sexta-feira, 23 de abril de 2010

Cúmplices de um resgate


NOME ORIGINAL
Cómplices al rescate

ESCRITORA
Socorro González

PRODUTORA
Rosy Ocampo

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
132

ANO DE GRAVAÇÃO
2002

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
2002

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Cómplices al Rescate

INTÉRPRETES
Belinda e Fabián Chávez / Daniela Luján e Martín Ricca

Te pareces tanto tú a mi,
el tenerte me hace tan feliz.
Tú eres yo y yo soy como tú,
nadie nos podrá ya separar.

Y con amor nadie nos podrá jamás vencer
Juntos seremos por fin como
cómplices de amor.

Cómplices…
al rescate del amor.
Cómplices…
al rescate de los dos.
Cómplices…
al rescate por amor.
Cómplices…
al rescate tú y yo.

Tú y yo podremos comenzar
nuestra vida con un nuevo andar.
Tú eres yo y yo soy como tú.
nadie nos podrá ya separar.

Y con amor nadie nos podrá jamás vencer,
juntos seremos por fin como
Cómplices de amor.

Cómplices…
al rescate del amor.
Cómplices…
al rescate de los dos.
Cómplices…
al rescate por amor.
Cómplices…
al rescate tú y yo.

Cómplices…
al rescate del amor.
Cómplices…
al rescate de los dos.
Cómplices…
al rescate por amor.
Cómplices…
al rescate tú y yo.

Cómplices…
al rescate del amor.
Cómplices…
al rescate de los dos.
Cómplices…
al rescate por amor.
Cómplices…
al rescate tú y yo.


ELENCO

Belinda / Daniela Luján: Mariana Cantú / Silvana del Valle

Fabián Chávez: Joaquim Olmos

Laura Flores: Rosa Cantú

Francisco Gattorno: Alberto del Rio

Rossana San Juan: Dora Rico

Johnny Lozada: Sebastião

Cecilia Gabriela: Regina del Valle / Tânia Vermont

Manuel Saval: Orlando del Valle

Norma Herrera: Dona Pura

Silvia Lomelí: Helena Cantú

Gerardo Albarrán: Artur Vargas

Maribel Fernández: Marina

Verónica Macías / Yolanda Ventura: Clarinha

Paco Ibáñez: Fortunato Rico

Raúl Buenfil: Jaime Obregon

Martín Ricca: Martinho Ricca

Raúl Magaña: Geraldo Ontiveros

Roberto Marín: Roberto Obregon

Ana Valeria: Dulce Rosales

Irina Areu: Maria Eugenia "Mari" Rico

Pedro Weber Chatanuga: Seu José

Aída Pierce: Dona Biba Solasi

Miguel Pizarro: Vicente Rosales

Alicia Rosales: Adriana Chapela

Martha Sabrina Martínez: Julia Olmos

Alejandro Speitzer: Felipe Olmos

Grisel Margarita: Priscila Rico

Vadhir Derbez: André Rosales

Ramiro Torres: Romão

Geraldine Galván: Dóris Torres

Isaac Castro: Mateus Torres

Mickey Santana: Omar Contreras

Patricia Martínez: Maria Contreras

Sergio Acosta: Joel Contreras

Agustin Arana: Rodolfo Garcia

Miguel Ángel Fuentes: Santos

Xorge Noble: Fausto

Naidelyn Navarrete: Nadine

Gustavo Rojo: Frederico Rueda

Arturo Vázquez: Antônio

Roberto Miranda Puck: Damião

Joana Brito: Méri

María Arlette Pacheco: Florência

Rafael del Villar: Raúl Olivo

Monica Dossetti: Sônia

Carlos Bonavides: Ofélio

Miguel Ángel Fuentes: Sandro

Benjamín Islas: Navarro

Olivia Bucio: Marcela Ricca

Dalilah Polanco: Nina Kuti Kuti

Héctor Parra: Santiago

Francisco Avendaño: Raí Ricca

Umberto Bondoni: Pedro

Adriana Laffan: Lurdes

Ricardo Vera: Malpica

Jacqueline Bracamontes: Joselín

Esteban Franco: Herminio

Eugenio Derbez: Cão Manteiguinha


PERFIL DAS PERSONAGENS

Mariana (Belinda / Daniela Luján) – aos 11 anos, é uma menina de bom coração, muito bem cuidada pela mãe e pela tia. Canta muito bem.

Silvana (Belinda / Daniela Luján) – também com 11 anos, é irmã gêmea de Mariana, de quem foi separada ao nascer. Criada com muito luxo e pouco amor, é um tanto revoltada. Quer ser cantora, mas não tem o talento da irmã.

Rosa (Laura Flores) – bonita, bom caráter e mãe de Mariana. Não sabe que teve gêmeas. Foi enganada. Apaixona-se por Alberto.

Alberto (Francisco Gattorno) – bonito, elegante e bem de vida. Apaixona-se por Rosa, que trabalha em sua firma.

Helena (Silvia Lomeli) – jovem, bonita e irmã de Rosa. É apaixonada por Sebastião, que por sua vez só tem olhos para Rosa.

Sebastião (Johnny Lozada) – jovem, bonito e amigo da família de Rosa.

Regina (Cecília Gabriela) – ambiciosa. Foi culpada pela separação das gêmeas assim que nasceram. Sempre foi uma péssima mãe para Silvana.

Orlando (Manuel Saval) – marido de Regina, é bom homem e faz todas as vontades de Silvana.

Romão (Ramiro Torres) – aos 12 anos, cego, é amigo de Mariana e muito querido na vizinhança.

Dona Pura (Norma Herrera) – avó de Mariana. Uma mulher boa, carinhosa com sua família, principalmente com a neta Mariana.

Marina (Maribel Fernandez) – babá de Silvana, cuida dela como se fosse sua filha. Procura ajudá-la em todos os momentos. Seu amor por Silvana é sincero.


RESUMO

Silvana é uma menina de 11 anos que sonha em ser cantora. Vive numa luxuosa mansão com seu pai, Orlando, e sua mãe, Regina, uma mulher fria a ambiciosa, que não tem tempo para ela. A outra pessoa importante em sua vida é Marina, a fiel babá que cuidou de Silvana desde seu nascimento.

Ao saber que teria que frequentar aulas de canto para poder ser cantora de um grupo musical, a garota descobre que não é tão afinada para cantar.Triste Silvana vai acompanhada de sua babá Marina há uma festa organizada pelo povoado. Ao chegar, Silvana ouve uma menina cantando, essa menina é Mariana, e percebe que são idênticas fisicamente. Nasce então uma grande amizade entre elas, que decidem guardar em segredo, e começam a se encontrar frequentemente.

Mariana é uma menina de 11 anos, doce e sensível que vive num povoado com sua mãe, uma modesta costureira chamada Rosa, sua tia Helena e sua avó Dona Pura.

Como Mariana canta muito bem, Silvana começa a achar que Mariana poderia tomar seu lugar em um teste que seu tio Geraldo propôs para formar um novo grupo infantil. Mariana não gosta da ideia, mas acaba aceitando a troca, depois que Silvana se compromete a tomar seu lugar num exame de matemática do colégio. E a troca dá certo: Silvana é escolhida para ser cantora do grupo musical e Mariana passa no exame, sem que ninguém desconfie.

Porém, os obstáculos começam a surgir. Orlando morre repentinamente e Silvana é tomada por uma profunda depressão. Regina fica furiosa ao tomar conhecimento que seu marido a deixou à beira da ruína. Geraldo lembra à irmã que ela tem um valioso recurso: o talento de Silvana. Dominados pela ambição, Regina e Geraldo tentam livrar Silvana da depressão para explorar a menina. Mas nem os médicos conseguem reanimá-la.

Ao ver Mariana, Geraldo e Regina se dão conta de que foi ela que eles ouviram cantar. Para assegurar a mina de ouro, eles sequestram Mariana e a obrigam a integrar o novo grupo musical.

Enquanto isso, Silvana, ainda muito enferma, é deixada numa pequena cabana no fundo do jardim da mansão, aos cuidados de sua babá.

Ajudada por seus novos amigos do grupo, a quem confia sua verdadeira identidade, Mariana faz todo o possível para resgatar Silvana, enquanto Rosa, desesperada, se dedica de corpo e alma a buscar sua filha desaparecida.


CURIOSIDADES

Rosy Ocampo, a produtora da novela, decidiu esticar a novela em mais 2 meses (55 capítulos), devido ao sucesso no México. Mas a protagonista, Belinda, já tinha compromissos agendados, por isso não pôde continuar na trama e cumpriu o seu contrato até onde havia sido combinado inicialmente.

Após a substituição da atriz principal a qualidade da novela caiu drasticamente, reduzindo-se apenas a banda da novela, e fazendo de Cúmplices de um resgate a novela mexicana com mais discos lançados.

Belinda era muito elogiada pela crítica mexicana por sua interpretação de Mariana e duramente criticada por sua interpretação da nervosa Silvana. Para quem não sabe, Silvana nunca foi uma vilã, mas sim uma garota triste com uma forte depressão por sua madrasta não lhe dar atenção nem permissão para ter amigos.

No último capítulo a dublê é mostrada de corpo inteiro diante das câmeras.

Foi reprisada pelo SBT de 10 de Julho a 29 de Dezembro de 2006, em 125 capítulos, o horário foi mudado para que a novela competisse com a última semana da reprise da novela A viagem, que dava picos de 30 pontos de ibope, futuramente a novela competiu com a reprise de Chocolate com pimenta, levantou o ibope que a fraca "Laços de amor" havia deixado, começou com 12 pontos e acabou com 7, média satisfatória pro SBT.

Na reprise da novela o SBT lançou a boneca da personagem Mariana.


COMENTÁRIOS

Tudo começou com uma ideia da atriz Daniela Luján, de se fazer uma novela infantil que falasse de um tema muito comum nas novelas adultas, mas praticamente inexplorada no universo das novelas infantis: as gêmeas. Rosy Ocampo se interessou pela ideia e a desenvolveu, assim nasceu a novela, que a princípio se chamaria Rescate T3.

Logo de cara, uma polêmica, Daniela Luján, a pioneira da ideia, estaria fora do projeto, e as gêmeas seriam Belinda, com quem Rosy Ocampo já havia trabalhado nos sucessos Amigos para sempre e Aventuras en el tiempo.

A novela estreou e causou verdadeira sensação, além dos atores já consagrados, foi o lançamento do menino Fabián, na pele de Joaquim. Belinda a princípio enfrentou críticas por sua atuação como a gêmea má, Silvana, mas com o tempo, afinou sua atuação e melhorou muito. A crítica mexicana elogiou a novela. E mesmo aqui no Brasil, a trama começou com altos índices.

Com o tempo, a história foi se perdendo, o sequestro de Mariana não tinha fim e as situações iam se esvaziando. A aventura prometida no início estava ficando monótona a cada capítulo. E mesmo o casal vivido por Laura e Gattorno não foi de todo o agrado, apesar das boas atuações dos dois.

Um grande destaque foi Cecília Gabriela, que interpretou uma terrível vilã, ela brilhou como a víbora Regina, a "cenoura vingadora". Apesar de histérica demais, ela deu um show a parte e ofuscou os atores mais velhos. Outro destaque foi o casal Marina e Ofélio, vividos por Maribel Fernández e o comediante Carlos Benavides.

A Televisa estava bastante satisfeita com os índices de audiência da novela, e além disso, não queria estrear a substituta, Viva as crianças, na época da Copa. Surgiu então a ideia de esticar a novela. Em meio a isso, Belinda e seus pais brigaram com Rosy Ocampo por motivos de dinheiro e de carga horária de trabalho. O barraco foi enorme, e Belinda abandonou a novela.

Eis que então, Rosy Ocampo chama Daniela Luján para substituir Belinda como Mariana e Silvana. O público, é óbvio, percebeu a brusca mudança. Inúmeras comparações entre as duas foram feitas, e até agora, não se sabe quem se saiu melhor como as gêmeas.

Para esticar a novela, ao invés de colocar alguns elementos novos, ela fez uma verdadeira bagunça na novela. Laura Flores e muitos outros atores saíram da novela, com as desculpas mais esfarrapadas possíveis. Rosa e Alberto, por exemplo, partiram para uma interminável lua-de-mel, claro, isso depois de se esclarecer a origem das meninas. A verdade é que a única boa ideia para a nova etapa foi Tânia Belmont, a personagem criada por Regina, fazendo-se passar por morta, para se vingar dos cúmplices. Foi aí que Cecília Gabriela virou de fato a verdadeira protagonista da novela.

Enquanto saíram vários atores adultos, entraram várias crianças, com certeza o maior destaque foi a presença de Martín Ricca, como ele mesmo, o que fez com que Fabián, a princípio lançado como uma revelação, se tornasse um mero coadjuvante. E foi nessa parte que a novela virou muita música e pouca história. Atores talentosos tinham papéis inexpressivos, como o caso de Olívia Bucio, que virou apenas a mãe de Martinho.

A novela virou apenas uma divulgação de CD’s, fazendo de Cúmplices de um resgate a novela com mais discos já lançados. Rosy Ocampo acabou fazendo de Cúmplices o mesmo de sempre: em meio a uma boa história, colocar sempre uma banda infantil, pura falta de criatividade, puro interesse comercial.

Foram lançados nada menos que 4 CDs da novela Cúmplices de um resgate pela Fonovisa (Gravadora da Televisa). Os CDs traziam os principais temas da novela cantado pelo elenco.

Cúmplices foi uma boa novela, e que teve êxito, mas sua história foi um verdadeiro desastre, tanto dentro como fora da tela. Rosy Ocampo pecou, e muito, naquela que poderia ter sido uma das melhores.
Blog Widget by LinkWithin

20 comentários:

andressa disse...

EU AMAVA ESTA NOVELA(CÚMPLICES DE UM RESGATE),EU VEJO SEMPRE QUE POSSO NO YOUTUBE E AMARIA SE ELA VOLTASSE A PASSAR PELO O SBT.OBG PELAS AS INFORMAÇÕES SOBRE A NOVELA.ADOREI SABER.
BJOOS

tokio lane disse...

depois que belinda saiu a novela ficou horrivel.

Anônimo disse...

Queria que as novelas mexicanas passasem no SBT de novo! Vmaos reclamar ai gente! :/

felipe disse...

queria que a novela cumplices voltasse de novo

yanne lindinha disse...

eu amava essa novela, eu iria amar se o SBT recontratasse ela novamente, por favor vooooooooooooooooooooooooooooolllllllllllllllllllllllllllllllllllllllltttttttttttttttttttttttttttttttttttaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

azinho disse...

Eu quero que essa novela volta pq ela é muito boa mais se voltar ela tem que volta a tarde o novela boa

Anônimo disse...

essa novela era otima, o saudades.. sbt vamos voltar a passar ela pfff.. o mundo agradece kk

Sabrina disse...

ELA TEM QUE VOLTAR A PASSAR NA TV .. PFPFPFPFPFPFPFPFPFPFPFPF

Anônimo disse...

Amava a novela foi boa,mas com a troca de belinda por daniela lujan,virou uma bosta.

Josiane disse...

Eu adorava essa novela... Tomara que volte a passar denovo...

Mt Legal....

Josiane disse...

Adoraaaaava essa novelaaa

Anônimo disse...

EU AMO ESSA NOVELA,PQ EU TAMBEM SOU MEXICANA,E MORO NO BRASIL,E ASSISTI NAO SO AQ COMO LA TAMBEM BJOS

Anônimo disse...

eu adorava essa novela não perdia um capitulo
gostaria muito que o SBT passasse ela de novo

Anônimo disse...

eu adorei essa novela
bem q ela podia volta <3
<3 belinda

Anônimo disse...

eu amava essa novela
gostaria muito q ela voltasse

Anônimo disse...

Ainda me lembro da dor que senti quando belinda saiu da novela. A novela virou uma cama mal arrumada dps disso. As novelas mexicanas marcar muito a minha infância, era meu refúgio até, a coisa mais legal para se fazer a noite, Cúmplices de um resgate foi a melhor, mas depois da saída da belinda, ... escritora vacilou feio ein. Belinda Peregrin, cono Silvana e Mariana foi e quem eu mais me espelhava, e quem me induziu a formar meu sonho de ser cantora e atriz. Confesso que de vez em sempre, quando tiro um tempinho para assistir a novela e voltar por 40 min a minha infância, ainda sonho em ser elas!!! E n quero acreditar que já cresci

vanessa disse...

Simplesmente foi uma das novelas que mais marcaram minha infância. Sempre assisti muitas novelas mexicanas, várias vezes vi atores serem trocados de um capitulo para o outro, mas a troca da Belinda no meio desta novela foi desastroso, jamais tinha passado pela minha cabeça que pudesse haver uma troca tão brusca assim, pois estava acostumada a ver mudança de atores coadjuvantes, nunca os principais.

Anônimo disse...

A ''culpa'' em si, foi ta tal discussão desnecessária, o que realmente importa nesse tempo moderno é que bem ou mal, a novela se realizou e teve seu término. Belinda eterna, porém Luján assim como Larissa na versão Brasileira passam a mensagem de Belinda bem,o foco dos cúmplices.
Deveriam no embalo, reprisar again! <3
Clássico é assim, eternamente lembrado.

Anônimo disse...

Cúmplices de um resgate foi uma boa novela, mas Belinda como protagonista, ela sabia interpretar os dois papéis. Ela foi otima.
Daniela Luján foi até mais ou menos como Silvana mas como Mariana foi um desastre, Mariana passou ser uma menina boba e chorona.

nayara da silva disse...

nossa adoraria voltar a assistir denovo mas tiraram do youtube alguem sabe onde passa completo