domingo, 29 de março de 2015

Filme mexicano A Ditadura Perfeita estreia na Netflix dublado em português


Na última sexta-feira, 27 de março, a plataforma digital Netflix adicionou em seu catálogo de filmes de toda a América Latina o longa-metragem mexicano La Dictadura Perfecta, do diretor Luis Estrada. O filme, lançado no ano passado, se posicionou em primeiro lugar no México entre as produções nacionais em cartaz, sendo visto por mais de 4 milhões de pessoas. Agora, depois de apenas cinco meses de sua estreia nos cinemas, chega ao serviço de streaming da Netflix também no Brasil, com opção de áudio em espanhol ou dublado em português, com ou sem legendas.

Protagonizado por Damián Alcázar, o elenco do filme conta ainda com vários atores conhecidos pelo público brasileiro, como Alfonso Herrera e Tony Dalton (Rebelde), Osvaldo Benavides e Itatí Cantoral (Maria do Bairro), Saúl Lisazo (Por teu Amor), Silvia Navarro e María Rojo (Amanhã é Para Sempre), Sergio Mayer e Arath de la Torre (A Feia Mais Bela), Salvador Sánchez (Meu Pecado) e Ingrid Martz (Coração Indomável). O time de atores se completa com participações de Joaquín Cosío, Flavio Medina, Livia Brito, Jorge Poza, Enrique Arreola, Sonia Couoh, Dagoberto Gama, Luis Fernando Peña e Gustavo Sánchez Parra, entre outros.

A Ditadura Perfeita é uma sátira política baseada em fatos reais que agitaram o México, como vídeos de escândalos políticos e o caso da menina Paulette. O filme arranca com uma sequência fictícia na qual o recém eleito Presidente do México (Sergio Mayer), recebe o embaixador norte-americano e comete mais um dos seus frequentes disparates. A TV MX, poderosa corporação mexicana de televisão, deve, então, ajudar seu amigo e aliado a sair do problema antes que isso se torne outra grave crise de imagem e popularidade. Para desviar a atenção dos mexicanos, a emissora exibe em seu principal telejornal, e de maneira muito escandalosa, um vídeo que denuncia o Governador Carmelo Vargas (Damián Alcázar) no envolvimento com graves negócios ilícitos.

O Governador Vargas, preocupado por seu futuro político, decide negociar um milionário e secreto acordo com os proprietários da emissora. Carlos Rojo (Alfonso Herrera), um jovem e ambicioso produtor do telejornal; Ricardo Díaz (Osvaldo Benavides), repórter estrela da TV MX e Javier Pérez Harris (Saúl Lisazo), apresentador do telejornal, são induzidos a mudar a imagem que a opinião pública tem sobre o corrupto governador e, para isso, veiculam outra notícia sensacionalista para abafar o caso, desviar a atenção púbica e fazer com que a oposição deixe de criticá-lo.

Com a inclusão deste filme, a Netflix nutre seu catálogo de cinema mexicano que já inclui produções como Amor a Primera Visa, Amor Letra por Letra, Amores Brutos, Aquí Entre Nos, Canon - Fidelidad al Límite, Cansada de Besar Sapos, Cásese Quien Pueda, Como Agua Para Chocolate, El Infierno, La Misma Luna, Labios Rojos, Ladies’ Night, Me Late Chocolate, No se Aceptan Devoluciones, Volverte a Ver, entre outras.

Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Alexandre Caetano disse...

Sempre bom ver a relação promíscua entre governo e grande mídia. Não precisaria mudar muita coisa para colocar a Globo no lugar da tv do filme! Tem uma crítica em
www.artigosdecinema.blogspot.com/2016/05/a-ditadura-perfeita-la-dictadura.html