...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

TV Brasil apresenta El Rey

A TV Brasil exibe neste domingo, 20 de fevereiro, às 23h00, o filme colombiano El Rey (O rei do tráfico), um longa que mostra corajosamente a ascensão do comércio de drogas na Colômbia através dos olhos do seu poderoso chefão mítico e barão das drogas: El Rey.

Dirigido por José Antonio Dorado, o filme é baseado em fatos reais e entrelaça com maestria fatos históricos com personagens desenvolvidos rica e habilidosamente, acompanhando a ascensão dramática, e frequentemente brutal, de El Rey ao poder sobre a máfia colombiana no decorrer de diversas décadas.

Gravado em 2004, o filme se situa na cidade de Cali, no final dos anos 60 e narra, em 90 minutos, a história de Pedro Rey (Fernando Solórzano), um dos primeiros chefes de organizações colombianas de narcotráfico, seu progresso desde a propriedade de um bar noturno até chegar a dominar o mercado dos Estado Unidos, e sua posterior queda.

Pedro Rey é o ambicioso proprietário de um bar noturno na cidade de Cali. Aí conhece Harry (Olivier Pagès), um norte-americano que lhe abre as portas do narcotráfico. Juntos criam uma lucrativa rede comercial que introduz droga nos Estados Unidos.

El Pollo (Marlon Moreno) é um delinquente que sempre esteve apaixonado por Blanca (Cristina Umaña), mas a perdeu quando Rey a conheceu e se casou com ela. Camarada (Elkin Díaz) é um químico militante do Partido Comunista que, ao ser despedido de uma multinacional, encontra na cocaína uma alternativa de vida.

O negócio cresce e Rey empreende uma rede de corrupção, que o leva a se tornar assassino para ostentar seu poder. Logo, movido pela ambição de ascender de status, trata de conquistar Laura Arismendi (Vanessa Simon), uma atraente burguesa que o utiliza para financiar sua campanha política.

Rey busca contatos internacionais e, cego pela ambição, sonha em fazer do negócio do narcotráfico a multinacional que os colombianos não podem ter. Nesse caminho, passa por cima de sua própria esposa e seus amigos, pensando somente em usá-los para seu próprio beneficio, fazendo de seus cúmplices seus mais perigosos adversários.

Assim, sua subida à alta sociedade não será completamente bem-sucedida, já que colocará em risco o amor de sua vida e enfrentará um inesperado desenlace por causa de sua desmedida ambição.

Esta produção foi ganhadora de diversos prêmios culturais e de seleção pública ao redor do mundo; foi indicada pela Academia Española de Cine como Melhor filme estrangeiro de língua hispânica para participar nos prêmios Goya, na Espanha, e foi candidata a participar do Oscar, em 2005, como Melhor filme estrangeiro, no entanto, não conseguiu entrar na categoria final.

Elementos como a sonoplastia, a musicalização, o vestuário e a edição, fazem desta obra prima um emocionante thriller de ação, o qual tem obtido as melhores críticas de jornalistas nos últimos tempos. El Rey não se trata de um filme feito por e para colombianos, El Rey é, de fato, uma admirada produção para todos os latinos.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: