quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Entre el Amor y el Odio pode ser o novo remake de Mapat


Após o sucesso de Corazón Que Miente, Mapat López de Zatarain ainda não definiu qual será seu próximo trabalho. Recentemente, um novo título chegou às mãos da produtora como opção para um futuro remake: trata-se de Entre el Amor y el Odio, obra original de Salvador Mejía que rompeu recordes de audiência em 2002.

Escrita por Liliana Abud, Orlando Merino e Jaime García Estrada, Entre el Amor y el Odio teve 124 capítulos e chegou a ser exibida no Brasil pelo SBT em 2003, sob o título de No Limite da Paixão. A história gira em torno de Octavio (César Évora), homem maduro que regressa ao povoado onde cresceu para tomar posse da herança de seu tio Fernando (Joaquín Cordero), com quem havia rompido relações desde que o separou de sua ex-noiva, a interesseira Frida (Sabine Moussier).

Ao chegar, porém, descobre que terá que dividir os bens do tio com a jovem Ana Cristina (Susana González), moça de boa índole que sempre foi a protegida de Fernando e que, segundo boatos mentirosos, seria a amante do finado senhor. Crendo que Cristina é uma interesseira, Otávio instantaneamente declara guerra à bela jovem, por quem depois acabará se apaixonando.

Várias novelas estiveram em análise de Mapat para servir de base em sua próxima obra. De Frente al Sol (1992), Ángela (1997), La Otra (2002), Amarte es mi Pecado (2004) e Barrera de Amor (2005) foram alguns dos títulos sondados por ela. Surgiram inclusive boatos de que Mapat teria optado por produzir um remake da novela coreana Escalera al Cielo, rumor imediatamente desmentido pela produtora.

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Danilo Prudente Duarte disse...

Pra mim, seguindo a linhas das suas últimas produções, Mapat deveria fazer Angela. Além de ser uma história de amor e vingança, tem todos os ingredientes/elementos chaves das histórias de Cuauhtémoc Blanco y Maria del Carmen Peña.