quinta-feira, 22 de abril de 2010

Amigas e rivais


NOME ORIGINAL
Amigas y rivales

ESCRITOR
Alejandro Pholenz

PRODUTOR
Emilio Larrosa

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
219

ANO DE GRAVAÇÃO
2001

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
2002

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Amigas y rivales

INTÉRPRETE
Kabah

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Sin pensar volverás a mentir, a engañar,
a robar mis sueños de leyenda
sueños donde me hace volar.

Ganaré, venceré y verás que jamás cederé
mis sueños de leyenda
sueños donde me hace volar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Junto a él probaré que amar es vivir,
descubrir los sueños de leyenda
sueños donde me hace volar

Al final tu sabrás que fue yo quien ganó,
disfrutó mis sueños de leyenda
sueños donde me hace volar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

Amigas y rivales en mundos desiguales
siempre tan amigas, siempre tan rivales
ellas sólo quieren amar.

TEMA DE SAÍDA
Amigas y rivales

INTÉRPRETE
Alex Sirvent

Amigas y rivales van.
Amigas y rivales son.
Amigas y rivales van.
Amigas y rivales son.

Amigas y rivales peleando por un amor
te vas metiendo a la deriva de su corazón,
siempre perfectas sin tu amor
era el mismo sentimiento como el que llevas tú.

Amigas y rivales en una historia sin fin
van seduciendo tu mirada a su manera de ser,
siempre distintas, siempre iguales
en un juego peligroso buscan el éxito.

En un cielo azul te cautivan y te vuelven loco.

Amigas y rivales
enamoradas, orgullosas,
van las amigas y rivales,
en dónde irán a dar
tomadas de la mano.

Amigas uooh y rivales ouooh.
Amigas uooh y rivales.

Amigas y rivales entre la revolución,
disparatadas, inconcientes cuando hablan de amor.
Son como el ángel de tus sueños que libere
te enloquecen en tanta juventud.

En un cielo azul te cautivan y te vuelven loco.

Amigas y rivales
enamoradas, orgullosas,
van las amigas y rivales,
en dónde irán a dar
tomadas de la mano.

Amigas uooh y rivales ouooh.
Amigas uooh y rivales.

Amigas y rivales
enamoradas, orgullosas,
van las amigas y rivales,
en dónde irán a dar
tomadas de la mano.

Amigas uooh y rivales ouooh.
Amigas uooh y rivales.

Amigas y rivales van.
Amigas y rivales son.


ELENCO

Angélica Vale: Wendy Nayeli Pérez

Michelle Vieth: Laura González

Ludwika Paleta: Helena Delaor

Adamari López: Ofélia Villada

Arath de la Torre: Roberto Delaor Jr.

Joana Benedeck: Rosana Brito Delaor / Carolina

Eric del Castillo: Roberto Delaor Servin

Rodrigo Vidal: Armando

Susana González: Ângela

Rafael Inclán: Moncho/ Manuel de la Colina

Nailea Norvind: Paula Moréll

Marisol Mijares: Andréa González

Eugenio Cobo: Pedro González

Gabriel Soto: Ulisses Veizaga

Carlos Miguel: Chacal

Maki: Alessandra

Johnny Lozada: Johnny Trinidad

Rodrigo Ruiz: Padre Emiliano

Claudia Troyo: Mônica

Damián Mendiola: Abelardo

Chela Castro: Carlota

Irina Areu: Loura

Luis Roberto Guzmán: Frank

Alicia Fahr: Alma González

Marina Marín: Amanda

Manuela Imaz: Tamara de la Colina

Mayrin Villanueva: Georgina

René Strickler: Carlos Torreblanca

Felicia Mercado: Sônia Torreblanca

Martha Julia: Margarida

Nailea Norvind: Paula Morell

Ernesto Laguardia: Ernesto Laguardia

Elias Chiprout: Luís

Eduardo Santamarina: José Alcântara

Alejandro de la Madrid: Orlando

Luis Courtier: Emilio Larrosa

Sergio de Fassio: Gema

Edgar Ponce: Ricardo

Paulo César Quevedo: Edgar

Rudy Casanova: Tony Corrales

Ana Liz Rivera: Marilú

Imperio Vargas: Yolanda

Ricardo Silva: Joaquim

Sergio Acosta: Gardênia

Salim Rubiales: German de la Colina

Ramón Valdés: Rodrigo

Lorena Velázquez: Itzel de la Colina

Zoila Quiñones: Adelaide

Alejandro Avila: Sebastião

Benjamín Rivero: Lalo Bonavides

Shirley: Julieta

Christina Pastor: Irene


PERFIL DAS PERSONAGENS

Laura (Michelle Vieth) – com 21 anos, ela se vê como uma adolescente. Sensível e introvertida, entra em conflito quando conhece Roberto e seu pai e não sabe por qual dos dois está realmente apaixonada.

Helena (Ludwika Paleta) – jovem rica, ela é arrogante e preconceituosa. Leva uma vida cheia de excessos com drogas, sexo e álcool. Intimamente, no entanto, sente um enorme vazio e quer um amor sincero.

Ofélia (Adamari López) – vive num mundo superficial. Cai na realidade quando descobre que está com AIDS. Então aprenderá que amizade não se pode comprar.

Nayeli (Angélica Vale) – otimista e simpática, seu maior desejo é sair da pobreza e ser uma grande estrela de cinema. Seu caminho será difícil, e aprenderá que às vezes obstáculos podem levar à verdadeira felicidade.

Roberto (Arath de la Torre) – jovem inteligente e responsável. Estudante de Direito, ama a carreira que escolheu. Sua fraqueza são as mulheres. Sente-se culpado e confuso pela atração que tem pela jovem madrasta.

Armando (Rodrigo Vidal) – melhor amigo de Roberto. Instável e complexado, deseja casar-se com Helena para elevar sua posição social e sair das dívidas que contraiu com sua fixação em se passar por um rapaz rico.

Ulisses (Gabriel Soto) – zombado pelos companheiros, que o chamam de “O feio”, é desajeitado, inseguro e rude ao falar. Acredita estar apaixonada por Laura, mas a tragédia de Ofélia faz com que ele se aproxime dela, nascendo entre eles uma bonita relação.

Johnny (Johnny Lozada) – jovem boxeador filho de mexicanos e nascido em Nova Iorque. De bom caráter, conhece Nayeli em Los Angeles e fica interessado por ela. Quando ela é deportada, Johnny vai ao México buscá-la. Em Acapulco ele conhece Elena, que fica fortemente atraída por ele.

Roberto (Eric del Castillo) – um dos empresários mais ricos do pais, é um homem correto, culto e refinado. Tem uma boa relação com seu filho Roberto, mas o mesmo não acontece com a filha Helena. Casado com Rosana, ele se apaixona por Laura e decide transformá-la em uma mulher sofisticada.


INTRODUÇÃO

Nessa novela são apresentadas a quatro jovens muito diferentes: Helena (Ludwika Paleta), Nayeli (Angélica Vale), Ofélia (Adamari Lopez) e Laura (Michelle Vieth). Cada uma com sua história, uma mais polêmica que a outra, e cada uma com um amor inusitado.


RESUMO

Laura pertence a uma família de classe média. Séria e estudiosa, ela cursa Informática numa universidade particular, pois ganhou uma bolsa de estudos. Laura conhecerá Helena, filha de um empresário milionário. No início, as duas garotas terão muitas divergências, mas aos poucos o laço de amizade vai se fortalecer.

Helena é a típica menina rica e irresponsável. Para ela, sexo é apenas mais uma diversão descompromissada.

Ofélia é a melhor amiga de Helena e tem comportamento parecido. Também muito rica, Ofélia leva uma vida repleta de diversões e prazeres. A tragédia, porém, marcará seu destino e abrirá seu olhos para uma dura realidade: ela vai contrair o vírus da AIDS.

A quarta protagonista é a humilde Nayeli, que trabalha como empregada na casa de Helena. Fã da atriz Salma Hayek, seu sonho é ser uma estrela de Hollywood, assim como seu ídolo. Esse desejo levará Nayeli a entrar ilegalmente nos Estados Unidos, atitude que lhe trará amargas experiências.

Outro protagonista é o estudante de Direito, Roberto, irmão mais velho de Helena. Nayeli irá à universidade pedir ajuda a ele e então conhecerá Laura. As duas se tornarão amigas, mas a amizade entrará em risco quando ambas se descobrirem atraídas por Roberto.

