...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Do melodrama à telenovela - Parte 1

O termo melodrama tem significados muitas vezes contraditórios e é aplicado com diferentes significados a formas artísticas diversas e ocorrências variadas e/ou em distintas ocorrências dentro dos meios de comunicação de massas. Originário do grego, o termo refere-se, algumas vezes, a um efeito utilizado na obra, outras como estilo e outras como gênero. Existe desde o século 17, principalmente na ópera, no teatro, na literatura, no circo, no cinema, no rádio e na televisão.

O melodrama teatral surge oficialmente como gênero em 1800, com a obra Coeline, de René-Charles Guilbert de Pixérécourt - ainda que alguns afirmem que o melodrama já havia nascido com Pigmalião, de Jean Jacques Rousseau (1712-1778) - definindo um tipo complexo de espetáculo cênico iniciado após a Revolução Francesa. Utilizava-se de máquinas, cenas de combate e danças para construção de suas cenas e contava, em sua construção dramática, com a alternância de elementos da tragédia e da comédia.

O melodrama teatral surgiu com grande sucesso de público em temporadas que, pela primeira vez na história do teatro, ultrapassaram as mil representações, isto o fez o primeiro gênero teatral de características internacionais. Seu fundador é o dramaturgo francês René-Charles Guilbert de Pixérécourt (1773-1844) e os principais representantes em outros países são: o inglês Thomas Holcroft (1745-1809), seu introdutor na Gran Bretanha, o alemão August Friederich von Kotzebue (1761-1819) e Dion Boucicault (1822-1890), nos Estados Unidos.

Seu sucesso duradouro o tornou o principal gênero teatral e literário do século 19 e, posteriormente, fez com que o melodrama teatral fosse absorvendo e exportando elementos a todos os estilos, formas e gêneros artísticos que surgiram durante este período, principalmente o folhetim.

Ao final do século 19, as novas propostas estéticas que surgiam, entre elas o naturalismo, acabaram negando muitas das formas super utilizadas de interpretação do melodrama, que foram consideradas anti-naturais, o que disseminou um excessivo valor negativo a tudo que fosse considerado melodramático, que se tornou sinônimo de uma interpretação exagerada, anti-natural, assim como de efeitos de apelo fácil à plateia. O início da cultura de massas no século 20 veio trazer mais confusão a este gênero de sucesso.

O melodrama no cinema aporta diferentes significados, os filmes de aventura e ação das duas primeiras décadas do século 20 eram chamados de melodrama naquela época e foi o gênero de grande sucesso durante a fase muda do cinema, com grande influência do teatro popular, de onde vinham a maioria de seus artistas.

Também no melodrama está a origem das radionovelas e das telenovelas. Com o surgimento das novelas de rádio e posteriormente as de televisão, o termo acabou se generalizando como um sinônimo de certo tipo de produção cultural que procurava efeitos fáceis e conhecidos de envolvimento do público, com a utilização de fundos musicais que procuravam induzir a plateia ao choro ou ao suspense, com um sentimentalismo exagerado.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: