sábado, 17 de abril de 2010

Rosalinda


NOME ORIGINAL
Rosalinda

ESCRITORA
Delia Fiallo

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
82

ANO DE GRAVAÇÃO
1999

ANO DE EXIBIÇÃO NO BRASIL
2001

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Rosalinda

INTÉRPRETE
Thalía

Cuando se tiene una razón para amar intensamente,
se descubre de repente que por ti late más fuerte el corazón.
Ay, cuando nos llena la pasión, nos hallamos frente a frente
para amarnos locamente y entregarnos sin reservas al amor.

¡Ay amor! Quédate muy dentro,
aquí está tu Rosalinda para vivir en tus sueños.
¡Ay amor! Que me estoy muriendo,
es esta tu Rosalinda que sólo quiere tus besos.

Rosalinda, Rosalinda…
Rosalinda, Rosalinda…

Ay, beso a beso, piel a piel, me enamoras suavemente,
me devoras lentamente, desatando los secretos del placer.
Sólo tú sabes muy bien embriagarme de locura,
me seduces, me torturas con el roce de tus labios como miel.

En tus ojos tengo una razón para soñar, es una eternidad,
sintiendo como el tiempo, ya no existe junto a ti,
me siento tan feliz cuando me llevas en tus brazos a la libertad.
¡Ay amor! Quédate muy dentro,
aquí está tu Rosalinda para vivir en tus sueños.
¡Ay amor! Que me estoy muriendo,
es esta tu Rosalinda que sólo quiere tus besos…

¡Ay amor! ¡Ay amor! Aquí está tu Rosalinda para vivir en tus sueños.
Es la locura que me tortura porque te llevo muy dentro.

¡Ay amor! ¡Ay amor! Es esta tu Rosalinda que sólo quiere tus besos.
Si el amor me ha dado una razón es para entregarte el corazón y te digo…

¡Ay amor! ¡Ay amor! Aquí está tu Rosalinda para vivir en tus sueños.
Toma mi alma, bebe mi cuerpo que por tus besos me estoy muriendo, ay.

¡Ay amor! ¡Ay amor! Es esta tu Rosalinda que sólo quiere tus besos.

Rosalinda, Rosalinda…

Rosalinda, ¡Ay amor! ¡Ay amor!


ELENCO

Thalía: Rosalinda Pérez Romero / Paloma Dorantes

Fernando Carrillo: Fernando José Altamirano de Castilho

Adriana Fonseca: Lúcia de Fátima Pérez Romero

Alvaro Oliveira: Dr. Alechadre

Alejandro Avila: Gerardo Navarrete

Anastasia: Alzira Ordonhes

Angélica María: Soledade Romero

Ana María Aguirre: Enriquieta Navarrete

Eduardo Liñán: Demétrio Morales

Eduardo Luna: Aníbal Eduardo Rivera Pacheco

Elvira Monsell: Bertha Gomes

Emiliano Lizárraga: Ramiro

Esther Rinaldi: Aline Altamirano

Tina Romero: Dolores Pérez Romero

Eugenio Bartilotti: Éder

Guillermo García Cantú: José Fernando Altamirano

Ivonne Montero: Celina Barreto

Javier Ruán: Rui

Susana González: Luz Elena

Jorge de Silva: Roberto Pérez Romero “Beto”

Laura Zapata: Verônica de Altamirano

Lupita Ferrer: Valéria Altamirano de Castilho

Luz María Zetina: Luciana Zetina

Manuel Saval: Alfredo de Castilho

María Teresa: Natália

Meche Barba: Augusta

Miguel Ángel Rodríguez: Xavier Pérez

Nora Salinas: Vera Pérez Romero

Ninón Sevilla: Assunção

Paty Díaz: Clara Martins

Queta Lavat: Úrsula

Raúl "Chóforo" Padilla: Bonifácio

Renata Flores: Zaira Barreto

Roberto "Flaco" Guzmán: Francisco Quinhones "Misérias"

Sara Luz: Betty

Sara Montes: Sandra

Teo Tapia: Rodrigo

Tere López Tarín: Natália

Víctor Noriega: Alex Dorantes

Aída Cuevas: Aída Cuevas

Irma Torres: Enfermeira Julieta

Juan José Origel: Professor Ramos

Julio de Villa: Júlio da Vila

Mari Carmen Vela: Irmã Emília

Sabine Moussier: Sabine Moussier

Sergio Reynoso: Augusto Morales

Yessica Salazar: Pâmela Itamonte


INTRODUÇÃO

Thalía e Fernando Carillo protagonizaram essa novela, produzida em 1999 e exibida no Brasil na sessão Tarde de amor do SBT em 2001.


RESUMO

Rosalinda, uma jovem humilde, vive junto de seu pai, a irmã dele, e seus três irmãos, Lúcia, Vera e Beto. No entanto, a vida de Rosalinda não é tão normal como parece, já que, a quem ela considera como sua mãe, é, na verdade, sua tia.

Acontece que vinte anos atrás, Soledade Pérez lutava pelo seu amor com Alfredo Altamirano, um homem rico, ao qual prestava seus serviços como secretária em sua empresa. A irmã desse homem, Valéria, não queria que Alfredo se casasse com uma mulher de classe baixa. No entanto, Soledade fica grávida.

Certa vez, o irmão de Alfredo, José Fernando, o esposo de Valéria quis abusar de Soledade, e, não aguentando de desejo, a agarra e a sequestra. Ele a leva para uma praia deserta em Veracruz, onde tenta estuprá-la. Alfredo os segue e quando vê sua amada em perigo, atira em José Fernando, matando-o. Porém, a covardia de Alfredo faz com que Soledade pague pelo crime que não cometeu, e que a leva para a prisão.

Na cadeia, Soledade descobre estar grávida e também pede que Alfredo nunca mais a procure. Soledade dá à luz Rosalinda, que é entregue à Remédios, uma irmã de Soledade que havia perdido uma filha na mesma época. As duas decidem que Rosalinda passará por filha de Remédios, e está jura que ninguém jamais saberá o segredo, nem mesmo seu marido Xavier.

Vinte anos depois, Rosalinda é uma jovem linda e feliz, que trabalha vendendo flores pela rua, com vestidos simples mas sempre com uma rosa no cabelo. Sua suposta mãe está morrendo, pois está muito doente.

Quando Remédios morre, Xavier, seu marido, quase descobre o segredo que envolve uma de suas filhas, mas como apenas chega a saber que uma delas não era sua, passa a desprezar todas.

Rosalinda se apaixona por Fernando José, um jovem que toca piano em um bar onde ela vende suas flores, e começam a namorar. Fernando José lhe diz que é um jovem humilde que vive de seu trabalho. Na realidade, ele é um jovem rico, e para mal dos pecados, é filho do homem assassinado por Alfredo, seu próprio irmão. Mas, para todos, Fernando José é o filho do homem assassinado por Soledade, a mãe de Rosalinda. Mas ela nem imagina que ele seja rico e que alimentou um terrível ódio contra a sua verdadeira mãe.

Ao sair da prisão, Soledade se reintegra à família, mas como uma tia de Rosalinda e de seus irmãos.

A relação entre Rosalinda e Fernando José começa a ter problemas quando Vera, uma das irmãs de Rosalinda, se propõe a conquistar Fernando José. Esta mulher é perversa e não aceita ter que viver uma vida humilde, já que quer chegar a ser uma corrupta dama da alta sociedade. Ela será a pior inimiga que Rosalinda pôde ter.

Eles se casam e têm uma filha, Érica, mas Valéria fará o impossível para separá-los. Rosalinda se dá conta de toda a verdade, de que Soledade é sua mãe e de que supostamente ela havia matado o pai de Fernando José.

Fernando José discute com Rosalinda ao saber que sua sogra havia matado seu pai. Rosalinda fica louca e sofre um acidente, perdendo a memória. É encontrada por Alex Dorantes, um jovem caça-talentos, que lhe dá uma nova identidade: Paloma, que se torna sua companheira e cantora.

Enquanto a bela Rosalinda, continua vivendo na luxuosa mansão de Alex, sua família se atormenta, pensando que a jovem faleceu no incêndio do hospital.

Dias depois, Vera consegue a guarda de Érica, Fernando retorna de sua turnê musical e é seduzido por Vera.

Certa manhã, Fernando José, vê de longe Paloma, e, assustado por perceber a semelhança desta com sua falecida esposa, se aproxima dela e pergunta seu nome. Mas, Paloma, que não lhe reconhece, vai embora, deixando-o em dúvida.

Depois desse encontro, Paloma se deprime, pois não havia conseguido recuperar a memória. Ela volta com Alex e este, emocionado, a abraça e lhe diz que não pode viver sem ela. A jovem, por sua vez, também lhe garante que havia sentido sua falta. Ambos se olham fixamente e fundem seus lábios em um beijo.

Aníbal, depois de ser rejeitado por Vera, compreende que Lúcia o ama de verdade e lhe pede em casamento. A moça aceita e, dias depois, os dois selam seu amor diante do altar.

Fernando José se apresenta na casa de Alex e este, assustado, lhe pergunta a quem quer ver. Mas, justo quando Fernando José vai lhe responder, uma ligação os interrompe. Enquanto Alex, responde à chamada, Paloma sai e recebe Fernando José. O jovem lhe diz que é com ela que deseja falar e a convida para jantar.

Fernando José e Paloma se encontram em um concerto e ambos têm que cantar uma canção juntos. Quando finaliza a apresentação, o jovem Altamirano, se lembra que Rosalinda também sabia cantar essa canção e, nervoso, pergunta a Paloma onde ela a aprendeu. No entanto, angustiada, ela se vai sem chegar a lhe responder.

Lúcia, apesar de ser muito feliz com Aníbal, se atormenta com a ideia de não poder ter filhos, mas Soledade a tranquiliza e lhe pede para não se angustiar, que tudo chegará em seu devido tempo.

Fernando José revela a Alfredo os sentimentos que nele despertaram ao ver Paloma e que precisa voltar a vê-la. Horas depois, Fernando José consegue um encontro com a jovem e, no restaurante, este toca no piano a melodia com a qual conseguiu conquistar o coração de Rosalinda. Paloma a escuta cismada e Fernando José aproveita para lhe beijar. Porém, Paloma reage violentamente e lhe pede para que não a busque mais, porque tem medo dele.

Vera, está entusiasmada com os preparativos para o casamento com Fernando José, que lhe diz que não irá se casar com ela, pois não seria feliz junto a ela e jamais poderia amá-la. No entanto, a perversa Vera, não dá importância à suas palavras, e decide comunicar um jornalista que seu casamento com o pianista Fernando José Altamirano, será celebrado na igreja em quinze dias.

Alex decide falar seriamente com Paloma e com um tom de voz carinhoso, lhe pede perdão por sua precipitação e por seus ciúmes. Ademais, lhe confessa que a ama tanto que acredita morrer ao pensar que poderá perdê-la algum dia.

A maldade de Vera não tem limites, e, disposta a averiguar de uma vez por todas quem é a mulher que se esconde detrás de Paloma, vai conversar com Alex. Porém, é recebida pela empregada que lhe conta que, quando chegou à casa, Paloma era uma molambenta que estava louca. Também lhe conta como Alex conseguiu transformá-la em uma estrela. Vera, encaixando as peças do quebra-cabeça, começa a suspeitar que Paloma é, na realidade, a suposta falecida Rosalinda.

Paloma aceita a proposta de casamento com Alex. Noutra parte, Fernando José se encontra com Alex e com um tom irônico, este felicita o jovem Altamirano por seu casamento com Vera e lhe comunica que também se casará com Paloma. Fernando José não pode acreditar no que escuta.

Vera decide enviar à casa de Alex, um convite para o próximo concerto de Fernado José. Ao recebê-lo, Paloma não sabe o que fazer. Então, Alex lhe propõe que assistam, comprovando, assim, a inexistência de algo entre ela e o pianista.

Já no teatro, Fernando José começa seu concerto. Ao chegar o segundo ato, se dirige ao público e comunica que a próxima canção será em homenagem à Rosalinda. De repente, Paloma reconhece a melodia e mil lembranças lhe alucinam a mente. Angustiada, não entende o que está acontecendo e se levanta, fugindo apavorada. Alex corre atrás dela, mas não pode impedir uma tragédia: ao cruzar a rua, Paloma é atropelada por um carro. Alex desesperado, tenta reanimá-la. Por fim, chega a ambulância e Paloma é levada às pressas ao hospital. Justamente quando o doutor vai atendê-la, a cantora recupera a lucidez e sua memória, lhe dizendo que seu nome é Rosalinda.

Vera confessa a Fernando José que se casou com ele por puro interesse e que lhe mentiu, já que, Paloma é, na realidade, Rosalinda. O jovem Altamirano se sente feliz ao descobrir que sua esposa vive. No entanto, a alegria do momento se transforma em tristeza, quando Vera lhe diz que Rosalinda sofreu um acidente e que a estão operando.

Ao entardecer, Fernando José aparece na casa de Alex. Este lhe joga na cara o acontecido, Altamirano, por sua vez, lhe acusa de haver ocultado a verdade. Depois de uma violenta discussão, Fernando José volta para casa e comunica a Vera que pedirá a anulação de seu casamento.

No dia seguinte, Alex vai visitar Rosalinda. A conversa é interrompida pela chegada do médico que tira os curativos da paciente. Ao ver descoberto o rosto de Rosalinda, Alex solta um grito de terror, já que a jovem tem uma espantosa cicatriz. Assustada, ela pergunta o que aconteceu, e, ao se ver no espelho, se dá conta que seu rosto está deformado.

Alfredo que havia sofrido um infarto, recebe a visita de Soledade. O homem lhe agradece seu sacrifício e lhe pede perdão por todo o dano que lhe causou. Logo, Alfredo fala com sua filha e lhe confessa que ele matou José Fernando. Rosalinda chora amargamente e abraça seu pai, que depois de exalar um suspiro, falece em seus braços.

Fernando José, com esperanças em poder se reconciliar com Rosalinda, vai até o hospital para se encontrar com ela, mas esta o recebe de maneira fria e distante, lhe jogando na cara toda a desgraça que lhe tem causado. Fernando José, quase morre de dor ouvindo sua amada lhe dizendo seguramente que jamais voltarão a estar juntos.

Lúcia e Aníbal discutem, e esta se nega a visitar um novo ginecologista para que a examine e lhe diga o porquê de não poder engravidar.

Vera aproveita a crise conjugal de sua irmã para se insinuar para seu cunhado. Com um tom de voz meloso, lhe diz que não havia deixado de pensar nele durante os últimos dias. Esse repentino interesse por Aníbal forma parte de um perverso plano. Vera, primeiro, comunica Fernando José que está grávida e dias depois consegue dormir com seu cunhado, para realmente poder engravidar.

Beto entra no quarto de Valéria, se aproxima dela e a beija com paixão. A mulher lhe dá uma bofetada e lhe ordena que saia imediatamente de seu quarto, mas no fundo se sente atraída pelo marido de sua filha Aline. O jovem, sabe que desperta paixão em sua sogra e não deixa de usá-la para conseguir mais dinheiro. Logo, Valéria recebe uma ligação de Misérias, o homem que a violentou há anos. A viúva de Altamirano, farta de suas ameaças, decide se encontrar com ele para lhe entregar uma elevada quantia de dinheiro e assim fazer com que Misérias desapareça de sua vida. Beto, escondido detrás da porta, ouve a conversa e anota o lugar do encontro.

Depois de mentir para Bertha, Valéria se dirige rapidamente ao lugar onde se encontra com Misérias, sem saber que está sendo seguida por Beto. Valéria mata Misérias, já que este é o pai de sua filha, Aline, a quem faz trabalhar como empregada em sua própria casa e pode lhe confessar a verdade.

Ao anoitecer, Beto visita Valéria e carinhosamente começa a beijá-la, sussurrando em seu ouvido que não deve se preocupar pelo acontecido a Misérias, já que ele não revelará seu grande segredo, caso lhe pague uma importante quantia em dinheiro.

Verônica, uma mendiga, é a verdadeira mãe de Fernando José, e volta para recuperar o carinho de seu filho e o faz entrando para trabalhar na casa onde ele vive com Vera.

Rosalinda faz alguns exames e estes comprovam que padece de um enfermidade mortal, mas na realidade, esses resultados são de Vera, já que a enfermeira havia confundido os envelopes. A doença causa danos à Vera, levando-a a agonizar. No entanto, esta que havia realizado testes de farmácia para saber se está grávida, confirma positivamente os resultados.

Lúcia fica arruinada ao saber que está perdendo Aníbal. Xavier, seu pai, a consola pedindo para que seja forte e lhe aconselha a seguir lutando pelo amor de seu esposo. Esta decide perdoar seu marido, ao mesmo tempo em que este volta a se encontrar com Vera. Aníbal deseja se desfazer desta de uma vez por todas, desejando não se encontrarem mais e a pérfida mulher, não dá importância, pois já havia conseguido cumprir seus propósitos: esperava um filho dele. Ela lhe confirma o que disse e pede segredo, já que Fernando José nunca deverá descobrir que não é o pai de seu filho.

Rosalinda sofre um desmaio na presença de Soledade, que a leva ao hospital, onde se realizam vários exames médicos e o doutor lhe comunica que não sofre de nenhuma enfermidade grave, somente tem anemia. A jovem, ao se dar conta de que as análises estavam trocadas, se angustia pensando na mulher que estará condenada a morte.

Logo, o milionário Augusto consegue uma visita de Rosalinda. Depois de convidá-la para jantar, tenta seduzi-la. No entanto, ela deixa bem claro que jamais poderá amá-lo. Augusto, disposto a lutar contra a firme resistência de Rosalinda para conquistar seu coração, lhe propõe ajudá-la a recuperar a guarda de Érica. As palavras do jovem milionário a deixam perplexa e esta não sabe o que fazer.

Finalmente, Rosalinda decide se casar com Augusto. Por sua vez, Fernando José e Rosalinda se reconciliam e ela suspende o casamento, mas o jovem se dá conta da enfermidade de Vera, que lhe pede para não abandoná-la e ele decide que assim será. Então diz à Rosalinda que ficará com Vera, e Rosalinda não lhe dá tempo para explicar o porquê e rompe para sempre seu amor por ele, reatando sua relação com Augusto, que a ajuda a recuperar Érica.

Valéria, ajudada por Beto, manda um amigo matar Bertha, que é atropelada. Valéria acredita que esta morreu, mas ela está em um hospital e antes de ser assassinada por Beto escreve uma carta contando todas as maldades de Valéria e Beto. Antes de morrer, diz a Fernando José e Rosalinda que Valéria é a culpada por sua morte. Nesse momento, Rosalinda já sabe sobre a doença de Vera, e não pode romper seu compromisso com Augusto.

Rosalinda ajuda Verônica a confessar a verdade para Fernando José, e esta lhe diz que é sua verdadeira mãe. Ainda que no começo, Fernando José não a aceite, passa a considerá-la como mãe.

Vera morre e como esta esperava um filho de Aníbal, este fica com o bebê e sua mãe passa a ser Lúcia.

Fernando José enfrenta Valéria para que lhe conte a verdade e esta não aceita, mas Verônica aparece, vestida de gala, e finalmente conseguem que Valéria lhes conte a verdade. Não demora muito para que ela e Beto sejam levados à cadeia, onde permanecerão por muitos anos.

Chega o dia do casamento de Rosalinda e Augusto, mas quando estes estão no altar, aparece Fernando José que faz sinais para que Rosalinda não aceite a união, mas depois de um grande silêncio após a pergunta do padre, Rosalinda dá o “sim”. Tudo parece estar perdido até que o padre pergunta para Augusto e este dá um “não”, já que quer Rosalinda feliz com seu amado. Então, nesse mesmo lugar, Rosalinda e Fernando José se casam e ao saírem da igreja, este coloca uma rosa branca em seu cabelo porque ela sempre será sua Rosalinda.


CURIOSIDADES

Rosalinda foi a novela mais vista em diversos países da Europa e da Ásia, chegando até a 91% de audiência de todo um país. Em alguns países, Rosalinda é chamada de "Titanic das Telenovelas".

Estreou, no Brasil, com média de 11 pontos, chegando a atingir médias de 16 ao longo de sua exibição, o que era excelente para o horário das 17 horas, principalmente pelo fato de esta novela ter substituído a também mexicana Amigos para sempre, cuja média geral foi de apenas 7 pontos.

Rosalinda teve grande destaque na América Latina e na Europa, mas no México não trouxe muito prestígio, devido a que suas sucessoras A usurpadora e O privilégio de amar tiveram 33,3 e 34,8 pontos respectivamente.

No dia 6 de julho de 2009 estreou a versão filipina da novela estrelada por Carla Abellana como a personagem título, Geoff Eigenmann como Fernando José e Katrina Halili como Fedra (Vera, em português).

Em Portugal esta telenovela mexicana foi transmitida pelo canal público RTP1 dublada em português do Brasil, tal como aconteceu com todas as novelas mexicanas transmitidas na época no país.


COMENTÁRIOS

Rosalinda, sem dúvida, foi uma das novelas mais esperadas por todos, desde seu início no México, no início de 1999, todos os fanáticos queriam vê-la. Mas a verdade é que a novela não foi exatamente o esperado, e ainda que tenha tido seus méritos, deixou, e muito, a desejar.

A grande expectativa estava em torno de Thalía, que depois de haver recusado A usurpadora, aceitava Rosalinda do próprio Salvador Mejía Alejandre, o produtor.

Fernando Carrillo foi o segundo nome cotado para Fernando José Altamirano de Castilho, o primeiro foi Fernando Colunga, mas surgia na imprensa o boato de que nem Thalía e nem Colunga queriam voltar a trabalhar juntos. Acabou ficando para Fernando Carrillo o papel, que apesar dos clichês hipócritas do personagem, saiu-se bem.

Também eram prometidas as presenças de grandes atrizes como Angélica María e Lupita Ferrer. Angélica María mostrou-se uma péssima atriz como Soledade Romero, sem expressão e sem carisma, não tinha brilho, e acabou como mera coadjuvante. A vilã Valéria chegou como a típica sogra malvada, mas a atriz estava cômica na personagem. Valéria não foi uma boa vilã, sua personagem só ficou interessante quando deixou de lado Rosalinda e passou a fazer parte da história do malandro Beto e de Aline, uma coadjuvante que brilhou como a apagada bastarda de Valéria. É claro, Aline estava longe de parecer uma pessoa normal, faltava realidade, mas apesar disso, Esther Rinaldi foi um dos bons destaques da novela.

A história começou óbvia, mas interessante. Um capítulo memorável foi o que Fernando José descobriu que Soledade era a “assassina” de seu pai e abandona Rosalinda. Foram cenas marcantes e que realmente foram emocionantes.

Nora Salinas surgia mais linda que em trabalhos anteriores como Vera, uma jovem ambiciosa disposta a tudo por status. Vera não foi exatamente uma vilã, se apaixonou de verdade por Fernando José, mas tampouco foi um anjo. Foi uma personagem realista, talvez a única personagem realista da história. A outra irmã de Rosalinda era interpretada por Adriana Fonseca, que teve um papel muito bom e que vinha a confirmar que Adriana merecia um papel como estelar. Estranhamente, ela não vingou, mesmo depois de três protagonistas que teve. Na época, foi inclusive prometido um remake de Rosa selvagem para ela.

Victor Noriega foi quase um lançamento na novela, já que o ator vinha de um papel anterior na fracassada Rencor apasionado. Sua atuação foi regular, havia cenas em que convencia, outras nem tanto. Entretanto, sua carreira decolou depois de Rosalinda.

Uma das grandes personagens foi Bertha. Seu caráter ambíguo foi um acerto na novela. Pena não terem explorado mais ainda essa fabulosa personagem.

A história foi repleta de clichês que tornou-se inevitável a comparação com as Marias. Houveram inúmeras situações repetidas, como o fato de Thalía enlouquecer após ser abandonada. Esta aproveitou a novela para cantar algumas de suas canções, na pele de Paloma, Rosalinda desmemoriada. A verdade é que a carreira de Paloma foi mais magistral que a da própria Thalía, para não dizer impossível. Tudo foi fácil demais, e sabemos que apesar de ser novela, não é assim. A propósito, o que fazia uma estrela da música como Rosalinda vivendo livre, leve e solta em um cortiço? Ah, ela era muito humilde e não renegava as raízes.

Tantos problemas fizeram com que a novela perdesse vários capítulos, pois estava planejada para 120 capítulos e teve somente 80. A sensação de fracasso era sentida com um gosto amargo por Salvador Mejía, que deu giros na história. A primeira providência foi diminuir a maquiagem de Thalía e Adriana Fonseca, e aumentar a de Nora Salinas. Na história, muitas coisas foram mexidas. Alex, de pretendente que queria ajudá-la, virou um vilão. Valéria deixou de ser a grande vilã da história aí sim partindo para a subtrama de Aline e Beto. A outra mudança foi adiantar a revelação da identidade de Soledade, daí que começou o mar de lágrimas da protagonista. Mais tarde, trouxe Laura Zapata como Verônica, a verdadeira mãe de Fernando José. Não, desta vez Laura não era uma vilã, e foi muito bem como boazinha, apesar de seu alcoolismo ser curado em um passe de mágica.

Supostamente, por motivos de saúde, depois das primeiras semanas, Carlos Romero, que era o adaptador da novela, saiu, entrando em seu lugar Liliana Abud. Carlos Romero alegou que não era o tipo de texto que ele gostava de adaptar. Foi com Liliana Abud que começaram a modificar muitas coisas na novela.

Foi um período de crise, em meio a isso, Fernando Carrillo declara que Rosalinda seria “a novela do milênio”, uma declaração arrogante e infeliz que até Carlos Romero criticou, afinal ele estava contando com um super êxito que não teve. Fernando Carrillo foi muito indisciplinado com seus atrasos, e por um momento, ele quase esteve fora da novela. Chegou-se a definir seu substituto: Juan Soler. Felizmente isso não chegou a acontecer.

Outra declaração famosa foi quando Thalía disse que a novela havia sido pré-vendida a mais de 100 países. No meio da novela, Salvador Mejía disse, que apesar da novela ser um grande sucesso em vendas, não havia chegado ainda a esses números.

Como se o calvário de Rosalinda fosse pouco, até no último capítulo houve um contratempo. No México, houve uma falha de transmissão. O último capítulo foi gravado no dia da exibição e editado durante sua própria exibição.

Salvador Mejía, ao final da história, admitiu que Rosalinda foi um projeto que o frustrou muito, já que uma hora o público queria ver uma Maria, e outra hora não, isso causou um caos e tudo virou uma bagunça. Uma coisa que prova isso é que, no início, Rosalinda, apesar de pobre, não era ignorante e selvagem como as Marias, mas a pedidos do público, Rosalinda sim voltou a ser a mesma Maria na cena em que deu uma surra em Pâmela, afinal Thalía ainda não havia batido em ninguém.

Entretanto, Rosalinda foi um grande sucesso mundial, e tantos ataques na mídia não foram sentidos pelo público. Foi uma história muito rosa, e que em vários de seus elementos garantiram que a trama pudesse se sair bem. Pois apesar de terem sido feitas mudanças, nada foi apelativo. Apesar de alguns furos no roteiro, foi uma novela que manteve sua dignidade do início ao fim. E esse sucesso mundial provou que a novela, que embora estivesse muito longe o brilho de um grande sucesso, se saiu muito melhor onde os bastidores eram mais comentados que a própria novela.
Blog Widget by LinkWithin

9 comentários:

Anônimo disse...

muito boa essa novelaa lembro dela raramente

Adailton Júnior disse...

Foi uma novela fraca, pior da Thalía, sem dúvidas... deixou e muito a desejar, cópia mal feita das Marias, mas no geral foi razoável, dava pra assistir, não diariamente.

Anônimo disse...

essa novela vai ser mto boa thalia mais uma vez arrasando adoooooooooooooooro essas novelas;

priscila castilho magalhães disse...

Eu to gostando de assisti to vendo thalia desde que reprisaram marimar ,a maria do bairro,a maria mercedes e agora rosalinda que estou adorando ver tambem \0/

Erich Giovanella disse...

Tem gente que odeia essa novela, mais eu acho ela ótima, melhor que Marimar.

neli goncalves disse...

eu assisto todos os dias não perco um capitulo acho q essa novela foi melhor q todas as outras da thalia adoroooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Anônimo disse...

assisto todos os dias não perco um capitulo acho q essa novela foi a melhor q a thalia fez adorooooooooooooooooooo

Anônimo disse...

Tá melhor que as da globo. Tem uma maldades mas não é taaaaaanta como as da globo que quer mostra demais uma realidade monstruosa que já vivemos no dia a dia e ainda por cima qndo estamos em casa descansado também se depara com isso nos "entretenimentos". A Rubi me parece que será muito boa também,malvada sem precisar matar ninguém.

Anônimo disse...

Rosalinda foi uma das melhores novelas mexicanas que já assisti, e vice da Thalia, só perde para a clássica Maria do Bairro. A história era bem agitada, calma no início, mas violenta no final, com vilões desalmados que davam cada vez mais raiva a cada capítulo, apenas o final que deixou a desejar, poderia ter sido muito mais surpreendente.
Mas é umas dez melhores que o sbt já exibiu, sem dúvida.