sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Abigail


NOME ORIGINAL
Abigaíl

ESCRITORES
Elizabeth Alezard, Alberto Gómez, Mariana Luján, Amparo Montalva e María Helena Portas

PRODUTORES
Luis Francisco Peraza e Carmen Cecilia Urbaneja

PAÍS DE ORIGEM
Venezuela

NÚMERO DE EPISÓDIOS
3

ANO DE GRAVAÇÃO
1988

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
?

EMISSORA
Rede Bandeirantes

TEMA DE ABERTURA
Selva

INTÉRPRETE
Elisa Rego

Entiendo que el tiempo no, no tiene revés,
no tiene dos sitios de estar a la vez,
pero algún caso especial lo puedo entender,
detrás de mi espejo el reflejo se ve.

Los sonidos de allí extraños a mí,
resuenan sobre el agua que me cae sin fin,
me hipnotizan y ya, yo quiero estar allí.

Mi pensamiento animal me hace pensar,
dejando en mi cuarto un ambiente formal,
mi instinto servil al mundo real,
se extingue y se aparta de mi identidad,
manchas hay sobre mí, un aire veloz,
me encorbo y me situo sobre pies y manos
y no puedo parar de correr hasta morir.

Selva deja que me quede aquí,
no ves que me puedo morir sin tu olor,
sin ver tu color me asfixio y me da miedo vivir,
no puedo regresar, selva déjame más aquí.

Y cambió mi razón, mi forma de ser,
prefiero esta selva al homo sapiens,
no más modas en Vogue, libros que leer,
todo lo que tengo lo llevo en mi ser
al luchar por vivir feroz y muy vil,
son juegos de muchachos comparados aquí,
mi gobierno soy yo o la muerte por venir.

Selva deja que me quede aquí,
no ves que me puedo morir sin tu olor,
sin ver tu color me asfixio y me da miedo vivir,
no puedo regresar, selva déjame más.

Selva deja que me quede aquí,
no ves que me puedo morir sin tu olor,
sin ver tu color me asfixio y me da miedo vivir,
no puedo regresar, selva déjame más aquí.

Entiendo que el tiempo no, no tiene revés,
no tiene dos sitios de estar a la vez…


ELENCO

Catherine Fulop: Abigail Guzmán

Fernando Carrillo: Carlos Alfredo Ruiz Apunte

Manuel Carrillo: Cheito

Hylene Rodríguez: Mariana

Hilda Abrahamaz: Maria Clara / Maria Begônia Martins

Roberto Moll: Álvaro

Virginia Urdaneta: Carlota

Romelia Agüero: Branca

Marisela Buitriago: Viviana

Dante Carle: Agustin

Dalila Colombo: Rosalva

Ignacio Navarro: Caetano

Roberto Lamarca: Ismael

Alejandro Delgado: Freddy Avellaneda

Rosita Vásquez: Bertha Apunte

Guillermo Ferrán: Guilherme Guzmán

Laura Brey: Malvaloca

Ricardo García: Enrique

Marcial Coronado: João

América Barrio: Madre Teresa

Orietta Carvalho: Mayra

Astrid Carolina Herrera: Amanda

Ileana Jacket: Estrella

Ines María Calero: Bárbara

Adolfo Cubas: Leonel


INTRODUÇÃO

Produzida pela RCTV, em 1988, Abigail foi uma tenovela baseada na produção venezuelana Raquel, de 1973, escrita por Inés Rodena e protagonizada por Doris Wells e Raul Amundaray. No Brasil foi exibida pela Rede Bandeirantes, que a tirou do ar após três capítulos.


RESUMO

Abigail é uma menina rica e mimada, estudante de um colégio interno exclusivo dirigido por freiras. Filha única de um rico homem de negócios, bela e conflitiva, sua conduta é reflexo de uma vida infeliz. Sua mãe morreu quando ela era bem pequena e seu pai, milionário e mulherengo, só tem tempo para o trabalho e para mulheres, mas não para ela.

Um dos maiores desejos de Abigail é ganhar o amor de seu professor de literatura, Carlos Alfredo Ruiz, um homem jovem e inteligente, bonito e estudioso, mas abaixo de sua classe social. Entretanto, Carlos Alfredo, não querendo deixar-se levar pelos encantos de sua aluna, torna-se noivo de Maria Clara, sua colega de trabalho, e então decide casar-se com ela.

Abigail, por sua vez, não desiste e ainda vê  uma oportunidade para ganhar o professor, que, nesse meio tempo, percebe que não está feliz com sua esposa. Assim, Carlos Alfredo descobre está apaixonado por Abigail, com quem começa um caso e, depois, empurrado pela garota, divorcia-se de Maria Clara.

Ambos tentam acertar suas vidas e entrar em acordo com seus pais, que, embora inicialmente não aprovam a decisão, logo começam a consentir com o casamento. Abigail e Carlos Alfredo se casam, mas logo percebem que são completamente diferentes em caráter e mentalidade.

O jovem, que a partir de então havia se tornado um rico empresário, graças a herança deixada por um tio, decide rumar à Europa, na esperança de esquecer Abigail. Ela, por sua vez, descobre ser filha ilegítima, oge de casa e se muda para uma pobre pensão, onde mais tarde descobre estar grávida.

Passam meses e Abigail, consciente do amor que ainda sente por Carlos Alfredo, decide visitá-lo para contar sobre sua gravidez. Entretanto, é recebida pela mãe do jovem, que a humilha.

Ao final dos nove meses, dá à luz um menino, e, ainda imatura e inexperiente, vive chocada com o que lhe havia acontecido em tão pouco tempo. Em estado de choque, confia a criança a uma motorista de táxi e depois começa a vagar sem rumo pela cidade. A jovem começa a mostrar sinais de desequilíbrio mental, de modo que é internada em uma clínica psiquiátrica.

Carlos Alfredo retorna de sua viagem e quando descobre sobre a gravidez de Abigail começa a procurá-la desesperadamente. Depois de várias tentativas, ele finalmente consegue localizá-la, mas fica triste ao vê-la tão chateada e amargurada. A jovem afirma ter abandonado a criança, mas ninguém da família acredita, pois estão convencidos de que seu estado mental era devido à morte do bebê.

Nestas circunstâncias, Carlos Alfredo e Abigail se reconciliam e ele, para preencher o vazio existente em suas vidas, decide adotar uma criança, a quem dão o nome de Mariana. Enquanto isso, Abigail, uma vez recuperada, começa a busca pela criança, mas sem resultado.

Os anos passam e Abigail jamais tem deixado de pensar no filho que havia abandonado. O garoto, chamado Cheito, sem ter consciência de suas origens, vive com Carlota, a mulher a quem foi entregue.

Certa noite, o garoto invade a casa de Abigail com a intenção de roubar, entretanto, devido sua inexperiência, é flagrado por Carlos Alfredo, que o denuncia à polícia. Abigail, pelo contrário, logo se simpatiza com o jovem e o ajuda a sair da cadeia.

Em outra ocasião, Abigail se depara com Carlota, mãe adotiva de Cheito, e a reconhece, descobrindo que o garoto não é outro senão o filho que há anos tem tratado de encontrar. Inicialmente, preferem não revelar a verdade porque Abigail tem a intenção de ganhar a sua confiança, ajudando-os a reintegrarem na sociedade e dando-lhes um apartamento.

Carlos Alfredo, entretanto, suspeita do comportamento de sua esposa e tenta saber o que esta escondendo. Quando ele descobre que Abigail se encontra com Cheito, ignora completamente a verdade, achando que o rapaz é seu amante. Assim, o relacionamento entre eles começa a se deteriorar a ponto de eles decidirem se separar.

Para piorar a situação, surgem Álvaro e Maria Begônia. Álvaro é um dos sócios de Carlos Alfredo, um homem com o passado conturbado, que vive em remorso por ter matado sua esposa, empurrando-a em um barranco, a fim de confiscar os bens da mulher. Maria Begônia é a irmã gêmea de Maria Clara, de quem é exatamente o oposto. Dotada de crueldade, é capaz de cometer os crimes mais hediondos, a fim de atingir os seus objetivos. Os dois unem forças para separar Abigail de Carlos Alfredo.

Assim, enquanto Álvaro oferece seu apoio à Abigail, Maria Begônia investe em Carlos Alfredo, aproveitando-se de sua fraqueza para que possa fazê-lo cair em seus braços. Enquanto isso, devido a uma crise financeira inesperada em que a família se encontra, Carlos Alfredo se vê obrigado a voltar ao seu trabalho como professor no colégio onde estudam Cheito e Mariana.

Mariana, inicialmente, sente um grande ressentimento contra o menino por acreditar que ele é o amante de sua mãe. No entanto, a garota descobre a verdade sobre sua origem e percebendo que o ama, decide se mudar para longe de todos, convencida por sua irmã.

Em seguida, a saúde de Mariana começa a deteriorar-se e ela é diagnosticada com uma doença grave da qual poderia se salvar apenas com uma cirurgia muito delicada. Ao mesmo tempo, descobre que Rosalva, sua mãe biológica, está viva e reivindica seus direitos. A mulher é capaz de levar consigo sua filha aos Estados Unidos, fazendo-a se submeter a uma operação. Com medo de perdê-la novamente para Abigail e Carlos Alfredo, Rosalva envia um telegrama dizendo que Mariana morreu logo após a cirurgia.

Enquanto isso, Maria Clara, que havia se divorciado de Carlos Alfredo e estava em um convento, descobre que ainda o ama e decide abandonar seus votos de tornar-se freira. Maria Begônia, temendo que as intenções da irmã pudessem dificultar seus planos no futuro, trata de eliminá-la, fazendo com que a acusação recaia sobre Cheito.

Abigail, vendo que as evidências do assassinato de Maria Clara acusam seu filho, decide declarar-se culpada. Assim, é confinada em uma prisão, onde passa momentos terríveis, sofrendo assédio de vários detidos. Além disso, no auge de um momento de fraqueza, decide casar-se com Álvaro, em uma cerimônia civil.

Entretanto Mariana, uma vez completamente recuperada, retorna à casa. Cheito fica feliz ao saber que a garota por quem ele é tão apaixonado ainda está viva, mas é forçado a lidar com uma colega de escola, que consegue fazê-lo acreditar que espera um filho dele. A notícia novamente separa Mariana e Cheito, que acabam por seguir caminhos diferentes.

Enquanto isso, Abigail é inocentada por falta de provas contra ela. Cheito, quando descobre que Abigail é sua verdadeira mãe e que a havia tratado duramente, se arrepende e decide ir morar em sua casa.

Carlos Alfredo e Maria Begônia decidem se casar, mas, no dia do casamento, ele decide reencontrar Abigail e lhe revelar que ainda a ama e que pretende fugir com ela. Os dois decidem aproveitar outra chance, mas quando as coisas parecem estar dando certo, Álvaro intervém novamente, com a intenção de matar seu rival, em um atentado com seu carro. Carlos Alfredo é hospitalizado em condições graves de saúde, mas consegue escapar da morte, mesmo correndo o risco de perder o movimento das pernas e permanecer cego.

Enquanto isso, Mariana se apaixona por um jovem que havia passado algum tempo na prisão. Para a desaprovação da família, foge com o garoto, sem saber que é um foragido. No entanto, seu relacionamento termina tragicamente, porque ele morre em um confronto com a polícia e Mariana fica  muito abalada e traumatizada.

Enquanto isso, a inimiga do casal, que até então não tinha feito nada além de semear a discórdia entre Mariana e Cheito, vai até a casa da garota com quem tem um terrível enfrentamento. Em um momento de loucura, atira Mariana pelas escadas. A garota é transferida a um hospital quase morta. Cheito, a seu lado, fica esperando ela retomar os sentidos.

A polícia, depois de continuar a investigação sobre o assassinato de Maria Clara, fecha o cerco em torno de Maria Begônia, enquanto Álvaro é preso por cumplicidade. Ela, com ajuda, elabora um plano para escapar e ingere uma substância que a faz parecer morta para ser levada ao necrotério e resgatada por seu cúmplice. Porém, as coisas não saem como o planejado e, devido a uma série de eventos inesperados, o plano não se concretiza. O homem é preso e Maria begônia é enterrada viva.

O estado de Carlos Alfredo vai melhorando gradualmente, e ele recupera a visão. Além disso, graças a uma terapia de reabilitação adequada logo volta a andar.

Finalmente Mariana sai do coma e acorda ao lado de Cheito. Os dois declaram seu amor um pelo outro e decidem se casar. Da mesma forma, Carlos Alfredo e Abigail se reconciliam, prontos para começar uma nova vida cheia de amor e felicidade.


CURIOSIDADES

Na segunda parte da telenovela mexicana Os ricos também choram, de 1982, utilizaram parte do tema desta história, o mesmo que seria utilizado em Maria do bairro, em 1997.

Em 1980, a Televisa produziu  Verónica, mas, desta vez, utilizou o argumento da primera parte, porém, nesta ocasião a jovem caprichosa era a vilã e não a protagonista. Esta versão foi protagonizada por Christian Bach, Jullissa e Ricardo Blumme. Anos depois, em 1997, a emissora também faria um remake chamado Sin ti, com este mesmo argumento, com Adamari López, Gabriela Rivero e René Strickler.

Em 1998, a Venezuela voltou a insistir nesta história, que desta vez levou o título de Luisa Fernanda, com Scarlet Ortiz, Guillermo Pérez e Dora Mazzone, a qual obteve muitas mudanças durante a trama.

Em 2006, a Telemundo produziu Marina, com Sandra Echeverría, Aylin Mujica e Mauricio Ochman, que depois seria substituído por Manolo Cardona.

A princípio, esta telenovela teria 257 episódios, porém, pela baixa audiência que obteve na Band, foi retirada do ar após três dias de exibição.

Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: