quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

ZAP Novelas anuncia a estreia de Chegou o Amor


No dia 20 de janeiro, outra grande produção internacional entrará nos lares de Angola e Moçambique através da ZAP Novelas com a estreia de Chegou o Amor (Vino el Amor), folhetim da Televisa, lançado recentemente no México. Assinada pelo produtor José Alberto Castro, a atração liderada pelos protagonistas Irina Baeva e Gabriel Soto reúne um elenco de conhecidas estrelas da televisão e conta uma história originalmente chilena, levada à televisão local sob o nome de La Chúcara, pela TVN, em 2014.

Gravada entre os mais belos vinhedos de Sonoma e Napa, no estado da Califórnia, Chegou o Amor ilustra a situação na qual vivem os imigrantes latinos nos Estados Unidos e sua história é marcada pela separação das famílias que chegam ao país em busca de oportunidades de trabalho, com a esperança de uma vida melhor.

Uma dessas famílias é a de Luciana (Irina Baeva), uma jovem bonita e rebelde que, vários anos depois de ter sido deportada junto de seu pai, retorna à Califórnia para se reencontrar com a mãe e o irmão. Ao chegar aos Estados Unidos, procura a vinícola onde ambos trabalham, entretanto, se encontra com David (Gabriel Soto), o proprietário do local, e se depara com algo que ela não estava esperando: o amor.

Apesar de suas diferenças, Luciana e David sentem um profundo carinho pelas terras onde crescem os vinhedos de Los Ángeles e imediatamente são invadidos por uma inexplicável atração que não conseguem evitar. Ainda assim, uma possível união coloca em alerta todos aqueles que não querem que uma nova relação ajude David a recuperar a vontade de viver que ele perdeu após a morte de sua esposa, incluindo sua própria sogra, que se aproveita da profunda depressão que David tem enfrentado para roubá-lo.

O elenco da trama conta também com as atuações de Cynthia Klitbo, Azela Robinson, Alejandro Ávila, Laura Carmine, José Eduardo Derbez, Sofía Castro, Mar Contreras, Gloria Aura, Moisés Arizmendi, Raúl Coronado, Verónica Jaspeado, Juan Vidal, Kimberly Dos Ramos, Cristian de la Campa e Yanet Sedano, além dos novos talentos recém-chegados à casa, como Luciano Zarcharsky e Mario Loría.

Com previsão de estreia para o próximo dia 20, Chegou o Amor ocupará a vaga de Coração que Mente e será exibida dublada em português para Angola (16h) e Moçambique (17h).

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

ZAP Novelas anuncia a estreia de Guerra das Rosas


A ZAP Novelas abre a temporada de estreias de 2017 com mais um título turco em sua grade de produções internacionais. O drama Guerra das Rosas (Güllerin Savaşı) chega às telinhas de Angola e Moçambique a partir do dia 9 de janeiro, ocupando a vaga de As Amazonas, que se despede do canal já no próximo dia 6.

Produzida entre 2014 e 2016 e exibida originalmente pelo Kanal D, da Turquia, Guerra das Rosas apresenta ao público as atuações de Damla Sönmez, Canan Ergüder e Barış Kılıç, os protagonistas de uma história que segue os passos de Gulru (Damla Sönmez), uma jovem que nasceu em um bairro humilde e cresceu morando no quarto de empregados de uma bela mansão onde seu pai trabalha como jardineiro. Junto de mais duas irmãs, que também ajudam a rica família nos serviços domésticos, Gulru vive entre sonhos de grandeza, mas não se esquece de sua origem humilde.

Porém, se existe uma pessoa em quem Gulru se inspira esta é Gulfem (Canan Ergüder), a bela filha de seus patrões, a quem desde sua infância ela admira. Sua admiração é tanta que Gulru decide ser uma profissional de sucesso como ela e, por esta razão, entra para a universidade com uma bolsa de estudos, planejando trabalhar com Gulfem assim que se formar.

Gulfem, que deixou a família há alguns anos para morar no exterior, retorna à mansão para assistir ao funeral do pai, despertando novamente a admiração que Gulru sentia por ela desde criança. Ninguém aprova essa admiração, já que Gulru tenta ser a mesma pessoa que Gulfem. Certo dia, o caminho de Gulru cruza com o do ex-namorado de Gulfem, Omer (Barış Kılıç) e sua vida vira de cabeça para baixo, desatando uma guerra em meio a um triângulo amoroso marcado pela diferença de classe entre famílias ricas e pobres.

Para piorar a situação, Gulfem dispensa as irmãs e o pai de Gulru, que, passando por dificuldades, devem encontrar uma nova casa para viver. Em meio a tantos problemas, Gulru ainda é acusada por Gulfem pelo sumiço de um colar. Do dia para a noite, o carinho que Gulru sentia por Gulfem se transforma em ódio e Gulru é tomada por um enorme desejo de vingança com o qual se empenhará em tomar tudo o que é de Gulfem, incluindo Omer, o primeiro e único amor daquela que um dia foi digna de sua admiração.

Com previsão de estreia para o dia 9 de janeiro, Guerra das Rosas irá ao ar às 20h, em Angola, e 21h, em Moçambique, dublada em português.


Confira as chamadas de estreia de Guerra das Rosas:


ZAP Viva anuncia a estreia de A Escrava Branca


Uma nova superprodução chega à programação do ZAP Viva no próximo dia 12 de janeiro. Para ocupar a faixa de Yago, o canal estreia em Angola e Moçambique a telenovela A Escrava Branca (La Esclava Blanca), ficção colombiana lançada pela Caracol Televisión em janeiro deste ano que reúne em seu elenco principal atores como Nerea Camacho, Orián Suárez e Miguel de Miguel em uma apaixonante história amor.

Produção de época, A Escrava Branca conta uma história original dos escritores Claudia Sánchez, Said Chamié e Andrés Burgos, onde temas como a escravidão, a vingança e o ódio entre as classes sociais embalam uma trama de 61 capítulos, ambientada na Colômbia de 1820 a 1845. Numa época em que sonhar era proibido e a realidade do povo negro era ditada pela injustiça e a crueldade da escravatura, as vidas de duas crianças, Vitória (Sara Pinzón) e Miguel (David Polanco) se cruzam da forma mais inesperada possível e dão origem a um grande amor.

Vitória (Nerea Camacho) era apenas uma recém-nascida quando um assassino acabou com a vida de seus pais. Para escapar da morte, foi resgatada e criada em segredo por escravos que se tornaram sua família. Cercada por pais e irmãos de pele escura, Vitória cresceu sendo mais uma escrava, mas, por ser uma branca entre negros fugitivos, foi arrancada da selva colombiana e enviada a um convento na Espanha, onde foi educada como uma autêntica dama espanhola.

Depois de muito esforço, Vitória consegue voltar à Colômbia fingindo ser uma grande marquesa, comprometida em casamento com um próspero fazendeiro escravista chamado Nicolas (Miguel de Miguel), que esconde o segredo de ter assassinado os pais de Vitória. Mas, o que ninguém suspeita, é que o único propósito dessa elegante e nobre jovem é libertar sua família negra das correntes e vingar a morte de seus verdadeiros pais.  Novamente juntos, Vitória e Miguel (Orián Suárez) terão que lutar contra todos os perigos para libertar os escravos da região, desmascarar o malvado Nicolas e poder viver seu amor sem correntes porque, para Vitória, o sangue tem a mesma cor.

