...

domingo, 16 de março de 2014

Guapas estreia no canal El Trece


Nesta segunda-feira, 17 de março, às 23h00, estreia pelo canal argentino El Trece, a telenovela Guapas, a nova atração realizada pela produtora Pol-ka, original dos autores Leandro Calderone e Carolina Aguirre, protagonizada por Mercedes Morán, Carla Peterson, Florencia Bertotti, Isabel Macedo e Araceli González, com as participações especiais de Dady Brieva e Mike Amigorena, além da atuação de Rafael Ferro, Esteban Lamothe e Mauricio Dayub.

Mónica (Mercedes Morán), Mey (Carla Peterson), Lorena (Florencia Bertotti), Laura (Isabel Macedo) e Andrea (Araceli González) se conhecem durante uma manifestação em frente ao banco em que guardam suas economias, o mesmo que, repentinamente, encerra suas atividades, ficando com o dinheiro de todos os clientes. Assim, de um dia para o outro, os sonhos e projetos de cada uma vão por água abaixo: o restaurante de Mónica fecha suas portas; para Lorena, a possibilidade de comprar uma casa para seus pais é destruída; a herança familiar de Mey desaparece; o capital que Laura havia economizado junto de seu parceiro para realizar um tratamento de fertilidade e formar uma família evapora; e Andrea e seu marido perdem todo seu patrimônio, ficando na ruína.

Sete anos após esse fatídico dia, as cinco garotas, que se tornaram grandes amigas, ainda correm atrás do prejuízo e tentam se restabelecer econômica e afetivamente. Entretanto, a vida de cada uma delas necessita de um empurrão para que possam refletir profundamente sobre suas histórias pessoais e se darem uma segunda oportunidade, seja para se apaixonar, se realizar, formar uma família, seguir uma vocação, sanar as feridas ou, simplesmente, vencer os medos que as paralisam e que não as permitem seguir em frente.


PERSONAGENS


Mónica Duarte (Mercedes Morán)

Mulher de caráter, vive com Natalia (Mercedes Scápola), sua filha de 33 anos. Desde que se separou, há 30 anos, jamais voltou a namorar novamente, nem levou outro homem a sua casa. Tornou-se medrosa e solitária. O fechamento repentino do banco acabou com seu sonho de ter seu próprio restaurante. Agora trabalha como inspetora municipal, encarregada pela autorização e fechamento dos comércios, enquanto ajuda sua filha com um micro empreendimento de vans escolares que vai de mal a pior. Conhece Tano Manfredi (Dady Brieva), um empresário gastronômico que acaba de se divorciar e tem uma pizzaria. Ainda que sinta vontade de dar uma oportunidade ao amor, teme enfrentar uma nova relação.


María Emilia García del Río “Mey” (Carla Peterson)

Soube levar uma vida repleta de luxos e ostentações, graças ao respaldo de uma família completamente endinheirada. Porém, a quebra do banco onde tinha depositado o legado de seus antepassados caiu por terra com todas suas vaidades e caprichos de “menina rica”. Apesar de haver perdido seu capital, Mey não se conforma com sua nova condição e continua sustentando uma ilusão que já não existe em lugar algum. Já não viaja na primeira classe, nem possui propriedades em Punta del Este. Agora, trabalha como comissária para uma empresa aérea, emprego que ela considera uma “excentricidade” que lhe permite viajar pelo mundo, quando na realidade é o meio para introduzir mercadoria de contrabando e conseguir algum dinheiro extra para ocultar sua tremenda queda de classe social. Está apaixonada por Francisco Laprida (Rafael Ferro), um piloto casado que, a primeira vista, não tem intenção alguma de separar-se de sua mulher. Este vínculo quase doentio lhe impede de pôr os olhos em um companheiro, Rubén Donofrio (Alberto Ajaka), quem a ama ternamente, mas que ela vê como alguém vulgar, com pouco sabor para suas expectativas.


Lorena Giménez (Florencia Bertotti)

Mey nunca teve dinheiro. Sempre viveu na região metropolitana, fazendo um grande esforço para estudar Medicina e, ao mesmo tempo, ajudar seus pais. De fato, adiou sua carreira por eles e chegou a ter dois ou três empregos ao mesmo tempo para poder levantar uma hipoteca. Hoje tem 30 anos, não se formou como médica e jamais teve uma relação estável. Vive submissa. A oportunidade chega pelas mãos de Federico Müller (Mike Amigorena), um ilustre cirurgião plástico, a quem começará visitar em seu consultório. Porém, este homem será, também, quem a faça enfrentar outra situação de submissão. No entanto, algo novo acontecerá na vida de ambos: se apaixonarão perdidamente. Ela, pela primeira vez em sua vida; e ele, pela pessoa menos pensada.


Laura Luna (Isabel Macedo)

Laura se dedica à Comunicação. Iniciou sua carreira na televisão, como encarregada de apresentar a previsão do tempo em um prestigiado noticiário. Convive com Pablo (Esteban Lamothe) há vários anos, seu sonho sempre foi formar uma família, mas os filhos não chegavam e a angústia crescia. Assim, ambos decidiram que era o momento de iniciar um tratamento de fertilização assistida. Porém, o dinheiro que conseguiram juntar para enfrentar os onerosos gastos desapareceu com a falência do banco. O desgosto diante de cada método frustrado para conseguir a gravidez, somado à perda do capital economizado para tal fim, terminou por desgastar a relação. O tempo passou. Agora, Pablo é apresentador do noticiário e Laura se encarrega das reportagens externas no mesmo canal. Para piorar, ele conta com uma nova parceira, uma colega a quem Laura detesta e que consegue engravidar na primeira tentativa.


Andrea Luna (Araceli González)

Andrea aparenta ter uma vida perfeita. Casada com Alejandro (Mauricio Dayub), tem uma filha de 18 anos que está prestes a viajar à Inglaterra. A iminência do “ninho vazio”, somado à rotina diária e ao sufoco romântico de seu parceiro, estão muito longe de refletir esse quadro de família feliz que os outros acreditam ver. Andrea não sabe o que acontece. É incapaz de transmitir o que quer com exatidão. Gostaria de abandonar seu marido, mas não se anima. Não tem nada, nem um trabalho, nem uma vocação, nem ao menos um sonho. E, como se isso fosse pouco, está começando a beber demais.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: