...

segunda-feira, 28 de março de 2011

Personagens de Dona Bárbara: Bárbara Guaimarán


PERSONAGEM: Bárbara Guaimarán

INTÉRPRETE: Edith González

Proveniente da obscuridade mais profunda da selva amazônica e fruto da união entre a índia mansa e o branco oportunista, pouco se sabe sobre seus primeiros anos de vida. É uma bela mestiça que vive com sua babá Eustáquia e seu pai a bordo de uma embarcação que transporta mercadoria de um lado ao outro do rio Orinoco, o que a acostumou desde cedo ao trato brusco com os homens.

Sua mãe morreu ao dar a luz e seu pai não lhe presta a menor atenção, porém, apesar disso, Bárbara é feliz, pois conta com o carinho de Eustáquia e o amor de Asdrúbal, um jovem terno e educado, que subiu à embarcação como passageiro, e que passou a trabalhar para seu pai e a ensiná-la a ler e a escrever.

Ao conhecê-lo, Bárbara imediatamente se apaixonou e viveu as delícias do primeiro amor adolescente. No entanto, sua felicidade foi retalhada na noite em que cinco homens que viajavam com eles no barco, enciumados pela relação entre os dois jovens, mataram o pai de Bárbara, juntamente com Asdrúbal, além de violá-la selvagemmente.

Após o ocorrido, Bárbara é resgatada por Eustáquia e curada pelos índios da região, mas seu caráter doce e ingênuo nunca voltou a ser o mesmo. Desde então, essa mulher despertou o ódio dentro de si contra todos os homens, tornou-se ambiciosa e, agora, usa todos os recursos, inclusive a magia negra e o assassinato, para dominar aos machos débeis que atravessam seu caminho.

Astuta, valente e manipuladora, vítima das circunstâncias, mas de ardente sensualidade, Bárbara não quer ser dona de apenas uma fazenda, mas, sim, possuir todas as terras que a rodeiam. Nela se fundem a força de um caráter selvagem, que busca dominar o mundo, com a beleza de uma mulher, duas qualidades que lhe permitem seduzir a quem esteja ao seu lado. As mesmas qualidades que são capazes de levá-la a cometer ações atrozes, a fim de conseguir o que se propõe.

Dona Bárbara torna-se a amante de Lourenço Barquero com a nítida intenção de ficar com sua fortuna e sua fazenda. Assim, engravida, mas, como a maternidade a deixa envergonhada de si mesma e seu rancor contra o homem torna-se cada vez maior, já que um filho significa para ela mais um êxito do macho, renega Maricela, a recém-nascida. Após despojar Lourenço de seus bens e de sua juventude o abandona, e ele, infeliz e arruinado pelos vícios, é expulso da fazenda com a bebê nos braços.

Assim, durante anos, tem tratado de espalhar o medo em uma região onde a justiça do homem tem sua própria lei. Sua ambição e sua sede de vingança não têm limites, mesmo se tratando de sua própria filha. A magia de sua beleza sobrenatural tem lhe servido para conquistar homens e governos. Para ela, não há animal que escape de seu chicote, nem ser humano que fuja de sua crueldade. O que não consegue por meio da força, obtém através de sua melhor aliada: a feitiçaria. Santos Luzardo será o único que terá as armas para domar e derrotar a “devoradora de homens”, como a chamam em sua terra.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: