domingo, 11 de abril de 2010

Gotinha de amor


NOME ORIGINAL
Gotita de amor

ESCRITOR
Raymundo López

PRODUTOR
Nicandro Díaz González 

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
85

ANO DE GRAVAÇÃO
1998

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
2001

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
O amor é real

INTÉRPRETE
Daniela Luján

Eu te olhava e perguntava: Que anjo vem aí?
Você de longe, só me sorria com um olhar feliz.
De amor e ilusão salta o meu coração.
Eu vi meus sonhos, no nosso espaço,
espaço sideral e no silêncio do teu abraço
eu posso até te dar e o amor é real,
quando é coincidência total.

Vem voar juntinhos nós dois no ar.
Vem voar e o amor é real,
quando é coincidência total.


ELENCO

Andréa Lagunes: Isabel Arredondo de Santiago

Laura Flores: Maria Fernanda de Santiago

Alejandro Ibarra: Jesus

Alicia Montoya: Trini

Sergio Blass: Virco

Héctor Soberón: Doutor Alberto

Miguel de León: Ulisses Arredondo

Pilar Montenegro: Célia

Isaura Espinoza: Desdêmona

Bruno Rey: Augusto

Martha Roth: Dalila

Monserrat de León: Clara

Annie del Castillo: Rose

Daniela Luján: Daniela

José Luis Cantú: Tato

Ricardo Vera: Evaristo

Héctor "Cholo" Herrera: Papaizão

Raquel Morell: Bernarda

Gerardo Murguía: Ricardo Sotomayor

Theo Tapia: Otávio Santiago

Irán Eory: Madre Superiora

Jaime Garza: Rômulo

Mercedes Molto: Lucrécia de Sotomayor

Socorro Bonilla: Prudência

Juan Carlos Casasola: Romano

Elizabeth Dupeyrón: Florência

Carmelita González: Honória

Paty Díaz: Lorena

Adriana Fonseca: Paulina

Vanessa Guzmán: Naida

Guillermo Zarur: Clemente

María Clara Zurita: Justa

Raúl Araiza Jr.: Guilherme Contreras

Paulina Martell: Giovana

Ximena Sariñana: Enriqueta

Martha Ofelia Galindo: Leocádia

Pilar Escalante: Mirta

Luisa Huertas: Irmã Cândida

Vilma Traca: Irmã Lucila

Rafael del Villar: Gilberto

Carmen Amezzcua: Irmã Marcela

Evita Muñoz "Chachita": Lolita

Adalberto Martínez: Resortes

Vanessa Angers: Coral

Roberto Ramírez Garza: Plácido

Eduardo Inzua: Constantino

Eduardo Liñán: Constantino

Isabel Martínez: Candelária

Héctor Sáez: Sócrates

Carla Ortiz: Karina

Julio Alemán: Juiz

Guillermo Aguilar: Padre Cristóvão

Andréa Soberón: Flávia / Fabíola

Michel González: Núria

Rosita Bouchot: Leôncia

Javier Herranz: Francisco


PERFIL DAS PERSONAGENS

Isabel  (Andréa Lagunes) – ingênua, imaginativa e graciosa. A tristeza de morar em um orfanato não impede Isabel de viver a ilusão de um mundo melhor, sonha em ter uma família para poder dar todo o seu amor.

Maria Fernanda (Laura Flores) – jovem, com sentimentos nobres e excelente posição econômica. Dedica sua vida em busca de sua família perdida.

Jesus  (Alejandro Ibarra) – tipo atraente, humano e trabalhador, órfão desde os dez anos de idade, ganha a vida como ambulante. É um ser humilde e alegre.

Otávio (Teo Tapia) – severo, rígido, tira sem dó a neta dos braços de sua filha Maria Fernanda com a ajuda de seu mordomo Clemente, deixando a criança num orfanato.

Nana (Alicia Montoya) – bondosa, ajuda as meninas do orfanato, é a única que ama de verdade a pequena Isabel, criança que é o centro das injustiças.

Justa (Maria Clara Zurita) – diretora do orfanato, tem a aparência de um militar com suas atitudes severas e cruéis, especialmente com Isabel.

Ricardo (Gerardo Murguía) – médico, bonito e inteligente. Apaixonado por Maria Fernanda pretende se casar com ela, e não quer saber, nem dá importância ao passado dela.

Lucrécia (Mercedes Molto) – prima invejosa de Maria Fernanda. Tipo intrigante e desleal. Esposa de Ricardo.

Célia (Pilar Montenegro) – bonita, é formada em psicologia, mas nunca exerceu a profissão. É apaixonada por Jesus e seu objetivo é casar-se com ele.

Honória (Carmelita González) – criada fiel e confidente de Maria Fernanda. Conhece todos os segredos dela.

Clemente (Guillermo Zarur) – cúmplice de Otávio de Santiago, em relação a filha roubada de Maria Fernanda. Ele sabe do paradeiro da menina, mas se recusa a dizer.


INTRODUÇÃO

Gotinha de amor é um remake de "Gotita de gente", produzida pela Televisa em 1978, que por sua vez é baseada em "Pingo de gente" de Raymundo López, produzida pela Rede Record em 1971.


RESUMO

Belinha é uma criança muito especial e cheia de vida. Procura contornar as piores situações sempre com um sorriso no rosto, situações essas que não são poucas, pois a doce menina vive num orfanato onde só tem como amiga a velha Trini. Para piorar sua vida, ela é maltratada pela diretora do lugar onde vive, e quando sua amiga e protetora Trini morre, ela foge do orfanato se deparando com um bondoso homem.

Jesus Garcia, um camelô, encontra Belinha e cuida dela como se fosse sua filha com muito carinho, mesmo sendo um pobre endividado.

Num outro ambiente, vive a rica e amargurada Maria Fernanda, que no passado entregou sua filha por vergonha de ser mãe solteira e para preservar o nome da família. Mais madura, a moça segue uma busca desenfreada por sua filha.

A vida de Jesus e Maria Fernanda vão se cruzar e eles viveram um lindo amor, principalmente quando ela descobrir que Belinha é sua filha legítima. Muitas pessoas vão interferir para que essa família não se forme, entre elas Lucrécia, a prima invejosa de Maria Fernanda, Célia, ex-noiva de Jesus, e o misterioso Ulisses Barroso, o verdadeiro pai de Belinha.

Só mesmo com a ajuda de Belinha, eles todos conseguiram ser felizes, ela é a própria gotinha de amor.


COMENTÁRIOS

Depois do final de Chiquititas, em 2001, era para ter sido exibida uma reprise de Luz Clarita, o que acabou não acontecendo. O SBT apostou em outra telenovela infantil, colocou no ar então Gotinha de amor. E foi um acerto, pois dobrou os índices de audiência do horário. A telenovela foi também um grande sucesso no México, e desde 1998, quando foi exibida lá, até agora nenhuma outra telenovela infantil superou sua audiência.

A história original era de um brasileiro, Raymundo López, que contou uma trama simples, mas comovedora. O grande e incontestável destaque foi mesmo Andréa Lagunes, que havia trabalhado em Maria Isabel de 1997, e foi escalada para viver a encantadora órfãzinha da história.

Andréa emocionou a todos como Belinha, a menina que tinha como sonho ter uma família. Muito humilhada em um orfanato, fugia de lá e acabava conhecendo Jesus Garcia. Alejandro e Andréa formaram uma dupla que agradou a todos. Junto a eles, Laura Flores viveu um bom momento de sua carreira como Maria Fernanda, a verdadeira mãe de Belinha.

No campo das maldades, também houveram destaques. A cantora Pilar Montenegro foi Célia, a “vadia”, como era conhecida. Não se deu por vencida até tirar Jesus de Maria Fernanda, até que acabou ficando paralítica e conheceu o médico, em uma participação de Hector Soberón. Raul Araiza também saiu-se bem como o obsessivo Guilherme.

Também María Clara Zurita como a terrível Justa, que acabou esmagada por um trator. E Mercedes Molto também marcou como a invejosa Lucrécia, prima de Maria Fernanda, que sempre tentava prejudicá-la.

Outros destaques foram Evita Muñóz “Cachita” como a divertida Lolita, sempre protagonizando momentos engraçados. Além de Miguel de León, que participou como Ulisses Barroso, o verdadeiro pai de Belinha.

Belinha foi uma das órfãs que mais sofreu nas telenovelas. Constantemente humilhada, não havia um capítulo que a garotinha não chorasse. Também pudera, ela sofreu muito. Apesar disso, Belinha também era muito divertida.

Nicandro Díaz fazia sua primeira produção em telenovelas, e logo de cara foi um grande sucesso. Tornou-se então um especialista em telenovelas infantis, sempre com êxito. Uma curiosidade é que em todas as suas produções seguintes, ele chamou Andréa Lagunes. Em Alma rebelde, ela teve uma personagem fixa, e depois fez participações especialíssimas em Carinha de anjo e Viva às crianças.

Tornou-se tradição em suas telenovelas conter musicais com os atores, geralmente em situações cômicas. Em Gotinha de amor, não foi diferente. O maior atrativo da telenovela foi misturar drama e comédia.

Gotinha de amor foi uma telenovela encantadora, que emocionou o público, não apenas o infantil. Houveram algumas diferenças em relação às telenovelas infantis anteriores, como os musicais. Uma trama simples, divertida e que agradou bastante.

A música original de abertura, "Gotita de amor" foi interpretada pela cantora Tatiana. O destaque ficou para a versão brasileira que colocou uma música em português da cantora e atriz Daniela Luján, " O amor é real" que ganhou até clipe e rendeu grande popularidade para ela no país.
Blog Widget by LinkWithin

Um comentário:

Jennifer Matias disse...

Adoro essa novela assisti mais de 18 vezes e gosto de saber cada detalhe mas queria saber se teve alguma mudança durante as filmagens.