sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Zuria Vega pode ser a nova queridinha do SBT


Tendo em vista os bons resultados alcançados com a inesperada exibição de Mar de Amor (2009), estrelada pela atriz Zuria Vega, o SBT já prepara o próximo folhetim que irá ocupar um dos horários da faixa “Novelas da Tarde” na emissora paulista. Zuria, que caiu no gosto popular na pele da extrovertida Estrelinha, destacando seu potencial artístico, pode ser uma das fortes candidatas a repetir sua estadia nas telinhas brasileiras, tal como aconteceu recentemente como Ana Brenda Contreras, que desfilou por aqui em três tramas consecutivas (Sortilégio, Coração Indomável e Teresa), e atualmente com Angelique Boyer, que emplacou dois títulos inéditos (Teresa e Abismo de Paixão), e tem ganhado mais destaque a cada novo trabalho realizado.

Zuria Vega, por sua vez, traz no currículo três novelas onde atua como a heroína da história. Em Un Refugio Para el Amor (2012), produzida por Ignacio Sada Madero, a bela atriz dá vida a Luciana, uma jovem bonita e alegre que, após a morte de seu pai, deixa o povoado no interior para fugir do assédio de Aquiles (Humberto Elizondo) e vai para a capital mexicana, em busca de um futuro melhor, com o sonho de ser professora, mas acaba tendo que aceitar trabalho em um bar de má reputação. Após um incidente com um dos clientes do bar, Luciana deixa o local e consegue trabalho como empregada na casa da família Torres Landa, onde se reencontra com Rodrigo (Gabriel Soto), o filho mais velho da família, que, por ironia do destino, é o mesmo rapaz que a defendeu durante a briga no bar. Entre Rodrigo e Luciana surge uma forte atração que pouco a pouco se transforma em um intenso e profundo amor. Porém, Rodrigo está comprometido com Gala (Jessica Coch), que, juntamente com Roselena (Laura Flores), a mãe de Rodrigo, arma um plano para separá-los. Entre intrigas e desentendimentos, somente a verdade poderá fazer com que esses dois apaixonados encontrem um refúgio para o amor.

Neste folhetim, Zuria divide os créditos com grandes nomes da teledramaturgia mexicana, entre os quais merecem destaque Frances Ondiviela, Roberto Blandón, Zaide Silvia Gutiérrez, Brandon Peniche, Paul Stanley, David Ostrosky, Aleida Núñez, Kelchie Arizmendi, Harry Geithner, Ilean Almaguer, Oscar Bonfiglio, José Carlos Ruiz, Socorro Bonilla, Luz María Jerez e Maricruz Nájera, entre outros.

Já em Qué Pobres Tan Ricos (2013), comédia romântica assinada pela produtora Rosy Ocampo, Zuria Vega atua ao lado de um galã bastante conhecido pelos brasileiros, Jaime Camil (A Feia Mais Bela, As Tontas Não Vão ao Céu, Por Ela... Sou Eva), e dá vida a Maria Guadalupe, ou melhor, Lupita, uma mãe solteira, inteligente e responsável, que não se deixa intimidar facilmente por ninguém e que, apesar de estar acostumada às dificuldades, é otimista, batalhadora e está convencida de que somente com o seu trabalho poderá seguir em frente e criar sozinha seu filho Emiliano (Yael Fernández), de quem esconde secretamente a identidade do pai. Por outro lado, está Miguel Ángel (Jaime Camil), um empresário milionário, que mantém um namoro a distância, mas bastante formal, com Minerva Fontanet (Ingrid Martz), com quem se casará em breve. Entretanto, às vésperas da leitura do testamento de seu avô, que deixa escrito que apenas o neto que tiver o primeiro filho homem dentro de um casamento legítimo, herdará toda a fortuna e a presidência de sua empresa, Miguel Ángel é vítima de uma fraude tramada por Alejo (Mark Tacher), seu primo, e acaba sendo acusado injustamente. Para se esconder da justiça, decide fugir com sua mãe e os irmãos para a única propriedade que não lhe confiscaram, onde acaba conhecendo e se apaixonando perdidamente por Lupita.

Qué Pobres Tan Ricos conta ainda com a atuação de Arturo Peniche, Sylvia Pasquel, Manuel “Flaco” Ibáñez, Tiaré Scanda, Agustín Arana, Raquel Pankowsky, Queta Lavat, Natasha Dupeyrón, Jonathan Becerra, Gaby Mellado e vários outros talentos da casa.

Em seu mais recente trabalho nas telinhas, Que te Perdone Dios... Yo No (2015), uma nova versão de Abraça-me Muito Forte produzida por Angelli Nesma Medina, a mexicana dá vida a Abigail, uma jovem espontânea e carismática que cresceu junto a Macária Rios (Sabine Moussier), uma das empregadas da fazenda onde moram, acreditando que ela fosse sua verdadeira mãe, quando na realidade desconhece que Renata Flores (Rebecca Jones), a quem chama de madrinha, é a mulher que lhe deu a vida. Renata, porém, por ter se apaixonado e engravidado de um peão da fazenda, foi destinada a se conformar em ver Abigail crescer de longe e a agir como se fosse sua madrinha, devido ao preconceito de Bruno (Eric del Castillo), seu pai, que jamais aceitou o fato de que sua filha desonrasse seu sobrenome. Com o passar do tempo, Abigail torna-se uma bela mulher, mas Renata, que ficou cega, não se dá conta de que Fausto (Sergio Goyri), um cruel fazendeiro que a seduziu com a promessa de ajudá-la a criar sua filha, começa a sentir um grande desejo por Abigail e se apaixona loucamente por ela. Abigail, por sua vez, se apaixona por Mateo (Mark Tacher), que é sobrinho de Fausto, o que desata inúmeros conflitos até que finalmente possam viver felizes.

O elenco do melodrama ainda contempla a participação de Altair Jarabo, María Sorté, Ana Bertha Espín, Laisha Wilkins, Ana Patricia Rojo, Alejandra Procuna, René Strickler, Ferdinando Valencia, Alejandro Ávila, Antonio Medellín, Manuel Ojeda e Fabián Robles, entre outros.

Na sua opinião, qual destes folhetins pode ser a nova aposta do SBT para suas tardes? Deixe seu comentário.

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Andy Pereira disse...

Qualquer uma das três já me deixaria satisfeito. Gosto muito da Zuria e junto com Maite, Ana Brenda e Angelique, é uma de minhas favoritas. Mas eu não curto "Mar de Amor", o enredo dela é monótono demais. Mas essas 3 novelas são maravilhosas. Curti todas.