Dublada em português, A Escrava Branca estreia dia 12, às 21h, em Angola, e 22h, em Moçambique, pelo canal ZAP Viva.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

SBT anuncia a reestreia de Rubi

Quatro anos após sua última reprise no Brasil, uma das mais queridas tramas mexicanas retornará ao canal da Anhanguera a partir de janeiro. Com a locução: “Bela, sedutora, perversa... A descarada está de volta!”, o SBT deu início nesta quinta-feira (22) às chamadas promocionais da reestreia de Rubi, telenovela do produtor José Alberto Castro, lançada pela Televisa em 2004.

Original de Yolanda Vargas Dulché, a história protagonizada pela uruguaia Bárbara Mori conquistou o carinho dos brasileiros quando foi exibida por aqui pela primeira vez, em 2005, alcançando expressivos índices de audiência. Pouco mais de um ano depois, o melodrama voltou à telinha para sua primeira reprise e em 2013 ganhou sua terceira exibição pelo SBT.

E o sucesso de Rubi não é de hoje. Clássico dos melodramas mexicanos, a origem de sua história remonta aos meados da década de 60, época em que Yolanda Vargas Dulché criou histórias românticas que mais tarde viriam a se tornar verdadeiras lendas da dramaturgia. Assim, em 1968, foi ao ar no México a primeira versão televisiva de Rubi, que, além de cair no gosto popular, ganhou no ano seguinte uma versão cinematográfica, estrelada pela atriz Irán Eory, a recordada personagem Vitória de Maria do Bairro.

Sucesso internacional, sua mais recente versão protagonizada por Bárbara Mori traz no elenco atores de peso dentro do cenário televisivo e reúne nomes como Eduardo Santamarina, Sebastián Rulli, Jacqueline Bracamontes, Ana Martín, Paty Díaz, Ana Bertha Espín, José Elías Moreno, Olivia Bucio, Antonio Medellín, Luis Gatica, Miguel Pizarro, Roberto Vander, Arlette Pacheco, Jan, Josefina Echánove, Ingrid Martz, Marlene Favela, Manuel Landeta, Sergio Goyri e Yadhira Carrillo, entre muitos outros.

Em Rubi, a ambição desmedida é o que motiva a personagem-título a sair da vida miserável que leva junto da mãe Rosário (Ana Martín) e da irmã Cristina (Paty Díaz), com as quais vive em um cortiço cercadas por vizinhas fofoqueiras. De grande beleza e extremamente vaidosa, Rubi Pérez (Bárbara Mori) estuda em uma universidade particular graças ao trabalho da irmã e sonha com o dia em que finalmente possa encontrar o homem ideal, que ofereça à ela a riqueza e os luxos que o destino tem lhe negado.

Melhor amiga de Maribel (Jacqueline Bracamontes), uma jovem rica que convive com uma pequena deficiência física na perna, Rubi conhece o arquiteto Heitor Ferreira (Sebastián Rulli), o namorado virtual da amiga, que retorna ao país para conhecer pessoalmente Maribel, que, ao contrário de Rubi, é ingênua, tímida e, apesar de ter nascido em berço de ouro, é humilde e generosa com todos ao seu redor.

Junto de Heitor, chega também o médico ortopedista Alessandro Cárdenas (Eduardo Santamarina), o melhor amigo do arquiteto, que se encanta com a beleza de Rubi e por quem ela se deixa seduzir, acreditando que o jovem rapaz seja rico como Heitor. A felicidade de Rubi dura pouco, pois ela logo descobre que a família de Alessandro não é rica e que terá que escolher entre se casar com o homem que ama ou ir atrás do sonho de ser rica, mesmo que nunca volte a encontrar esse verdadeiro amor e tenha que destruir os sonhos daquela que a considerava sua melhor amiga.

Ainda sem data de estreia divulgada, Rubi deve ocupar a partir de janeiro a vaga atual de A Usurpadora, que tem deixado a desejar no quesito audiência, em sua sexta reprise na faixa “Novelas da Tarde” do SBT.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

SBT anuncia a estreia de O Que a Vida me Roubou


O SBT já deu início aos preparativos para a nova programação que entrará no ar no próximo ano e, para abrir 2017 com o pé direito, anunciou na tarde da última quinta-feira (01) a primeira novidade para sua faixa “Novelas da Tarde”. Trazendo novamente às telinhas a atuação dos atores Angelique Boyer e Sebastián Rulli, o canal de Silvio Santos exibirá a partir de janeiro O Que a Vida me Roubou (Lo Que la Vida me Robó), folhetim mexicano inédito, lançado pela Televisa em 2013 e bastante aguardado pelos brasileiros.

Original da escritora Caridad Bravo Adams, a obra trata-se de uma versão moderna do melodrama Bodas de Odio, o mesmo que também serviu de base para Amor Real, exibida por aqui em 2004. Em sua nova versão, adaptada livremente por Juan Carlos Alcalá, O Que a Vida me Roubou foi produzida por Angelli Nesma Medina e já foi exibida com sucesso em vários países da América Latina e da África, como Angola e Moçambique, e recentemente pela plataforma de vídeos Netflix.

O destaque da nova aposta é o seu elenco de renome internacional, composto por artistas de grande trajetória televisiva, como Daniela Castro, Sergio Sendel, Rogelio Guerra, Eric del Castillo, Grettell Valdez, Alberto Estrella, Ana Bertha Espín, Gabriela Rivero, Osvaldo Benavides, Carlos de la Mota, Margarita Magaña, Alejandra Procuna, Francisco Gattorno e muitos outros. Além disso, a atração marca o retorno do ator Luis Roberto Guzmán ao gênero das telenovelas, depois de oito de ausência, desde sua última participação até então em Alborada (2005).

O Que a Vida me Roubou conta a história de Montserrat Mendonça (Angelique Boyer), uma jovem bonita e de boa posição social, mas que se deixa dominar constantemente por sua mãe, a quem a única coisa que importam são as aparências, já que, por nenhum motivo, deseja perder seu status social. Montserrat se apaixona por José Luis Álvarez (Luis Roberto Guzmán), um cabo da marinha com quem mantém um romance às escondidas de seus pais, pois não pensa em se casar com o homem que sua mãe escolheu para ela por conveniência.

Porém, sabendo que José Luis não poderá oferecer um futuro promissor nem para sua filha e muito menos para ela, a mãe de Montserrat arma um plano para separá-los. Porém, seu primeiro amor não renunciará a ela tão facilmente e ela lutará para recuperar a liberdade dele. Após ver o amor de Montserrat e José Luis destruído por tantas mentiras e enganos, a mãe de Montserrat, desesperada pela situação econômica precária pela qual passa sua família, pede a ajuda financeira a um dos peões da fazenda vizinha, que herdou recentemente uma herança milionária. Ele, por sua vez, aceita apoiar aos Mendonça com a única condição de se aproximar de Montserrat, jurando à mãe dela que Montserrat nunca saberá desse trato.

Ainda sem data de estreia confirmada, O Que a Vida me Roubou desta vez se encontra em fase de dublagem no Rio de Janeiro e deve ocupar a vaga de Lágrimas de Amor (Corona de Lágrimas), que atualmente vem sendo exibida de maneira acelerada, com aproximadamente dois capítulos originais diários levados ao ar pelo canal.


Confira a chamada de estreia de O Que a Vida me Roubou, no SBT:


quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

DStv1 anuncia a estreia de O Grande Sultão

De olho nas tendências internacionais e apostando suas fichas mais uma vez na popularidade dos dramas turcos, o canal DStv1, distribuído em Angola e Moçambique pela programadora brasileira Box Brazil, em parceria com a Seven TV International, estreia em janeiro de 2017 um novo sucesso mundial, O Grande Sultão (Muhteşem Yüzyıl),  produção ambiciosa, rodada na Turquia entre 2011 e 2014 que traz novamente à tela do canal a atuação do reconhecido ator Halit Ergenç - o protagonista de Mil e Uma Noites (Binbir Gece) - como principal destaque do folhetim.

Exibida em mais de 60 países, O Grande Sultão é inspirada na vida real do sultão Solimão, o Magnífico, que regeu o Império Otomano de 1520 a 1566, e narra detalhadamente a ascensão ao poder deste que foi um dos nomes mais importantes da história turca dos últimos tempos. Além disso, a trama explora sua vida pessoal e amorosa e relata o romance vivido com a escrava estrangeira Hürrem (Meryem Uzerli), que consegue seduzi-lo até se tornar sua esposa e manipulá-lo para que cumpra suas ordens, chegando a se tornar a mulher mais poderosa de sua época.

O Grande Sultão conta com uma luxuosa produção, considerada uma das mais caras já realizadas no país e mostra a grandeza do império turco em uma história carregada de ambição, riqueza e poder, que mescla ficção e fatos reais. Sucesso mundial, a trama já foi exibida com grande destaque também em países do continente americano, onde desfilou pela tela de canais dos Estados Unidos, Porto Rico, Chile, Panamá e Peru e atualmente pode ser vista em países como Uruguai, Costa Rica e República Dominicana.

Agora, dublada em português, O Grande Sultão chegará em janeiro do próximo ano ao continente africano, com exclusividade através do canal DStv1 (Canal 501). No Brasil, ainda não há previsão de estreia.

Confira o teaser de estreia de O Grande Sultão pelo canal DStv1:


sexta-feira, 25 de novembro de 2016

TVI de Portugal inicia a produção de Onde Está Elisa?

Engajada na produção de remakes de textos latino-americanos, como visto recentemente em folhetins como Belmonte (Hijos Del Monte), Mulheres (El Último Matrimonio Feliz) e Santa Bárbara (La Patrona), a TVI de Portugal já prepara para o próximo ano sua nova aposta televisiva. Adaptação da telenovela chilena da TVN, ¿Dónde Está Elisa? (2009), original do escritor Pablo Illanes, a versão portuguesa, Onde Está Elisa?, promete muito mistério e suspense para 2017, com uma história que prenderá o público desde o primeiro capítulo.

Desejo antigo do canal, Onde Está Elisa? surge agora com um ritmo diferente, narrada em formato de série, porém, com episódios abertos, como uma novela tradicional. Estrelada por Heidi Berger (foto), a proposta, além de um thriller, trata-se de uma história sobre a degradação de uma família, onde todos, ou quase todos, serão suspeitos do desaparecimento da personagem principal e sobre como cada um lida com essa situação em seu dia-a-dia.

Artur Ribeiro é o autor da versão portuguesa, que contará, também, com grandes nomes da teledramaturgia local, como Ana Cristina Oliveira, António Pedro Cerdeira, Daniela Marques, Matilde Serrão, Estrela Novais, Joana Seixas, Pedro Lima, Luís Ganito, Joana Aguiar, Paula Neves, Pedro Laginha, Filipe Matos, Marco D’Almeida, Teresa Tavares, João Catarré, João Lagarto, Joana Manuel, Sérgio Praia, Rita Martins, Marina Vucic, Catarina Gouveia, Graciano Dias, João Cabral, Vera Kolodzig, Diogo Costa Reis e Jéssica Athayde, entre outros.

A história contará a vida da família Menezes, que muda radicalmente depois do desaparecimento de Elisa (Heidi Berger), a filha mais velha. Com a tragédia, os segredos de cada pessoa que rodeava Elisa são desvendados. Começam as desconfianças, as paranoias, o desenterrar de histórias do passado, as rivalidades e a inevitável distribuição de culpas. No meio dos conflitos familiares, muitos suspeitos são revelados, entre eles os próprios pais, tios, primos, amigos, antigos e atuais empregados da família.

Durante a busca desesperada por Elisa, o clã Menezes começa a desintegrar-se. O que, à primeira vista, parecia uma família unida, transforma-se num núcleo desavindo onde todos têm alguma coisa a esconder.

Dispostos a tudo para encontrar a filha, os Menezes ficam obcecados com uma investigação que só conduz a becos sem saída. Elisa desaparece sem deixar rastro e não há muitas pistas. Apenas o rosto de uma adolescente que também escondia os seus próprios segredos e outra personalidade.

No decorrer da investigação conduzida pelo atormentado inspetor da Polícia Judiciária Carlos Reis (Marco D’Almeida) são várias as teorias e hipóteses para o desaparecimento de Elisa: sequestro para pedido de resgate; sequestro para fins sexuais ou tráfico humano; alguma vingança ou crime passional, ou mesmo a possibilidade de não se tratar de um sequestro, mas sim de uma fuga.

Onde Está Elisa? ainda não tem data de estreia marcada, mas promete ser mais um grande produto com o selo da TVI e da produtora Plural Entertainment.

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

La Candidata, com Silvia Navarro, estreia no canal Las Estrellas


A mais nova produção de Giselle González, La Candidata, estreia com grande expectativa nesta segunda-feira (21), no México. A atração que marca a volta de Silvia Navarro às telinhas, depois do sucesso de Meu Coração é Teu (2014), contará em 67 capítulos uma história original de Leonardo Bechini, ambientada no mundo da política, onde a rivalidade, a sede de poder e a luta de interesses serão os ingredientes principais de uma ficção recheada de mistérios e de um romance cercado por conflitos.

Em La Candidata também participam Victor González, Rafael Sánchez Navarro, Susana González, Ari Telch, Helena Rojo, Juan Carlos Barreto, Patricio Castillo, Luz María Jerez, Nailea Norvind, Federico Ayos, Karla Farfán, Pilar Mata, Laisha Wilkins, Martha Julia, Fabiola Guajardo, Gabriela Carrillo, Isadora González, Juan Carlos Colombo, Verónica Langer, Adalberto Parra, Fabián Robles, Fernanda Borches, Juan Martín Jáuregui, Gilberto de Anda, Enrique Arreola, Irineo Álvarez, Michelle González, Bárbara Falconi, Mauro Sánchez Navarro, Ernesto Gómez Cruz, José Carlos Ruiz, José Ángel García, Liz Gallardo, Fernando Larrañaga, Jessica Ortiz e muitos outros.

O primeiro capítulo de La Candidata vai ao ar esta noite, às 21h, pelo canal Las Estrellas.


SINOPSE

Como muitas mulheres, Regina (Silvia Navarro) luta diariamente pelo bem-estar de sua família, além de ter que lidar com a desgastada relação com seu marido e a rebeldia de seu filho adolescente... Porém, no seu caso, tudo é observado, porque é a esposa do Chefe de Governo da cidade e, como se fosse pouco, uma senadora honrada, que sempre trata de fazer o melhor para os seus semelhantes.

No mundo da política, um mundo de homens que constroem poder a qualquer preço, está Regina, que luta para melhorar a realidade das pessoas e impor os ideais acima do poder.

Quando Alonso (Rafael Sánchez Navarro), seu marido, decide disputar a candidatura presidencial, revela sua verdadeira identidade: feroz, violento e perverso; capaz de destruir qualquer adversário político sem medir as consequências, sem se dar conta de que está transformando sua melhor aliada e a companheira que o levou ao lugar mais importante de sua carreira, em sua principal adversária.

Regina se vê obrigada a enfrentá-lo e, justamente nesse momento, reaparece em sua vida Gerardo (Victor González), um ex-companheiro de estudos com quem manteve um relacionamento. Ele não somente é o principal rival político de Alonso e o homem que disputa o trono presidencial, como também, a pessoa que tentará recuperar o amor de Regina. Ela, ao se dar conta de que sua vida perfeita ao lado do homem que ela sempre acreditou amar e com quem teve um filho, agora está cheia de mentiras e traições, toma a decisão de se distanciar dele.

A publicação de todos os segredos, enganos e ações corruptas de Alonso confirmam a Regina que sua decisão foi a correta. Ela sabe que para evitar um desastre deve destruir todo o seu mundo e transformar sua própria realidade para se impor a um mundo cheio de corrupção.

O destino a levará, então, a descobrir que o seu caminho está sim relacionado com a política, porém, ao lado de um homem honesto, que a defenda de maneira incondicional, mesmo deixando de lado suas próprias ambições políticas, um homem que está aí para impulsioná-la e apoiá-la... Inclusive, quando ela se tornar a candidata.

Ai então, não será apenas uma luta política, será uma luta para defender e mudar não somente o seu próprio destino, como também o destino de todo um país.

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Os dubladores de Três Vezes Ana


Remake de Laços de Amor (Lazos de Amor), telenovela original de Jorge Lozano Soriano, produzida por Carla Estrada e estrelada pela atriz e cantora Lucero, em 1995, Tres Veces Ana foi lançada pela Televisa em maio de 2016, quando estreou nos Estados Unidos pela rede Univision. Em sua nova versão, a história trouxe como protagonizada a atriz de origem francesa Angelique Boyer, que divide os créditos principais com o argentino Sebastián Rulli e o mexicano David Zepeda. Outros nomes de destaque dentro da trama também são o de Pedro Moreno, Susana Dosamantes, Ramiro Fumazoni, Blanca Guerra, Carlos de la Mota, Nuria Bages, Ana Bertha Espín, Olivia Bucio e vários outros. Apenas alguns meses depois de sua estreia no México, onde começou a ser exibida em agosto deste ano, Três Vezes Ana chegou a Angola e Moçambique dublada em português, onde é exibida atualmente pela ZAP Novelas, em substituição ao folhetim colombiano Açúcar, desde o início do mês de novembro. A seguir, conheça com exclusividade o elenco de dubladores de Três Vezes Ana, cuja versão em português é gravada nos estúdios da Sigma, em São Paulo, sob a direção artística de Denise Simonetto, Antônio Moreno e Raquel Marinho. Confira:


Fátima Noya: Angelique Boyer (Ana Lúcia Hernandez / Ana Letícia Álvarez de Castilho Rivadeneira / Ana Laura Álvarez de Castilho Rivadeneira)

Thiago Zambrano: Sebastián Rulli (Marcelo Salvaterra / Santiago Garcia)

Ricardo Sawaya: David Zepeda (Ramiro Fuentes)

Wilken Mazzei: Pedro Moreno (Inhaqui Nájera)

Alessandra Araújo: Susana Dosamantes (Ernestina Rivadeneira)

Rodrigo Araújo: Ramiro Fumazoni (Mariano Álvarez de Castilho)

Adna Cruz: Blanca Guerra (Soledad Hernandez)

Léo Caldas: Carlos de la Mota (Valentin)

Cyntia Moran: Nuria Bages (Leonor Flores)

Cristina Rodrigues: Ana Bertha Espín (Remédios Garcia)

Fátima Silva: Olivia Bucio (Nereida)

Raquel Marinho: Laisha Wilkins (Jennifer)

Fábio Moura: Fabián Pizzorno (Fagundes Salvaterra)

Claus Di Paula: Roberto Ballesteros (Tadeo Nájera)

Alex Minei: Alan Slim (Xavier Nájera)

Gilmar Lourenço: Otto Sirgo (Rodrigo Casasola)

Claudio Satiro: Eric del Castillo (Evaristo Guerra)

Tarsila Amorim: Sachi Tamashiro (Maribel Alfaro)

Heitor Assali: Alfredo Gatica (Orlando Navarro)

Maíra Paris: Mónika Sánchez (Veridiana Betancourt)

Teca Pinkovai: Leticia Perdigón (Dona Sheila)

Charles Dalla: Antonio Medellín (Isidro Sanchez)

Luiz Antônio Lobue: Alfonso Iturralde (Bernardo Campos)

Cecília Lemes: Luz María Jerez (Julieta Escárcega)

André Sauer: Eddy Vilard (Daniel Hinojosa)

Roberto Leite: Ricardo Kleinbaum (Aníbal Ortiz)

Glauco Marques: José Montini (Curvas)

Karen Ramalho: Maru Dueñas (Cecília)

Leonardo José: Rolando Brito (Edmundo Fuentes)

Ana Lúcia Ribeiro: Vanessa Angers (Valéria)

Andressa Bodê: Nataly Umaña (Gina)

Camila Castellani: Adriana Ahumada (Suzy)

Érica Kou: Essined Aponte (Adriana)

Graça Berman: Lucero Lander (Miranda)

Mariana Mirabetti: Mariana Estrada (Paula)

Guilherme Marques: Raúl Magaña (Inácio Álvarez de Castilho)

Os dubladores de Querida Inimiga


Estrelada por Ana Layevksa, Gabriel Soto, Jorge Aravena e Carmen Becerra, Querida Enemiga foi lançada no México, pela Televisa, em 2008. Sua história original, ambientada no universo da gastronomia, é uma criação de Pablo Serra e Erika Johanson e sua produção executiva esteve a cargo de Lucero Suárez. Conhecidos talentos da teledramaturgia mexicana foram o destaque do folhetim, onde atuaram nomes como María Rubio, Mike Biaggio, Alfonso Iturralde, Socorro Bonilla, Luis Xavier, Luz María Jerez, José Carlos Femat, Luz Elena González, Nuria Bages, Héctor Ortega, Danna Paola, Mauricio Aspe, Marco Méndez e diversos outros. Após oito anos de sua estreia no México, a trama chegou ao Brasil, onde é exibida na faixa “Novelas da Tarde” do SBT, em substituição a Mar de Amor. Confira agora os nomes dos principais dubladores que emprestam sua voz aos personagens de Querida Inimiga, dublada no Rio de Janeiro, pela Rio Sound Estúdios, sob a direção de Isis Koschdoski, Márcia Morelli e Rodrigo Antas:


Mariana Torres: Ana Layevska (Lorena de la Cruz / Lorena Armendariz Ruiz)

Clécio Souto: Gabriel Soto (Alonso Ugarte Solano)

Eduardo Borgerth: Jorge Aravena (Ernesto Mendiola Chávez)

Flávia Saddy: Carmen Becerra (Sara de la Cruz / Sara Armendariz)

Maria Helena Pader: María Rubio (Hortência Vallejo de Armendariz)

Marcos Souza: Miguel Ángel Biaggio (Gonçalo Carrasco)

Oscar Henriques: Alfonso Iturralde (Omar Armendariz Vallejo)

Márcia Morelli: Socorro Bonilla (Zulema Ruiz de Armendariz)

Duio Botta: José Carlos Femat (Juliano Ruiz)

Gabriella Bicalho: Luz Elena González (Diana Ruiz de Palma)

Ricardo Vooght: Luis Xavier (Jaime Armendariz Vallejo)

Miriam Ficher: Luz María Jerez (Bárbara Amezcua de Armendariz)

Fernando Mendonça: José Manuel Lechuga (Vasco Armendariz Amezcua)

Ronaldo Júlio: Eduardo Rivera (Dario Aguilar)

Bia Barros: Sharis Cid (Paula Ugarte Solano)

Isabelle Cunha: Danna Paola (Bettina Aguilar Ugarte)

Carlos Gesteira: Héctor Ortega (Toríbio Ugarte)

Isabela Quadros: Alexandra Graña (Jacqueline Hernandez)

Mckeidy Lisita: Marco Méndez (Bruno Palma)

Roberta Nogueira: Patricia Martínez (Maria Eugênia “Maruja” Martinez Silva)

Natali Pazete: Bibelot Mansur (Rose López Martinez)

Luísa Viotti: Adanely Núñez (Valéria de Sabogal / de Ugarte)

Ricardo Telles: Mauricio Aspe (Artur Sabogal Huerta)

Marlene Costa: Zully Keith (Catarina Huerta de Sabogal)

Isis Koschdoski: Dobrina Cristeva (Silvia Mendiola Chavez)

Hugo Myara: Jesús Zavala (Ivan Liñán Mendiola)

Bia Menezes: Karol Sevilla (Gina Liñán Mendiola)

Adriana Torres: Dalilah Polanco (Greta)

Sheila Agued: Abril Campillo (Dra. Noemí Serrano)

Rita Ávila: Priscila Avellaneda (Patrícia “Paty”)

Camila Maia: Mariana Ávila (Mônica Gaitán)

Bruno Linhares: Jorge Ortín (Raimundo Gaitán)

Nair Amorim: Nuria Bages (Madre Assunção)

Juraciara Diácovo: Maria Alicia Delgado (Madre Trinidade)

Vânia Alexandre: Mercedes Vaughan (Madre Carmelita)

Romeu D’Ângelo: Óscar Ferretti (Arnaldo)

Myriam Thereza: Raquel Pankowsky (Clara)

Rafael Schubert: Mario Zulayca (Felipe)

Guilene Conte: Melina Dionyssiou (Sandra Penalver)

Carmen Sheila: Polly (Fanny)

Marize Motta: Anel (Yolanda)

Patrícia Garcia: Malillany Marín (Vanessa)

Marly Ribeiro: Sylvia Suárez (Amália)

Jéssica Vieira: Natalia Juárez (Florência)

Ricardo Rossatto: Mario Casillas (Alan Zimmerman)

Yuri Tupper: Sergio Ochoa (Dr. Joel)

Hélio Ribeiro: Julian Sedgwick (Sr. Jones)

Carla Pompilio: Mirta Renée (Fotógrafa Helena)

Gilza Melo: Rosita Pelayo (Margarida)

Pietro Mário: Juan Peláez (Davi Cuenca)

Jorge Vasconcellos: Abraham Stavans (Santiago Arredondo)

Sarito Rodrigues: Lina Santos (Helena)

Angélica Borges: Maribel Fernández (Olga)

Dário de Castro: Ricardo Vera (Empresário)

Márcio Dondi: Juan Ignacio Aranda (Advogado)

Thiago Fagundes: Rafael Perrín (Advogado)

Bruno Rocha: Octávio Acosta (Dono da Pensão)

Jacqueline Brandão: Ingrid Martz (Apresentadora de TV)

Selma Lopes: Mariana Karr (Embaixadora da Nova Zelândia)

Fernanda Crispim: Ana Patricia Rojo (Ela Mesma)

Mauro Horta: Arturo Carmona (Ele Mesmo)

Nando Sierpe: Chef Alfredo Oropeza (Ele Mesmo)

André Belizar: Sr. Romário

Carlos Comério: Santiago Ramirez

Enzo Dannemann: Alex Liñán Mendiola

Fernanda Ribeiro: Tina

João Victor Granja: Martin

Larissa de Lara: Gladys

Luna Rabelo: Anelis

Malta Júnior: Álvaro Vidal / Benjamim

Marco Moreira: Chef Ricardo

Nando Sierpe: Segurança Júlio Caballero

Pietro Mário: Sr. Manoel / Embaixador da Nova Zelândia

Rafael Mezadri: Miguelzinho

Regina Maria Maia: Débora

Renato Rosenberg: Rogério

Rita Lopes: Enfermeira Augusta Vallarino

Selma Lopes: Conchita

Taís Feijó: Mariana

Yago Machado: Sérgio

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Querida Inimiga estreia no SBT


O SBT estreia nesta quarta-feira, 16 de novembro, às 16h45, a trama Querida Inimiga (Querida Enemiga), sua mais nova atração mexicana inédita da faixa “Novelas da Tarde”. Produção da Televisa lançada em 2008, o folhetim leva a assinatura da produtora executiva Lucero Suárez e traz de volta à telinha brasileira a atuação de Ana Layevksa (A Madrasta) e Gabriel Soto (Sortilégio), após alguns anos de ausência.

Em Querida Inimiga, o universo gastronômico é o pano de fundo de uma história original, escrita por Pablo Serra e Erika Johanson, e que reúne um elenco de conhecidas estrelas da televisão mexicana, entre as quais se destacam Jorge Aravena, Carmen Becerra, María Rubio, Mike Biaggio, Socorro Bonilla, Alfonso Iturralde, Luis Xavier, Luz María Jerez, José Carlos Femat, Luz Elena González, Nuria Bages, Héctor Ortega, Danna Paola, Mauricio Aspe, Marco Méndez e muitos outros.


SINOPSE

Lorena (Ana Layevska) e Sara (Carmen Becerra) cresceram juntas em um orfanato e se amam como irmãs, apesar de serem completamente diferentes. Lorena sonha em formar uma família e o que mais gosta na vida é de cozinhar. Sara é materialista, sempre renegou a pobreza que vive no orfanato e sua ambição é maior do que seu escrúpulo.

Lorena sonha em aprender sobre a alta cozinha. Certo dia, se despede das freiras que a criaram para ir à capital estudar gastronomia. Neste mesmo dia, a madre superiora descobre que Sara roubou dinheiro do orfanato e, ao enfrentá-la, morre de uma parada cardíaca. Sara foge com Gonçalo (Mike Biaggio), seu amante e cúmplice, roubando o seu histórico e o de Lorena. Depois de lê-los, descobre que ela foi encontrada em uma lixeira, enquanto Lorena foi abandonada no orfanato sem maiores explicações por sua avó, a milionária Hortência Armendariz (María Rubio).

O primeiro impulso de Sara é ir em busca de Lorena para ajudá-la a enfrentar sua avó e a lutar por seus direitos, porém, logo reconsidera, e decide usurpar o lugar da amiga no império gastronômico dos Armendariz.

Enquanto isso, Lorena encontra trabalho na mesma empresa como ajudante de cozinha. Conhece Alonso (Gabriel Soto), um jovem médico por quem sem apaixona e, pouco tempo depois, aceita ser sua namorada. Porém, Sara não descansará até separar Lorena de Alonso.

Hortência, por sua vez, luta com todos os seus recursos para evitar encarar todo o mal que tem causado às pessoas próximas a ela. Quando Lorena descobre as intrigas de Sara, se dá conta de que nunca conheceu realmente aquela amiga a quem amava como uma irmã. Em meio ao seu sofrimento, enfrentará e encontrará uma nova esperança nos braços de quem ela menos suspeitava que pudesse amá-la.

Os personagens de Querida Inimiga


LORENA CRUZ (Ana Layevska)

Persistente, enérgica, inteligente, intensa e com muita personalidade. Lorena é uma jovem com senso de humor, caráter e boa índole. Apesar das adversidades, preserva a vontade de viver. Possui um talento natural para a cozinha. Seus objetivos são estudar para se tornar chefe de cozinha e formar uma família. Sempre tenta resolver os problemas das pessoas que a rodeiam.



ALONSO UGARTE (Gabriel Soto)

Jovem médico. Varonil, protetor, trabalhador, responsável, galante, amoroso, firme e de ideias claras. É um bom filho e um bom irmão. Alonso é um homem que, apesar de sua juventude, tem conseguido se destacar no mundo da medicina. A medicina e Lorena são suas maiores paixões, porém, devido às intrigas de Sara, acredita que Lorena foi infiel a ele, por isso rompe com ela e inicia uma relação com Sara.



ERNESTO MENDIOLA (Jorge Aravena)

É um chefe bem-sucedido, que disfruta de uma boa situação. Ama a boa comida, o bom vinho e a vida em geral. Jurou não se casar, talvez porque nunca se apaixonou realmente. De muitas manias, é chamado de ogro por seus alunos. É uma pessoa que ama a cozinha e este amor é o que o vai aproximando de Lorena.



SARA CRUZ (Carmen Becerra)

Impulsiva, ousada, ambiciosa, vaidosa e egoísta. Não tem limites para alcançar suas metas. É imoral, cínica, inteligente e muito perigosa. Diz ser amiga de Lorena, mas, no fundo, a inveja. Usurpa seu lugar como neta de Hortência, a quem admira e tem bastante afinidade. Se apaixona por Alonso até ficar obcecada. Seu amante secreto, Gonçalo, é seu cúmplice nas maldades.



HORTÊNCIA ARMENDARIZ (María Rubio)

Manipuladora, materialista, autoritária, maquiavélica, dominante, sem escrúpulos e classista. É elegante e fina, ama as coisas bonitas e caras; é perfeccionista até à loucura. Seus filhos e seu neto a decepcionam. Deposita suas esperanças em Sara porque se vê refletida nela.



GONÇALO CARRASCO (Mike Biaggio)

Másculo, bonito, musculoso e viril. É um rapaz grosseiro e rude. Renega sua má sorte e sua situação econômica. É amante e cúmplice de Sara, por quem está perdidamente apaixonado, porém, para ela, ele é apenas objeto de prazer. Ela o levará até o céu com sua paixão e pisará nele com suas humilhações. É o único que sabe a verdade, por isso chantageia Sara constantemente.



OMAR ARMENDARIZ VALLEJO (Alfonso Iturralde)

Filho de Hortência. Irmão de Jaime. Prefere ser mecânico do que viver sob as rédeas da mãe. Se uniu a Zulema contra a vontade da mãe e, desde então, abdicou-se de uma vida de luxos e conforto para viver humildemente ao lado da mulher amada. É o verdadeiro pai de Lorena.



ZULEMA RUIZ DE ARMENDARIZ (Socorro Bonilla)

Esposa de Omar, é a verdadeira mãe de Lorena. Foi viúva e tem dois filhos do primeiro casamento. Vive uma vida humilde com Omar, desde que ele rompeu com sua mãe Hortência para defender o amor do casal. Hortência, acreditando que Zulema era pouca coisa para seu filho, roubou sua neta e a entregou ao orfanato.



JULIANO RUIZ (José Carlos Femat)

Filho de Zulema. É irmão de Diana e meio-irmão de Lorena. Mantém um relacionamento com Rose.



DIANA RUIZ DE PALMA (Luz Elena González)

Filha de Zulema. É irmã de Juliano e meia-irmã de Lorena. Se apaixona por Vasco, o neto de Hortência.



JAIME ARMENDARIZ VALLEJO (Luis Xavier)

Filho de Hortência. Irmão de Omar. Vive dominado pela mãe controladora. É marido de Bárbara, que o engana se envolvendo com amantes mais jovens.



BÁRBARA AMEZCUA DE ARMENDARIZ (Luz María Jerez)

Esposa de Jaime, é nora de Hortência. Vive entediada com a vida que leva e se envolve com rapazes mais jovens, como Artur e Gonçalo. Finge ser carinhosa com sua sogra, a fim de garantir os milhões dos Armendariz.



VASCO ARMENDARIZ AMEZCUA (José Manuel Lechuga)

Filho de Jaime e Bárbara. Neto de Hortência. É apaixonado por Diana, a irmã de Lorena e Juliano.



PAULA UGARTE SOLANO (Sharis Cid)

Irmã de Alonso. Foi casada com Darío, com quem teve Bettina. Após se separar, utiliza a filha para obter informações sobre o ex-marido, a quem trata de infernizar a vida quando ele inicia um novo relacionamento com Jacqueline.



DARÍO AGUILAR (Eduardo Rivera)

Ex-cunhado de Alonso. Foi casado com Paula, com quem teve uma filha, Bettina. Vive atormentado pela ex-mulher, que o inferniza em busca de dinheiro e o atrapalha em seus novos relacionamentos.



BETTINA AGUILAR UGARTE (Danna Paola)

Filha de Darío e Paula. Sobrinha de Alonso e neta de Toríbio. É uma adolescente que sofre com o divórcio de seus pais. Começa um namoro com Ivan, o sobrinho de Ernesto, um garoto que se torna ressentido com a vida depois da morte de seus pais em um acidente de carro.



JACQUELINE HERNANDEZ (Alexandra Graña)

Secretária de Hortência. Não se dá bem com Sara. É a namorada de Darío e enfrenta a fúria de Paula, que não deixa o ex-marido em paz. Torna-se amiga de Bettina.



ARTUR SABOGAL HUERTA (Mauricio Aspe)

É o advogado da empresa dos Armendariz. Filho de Catarina. Casado com Valéria, é um dos amantes de Bárbara e Jacqueline.



MARIA EUGÊNIA “MARUJA” MARTINEZ SILVA (Patricia Martínez)

Ex-mulher de Jaime. Mãe de Rose. É uma das cozinheiras na empresa de Hortência Armendariz. É muito amiga de Lorena.



ROSE LÓPEZ MARTINEZ (Bibelot Mansur)

Filha de Maruja. Também é cozinheira na empresa de Hortência Armendariz. Mantém um relacionamento com Juliano.



BRUNO PALMA (Marco Méndez)

Ex-marido de Diana, com quem tem um filho. É amante e cúmplice de Sara.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Esmeralda Pimentel e José Ron protagonizam Entre Tuercas y Millones


A produtora Lucero Suárez iniciou na última segunda-feira (14) as gravações de sua nova aposta, Entre Tuercas y Millones, comédia romântica prevista para estrear no México, pelo canal Las Estrellas, no final de janeiro do próximo ano.

Protagonizada por Esmeralda Pimentel (A Cor da Paixão) e José Ron (Muchacha Italiana), a história é inspirada em 1000 Millones, telenovela argentina, produzida em 2002, e contará a história de uma mulher que trabalha em uma casa de família e que, depois da morte de seus patrões, herda um seguro de vida de um milhão de dólares. Depois do ocorrido, todos entram em conflito para receber o seguro, provocando inúmeras histórias de amor paralelas na trama.

Entre o elenco da produção estão confirmados os nomes de Luz Elena González (Meu Coração é Teu), Arturo Carmona (Lágrimas de Amor), Marcelo Córdoba (A Gata), Lupita Jones (A Mal Amada), Yuliana Peniche Coração Indomável), Fabiola Guajardo (Paixão e Poder), Sachi Tamashiro (Três Vezes Ana), Marisol del Olmo (Amor de Bairro), Violeta Isfel (Não Acredito nos Homens), Lisset (A Sombra do Passado), Patricio Borghetti (Teresa), Nuria Bages (Três Vezes Ana), Alejandro Ibarra (A Tempestade), Alfredo Gatica (Três Vezes Ana), José Carlos Farrera (A Sombra do Passado), Pierre Louis (A Gata), Lilí Brillanti (Camaleões), Sharis Cid (A Tempestade), Sugey Abrego (Um Refúgio Para o Amor), Diego Escalona (Meu Coração e Teu) e Claudia Martín.

Mi Adorable Maldición estreia em janeiro pelo canal Las Estrellas


A nova produção de Ignacio Sada para a Televisa, Mi Adorable Maldición, caminha a passos largos, isso porque a telenovela que tem previsão de estreia para a segunda quinzena de janeiro do próximo ano, na faixa das 17h, terá, de acordo com seu produtor, no máximo dez personagens como parte integrante de seu núcleo principal, sendo assim uma história que não utilizará um grande elenco, como em seus folhetins anteriores.

Conhecida anteriormente como La Bella Lola, a produção que agora tem como título oficial Mi Adorable Maldición trata-se de um remake da história colombiana Lola Calamidades (1987), cuja versão mais recente, Bella Calamidades (Bonita e Azarada), foi protagonizada por Danna García e Segundo Cernadas há apenas 6 anos para a rede Telemundo.

Agora, serão Renata Notni (Amor de Bairro) e Pablo Lyle (A Sombra do Passado) os responsáveis por dar vida aos personagens principais da trama, que promete uma história renovada e cheia de surpresas. Em Mi Adorable Maldición, Renata Notni viverá na pele de Aurora, uma jovem órfã, que tem passado por situações muito difíceis em sua vida, mesmo sem perder a vontade de seguir em frente. Sua vida sofre uma grande mudança ao conhecer Rodrigo (Pablo Lyle), um homem de classe social oposta à sua, mas de bom coração, por quem Aurora se apaixona profundamente.

O elenco do folhetim ainda contará com as atuações de Laura Carmine (A Tempestade), Patricia Navidad (Por Ela... Sou Eva), Paty Díaz (O Imperdoável), Maya Mishalska (Coração Indomável), Alejandro Ávila (Coração que Mente), Cecilia Gabriela (Cachito do Céu), Roberto Blandón (A Cor da Paixão), Gema Garoa (Paixão e Poder), Carlos Athié (Que te Perdoe Deus... Eu Não), Socorro Bonilla (A Gata), José Carlos Ruiz (Coração Indomável), Ernesto Gómez Cruz (Juan Gabriel: Sua Música, Sua História), Erik Díaz (Um Refúgio Para o Amor), Arturo Vázquez (A Cor da Paixão),  Alejandro Ruiz (As Amazonas), entre outros.

A história tem previsão de ir ao ar a partir do dia 15 de janeiro, pelo canal Las Estrellas, no México.

Televisa inicia as gravações de La Doble Vida de Estela Carrillo


Na última quarta-feira (09), a equipe da produtora Rosy Ocampo iniciou oficialmente as gravações de La Doble Vida de Estela Carrillo, telenovela de curta duração que contará com locações em Los Ángeles, Tijuana e Cidade do México e narrará a saga de uma mulher imigrante nos Estados Unidos que sonha ser estrela de um grupo de música regional mexicana.

Ariadne Díaz, a protagonista da nova produção, dará vida a Estela Carrillo, uma mulher que, por ironia do destino, se vê obrigada a deixar sua cidade natal e partir em busca de trabalho como professora em Riverside, Califórnia, onde é testemunha de um tiroteio. Da noite para o dia, torna-se uma heroína ao salvar a vida de seus alunos presentes no incidente, no entanto, sua situação de imigrante ilegal, faz com que se negue a receber qualquer reconhecimento, por medo de ser descoberta.

Original dos escritores Pedro Rodríguez e Claudia Velazco, a história é baseada em fatos reais e também contará com personagens fictícios. Entre os integrantes do elenco, se destacam nomes como África Zavala, Danilo Carrera, Erika Buenfil, Marco Méndez, Mike Biaggio, Alejandro Tommasi, Zaide Silvia Gutiérrez, Adrián Di Monte, Vanessa Bauche, Joss Favela, Adriana Ahumada, Andrés Zuno e Yany Prado, além da participação especial de César Évora e Delia Casanova. Após a saída de Horacio Pancheri do elenco, David Zepeda finalmente teria sido o escolhido como protagonista ao lado de Ariadne Díaz.

La Doble Vida de Estela Carrillo será composta por 67 capítulos e será transmitida a partir de fevereiro de 2017, pelo canal Las Estrellas, no México.

El Último Dragón: Televisa e W Studios preparam nova série original

Arturo Pérez-Reverte (foto), autor do best-seller “La Reina del Sur” (2002), que em 2011 conquistou às telinhas em sua versão produzida pela Telemundo, investirá agora em sua carreira como roteirista para a televisão e escreverá pela primeira vez uma série original para a Televisa.

Intitulada El Último Dragón, a nova aposta será produzida pela W Studios, em parceria com a Televisa e a Univision, e terá como ponto de partida a história de um importante executivo de origem mexicana, educado no Japão, que se tornará um sofisticado líder no mundo do crime, contando com mais hackers do que pistoleiros.

Em comunicado à imprensa, Arturo Pérez-Reverte afirmou: “Tem sido um desafio apaixonante criar para a televisão o personagem de um traficante do século XXI, tão diferente dos estereótipos tradicionais. Algo que nunca antes havia sido contado até agora: uma nova geração de traficantes, retratada, não neste mundo violento de tiroteios, carregamentos e em cruzamentos de fronteira, mas sim, nos escritórios das mais altas instituições financeiras internacionais, nas juntas de acionistas bancários e nos hotéis de luxo”.

Antonio Alonso, vice-presidente de produção da Televisa, expressou: “A capacidade narrativa de Arturo Pérez-Reverte garantirá que este novo projeto tenha como base uma grande história, com um cuidado inovador no tratamento desta temática”. E acrescentou: “Este projeto se une à nova linha de coproduções que a Televisa está realizando com o objetivo de seguir correspondendo às novas expectativas e hábitos de consumo do público”.

Patricio Wills, presidente da W Studios, comentou: “Esta história revolucionará a imagem dos narcotraficantes pistoleiros, dando lugar a uma nova geração de delinquentes sofisticados, educados nas melhores universidades do mundo, poliglotas e com habilidades tecnológicas capazes de estremecer Wall Street”.

Rodada em locações do Japão, Espanha, Estados Unidos e México, El Último Dragón será disponibilizada com exclusividade através da plataforma Blim, o serviço de vídeo sob demanda da Televisa. 

sábado, 12 de novembro de 2016

Os dubladores de Ezel


Inspirado no romance francês O Conde de Montecristo, original de Alexandre Dumas, o drama turco Ezel foi produzido pela companhia Ay Yapım e exibido originalmente pelas emissoras Show TV e ATV, da Turquia, entre 2009 e 2011. Liderado pelo ator Kenan İmirzalıoğlu, que dá vida ao personagem-título da série, o elenco também conta com a atuação da atriz e modelo Cansu Dere, protagonista de Sila - Prisioneira do Amor. Sucesso mundial, Ezel tem conquistado a América do Sul, onde já foi exibida em países como Chile, Uruguai, Argentina, Colômbia, Peru, Panamá e Paraguai. No Brasil, Ezel é exibida atualmente pela Band em substituição à Sila, que também conquistou vários admiradores ao redor do mundo. Confira a seguir alguns dos principais dubladores brasileiros que fazem parte do elenco de vozes de Ezel, dublada em São Paulo pelo estúdio Universal Cinergia Dubbing, sob a direção de Luciene Andreotti e Ricardo Vasconcelos:


Alexandre Marconato: Kenan İmirzalıoğlu (Ezel Bayraktar)

Fernanda Baronne: Cansu Dere (Eyşan Tezcan)

Márcio Araújo: Yiğit Özşener (Cengiz Atay)

Marcelo Pissardini: Barış Falay (Ali Kırgız)

Hélio Vaccari: Tuncel Kurtiz (Ramiz Karaeski)

Luciana Baroli: Sedef Avcı (Bahar Tezcan)

Carlinhos Silveira: Salih Kalyon (Serdar Tezcan)

Maíra Paris: Bade İşçil (Şebnem Sertuna)

Arthur Machado: Sarp Akkaya (Tevfik “Tefo” Zaim)

Leonardo José: Bayazıt Gülercan (Mümtaz Uçar)

Cecília Lemes: İpek Bilgin (Meliha Uçar)

Márcio Marconato: İsmail Filiz (Ömer Uçar)

Douglas Guedes: Kemal Uçar (Mert Uçar)

Patrícia Scalvi: Nurhan Özenen (Selma Hüner)

Theo Salomão: Barış Serma (Yan Atay)

Sandra Mara Azevedo: Begüm Benian (Nükhet Özbağ)

Mauro Ramos: Güray Kip (Kamil Çalıca)

Bruno Dias: Atakan Yağız Savaş (Eren Karaçam)

Rebeca Zadra: Burçin Terzioğlu (Azad Karaeski / Hande Pasin)

Tatá Guarnieri: Erol Erarslan (Onur)

Ricardo Vasconcelos: Erdoğan Tutkun (Şahin)

Fátima Silva: Sevinç Erol (Nermin)

Glaucia Franchi: Nazlı Kar (Neslihan)

Bruno Mello: Rıza Kocaoğlu (Temmuz)

Ettore Zuim: Levent Can (Kaya Aydan)

Armando Tiraboschi: Haluk Bilginer (Kenan Birkan)

Thiago Zambrano: Kıvanç Tatlıtuğ (Oito / Ramiz Karaeski “Neto”)

Luiz Antônio Lobue: Taner Turan (Yusuf Eğir)

Renato Márcio: Hüseyin Soysalan (Hayratlı Sait)

Cassiano Ávila: Cahit Gök (Kenan Birkan - Jovem)

Ramon Campos: Ufuk Bayraktar (Ramiz Karaeski - Jovem)

Melissa Lucena: Zeynep Köse (Selma Hüner - Jovem)

Arlete Montenegro: Rüçhan

Bruna Matta: Mehmet

Carlos Campanile: Cemil

Carlos Seidl: Selçuk / Alli

Cassiano Ávila: Rahmi

César Marchetti: Selim

Fábio Matjas: Metre / Cliente / Huit

Faduli Costa: Agop

Gabriel Martins: Mert - Criança

Gileno Santoro: Necip

Giulia de Brito: Eyşan - Criança

Glaucia Franchi: Hamde

Henrique Reis: Bekir

Jorge Destez: Metim

José Carlos Guerra: Erbil

Luiz Antônio Lobue: Juiz

Luiza Viegas: Mãe de Eyşan

Mabel Cezar: Didem

Mara Lídia Manetti: Anete

Monalisa Capella: Professora

Nathalia Guillen: Secretária

Renato Soares: Empregado / Motorista

Rodolfo Novaes: Garçom / Ajudante

Rosely Gonçalves: Allye

Sicilia Vidal: Bahar - Criança

Spencer Toth: Médico / Capanga

Tatá Guarnieri: Sulleyman / Burak

Walter Cruz: Arif

William Viana: Hikmet