduo caminho de sua vida profissional, Soledad vive inúmeros encontros com Vicente, a quem rejeita apesar de amá-lo irremediavelmente.

Para colocar uma distância definitiva entre os dois, Soledad aceita a proposta de casamento de seu representante e fervoroso seguidor, o Dr. Zarur (Rashed Estefenn), que também carrega consigo um segredo de amor abandonado pela aparição de Soledad. Amira Rebeca não consegue conquistar Vicente e muito menos amar sua filha. Porém um anjo guardião compartilha o segredo de Amira e luta incansavelmente para que a jovem revele a verdade e, assim, a vida siga o curso que sempre deveria ter tido: o Dr. Márquez (Juan Sebastián Aragón), o único que sabe que ela nunca teve um filho de Vicente. Márquez ama secretamente Amira e acredita que ela seja uma vítima de sua mãe ambiciosa e cruel, que a obrigou a produzir essa falsa gravidez.

Apesar de todas as tentativas de Delfina e de Mema (Katherine Vélez) para impedi-lo, com o passar do tempo, a verdade vem à tona. Se descobre que a filha de Amira é a verdadeira filha de Soledad. Tudo fica descoberto e a justiça é feita. Soledad recupera sua filha e seu único amor. Os perversos jamais são perdoados e a justiça social e Divina os alcança.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: