quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Alma indomável


NOME ORIGINAL
Alma indomable

ESCRITOR
Alberto Gómez

PRODUTORES
Peter Tinoco e Ana Teresa Arismendi

PAÍS DE ORIGEM
Estados Unidos

NÚMERO DE EPISÓDIOS
172

ANO DE GRAVAÇÃO
2008

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
2010

EMISSORA
Rede CNT

TEMA DE ABERTURA
Casi te olvido

INTÉRPRETE
Pablo Montero

Casi te olvido en otro brazos,
de no haber sido el recuerdo de tus besos,
de no haber sido por lo mucho que te quise,
casi te olvido amor en otros labios.

Casi te olvido en otros labios,
ante la entrega de otro amor puro y sincero,
ante la dicha de escuchar “amor te quiero”,
casi te olvido, casi te olvido.

Casi he logrado sacar de mi alma
Aquel amor tan grande que me diste
y sin rencores y defrente te lo digo
casi te olvido, amor, con otro amor...

Casi te olvido en otros lábios,
ante la entrega de otro amor puro  y sincero,
ante la dicha de escuchar “amor te quiero”,
casi te olvido, casi te olvido. 

Casi he logrado sacar de mi alma
aquel amor tan grande que me diste
y sin rencores y defrente te lo digo
casi te olvido, amor, con otro amor...


ELENCO

Scarlet Ortiz: Alma Pérez Sorrento

José Ángel Llamas: João Paulo Robles

Lilibeth Morillo: Abigail Richardi

Luis José Santander: Estevão de la Vega

Karina Mora: Dubraska Sorrento

Isabel Moreno: Rafaela Pérez “Fucha”

Tali Duclaud: Jasmim Pérez

Óscar Corbella: Patrício Sorrento

Lisette Morelos: Mônica Sorrento

Patty Álvarez: Gertrudes de Sorrento

Yul Bürkle: Fernando Ríos

Rodolfo Jiménez: León Ríos

Nélida Ponce: Carmela Ríos

Adita Riera: Caridade de Robles

Franklin Virgüez: Danilo Ocampo

Esperanza Rendón: Cecília de Ocampo

Alan Ibarra: Alberto Ocampo “Beto”

Martha Picanes: Dona Paula Romero

Víctor González: Nicanor Sánchez

Maite Embil: Amanda Tapia

Gabriel Parisi: Frederico Urbaneja

Juan Vidal: Raúl Urbaneja

Roberto Levermann: Teófilo “Teo”

Julio Capote: Ramón

Kenya Hijuelos: Suzy

Yami Quintero: Luisa

Yadhira Santana: Guadalupe “Lupe”

Martha Pabón: Rosangélica

Daniela Torres: Marjorie

Ramón Morell: Inspetor Casamayor

Leónardo Daniel: Rogério Sorrento


PERFIL DAS PERSONAGENS

Alma (Scarlet Ortíz) - é uma belíssima jovem, selvagem, com pouca ou quase nenhuma educação. Criada no campo, sob os cuidados de uma velha malvada que a maltrata e despreza, Alma se veste de forma humilde, com roupas velhas que ganha das pessoas. É respondona e mal-educada, não aceita desaforos e várias vezes já entrou nos tapas com alguns homens. Ganha a vida lavando e passando roupa para fora, ordenando vacas ou vendendo frutas na estrada. Apesar de ter sido criada num ambiente hostil por culpa da perversa Fucha, Alma continua sendo bastante infantil: adora roubar frutas da fazenda Brisas, a qual é propriedade de seu verdadeiro e milionário pai, o que ela desconhece.

João Paulo (José Ángel Llamas) - é um jovem de classe média que ganha a vida administrando todos os bens de Patrício, o verdadeiro pai de Alma. João Paulo é um homem de coração nobre, trabalhador, excelente pessoa e bom filho. Sofre ao ver sua mãe destinada a viver o resto de sua vida em uma cadeira de rodas após ter sido assaltada. João Paulo e Alma se conhecem e passam a brigar constantemente. Ele gosta de vê-la irritada e, assim, os dois brigam como cães e gatos, mas, entre as brigas, nasce o amor.

Abigail (Lilibeth Morillo) - é uma jovem belíssima, com um corpo invejável. Malvada como é, não tem limites para conseguir conquistar João Paulo, por quem se apaixona perdidamente desde que o vê pela primeira vez. É refinada, culta e elegante. É a prima de Estevão. Abigail une forças com Gertrudes, Mônica e Suzy para destruir a indomável Alma.

Estevão (Luis José Santander) - é um homem vivido, refinado, educado, multimilionário e galanteador. É um solteiro empedernido e primo da malvada e caprichosa Abigail. Estevão chega na fazenda Brisas vindo da Europa, onde viveu nos últimos anos. Ele é o melhor amigo de Patrício e vem para que façam negócios juntos. Estevão conhece a indomável Alma e imediatamente se apaixona por ela, sonhando em torná-la sua esposa, refiná-la e levá-la à Europa.

Dubraska (Karina Mora) - é uma jovem caprichosa e um pouco malvada, sem chegar ao extremo. É meio-irmã de Alma, mas ambas desconhecem essa verdade. Tem um belo corpo e se veste com elegância, é uma grande amazona e sabe montar com maestria. Está perdidamente apaixonada pelo peão Fernando Ríos e, de fato, teve uma filha com ele.

Fucha (Isabel Moreno) - é uma velha malvada que adora aguardente. É cruel, muito pobre, mal vestida, mal falada e sem um pingo de bondade em seu coração em relação à pobre Alma. Ainda que a tenha criado por uma boa recompensa no passado, a odeia e a trata a pontapés, sempre gritando e lhe batendo. É ambiciosa e somente possui alguma bondade em se tratando de sua neta Jasmim, a quem trata com extremo carinho, e a quem protege de todo o mal. Fucha, por ambição, se alia aos muitos vilões da trama para acabar com a vida de Alma.

Jasmim (Tali Duclaud) - é a neta de Fucha. Jovem camponesa, sem malícia, nobre e pura. É como um animalzinho do campo, criada como irmã de Alma. Se veste de forma humilde e vê Alma como sua guia, realizando todas as loucuras que vêm à cabeça desta. Sofre com a maneira que sua avó maltrata Alma. Graças às freiras do convento onde Fucha lava os hábitos, Jasmim sabe ler e escrever, mas sua educação é muito básica.

Patrício (Oscar Corbella) - é o verdadeiro pai de Alma. Um homem de grande coração, muito poderoso, multimilionário e dona da fazenda Brisas. Seu negócio é a criação de cavalos. Viúvo há alguns anos, abriu as portas de sua casa à sua ambiciosa e malvada cunhada Gertrudes, viúva de um irmão falecido de Patrício. Patrício, ao conhecer Alma, sente um carinho imediato e, com desejo de fazer uma obra de caridade, a convida para viver em sua casa para educá-la. O que Patrício não imagina é que Alma é sua filha perdida, uma filha que ele não sabe que possui.

Mônica (Lisette Morelos) - belíssima e malvadíssima, é a filha de Gertrudes e aproveita de seu belo corpo para se vestir de forma um tanto moderna. É ambiciosa como sua mãe e vive frustrada por ser uma parente pobre do velho Patrício. Sua mãe lhe ensinou a odiar e a invejar.

Beto (Alan Ibarra) - é o filho adotivo de Cecília e Danilo. É um bom rapaz, estuda economia e está destinado a ser o herdeiro de toda a fortuna e negócios de seu pai. É um excelente cavaleiro e possui um físico atlético. Ao conhecer Alma, sua meio-irmã, sente uma grande simpatia por ela e ambos tornam-se amigos sem imaginar o laço de sangue que os une. É noivo de Mônica e sonha com se casar com ela, pois está completamente apaixonado pela ambiciosa jovem.

Gertrudes (Patty Álvarez) - é a tia amargurada de Dubraska. No passado, foi casada com o falecido irmão de Patrício, que era dez anos mais velho que ela. Gertrudes nunca amou seu esposo, mas se casou com ele por ambição. De seu casamento teve sua filha Mônica, que é tão perversa como a mãe. Quando Estevão regressa da Europa, Gertrudes se dá conta que continua amando-o com a mesma força do passado, mas este não lhe faz o mínimo caso. Para ele, Gertrudes somente foi uma aventura da juventude. Quando ele se apaixona por Alma, Gertrudes passa a odiar a pobre camponesa com todas as suas forças.

Cecília (Esperanza Rendon) - mulher muito elegante e de bastante dinheiro. É uma grande dama, casada com Danilo, um próspero criador de gado. Juntos adotaram seu filho Beto e, aparentemente, são felizes, mas, somente aparentemente, porque Cecília guarda um terrível segredo que somente compartilha com sua melhor amiga: teve uma filha, fruto de uma loucura na juventude. Cecília conhece Alma e, imediatamente, sente por ela um grande carinho, sem imaginar que ela é sua filha.

Danilo (Franklin Virgüez) - é o esposo de Cecília. Um grande homem, criador de gado e de muito dinheiro. Ama Cecília com todas suas forças e se entristece ao vê-la sofrendo, pois não sabe a verdade sobre a filha recém-nascida que tiraram de sua esposa. Danilo, ao saber da verdade, sente-se ferido por aquele silêncio, mas seu amor por Cecília é tão grande que a perdoa e a ajuda na procura pela menina.

Fernando (Yul Burkle) - é o peão da fazenda Brisas, que vive exibindo seu peitoral em cenas sem camisas sob o sol dos campos. É o encarregado de cuidar das cavalariças e dos cavalos. Dubraska e ele se enamoram perdidamente e ela se entrega. Após, descobre que está grávida.

León (Rodolfo Jiménez) - é o irmão de Fernando, humilde como ele. É dono de uma mercearia, um pequeno negócio, mas que vai muito bem nas vendas. León é um bom rapaz, trabalhador e de bom caráter, sempre disposto a sorrir. Está apaixonado por Alma e trata de conquistá-la se metendo em diversos problemas para encobrir suas loucuras.

Paula (Martha Picanes) - é a mãe de Cecília. Uma mulher de caráter forte e arbitrário. Quando sua filha Cecília ficou grávida em sua juventude, entregou aquela menina que nasceu à ambiciosa Fucha para que desaparecesse com a criança, não se importando que a menina fosse sua neta.

Amanda (Maite Embil) - mulher elegante, de classe média alta. É a melhor amiga de Cecília, sua confidente. É simpática, mente aberta, nunca se dá por vencida e jamais se deixa afetar por algum problema. Possui um visual moderno, já foi divorciada por quatro vezes, mas quer continuar vivendo a vida. Sempre está sorrindo e adora os rapazes de pouca idade. Quando conhece León se enlouquece por ele e sonha em torná-lo fino e fazê-lo seu esposo.


INTRODUÇÃO

Originalmente intitulada Alma indomable, esta trama foi uma produção da Venevisión gravada em 2008, tendo nos papéis protagônicos os atores Scarlet Ortíz e José Ángel Llamas, que foram acompanhados pelos antagônicos Lilibeth Morillo e Luis José Santander. Produzida na Flórida, a telenovela estreou na Rede CNT em 11 de outubro de 2010.


RESUMO

Alma Pérez é uma jovem selvagem, porém belíssima, e com seus 23 anos é a fruta fresca e apetitosa daqueles campos verdes onde vive. Juntamente com Jasmim, sua irmã de criação, corre rebelde e despreocupada pelas terras, toma banho nos rios e entra para roubar frutas na impressionante fazenda da poderosa família Sorrento.

Alma jamais pisou numa escola, por isso sua educação é escassa e seu caráter agreste a mete em milhares de problemas. Jasmim é totalmente o oposto, é tímida e calada, mas sempre se deixa levar pelas loucuras e travessuras que Alma inventa.

Na fazenda Brisas vive Patrício Sorrento em companhia de Dubraska, sua filha, uma jovem caprichosa e orgulhosa que esconde um terrível segredo; segredo também conhecido por Patrício que, para evitar um escândalo, se vê obrigado a comprar um marido para sua filha. Também nesta casa vive Gertrudes, a cunhada amargurada e mesquinha de Patrício. Gertrudes, também viúva, é mãe de Mônica, que, tal como sua mãe, é perversa.

Gertrudes e Mônica vivem amarguradas por serem as parentes pobres, as amparadas daquela fazenda. Gertrudes sonha com casar sua filha com um milionário, e, por isso, consegue que Mônica se torne noiva de Alberto Ocampo, filho único de uma rica família. Mas, ainda que Mônica sonhe com se casar com Beto, na verdade não o ama e dele só lhe interessa seus milhões. Mônica, na realidade, sente uma paixão devoradora pelo tosco e mal educado capataz da fazenda Brisas, Nicanor, um tipo rude e de maus sentimentos.

Alma não conhece seus verdadeiros pais, foi criada pela despótica Fucha Pérez, a avó de Jasmim. Fucha ama e vive em função de sua verdadeira neta, quanto à Alma, somente a despreza. Fucha é uma mulher de sentimentos mesquinhos e entregue à bebida; bate em Alma e a trata com patadas, com insultos e desprezos.

Mas, apesar de haver crescido nesse ambiente hostil, Alma não perdeu o sorriso no rosto, nem a inocência. É uma jovem trabalhadora e empreendedora que ganha a vida vendendo frutas na beira da estrada, ordenhando vacas de fazendas vizinhas ou passando roupa nas casas dos ricaços que vivem na região. Alma, por várias vezes, tem que sair nos golpes com alguns rapazes para lhes exigir respeito.

Paralelamente à vida de Alma, conheceremos João Paulo Robles, protagonista da história. É um bom jovem de 30 anos que vive humildemente com sua mãe Caridade Robles, uma mulher que se encontra em uma cadeira de rodas após haver sido assaltada e atingida por um tiro disparado por um malandro que conseguiu fugir. Com o desenrolar da história se descobrirá que a pessoa que assaltou Caridade e conseguiu escapar é Nicanor, o capataz da fazenda de Patrício.

João Paulo ganha a vida como administrador de Patrício, que lhe tem muito apreço por ser um jovem trabalhador e honrado. Sua mãe somente poderá caminhar se submeter-se a uma caríssima operação, mas João Paulo não possui o dinheiro necessário para pagá-la. Com muita vergonha, ele se atreve a pedir um empréstimo a Patrício para poder operá-la.

Patrício, que precisa casar sua filha Dubraska para esconder seu segredo propõe a João Paulo lhe presentear com o dinheiro que necessita com tanta urgência, além de torná-lo seu sócio em todos seus negócios, contanto que aceite se casar com Dubraska. João Paulo se nega, pois não está disposto a se vender; mas, ver dia após dia sua mãe atada àquela cadeira de rodas, faz com que acabe aceitando a oferta.

Dubraska aceita se casar com João Paulo, mesmo que não o ame. Ela está apaixonada pelo peão Fernando Ríos, que irá para a cadeia injustamente. Fernando será preso a mando de Patrício para, assim, separá-lo de Dubraska. O grande segredo que a jovem guarda é que acaba de dar a luz à uma filha do peão.

É por isso que Patrício se apressa em casar sua filha com João Paulo, para mandar os recém-casados de viagem, e quando regressarem, trazerem a bebê nos braços, fazendo-a passar por filha de João Paulo. A menina está escondida em um quarto da mansão Brisas, somente aos cuidados de uma enfermeira. Dubraska ama sua filha, mas seu pai não deixa que se aproxime da menina enquanto não aceitar se casar com João Paulo. Ela acaba aceitando o casamento, mas sem renunciar ao amor que sente pelo nobre Fernando.

Cecília de Ocampo, uma mulher refinada e de nobres sentimentos, é a verdadeira mãe de Alma. Ela, após uma aventura na juventude, da qual nasceu Alma, foi separada de sua filha por sua mãe dona Paula, que entregou a menina à Fucha, juntamente com uma boa quantia em dinheiro. Fucha desapareceu com a criança e, por isso, Cecília nunca mais voltou a vê-la. Cecília se casou com o nobre Danilo Ocampo, com quem adotou um filho; ninguém mais, ninguém menos que Beto, o namorado da ambiciosa e terrível Mônica.

Beto quer se apresentar aos pais da família de Mônica, que se trata de Gertrudes, Dubraska e Patrício. Cecília e Danilo estão encantados com a ideia de que seu filho Beto se case com uma jovem pertencente a uma família tão importante, o que Cecília nunca chegou a imaginar é que Patrício é o homem que ela amou no passado, ou seja, o pai de sua filha perdida. Patrício ignora haver tido uma filha legítima, filha esta que não é outra senão a selvagem Alma.

Certo dia, Nicanor entra no humilde casebre onde Alma vive com Fucha e Jasmim e discute com ela reclamando algo, mas a jovem se defende como uma fera. Durante a luta, Alma desmaia e Nicanor aproveita para incendiar o lugar e, assim, matar Alma para silenciá-la. Nicanor foge do casebre em chamas e Alma se salva por um milagre, ajudada por seu amigo, o bobo Teófilo, e pelo valente Fernando.

O casebre fica reduzido a cinzas. Fucha e Jasmim regressam da cidade e veem como o fogo consumiu tudo. Fucha culpa Alma de ser a responsável pela perda do lugar onde viviam. Ela ameaça dar uma surra brutal assim que a encontrar. Umas horas antes, Alma, assustada, imaginando a pancadaria que teria com Fucha, escapa correndo entre a mata. Cansada e sem forças, chega à fazenda de seu pai Patrício, salta o alto muro e entra na mansão. Se mete nas cavalariças e ali passa a noite em meio a soluços e lamentando sua triste sorte. Pouco a pouco, a desventurada jovem dorme.

No dia seguinte é encontrada dormindo ali, sobre os montes de palha, por João Paulo, que se surpreende, mas logo a reconhece, pois, um dia antes, João Paulo e Alma haviam se conhecido quando ela tomava banho no rio e ele, descaradamente, lhe tirava umas fotos. Alma, furiosa por aquelas fotos, lhe atirara uma manga na cabeça e fugira, sem se lembrar do rapaz até este momento.

João Paulo, descobrindo-a nos estábulos, a acorda e se interessa em ajudá-la. Ela se desfaz em lágrimas e lhe relata o acontecido. A jovem lhe diz que ficou sem casa e que teve que fugir para que a mulher que a criou não lhe desse uma surra. João Paulo, comovido, a convida para se mudar à sua casa, para, assim, torná-la acompanhante de sua mãe paralítica. Ela se surpreende diante da oferta. Após, Alma se encontra frente a frente com Patrício Sorrento, o dono daquelas terras. Ele também é posto a par da situação da desvalida jovem e convida a bela Alma a ficar morando na mansão Brisas.

Alma desconfia das intenções de Patrício e ele assegura que somente deseja ajudá-la e, se aceitar, a educará e refinará. As malvadas Gertrudes e Mônica se negam a aceitar aquela selvagem dentro de casa, mas Patrício se empenha, pois deseja tornar-se seu Pigmaleão, mesmo ignorando o laço de sangue que o une à Alma. Assim, ela entra para viver na impressionante mansão campestre de seu pai.

Cecília, com a ajuda de sua grande amiga Amanda e um detetive, procura Alma, mas tudo parece ser em vão. Ela se desespera por não poder encontrá-la e esconde de Danilo ter uma filha perdida. Quando este se dá conta da verdade, sente-se magoado e ferido por aquele segredo. A revelação do fato começa a causar o que será um futuro divórcio entre ela e seu marido.

Gertrudes é amiga de dona Paula, a verdadeira avó de Alma. Na fazenda Brisas, a vida de Alma não é fácil, pois Gertrudes, Dubraska e Mônica tornam impossível a vida da pobre selvagem. Além disso, ali Alma se reencontra com o canalha Nicanor. Ela, que já sabe que Mônica engana seu futuro marido com o capataz, quer contar tudo. Alma ignora que Beto é, supostamente, seu meio-irmão e ambos jovens, ao se conhecerem, tornam-se amigos.

João Paulo se encarrega de ensinar Alma a ler, e ela, sem se dar conta, vai se apaixonando por ele, sem imaginar que João Paulo é noivo de Dubraska e que ambos tenham que se casar. Quando Alma se dá conta de tudo, sente-se desiludida e cheia de tristeza.

Lamentavelmente chega o dia do casamento de João Paulo e Dubraska. Ambos se casam e saem em viagem. Ele sente-se como o homem mais infeliz do mundo ao ter que se separar de Alma, quem descobriu estar amando com todas suas forças.

Alma sente que seu mundo desmoronou com aquele casamento e aquela viagem de lua-de-mel, e outra vez está desprotegida, pois Mônica a acusa de ladra diante de todos. A bela camponesa tem que sair da fazenda Brisas e entrar para trabalhar como doméstica na casa de sua própria avó, dona Paula, que descobre que a selvagem garota é sua neta. Longe de querê-la, a despreza e trata mal, por considerá-la filha do pecado.

Ao mesmo tempo, Beto descobre que Mônica o engana com Nicanor e rompe seu compromisso. O rapaz, destroçado, se afunda em tristeza. Beto, que anteriormente havia conhecido a doce Jasmim, irmã de criação de Alma, começa a se apaixonar pela camponesa. Jasmim também se encanta com Beto e entre eles nasce um amor precioso e juvenil.

Cecília, acidentalmente, conhece Alma e, ignorando o laço de sangue que as une, torna-se sua amiga e se propõe a cuidá-la e protegê-la. Os dias passam e João Paulo volta de sua lua-de-mel com Dubraska. Ambos chegam com uma menina nos braços, a filha de Dubraska e Fernando, que já saiu da prisão, e dizem a todos que a bebê foi adotada no exterior. João Paulo trata de se aproximar de Alma, mas ela, enganada, acredita que a filha de Dubraska é também dele. Alma se nega a ser feliz com João Paulo, pois não tem coragem de separá-lo de sua esposa e sua suposta filha.

Por sua parte, Beto, totalmente apaixonado por Jasmim, decide se casar com a doce camponesa e de fato chegam a se casar, mas, Mônica decide, inesperadamente, recuperar o jovem herdeiro. Ela lhe pede perdão, dizendo que não é necessário se divorciar de Jasmim, mas Beto, em dúvida, não sabe se continua amando-a ou se ama somente Jasmim. Confuso com seus próprios sentimentos, Beto abandona a camponesa e volta com Mônica. A pobre jovem cai numa terrível depressão e quase morre de tristeza.

Alma conhece Estevão de la Vega, o melhor amigo de Patrício. Estevão se apaixona perdidamente por ela e deseja torná-la sua esposa. Ela, mesmo não lhe amando, aceita se casar. João Paulo sente que morre de ciúmes e de dor. As coisas se complicam e Alma foge para a cidade com sua irmã Jasmim, aí conhece Raúl Urbaneja, o dono de uma das agências de modelos mais importantes de Miami. Raúl se empenha em tornar Alma uma grande modelo, e, mesmo ela se negando, a ideia não lhe desagrada. Raúl tem um irmão, Frederico Urbaneja, um famoso modelo que ao conhecer Jasmim fica deslumbrado com sua beleza.

Frederico começa a se apaixonar pela doce Jasmim e ela vê nele a possibilidade de um novo amor, com quem poderá esquecer Beto. Paralelamente, Beto se dá conta que não ama Mônica, que esse amor já está mais que enterrado, e decide procurar Jasmim para lhe pedir perdão por havê-la abandonado. Beto sonha com recuperá-la, mas a sofrida camponesa já está nos braços de Frederico e até mesmo pensa em se casar com ele, mesmo sem amá-lo.

Alma, já completamente refinada e uma grande modelo, sonha com triunfar e esfregar na cara de João Paulo todo seu sucesso. O casamento dele com Dubraska finalmente se afunda e ela luta por ser feliz junto ao verdadeiro pai de seu filho. Patrício continua empenhado em impedir esse amor.

Cecília finalmente revela a Patrício que teve uma filha com ele, filha esta que já deve estar perdida há mais de 20 anos. Imediatamente Patrício se dá conta deste fato e une forças com Cecília para procurar sua filha, sem imaginar que se trata da belíssima Alma.

Chega a noite de estreia de Alma como modelo. As pessoas mais influentes e poderosas assistem ao desfile. João Paulo também se encontra no local e descobre, com surpresa, que a modelo principal é Alma, agora convertida em Áries, a mulher de fogo. Alma triunfa como modelo e chama a atenção de todos. João Paulo consegue chegar até ela e lhe confessa o quanto a ama. Ela lhe garante que já é tarde para aquele amor. Raúl diz a João Paulo que Alma e ele vão se casar, mas, nesta mesma noite, Estevão, o esposo de Alma, reaparece e corta pela raiz os planos de conquista de Raúl.

Ramón confessa a Patrício que Alma é sua filha, a filha que há tanto tempo está procurando. Patrício, emocionado vai em busca de Alma, mas ela, ao conhecer a verdade, o rejeita por haver abandonado sua mãe Cecília. Patrício muda seu testamento e morre pouco dias depois envenenado por Abigail na cerimônia do casamento de Beto e Mônica. Sua única herdeira é Alma, a quem deixa todos seus milhões e sua fazenda Brisas.

Ninguém é feliz, pois Cecília descobre que seu bom esposo Danilo tem uma amante, que não é outra senão uma empregada da casa, chamada Suzy, uma interesseira. Justamente no dia do casamento de seu filho Beto com Mônica - casamento que acabou não acontecendo – Cecília, deseperada, pega o carro e foge sofrendo um atropelamento. Ela é levada ao convento e com amnésia fica ali por muitos meses, como uma freira, até ser reconhecida e levada de volta a sua casa. Aos poucos Cecília vai recobrando a memória e já recuperada, escuta de João Paulo sobre Alma, sua filha desaparecida. Cecília sente-se a mulher mais feliz do mundo por haver, finalmente, recuperado sua filha.

Danilo, arrependido e percebendo que seu verdadeiro amor é Cecília, termina sua aventura com a empregada interesseira. Ele lhe pede perdão, mas ela, magoada, antes de perdoá-lo, faz com que sofra um pouco mais.

Após a morte de Patrício, Alma volta a viver na mansão onde tantas vezes foi humilhada e desprezada. Ela põe Gertrudes e Mônica para trabalharem como suas empregadas, humilhando-as, assim, por todo o dano que lhe fizeram. Alma dispensa João Paulo de seu cargo como administrador, castigando-o, assim, pelo que a fez sofrer. Ela, agora milionária e famosa como modelo, decide, finalmente, se divorciar de Estevão.

Dubraska e Fernando não conseguem ficar juntos, pois no testamento Patrício condiciona sua herança a que ela se case com Raúl. Alma perdoa sua irmã Dubraska por haver sido má com ela no princípio e ambas, a partir daquele momento, tornam-se muito unidas. Alma até mesmo lhe entrega parte da fortuna de Patrício.

Já Mônica e Gertrudes não se conformam sendo empregadas de Alma e planejam destruir sua vida. Estevão, Abigail, Gertudes e Mônica bolam um plano para que Rogério Sorrento, irmão de Patrício, que estava preso, fique com toda a fortuna de Alma, alegando que os documentos do testamento em prol de Alma são falsos. Para isso, conseguem a ajuda de Antunes, um juiz corrupto, pai de Rosa Angélica e avô de Beto. O processo é julgado e Alma perde sua fortuna, que passa para as mãos de Rogério.

Também a perversa Abigail Richard, a prima de Estevão, entra em cena e se apaixona perdidamente por João Paulo, que conheceu em Roma quando este estava em lua-de-mel. Abigail também é modelo e sente ciúmes de Alma. Ela une forças aos vilãos da trama para destruir a protagonista.

Dubraska, sendo honesta, termina com Raúl lhe confessando que nunca chegará a amá-lo. Dubraska cai do cavalo e fica cega por muitos meses, recobrando a visão. Mesmo com todo o empenho de Raúl em prol da recuperação de Dubraska, ela não esquece Fernando e decide terminar seu casamento com Raúl que, triste, sai de viagem para sempre.

Jasmim, também sincera com Frederico, lhe confessa que não pode se casar com ele, pois também nunca poderá querê-lo. Assim, a promessa de casamento entre ambos fica em pedaços e Jasmim volta a se unir a Beto, e, desta vez, para sempre, agora que este tirou Mônica para sempre de sua vida.

Estevão leva um tiro de Rosa Angélica, filha do juiz Antunes, com quem teve um romance anos atrás do qual tiveram um filho. Estevão é internado e se recupera. No mesmo hospital, Rosa Angélica acompanha seu pai que está na fase terminal de uma grave doença e somente antes de morrer o juiz conta que o filho de Rosa Angélica e Eestevão é Beto Ocampo.

Suzi conhece Rogério Sorrento e acaba se casando com ele. O capataz Nicanor é preso e entrega Estevão e Abigail como mandantes de muitos atentados e crimes contra João Paulo Robles e outros. Estevão passa a ser procurado pela polícia de Miami.

Estevão foragido da polícia e vivendo com Mônica na caverna de Téo, veste-se de mendigo e vai à casa de Alma para atacá-la. Na sacada, Alma luta para se defender e Estevão cai e sofre um traumatismo craniano. No hospital, à beira da morte, Estevão pede perdão à João Paulo, Alma, Rosa Angélica e ao seu filho Beto, adotado por Danilo e Cecília. Estevão pede a Beto que o perdoe e que ele lhe prometa que irá lutar para livrar Alma da acusação da tentativa de homicídio contra ele, pois sua queda da sacada foi acidental, Estevão morre junto ao filho.

A polícia segue no encalço de Alma que desesperada foge e se refugia no convento das irmãs com seu filho Paulinho. Abigail descobre seu esconderijo e obriga a Madre Superiora a entregá-la, sob pena dela  envolver a Madre e o convento como cúmplices. A Madre, relutante, liga pra a polícia que vem apanhar Alma, que é presa.

Todos vão depor favoravelmente à Alma, inclusive Beto, que conta ao delegado a confissão de Estevão, mas sem testemunhas e por ser parente de Alma seu testemunho perde força. Os testemunhos que salvam Alma da prisão são os de Vênus, que, arrependida das acusações contra Alma, conta as armações de Abigail e Estevão contra Alma. O testemunho de Téo é definitivo, pois ele assistiu a cena da queda de Estevão e afirma que foi acidental. Ssem saída, o delegado solta Alma.

Já livre, Alma resolve se vingar de João Paul por sua traição com Vênus, fazendo ciúmes com o Embaixador. João Paulo e Vênus tentam contar a Alma que tudo foi uma mentira de Abigail, mas ela reluta em escutar.

Mônica, sozinha na caverna, recebe apenas a visita de sua mãe, Gertrudes, e ambas dicutem por Estevão, que já está morto, Gertrudes começa dar sinais de insanidade negando que ele esteja morto, enquanto Mônica, sozinha, entra em profunda depressão, entra e se afoga no rio. Gertrudes, então, se veste de branco e passa a perambular pelo povoado e pelo rio em busca de sua filha Mônica até ser presa pelo Delegado e enviada a um sanatório, bem envelhecida.

Abigail contrata um capanga que a trai com Azul e lhe prepara uma emboscada na caverna. Azul consegue acorrentar Abigail numa caverna, onde a mentém por muitos dias sem água e comida. Azul chega com um frasco de ácido para desfigurar o rosto de Abigail e esta, de joelhos, lhe implora para que não o faça, mas, repentinamente, Azul joga todo o frasco no rosto de Abigail que se contorce de dor pelo chão e presa às correntes. Seu rosto fica todo deformado.

Dias após, Azul começa a levantar uma parede de tijolos na entrada da caverna, prendendo Abigail viva e acorrentada. Azul vai à igreja e pede perdão a Deus pelo que fez, dizendo que irá prosseguir em suas cirurgias para corrigir seu rosto queimado com ácido por Abigail.

Após conversar com Cecília e contar que Danilo foi uma vítima de seu plano, já que ele encontrava-se frágil e abandonado por Cecília, que só se preocupava em achar sua filha perdida, Suzi pede a Cecília que perdoe a ela e a Danilo. Cecília a perdoa e em seguida perdoa Danilo, com quem finalmente se une mais apaixonada do que nunca.

León vai atrás de Amanda no aeroporto evitando que esta vá embora para o México e a perdoa por ter se passado pela cantora espanhola Amparo.

Finalmente Alma escuta João Paulo, que, aos berros, diz que Vênus não está grávida dele. Em seguida, Vênus e Frederico chegam à mansão Brisas e ela conta à Alma que tudo foi uma invenção de Abigail para afastá-la de João Paulo. Vênus pede perdão à Alma e pede que ela perdoe João Paulo.

No dia seguinte, Alma perdoa João Paulo. Amanda faz uma paella para comemorar a reconciliação de Alma e João Paulo e convida a todos para degustarem. A cena final da mostra Alma e João Paulo passeando a bordo de um veleiro e fazendo juras de amor beijando-se. Alma e João Paulo podem, finalmente, ser felizes, sem nenhuma sombra que possa escurecer seu futuro. A felicidade, então, permanece junto deles para sempre.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Andy disse...

Saudades dessa novela! Das tramas que a CNT exibiu em 2010, essa foi a que mais gostei. Foi com ela que pude conhecer o trabalho de Scarlet Ortiz. Eu já tinha ouvido falar nela, mas nunca tinha visto nada dela até então. Sinto muita falta dessa trama! É isso Aí!