...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

A televisão e a telenovela brasileira

A televisão é o mais poderoso instrumento de comunicação de todos os tempos. Adotada como um membro a mais na família, ela mudou comportamentos, criou hábitos e impulsionou o consumo. Tornando instantânea a informação, a televisão fez de cada telespectador um vizinho de toda a humanidade.

A seu respeito, sabe-se que no início da década de 50, um homem chamado Assis Chateaubriand era proprietário de jornais, revistas e emissoras de rádio, entre elas a Rádio Tupi e a Rádio Difusora em São Paulo. Com o dinheiro de suas empresas, Chateaubriand comprou equipamentos nos Estados Unidos e trouxe a televisão para o Brasil, criando a TV Tupi Difusora.

A inauguração oficial da TV foi no dia 18 de setembro de 1950, com a transmissão do Show na taba, na TV Tupi. Este era um programa de variedades: tinha quadros de humor, explicava o que era a televisão, apresentava orquestras, musicais, esportes, etc.

Hoje, sessenta anos após seu início, no Brasil, indiscutíveis são a relevância e a popularidade que esse veículo audiovisual conquistou desde sua origem. A televisão firmou-se como um importante e poderoso instrumento de representação dos indivíduos, em suas mais diversas categorias, como etnias (branco/negro), gêneros (masculino/feminino), gerações (novo/velho) e estética (feio/bonito).

Nesse formato de produção de padrões estéticos, comportamentais e culturais, uma das principais ferramentas utilizadas pela televisão, em especial no Brasil, para construir, reproduzir e transformar a vida cotidiana em seus valores morais individuais e sociais é a telenovela.

A telenovela é o gênero televisivo que possivelmente mais produz efeitos sobre a população. Ao contrário de outros meios como o rádio, o teatro ou o cinema que surgiram no Brasil com grande influência de produções estrangeiras, a telenovela conseguiu se desenvolver como gênero e um fenômeno na televisão, com marcas genuinamente nacionais.

Direcionada para ser reproduzida em um veículo popular de influência e atração de públicos, a telenovela encontrou na televisão um espaço propício para narrar acontecimentos, distribuídos em capítulos, criando envolvimento, identificação e emoções no espectador.

Assim como a fotografia, a pintura e o cinema, a televisão encanta através das imagens. É com a imagem televisiva que a telenovela consegue levar o espectador a um mundo de fantasias e sonhos, mas, ao mesmo tempo, mostrar personagens com os quais o público se identifica criando laços fortes de envolvimento emocional, que garante a audiência do produto mercadológico televisivo. É necessário enxergar para se envolver, para perceber a realidade encenada pelo ator e, em seguida, se imaginar na mesma situação retratada.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: