segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cuando seas mía é reprisada pela TV Azteca


Hoje, 20 de dezembro, às 14h00, a TV Azteca, do México, inicia a reprise de Cuando seas mía, uma de suas telenovelas mais bem-sucedidas. Remake da original colombiana Café com aroma de mulher, a versão mexicana foi produzida em 238 capítulos, no ano de 2001, por Rafael Gutiérrez, com as atuações protagônicas de Silvia Navarro e Sergio Basáñez.


SINOPSE

Teresa Suárez “Paloma” (Silvia Navarro) é uma jovem mulher que trabalha como coletora de café na fazenda Casa Blanca, propriedade da família de Lorenzo Sánchez Serrano (José González Márquez).

Com a morte do patriarca, Lorenzo, seus herdeiros se reúnem na Casa Blanca, onde Paloma conhece Diego (Sergio Basáñez), neto de Lorenzo, que somente espera terminar seus estudos para poder tomar conta da fazenda, já que esta é sua única ilusão, pois no amor sente-se totalmente desiludido.

Acontece a leitura do testamento de Lorenzo, o qual determina que 100% da herança seja entregue ao primeiro filho de um de seus netos homens, o que provoca uma desordem total na família.

Diego e Paloma, que haviam se apaixonado à primeira vista, passam dias maravilhosos durante a estadia do herdeiro na fazenda, no entanto, Diego tem que voltar à Europa para concluir seus estudos.

Enquanto isso, Paloma descobre que se encontra grávida, e decide ir à Europa em busca de Diego para lhe contar seu estado. Entretanto, para viajar, aceita ser modelo de uma agência em Paris, porém, isso não passa de um golpe, já que o fotógrafo que a contratou é um cafetão.

Enquanto Paloma está perdida na Europa, Diego decide voltar ao México já que é informado da trágica morte de seus pais. Paloma também volta ao seu país, mas, ao chegar, se dá conta que Diego se encontra casado com outra mulher, pelo despeito que sentiu ao saber que, supostamente, Paloma havia viajado à Europa para se prostituir. Aí começa uma história de amor e intrigas.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Andy disse...

"Cuando Seas Mía" deve ter sido mais emocionante que "Destilando Amor", da Televisa. Já que a trama original, "Café com Aroma de Mulher", foi muito cansativa e chata, eu prefiro essa da TV Azteca. Adoro a Silvia Navarro! Se puder ver, ficarei muito feliz.