sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

A Escrava Branca estreia no ZAP Viva


Produzida na Colômbia pela Caracol Televisión, chegou ao canal ZAP Viva, em Angola e Moçambique, na última quinta-feira (12) a superprodução A Escrava Branca (La Esclava Blanca), telenovela de época, estrelada pela premiada atriz espanhola Nerea Camacho, que reúne um seleto elenco internacional, composto pelo cubano Orián Suárez e pelo espanhol Miguel de Miguel.

Em A Escrava Branca, a trama principal gira em torno de Vitória (Nerea Camacho), uma jovem mulher a quem todos conhecem como uma marquesa espanhola que chegou à Colômbia para se casar com um próspero negociante local. No entanto, a verdade é outra, pois há alguns anos, nesta mesma cidade, ela foi resgatada da morte e criada secretamente por escravos que se tornaram sua família. Agora, ela está de volta, disposta a se vingar dos que acabaram com a vida de seus verdadeiros pais e libertar sua família negra das correntes da escravidão.

A ficção ainda conta com a atuação do venezuelano Luciano D´Alessandro, da panamenha Miroslava Morales, do porto-riquenho Modesto Lacen, da peruana Norma Martínez e do italiano Mauro Donnetti, além de diversos talentos colombianos, onde figuram atores como Natasha Klauss, Roberto Cano, Andrés Suárez, Nina Caicedo, Viña Machado, Ricardo Vesga, Leonardo Acosta, Gianina Arana, Bárbara Perea, Harlen Mosquera e Carlos Duplat, entre outros.

Marcada por temas como o escravismo, a vingança e o ódio entre as classes sociais, entrelaçados com uma apaixonante história amor, A Escrava Branca é uma ideia original de Eduardo Galdo e María Helena Porta e conta com roteiros de Claudia Sánchez, Said Chamié, Juliana Barrera e Andrés Burgos. A direção é de Liliana Bocanegra e Mateo Stivelberg.

A exibição acontece de segunda a sexta-feira, às 21h (AO), 22h (MZ), no ZAP Viva, dublada em português.


SINOPSE

Vitória Quintero (Nerea Camacho) era uma recém-nascida quando a cobiça de um assassino acabou com a vida de seus pais. Seu destino era morrer, mas as mãos negras de pessoas boas a salvaram do fogo e a levaram até um quilombo selva adentro, onde cresceu sendo mais uma escrava, cercada por pais e irmãos de pele escura. Nesse quilombo, recebeu de Tomás (Modesto Lacen) e Lorenza (Miroslava Morales) a herança espiritual da África. Despertou o amor com Miguel (Orián Suárez), foi livre e feliz.

Porém, era uma branca entre escravos negros fugitivos e foi arrancada da selva, sendo ainda uma menina, separada de sua família e enviada a um convento de clausura de um distante país chamado Espanha, onde a domaram como se fosse uma pequena selvagem, obrigando-a a rezar para um Deus a quem não conhecia e a falar como uma autêntica dama espanhola.

Depois de muito esforço para escapar, Vitória consegue voltar a Santa Marta fingindo ser uma grande marquesa, comprometida em casamento com um próspero fazendeiro escravista chamado Nicolás Parreño (Miguel de Miguel), que esconde o segredo de ter assassinado os pais de Vitória.

Ninguém suspeitará que o único propósito dessa elegante e nobre jovem é libertar sua família negra das correntes e vingar a morte de seus verdadeiros pais. Vitória e Miguel, novamente juntos, lutarão contra todos os perigos para libertar os escravos da região, desmascarar o malvado Nicolás e poder viver seu amor sem correntes. Para Vitória, todas as pessoas são da mesma cor e por isso não descansará até cobrar justiça, tornando-se uma verdadeira heroína.


PERSONAGENS


VITÓRIA QUINTERO (Nerea Camacho)

É uma jovem de pele branca, mas com a alma e o coração de uma escrava lutadora, o sotaque de uma noviça espanhola e a beleza de uma marquesa de conto de fadas. É uma mulher valente, decidida e obstinada quando se trata de defender as injustiças. Desde muito pequena, aprendeu a se cuidar por si mesma, assim desenvolveu uma personalidade rebelde e inquebrantável. Vitória diz o que pensa e enfrenta os problemas da vida com coragem. Enfrentará uma batalha quase mortal para romper as correntes da escravidão que mantêm sua família negra presa e lutará como nunca antes em sua vida para estar junto de seu grande amor: Miguel.



MIGUEL PARREÑO (Orián Suárez)

Apesar de estar desde os 12 anos sob o domínio da escravidão, mantém seu espírito livre. É um fiel defensor da justiça. É um homem honrado, capaz de arriscar a própria vida a fim de defender suas convicções. Desde criança seu coração pertence à Vitória e, para estar junto dela, chegará até as últimas consequências. É conhecido por ser um guerreiro corajoso, que sempre levanta ao alto a bandeira de sua causa, uma causa que busca emancipar toda a sua raça das pesadas correntes da escravidão.



NICOLÁS PARREÑO (Miguel de Miguel)

É um empresário ambicioso e poderoso. É um genuíno negociante, cuja vida se resume em cifras e bens materiais, e, apesar de ser aparentemente um digno representante dos fazendeiros da região, no fundo, é um indivíduo de duas caras, sem escrúpulos e capaz de tudo pelo poder e pelo dinheiro. Se orgulha de ser o grande dono do Éden, posição que o resguarda para fazer com os seus escravos o que lhe convém. Dentro de seu esquema de negócio, seus vassalos não passam de animais que trabalham e que não merecem nada além de chicotadas e castigos. Sem imaginar, se apaixonará por Vitória, sua pior inimiga, que chegará para modificar a ordem de sua fazenda e para recuperar o que lhe pertence. Nicolás pagará caro por sua ambição e suas decisões equivocadas.



TOMÁS (Modesto Lacen)

É um escravo de coração nobre e sincero. Ferreiro de ofício, estava a ponto de obter sua carta de liberdade quando Nicolás Parreño decidiu se vingar de dom Domingo, seu amo, e mudar a história de todos. A partir desse dia, Tomás se tornou um verdadeiro pai para Vitória e fugiu para um palenque com sua filha Milagros e sua amada esposa Lorenza. Sua família sente por ele um amor infinito, capaz de superar qualquer adversidade. É um homem justo, que, de tantas frustrações e sofrimentos, aprendeu a viver a vida com calma e sabedoria. Os melhores anos de sua vida tem passado a serviço de seu amo, entretanto, não se queixa, enfrenta sua sorte com integridade e, por isso, desfruta ao máximo os pequenos momentos de felicidade que a vida lhe proporciona.



LORENZA ARAGON YEPES (Miroslava Morales)

É a babá da pequena Vitória. Forte e sofredora, luta para que seus filhos tenham uma vida melhor que a dela e a de seu marido Tomás. É uma digna representante de sua raça e de suas crenças, é fiel aos seus costumes e antepassados africanos. Foi ela quem resgatou Vitória das chamas quando era apenas uma bebê.



ALONSO MÁRQUEZ (Luciano D’Alessandro)

É um jovem advogado e empresário de novas ideias, que tenta impulsionar diferentes formas de produção desenvolvidas na revolução industrial. Junto de seu pai, em seu escritório, tenta buscar o equilíbrio das coisas, a justiça e o bem comum. Apesar de tudo, não conta com a boa sorte, pois os métodos pouco ortodoxos difundidos nessas terras, vão na contramão de seu pensamento e, por conta disso, sua luta tem sido em vão. Assim como seu irmão, sofrerá as consequências da sangrenta luta entre brancos e negros pela abolição da escravatura.



GENERAL FIDEL MÁRQUEZ (Mauro Donetti)

É um antigo herói da independência. É a maior autoridade da região, centro das decisões políticas e econômicas. O general é quem decide, quem dá autorização e quem tem comunicação direta com o governo central. É um militar que acata as leis ao pé da letra, no entanto, tanta rigorosidade o colocará sobre a estreita linha que é traçada entre a lei e os atos de humanidade contra os escravos. O cumprimento de seu dever, contrariamente, o distanciará de sua família: dois de seus filhos morrerão por conta das rebeliões abolicionistas e ao terceiro, terá que lhe aplicar sua própria justiça e enviá-lo à cadeia, por ser desertor.



CAPITÃO FRANCISCO GRANADOS (Andrés Suárez)

É o braço direito do general Márquez. Aparentemente, é um homem a serviço da lei e cumpridor de seu dever. Em seu caminho, encontrará em Nicolás Parreño seu melhor aliado para alcançar seus objetivos, porém a ambição e a sede de poder o levarão a agir fora de qualquer proporção. Assim como exerce sua autoridade com mãos de ferro em seu trabalho, também o faz em sua casa. Sua esposa Ana é submissa e suporta muitos dos seus maus-tratos e humilhações sem contestar. Com o tempo, seu pedestal cairá e ele será desmascarado como o pior dos homens.



ANA DE GRANADOS (Natasha Klauss)

É a esposa do Capitão Granados, homem maligno e sanguinário, por quem ela é maltratada. Ao descobrir que o capitão e seus amigos estão por trás da matança de negros, fica indignada e ajuda os escravos a fugirem. Depois de tantos maus-tratos por parte de seu marido, Ana encontra apoio incondicional em Felipe Restrepo, com quem acaba se envolvendo.



FELIPE RESTREPO (Roberto Cano)

É um revolucionário por convicção. Com ideais e metas claras, sonha sinceramente com um mundo melhor e faz o que estiver ao seu alcance para consegui-lo. É um advogado que se nega a viver em um país desatualizado quando se trata de leis, pois a escravidão, abolida em muitos países, é um tema que tira o seu sono e pelo qual ele não descansará até levar uma mensagem abolicionista em cada lugar. Conhecerá Miguel e decidirá se unir a sua causa negra, tentará defendê-lo e protegê-lo, mesmo que tenha que enfrentar o pior inimigo que alguém possa ter: Nicolás Parreño.



ENRIQUE MORALES (Ricardo Vesga)

É como um cachorro fiel de Nicolás Parreño. Trabalha há várias décadas como criado de Nicolás Parreño e com isso conquistou o posto de capataz do Éden, encarregado principalmente de adestrar os escravos. Através de seu trabalho, canaliza seu ressentimento com a vida e um fardo de culpas e fervores religiosos que carrega como uma pesada cruz e que não o deixam viver em paz. Morales vê através dos olhos de seu amo e vive em função de satisfazê-lo; cruzando qualquer limite ético ou legal para consegui-lo.



TRINDADE (Carrell Lasso)

É o melhor amigo de Miguel, tão valente e destemido como a maioria de sua raça. Sofre por sua gente, mas, ao mesmo tempo, se levanta cada dia com o propósito de mudar o rumo das coisas, se nega a acreditar que o destino de sua raça são as correntes e com a ajuda de Miguel, lutará de alma e coração para conquistar a abolição da escravatura.



MILAGROS (Ana Harlen Mosquera)

Herdou de sua mãe a conexão especial que ela tem com a natureza, pois a utiliza para curar doenças, pragas e até mesmo mal de amores; herbalista por convicção, é uma mulher forte, apegada às suas crenças e segura de que seu caminho na vida não é o da escravidão. Não acredita muito no amor e nesses sentimentos que ocupam a mente das pessoas, mas a própria vida acabará lhe demonstrando que não há melhor sorte para o coração do que encontrar outro que palpite na mesma velocidade.



CAMILA (María Angélica Salgado)

Espontânea e divertida. Apesar de sua condição de escrava, está sempre em busca do sabor da vida e do tempero para os seus dias de tédio que transcorrem entre trabalhos forçados e maus-tratos. Seus amigos a chamam de fofoqueira, mas, para dizer a verdade, é ela quem coloca qualquer assunto sobre a mesa e inicia as discussões, como uma estratégia infalível para distrair a mente, para se distanciar do mundo miserável ao qual deve enfrentar. Em certas ocasiões, quando observa a vida de seus patrões e percebe que ela é tão lamentável e vazia, se diverte.



ISABELA PARREÑO (Cristina García)

Filha única, foi criada com especial cuidado e superprotegida em excesso, pois, devido a uma estranha doença, qualquer coisa do mundo exterior poderia matá-la. Por isso, desde sua infância e parte da adolescência, tem passado recluída no escuro de seu quarto, rodeada de livros, brinquedos e Rosita, a quem trata como uma boneca negra. Com a chegada de Vitória à casa, sua situação mudará, sairá dessas quatro paredes e se descobrirá como uma jovem inteligente, adiantada ideologicamente para sua época e capaz de mudar o mundo.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: