sexta-feira, 16 de abril de 2010

Por teu amor



NOME ORIGINAL
Por tu amor

ESCRITORA
Caridad Bravo Adams

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
90

ANO DE GRAVAÇÃO
1999

ANO DE EXIBIÇÃO NO BRASIL
2001

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Por tu amor

INTÉRPRETE
Charlie Zaa

Por tu amor y por tus ojos que son como un sueño,
por tu sonrisa y tu paz que acaricia
y por amarte una noche sin prisa
lo que diera yo…

Por tu amor, por conquistarte y llegar en tu playa,
que te entregues a mí enamorada,
ay, lo que no diera yo…

Pero el orgullo me gana, para decirte cuanto te amo
y se me van las palabras, sin confesarte que te extraño.
Cuando te tengo en frente el sol sale así de repente
y que cuando me miras, bien sabes que yo doy mi vida.

Por tu amor, por tu amor…
por tu amor, por tu amor…

Por tu amor, por conquistarte y llegar hacia el cielo,
por esos labios que quitan el sueño,
Ay, lo que no diera yo...

Pero el orgullo me gana, para decirte cuanto te amo
y se me van las palabras, sin confesarte que te extraño.
Cuando te tengo en frente el sol sale así de repente
y que cuando me miras, bien sabes que yo doy mi vida.

Por tu amor, por tu amor…


ELENCO

Gabriela Spanic: Maria do Céu Monteiro/ Aurora

Saúl Lisazo: Marco Duran

Katie Barberi: Miranda Novaes

Margarita Magaña: Bruna Monteiro

Norma Lazareno: Adelaide Zambrabo

Gerardo Murguía: Dr. Sérgio Zambrano

Roberto Vander: Nicolau Monteiro

Irán Eory: Paz Monteiro

Joaquín Cordero: Lázaro Rodrigues

Lourdes Murguía: Alma Medeiros / Mayra Ribeiro

Sergio Sánchez: Eliseu Fontes

Maleni Morales: Carlota Álvarez Fontes

Lourdes Reyes: Maria Fernanda Álvarez Fontes

Ramiro Torres: Jesus Álvarez Fontes

Claudio Báez: Luciano Figueira

Mauricio Aspe: Renê Figueira

Aitor Iturrioz: Augusto Figueira

Guillermo Aguilar: Padre Feliciano

Yadira Santana: Raquel Parra

Adriana Nieto: Abigail Parra

Jorge Poza: David Parra

Gabriela Goldsmith: Sônia Novaes

Vicky Rodel: Olga

Gracial Estrada: Pietra

Gerardo Albarrán: Juliano

Fátima Torre: Flor

Carlos Mondon: Leôncio Ariza

Isaura Espinoza: Alessandra Robledo

Daniel Cauvry: Mauricio Torres

Gustavo Negrete: Arq. Monroy

Javier Ortíz: Pablo

Melba Luna: Hilária

Alfonso Iturralde: Rafael Lourenço

Pilar Escalante: Hilda

Roberto Ballesteros: Sandro Valle

Rosita Bouchot: Açucena

Polly: Pilar


PERFIL DAS PERSONAGENS

Maria do Céu Monteiro (Gabriela Spanic): é uma bela jovem, de bom gosto, e cujo temperamento forte desperta a admiração do milionário Marco Duran, um forasteiro que chega a São Carlos para investir na cidade construindo um hotel de luxo. Ela é a mulher que ele sempre sonhou, no entanto, para Céu, ele não é mais que outro homem como muitos vieram envenenar com seu dinheiro a tranquila vida de São Carlos, e não disfarça o desprezo que sente por ele, até mesmo quando as circunstâncias a obrigam a tornar-se sua esposa. Maria do Céu defende sua irmã Bruna sobre todas as coisas. Ela é fiel a seus princípios e muito trabalhadora, mas, às vezes, é também muito orgulhosa. Trabalha com seu pai na fábrica de camarões da família.

Marco Duran (Saúl Lisazo): sujeito misterioso que desconhece sua origem. Cresceu em um orfanato, o que marcou sua vida, mas, apesar do passado, possui uma grande fortuna baseada no trabalho. Apaixona-se por Maria do Céu à primeira vista, e tenta conquistá-la de todas as formas, mesmo mantendo um relacionamento com Miranda.

Sérgio Zambrano (Gerardo Murguía): é o médico de São Carlos e noivo de Maria do Céu. Desperta o interesse de Bruna, sua jovem cunhada, que esconde seus sentimentos para não magoar a irmã. Após separar-se da amada, Sérgio, levado por suas emoções, não é capaz de lidar com seus problemas, por isso, refugia-se na bebida.

Miranda Novaes (Katie Barberi): é a namorada de Marco. Quando não consegue o que quer fica deprimida. É obsessiva e ciumenta. Tenta prejudicar o relacionamento de Marco e Maria do Céu. Miranda tem um caso com um jovem de São Carlos, de quem engravida, fazendo com que Marco acredite ser o pai.

Bruna Monteiro (Margarita Magaña): filha mais nova de Nicolau e irmã de Maria do Céu. Mimada e imatura, Bruna tem uma paixão secreta por Sérgio, noivo de sua irmã. Após buscar Bruna na festa organizada por Marco para conhecer os moradores de São Carlos, Sérgio acaba se envolvendo emocionalmente com Bruna, que confessa seu amor e começa a beijá-lo. Deixando-se levar pelo momento, os dois acabam fazendo amor na praia.

Nicolau Monteiro (Roberto Vander): pai de Maria do Céu e Bruna. Viúvo de Aurora. Tem valores e ideias muito enraizadas no que diz respeito a moral e a boa reputação. Cuida muito bem de suas filhas, e as ama acima de tudo e de todos. Mima Bruna e admira Maria do Céu, a quem considera seu braço direito nos negócios da fábrica de camarões da família. Confiável e leal com todos, preserva a memória de sua esposa.

Paz Monteiro (Irán Eory): mãe de Nicolau, avó de Maria do Céu e de Bruna. Paz é o pilar e a conselheira da família Monteiro. Apesar dos seus mais de sessenta anos, é uma bela senhora. É alegre, jovial, generosa e de grande sabedoria. Ninguém conhece a triste história de amor de seu passado, a qual virá à tona e estará na boca de todos em São Carlos.

Lázaro Rodrigues (Joaquín Cordero): amigo e confidente de Marco; com grande intuição e experiência para os negócios. No passado, uma mulher o traiu e o fez perder sua fortuna. Desde então, ele a procura para vingar sua má sorte.

Adelaide Zambrano (Norma Lazareno): mãe de Sérgio. Elegante, distinta e fina, vive preocupada com sua reputação. É manipuladora com seu filho, a quem chantageia fazendo-se de vítima. Obcecada com a ideia de ser avó, não perde tempo em apressar o casamento de Sérgio e Maria do Céu.

Alma Mayra Ribeiro (Lourdes Munguía): comadre de Nicolau e Aurora, os pais de Maria do Céu. Cansada dos maus tratos de Luciano, seu marido, Alma começa a se envolver com Sandro, um cafajeste que a convence a abandonar o marido e os filhos para viver com ele nos Estados Unidos, prometendo transformá-la numa cantora famosa e bem-sucedida. No entanto, ao aceitar a proposta, é humilhada e obrigada a ser cantora de cabaré. Vítima das ameaças de Sandro, quem desfruta de seus ganhos, Alma vive atormentada e arrependida por haver abandonado seus filhos, a quem nunca deixou de amar.

Luciano Figueira (Claudio Báez): esposo de Alma e compadre de Nicolau e Aurora. Sente inveja de Nicolau, de quem é sócio minoritário na fábrica de camarões. Vive na defensiva, porque acredita que todos estão contra ele. Deseja ter uma boa posição social e, por isso, incentiva que Renê, seu filho, se case com Bruna, a filha de seu compadre.

Renê Figueira (Mauricio Aspe): filho de Luciano e Alma. Vaidoso, convencido e petulante, acredita que merece tudo. Não tem escrúpulos e não guarda afeto por ninguém. Faz pouco caso de Augusto, seu irmão, alegrando-se ao evidenciar seus erros.

Augusto Figueira (Aitor Iturrioz): filho de Luciano e Alma, e irmão de Renê. Terno, carinhoso e inteligente, porém, um pouco bobinho. É tímido com as mulheres e não muito atraente fisicamente, em comparação com seu irmão. Vive em um mundo de poesia.

Sandro Valle (Roberto Ballesteros): golpista desapiedado que se alegra em prejudicar aos demais. Explora mulheres em um cabaré nos Estados Unidos, em especial, Alma, de quem tomou toda a dignidade, humilhando-a constantemente e se aproveitando de seu trabalho.

Eliseu Fontes (Sergio Sánchez): prefeito de São Carlos, esposo de Carlota e pai de Maria Fernanda e Jesus. Submisso à esposa, vive pressionado pela mulher, que o aconselha a se aproximar de Marco para tentar levar alguma vantagem.

Carlota Fontes (Maleni Morales): esposa de Eliseu e primeira dama da cidade de São Carlos. Mãe de Maria Fernanda e Jesus. Amargurada, invejosa e crítica, destila seu ódio, desprezo e hipocrisia contra tudo e contra todos. É muito severa com suas convicções e não tolera imperfeições. Prepotente e vaidosa, busca um homem de classe para que se case com sua filha e a pressiona que conquiste Marco Duran, pois ele é um excelente partido.

Maria Fernanda Fontes (Lourdes Reyes): filha mimada e volúvel de Carlota e Eliseu. Vive pressionada por sua mãe para que tenha uma melhor aparência diante dos homens e se vista bem, afim de que arrume um bom partido. É a melhor amiga de Abigail e Bruna, com quem apronta diversas travessuras. É apaixonada por Renê.

Raquel Parra (Yadira Santana): mãe de Abigail e David. Esconde sua beleza atrás de roupas simples e recatadas. Diante de todos é considerada viúva e tem levada uma vida de sofrimentos. Trabalha como secretária de Eliseu, na Prefeitura. Esconde um grande segredo: no passado, se envolveu com Marco, que anos atrás a seduziu e a abandonou assim que soube que estava grávida de Abigail.

Abigail Parra (Adriana Nieto): filha de Raquel e irmã de David. Bonita, rebelde e inquieta, considera-se a amiga pobre de Maria Fernanda e Bruna. Sempre trata de aparentar maior idade e tem constantes enfrentamentos com sua mãe, porque se sente superprotegida e porque nunca lhe disse o nome de seu pai. Ao conhecer Marco Duran, fica fascinada por ele sem imaginar que esse homem é seu verdadeiro pai.

David Parra (Jorge Poza): filho de Raquel e irmão de Abigail. Estudioso, trabalhador e honesto. Ajuda sua mãe na Prefeitura e é apaixonado em silêncio por Maria do Céu. Gosta de poesia desde pequeno e é amigo de Augusto.


RESUMO

No povoado de São Carlos, no litoral, vive Maria do Céu Monteiro, uma jovem bela e feliz. Prestes a se casar com Sérgio Zambrano, o médico da cidade. Sequer passa pela cabeça de Maria do Céu que essa união atormenta sua irmã mais nova, Bruna, que é secretamente apaixonada por seu noivo.

Nesse meio tempo, chega em São Carlos o misterioso Marco Duran, um empresário rico e bem-sucedido, e que se apaixona por Maria do Céu assim que a vê. Ele logo começa a corteja-la, o que a irrita profundamente. Marco Duran oferece uma festa para que os moradores de São Carlos o conheçam. Bruna vai a festa escondida da família, já que Maria do Céu não suporta Marco e não queria nenhum envolvimento com ele.

Sérgio vai buscar Bruna na festa, e ela se insinua para o médico. Ele não resiste a tentação e os dois fazem amor. Sérgio se atormenta por sua culpa, pois apesar da traição, quem ele ama verdadeiramente ainda é Maria do Céu. Mas Bruna não aguenta e confessa tudo à irmã.

Extremamente decepcionada, Maria do Céu rompe com Sérgio e exige que ele se case com Bruna. Assim acontece. Esse casamento é motivo da ira de Adelaide, mãe de Sérgio, que odeia Bruna e fará de tudo para prejudicá-la.

Mas Sérgio continua a perseguir Maria do Céu. Para colocar uma barreira entre os dois, Maria do Céu aceita a proposta de casamento de Marco. Mas com uma condição: essa união durará apenas um ano, e não haverá nenhum contato físico entre os dois. Marco aceita, pois se apaixona de verdade pela jovem.

O casamento dos dois alegra toda a família. Na festa, Marco flagra Sérgio beijando Maria do Céu, e sente-se traído. O relacionamento dos dois torna-se insuportável, já que Maria do Céu o contraria o tempo todo, e Marco está disposto a se vingar pelo que aconteceu na festa. Assim, os dois tornam-se verdadeiros rivais. Ainda por cima, há a presença da ardilosa Miranda Novaes, a sedutora ex-amante de Marco que não desistiu dele e está disposta a atrapalhar mais ainda esse casamento.

Apesar de tantos conflitos e diferenças, Marco e Maria do Céu acabam não resistindo a atração que sentem um pelo outro. E com o tempo, a moça percebe que seu marido é um grande homem e que se apaixonou de verdade por ele. Em meio a amor, ódio, engano, ciúme e intriga, Marco e Maria do Céu percebem que são dois corações opostos que se uniram pela força do destino.


CURIOSIDADES

Gabriela Spanic disse à imprensa mexicana que, ainda que tenha gostado de atuar nessa novela, só sentiu-se a protagonista da novela durante os primeiros capítulos, já que ela percebeu que a história de Céu ficou em segundo plano.

Depois que a novela terminou, Gaby disse que houve várias atitudes de Céu que ela não concordou, por achar que tinham a ver com a psicologia que a personagem de Céu tinha no início da história. Chegou inclusive a dizer que “muitas cenas foram tontas”. Esses comentários valem principalmente para a metade da história em diante.

Entretanto, Gabriela disse que adorou trabalhar com Saúl Lisazo, e, para apimentar, disse que foi seu melhor colega em cena (obviamente ela estava se referindo a Fernando Colunga).

Por teu amor começou prometendo duas coisas muito diferentes que acabaram desaparecendo depois: o exótico cenário da praia (que era substituído pela tradicional capital mexicana) e o visual surpreendente que Maria do Céu exibiu no começo (ela logo cortou os longos cabelos e os tingiu, para a mesma cor que uma certa Paulina Martins usava).


COMENTÁRIOS

Por teu amor foi uma boa novela, com uma história bastante diferente do convencional, que agradou o público e fez bonito na audiência, ainda que tenha caído um pouco em relação às antecessoras, mas isso não impediu que a novela fosse boa. O problema foram alguns erros que certas vezes comprometeram o andamento da história.

Gabriela Spanic surgia estonteante e loira como Maria do Céu, a jovem rica e enganada às vésperas de seu casamento. Aceitava então casar-se com Marco Duran, e passavam a viver uma relação entre o amor e ódio. Gabriela e Saúl foram um dos casais que mais projetaram uma boa química nas telas dos últimos tempos, e foram o melhor atrativo da novela, com suas guerras. O único porém foi ter demorado demais para os dois se acertarem definitivamente. E convenhamos que Céu era grossa demais para uma moça aparentemente tão educada.

Katie Barberi começou como uma amante despeitada de Marco, e acabou chamando a atenção como a ensandecida Miranda. Foi uma ótima vilã, e um bom lançamento, já que Katie só vinha fazendo papéis bem pequenos. Irán Eory e Roberto Vander que foram a avó e o pai de Céu, também se saíram bem. Aliás, Irán Eory sempre se saía bem nas novelas. Em Por teu amor não foi diferente.

O núcleo familiar que se formou com Bruna, Sérgio e Adelaide, mulher – marido – sogra foi outro ponto alto da novela e rendeu ótimos momentos. Margarita Magaña, apesar de Bruna ser um personagem insuportável, saiu-se muito bem. Mas Norma Lazareno, obstinada em separar o casal, foi a melhor atuação desse núcleo. Os momentos em que Adelaide começava a enlouquecer foram dignos de uma grande atriz.

Lourdes Murguía como Alma (e seu nome artístico Mayra Ribeiro) foi também outro destaque. Bastante abalada, a personagem sofria horrores nas mãos de Sandro, em papel fraco, Luciano, e de seu próprio filho que a desprezava: René, um malandro que se destacou bastante.

De forma tímida, tratou-se do incesto com Adriana Nieto, muito boa como sempre, vivendo Abigail, filha de Marco, e apaixonada por ele. A resolução da história é que deixou a desejar um pouco, não que fosse o correto ela continuar amando o pai, mas é que ela esqueceu rápido demais.

Haviam subtramas demais, e o problema é que diversas vezes elas tinham mais espaço que os conflitos entre Marco e Céu, além disso, essas subtramas eram muito arrastadas e não tinham uma ligação tão forte com os protagonistas. Como a da Maria Fernanda, que engravidava, quase abortava, mas acabava entregando seu filho à adoção. Não que a história fosse ruim, mas é que foi enjoada várias vezes, pois sempre quando tinha Maria Fernanda em cena, o assunto era o mesmo, ou sempre que aparecia Raquel, e outros também, levando a lentidão.

Joaquín Cordero esteve em um papel muito abaixo de sua capacidade, Lázaro, o grande amigo de Marco. Mais pra frente colocaram alguma história para o personagem, já era tarde demais, a história não rendeu o suficiente para um primeiro ator como ele.

O elenco da novela era bom, mas faltaram mais nomes significativos no elenco, aliás, isso é quase uma marca de Angelli Nesma, a produtora, não ter vários grandes nomes nos créditos. Apesar disso, o elenco foi melhor que o da sua novela anterior, Camila.

A novela começou um tanto morna, mas depois que Céu e Marco se casaram e começaram a ter mais cenas juntos, a história deslanchou, porém, sempre dividindo espaço demais com as subtramas. Porém, as últimas semanas e em especial o último capítulo, foram excelentes, repletos de acontecimentos e revelações.

A praia de São Carlos, cidade em que se passava a novela quase até o final, foi muito bem explorada no início, mas com o tempo deixou de ser algo tão atrativo, pois já não aparecia tanto. Um dos destaques foi o figurino das personagens. Maria Fernanda, por exemplo, só usava amarelo, e Bruna, cor-de-rosa.

Por teu amor foi uma boa novela, com uma história diferente e cheia de personagens interessantes, outros nem tanto, o problema foi o pouco aproveitamento da história principal e do casal central, o grande charme da novela.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Anônimo disse...

Amei a novela e sim,concordo com a química evidente entre Céu e Marco.
Nao concordo com a Gabi Spanic em dizer que Céu perdeu sua personalidade.Acho que ela foi fiel ao que prometeu do início ao fim.
Adorava os tapas que ela dava na folgada da Miranda.Odiei a traição de Marco com a Céu,parecia um tanto Sérgio.Sem falar que ele trocou de papel ao brigar por Céu com o novo marido dela.Foi engraçado.
Besos
Sara