quinta-feira, 1 de abril de 2010

Caminhos do amor (Morena Clara)


NOME ORIGINAL
Morena Clara

ESCRITORES
Juan Clemente, Rubén Geller, María Antonieta Gutiérrez, Ligia Lezama e Mariela Romero

PAÍS DE ORIGEM
Venezuela

NÚMERO DE EPISÓDIOS
137

ANO DE GRAVAÇÃO
1993

ANO DE EXIBIÇÃO NO BRASIL
1998

EMISSORA
Rede Bandeirantes

TEMA DE ABERTURA
Barco a la deriva

INTÉRPRETE
Guillermo Dávila

Si es como dices qué haces aquí, envenenando este mes de abril,
con ese cuerpo de alambre que no es sombra ni de lo que fue.
Si lo has dejado qué haces aquí, como una rosa rota en la basura,
por qué me miras así, a quien le quieres mentir,
tienes los ojos llenos de agonía.

Te daré, cobijo te daré, calor, por ti mi pajarillo herido,
pintaré de rosa la melancolía, por favor no digas que estás bien.

Barco a la deriva que se hunde un poco cada día.
Barco a la deriva que no quiere ver el faro que elegía.

Si en plena lava bajó el volcán, siguen brotando las más bellas flores,
porqué no quieres cortar los hilos de la espiral
que van metiéndote vidrio en las venas.

No, ya no te voy abandonar, saldrás de aquí mi cervatillo herido,
no podré dormir mientras estás hundida,
por favor no digas que estás bien.

Barco a la deriva que se hunde un poco cada día.
Barco a la deriva que no quiere ver el faro que elegía.

Barco a la deriva que se hunde un poco cada día.
Barco a la deriva que no quiere ver el faro no, no…

Barco a la deriva que se hunde un poco cada día.
Barco a la deriva que no quiere ver el faro no, no, no…

TEMA DE ENCERRAMENTO
Cómo olvidar

INTÉRPRETE
Karina

Cómo romper pieza a pieza un corazón
después de haberse fragmentado en mil pedazos,
luego de probar toda la hiel del desamor,
después de haberse bebido el trago más amargo.

Cómo restaurar la fe en el alma
Cuando ya no hay un destello de pasión en tu mirada.
Cómo retornar por el camino una vez más
cuando las calles de tu amor están cerradas.

Cómo olvidar si estás dentro de mí,
en la fibra más profunda de mi alma.
Te has clavado en mi mente y no sé imaginar
el mañana sin ti que vendrá.

Cómo hallar valor para enfrentar la soledad,
para calmar este dolor que me hace daño.
Cómo soportar el paso de la tempestad
y aún de pie ver tantos sueños devastados.

Cómo revivir en medio de la oscuridad
una ilusión cuando no queda ya esperanzas
como retornar por el camino una vez más,
cuando las calles de tu amor están cerradas.

Cómo hacer para andar
sin tu amor me faltan fuerzas,
yo no sé… dime tú…


ELENCO

Astrid Carolina Herrera: Clara Rosa Guzmán

Luis José Santander: Valentim Andara

Gabriela Spanic: Linda Prado

Alejandro Martínez: Andino

Carolina Cristancho: Jennifer Andara

Julio Alcazar: Emiliano Andara

Lully Bossa: Madalena Vallán

Miguel Alcántara: Doutor Vanoni

Henry Galué: Lisandro Prado

Yajaira Orta: Montserrat Prado

Nancy González: Eugênia Andara

Cristina Reyes: Vitória Vanoni

Carolina López: Maria Luisa

Jenny Valdéz: Manolita

Simón Pestaña: Armando

Mirtha Borges: Majuana

Gonzalo Velutini: Ângelo

Julio Capote: Chucho

Dulce María Pilonieta: Marisa Andara

Hans Christopher: Christian

Marisela Buitrago: Laura

Elisa Escaméz: Vicenta

Rita de Gois: Bárbara

Orlando Casín: Ludovico

Guillermo Dávila: Guillermo Dávila


INTRODUÇÃO

Duas familias, ambas com podereosas figuras políticas, Emiliano Andara e Lisandro Prado, formam a ideia principal desta novela, onde política, corrupção, influências e dinheiro sujo são os principais ingredientes.


RESUMO

Clara Rosa Guzmán é produto de um engano, o resultado de uma paixão entre um rico fazendeiro e criador de gado em Santa Bárbara del Zulia e de uma camponesa chamada Rosalinda, que é dada como morta após seu desaparecimento nas águas turbulentas de um rio. Emiliano Andara, o pai da criança, nunca aceitou Clara Rosa como sua filha e se recusou a vê-la.

Clara Rosa é uma mulher inteligente, cheia de ilusões que vive com Vicenta, sua tia, uma mulher pobre e amarga com dois filhos, nas favelas de Caracas. Clara Rosa ganha a vida como vendedora de rua, embora tenha esperanças de uma vida melhor.

Enquanto isso, Emiliano Andara, seu pai, tornou-se uma personalidade importante no destino político do país. Sua primeira esposa, Montserrat se casa com seu adversário político Lisandro Prado, um homem sem escrúpulos e forte rival de Emiliano que, junto de sua nova esposa Eugênia, criou os filhos de seu falecido irmão, dois bem sucedidos jovens chamados Valentim e Francisco.

Valentim é advogado e um político inteligente, com um grande futuro à sua frente. Ele conhece Linda Prado, que é filha do pior inimigo de seu pai. Os problemas de Valentim começam quando ele se perde em uma paixão egoísta e desonesta com Linda, que concebe uma criança que os obriga a se casar.

Uma revolta violenta na cidade se torna o palco para a união abrupta de Clara Rosa e Valentim, que a partir desse momento em diante, terão suas vidas unidas por uma grande paixão, nascida de um encontro casual, que dá lugar a uma série de eventos perturbadores que afetam profundamente a ambos.
Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

Andy disse...

Vc tinha colocado que "Caminhos do Amor" foi exibida no Brasil em 1994, mas a trama foi exibida, de fato, de 23/11/1998 a 4/6/1999 na Band, ás 15h. Achei essa novela demais. Foi a segunda novela venezuelana que assisti por aqui.

Josi disse...

Também vi essa novela na Band e gostei muito. Gostaria de saber se tem vídeos, mesmo que em espanhol, dessa novela? Sabe, tem alguns no Youtube, mas tem uma dublagem árabe, me parece. Não consigo encontrar nada no original venezuelano e muito menos na versão dublada para o Brasil. Se bem que em 1998 a internet não era tão popular como hoje. De qualquer forma, adoraria rever, ainda que algumas cenas, dessa que pra mim foi uma grande novela. Lembro que eu estudava a tarde nessa época e pedi para a minha prima gravar o último capítulo para mim. Ainda era VHS. Nossa! Ainda tenho o cassete mas não funciona, rsrs!!

Anônimo disse...

Todas las series en ruso
http://seasonvar.ru/serial-6377-Bryunetka_Klara.html