Com o tempo, os sentimentos de Laura ficarão divididos entre Roberto e o pai dele, o empresário Roberto. O senhor Roberto vai contratar Laura para que ela lhe ensine a usar os novos computadores de sua empresa. Inconscientemente, Laura o compara a seu próprio pai, um homem fraco sem caráter.

Rosana, a segunda esposa do senhor Roberto é uma mulher muito bonita, que atrás da máscara de mulher ideal esconde uma alma criminosa e sem escrúpulos. Rosana é apaixonada pelo filho do marido e disposta a tudo para ser amante do rapaz.


COMENTÁRIOS

Helena que começou como uma garota rebelde e promíscua, acabou namorando um traficante, mas se apaixonou por um boxeador, se drogou muito e foi seqüestrada, violentada e prostituída, e foi parar em uma clínica onde se apaixonou pelo médico, que a abandonou por outra, descobriu a verdade sobre sua madrasta e encontrou um outro pretendente.

Nayeli era empregada de uma família rica, sem querer assassinou um malandro, fugindo para os EUA ilegalmente, o que não deu certo e voltou. Apaixonada pelo filho do patrão, lutou em vão por ele. Conseguiu ir para uma gravadora, onde foi enganada, conheceu um produtor de TV, se tornou atriz de novela, se apaixonou pelo galã, teve a irmã sequestrada, e ficou dividida entre seus dois amores.

Ofélia foi abandonada pela mãe, levou uma vida promíscua, até descobrir ter AIDS, enfrentou o preconceito, se apaixonou pelo jovem mais feio da faculdade, se casou, reencontrou a perversa mãe, se sacrificou indo para um convento, voltou com o marido, voltou a abandonar o marido, encontrou o rapaz que supostamente lhe infectou, voltou com o marido e decidiu não abandoná-lo mais, mesmo com a doença.

Laura foi trabalhar para o inimigo de seu pai e se apaixonou por ele, um homem muito mais velho, ficou noiva, mas sua vulgar mãe disse que ele era seu verdadeiro pai, tudo terminou, mas depois esclareceram tudo, ela se apaixonou pelo filho, apesar de voltar a namorar o pai, supostamente matou o filho do amado, foi injustiçada, assumiu o namoro com o filho, encontrou seu verdadeiro pai e sofreu inúmeras tentativas de assassinato.

Enfim, cada uma delas teve muita história para contar, apesar disso, nenhuma delas brilhou mais que a grande vilã da novela, Rosana Brito. A sedutora vilã começou apenas como uma mulher interesseira disposta a tudo para ficar com o enteado, Roberto Jr. Porém com o tempo, Rosana virou a grande protagonista da novela. Era ela quem dava as cartas, e decidia o destino da novela. As situações acabaram sendo todas causadas por ela. Muitos assassinatos, crimes brutais, abortos arranjados, enfim, uma vilã que merece o respeito e que marcará para sempre. O passado de Rosana era um verdadeiro mistério, mas pouco a pouco, ela foi mostrando as garras, e seu toda sujeira veio à tona. Encontrou mais tarde um parceiro, Sebastião, o sequestrador de Helena que queria se vingar das amigas e rivais por ter sido estuprado por vários homens na cadeia. Com o tempo, ele percebeu que a psicopata continuava louca. Joana Benedek deu um show em Amigas e Rivais e mostrou o motivo de ser a vilã do ano. Precisou uns três capítulos para que contassem todos os crimes de Rosana, isso que não sabiam de todos ainda.

Gabriel Soto como foi outro destaque. A princípio, ele era o menos importante do elenco masculino. Apesar de um já intencional crescimento, ele mostrou que convenceu como o simpático Ulisses, que de feio desprezado passou a ídolo das mulheres. Claro, sem perder o jeito desastrado e cômico de ser.

Mais para frente, entrou outra amiga: Tamara. Ela entrou como a filha de Manuel, que no passado teve um namorado roubado por Helena e virou então sua rival. Se apaixonou por Armando, e desde a morte dele, se apaixonou por quase todos os homens. Na verdade, Tamara é a mais “sem história” das amigas, e isso acabou virando seu motivo na novela, encontrar um amor de verdade. Destaque para sua primeira vez, quando usou Luís.

Amigas e Rivais foi um sucesso tão grande, que Emilio Larrosa se viu obrigado a esticar a novela. Chamou então um elenco de peso, que foi entrando aos poucos na novela. A começar por Carlos Torreblanca, um médico que perdeu seu irmão gêmeo e que se interessou por Helena. Esse personagem foi o mais indeciso, primeiro ele não sabia se ficava ou não com Helena, depois ele não sabia se ficava com Helena ou Ângela. Isso desde sua entrada na novela até o final. Vale lembrar que Ângela era o amor do passado, separado por sua mãe Sônia Villalobos Torreblanca.

Vale comentar o crescimento de Ângela na história. Susana González reclamou com Emilio Larrosa que ela só estava na novela para aparecer de biquíni. Eis que acabou tendo uma história própria, mas também descaracterizou a personagem completamente. De uma ambiciosa parasita, virou uma sofredora arrependida. Pagou com a morte, o que os fãs não gostavam, pois ela era muito querida.

Andréa foi uma das que mais sofreu. Foi rebelde, estuprada, grávida, infértil, depressiva, alcoólatra, suicida, abandonada e hospitalizada. Outra que deu o que falar foi a prostituta Georgina, que entrou na novela sem saber com quem estava se metendo, e acabou se dando bem, escapando da morte.

Para esticar mais ainda a novela, Nayeli vira atriz com atores de verdade, Ernesto Laguardia se apaixona pela plebeia, mas Paula Morell era apaixonada por ele. Nailea cresceu bastante com sua participação, que deixou de lado as maldades. Aliás, a princípio a personagem não sabia se era vítima ou vilã, mas depois de outro estupro virou uma mártir. Eduardo Santamarina entrou na novela com um ar cômico, José era o fazendeiro que paquerava Helena descaradamente, e que ela o odiava. Ele também roubou a cena nas últimas semanas.

Amigas e rivais teve atuações que foram do ótimo ao péssimo. Ótimo por Ludwika Paleta que deu um banho como a problemática da novela, por Joana Benedek que brilhou do início ao fim como a enlouquecida Rosana, Angélica Vale, que começou com uma certa antipatia do público, mas superou todas as críticas e deu a volta por cima tanto dentro como fora da novela, Gabriel Soto, que conquistou o público, Alejandro Ávila, que foi um bom vilão, Rodrigo Vidal, que ficou pouco tempo mas trabalhou muito bem, Adamari Lopez, que saiu de terríveis vilãs para comover o público com seu drama, Marisol Mijares, a mais jovem das amigas e também uma das mais sofridas, entre outros.

Já o péssimo começa sem dúvida com Michelle Vieth. A começar por algo que ela não tem culpa, a voz que colocaram nela na dublagem. Depois por sua atuação medíocre ao longo dos capítulos, suas feições ridículas e forçadas. Emilio Larrosa justificou o enfraquecimento da personagem porque o romance dela com Roberto deixou o público um tanto chocado no México, então ele preferiu investir na história rosa de Nayeli. Além de Arath de la Torre, inexpressivo a cada capítulo, e frio em seu personagem. Johnny Lozada, que com seu Johnny era um verdadeiro idiota, e ficou cada vez mais forçado depois que o personagem enriqueceu e resolveu se drogar.

Michelle Vieth brigou com a produção e saiu nos capítulos finais. Ela alegou doença, mas todos sabiam que ela não se dava bem com o elenco. Arath de la Torre expôs isso várias vezes e Angélica Vale era sempre fria ao se referir a ela. Enfim, essa não foi uma novela para Michelle Vieth. Falando em amizade, Adamari Lopez e Ludwika Paleta se tornaram muito amigas fora das câmeras também.

Enfim, Amigas e rivais foi uma novela muito diferente. Começou polêmica e inovadora, e terminou uma novela policial e violenta, com tiros, crimes e venenos para quem quisesse. Os personagens não foram totalmente bons, Laura foi capaz de namorar pai e filho ao mesmo tempo, Helena, sempre arrogante, Roberto Jr. se apaixonou pela mulher do pai duas vezes, Johnny de auxiliar contra drogas passou a drogado, até a Nayeli também vivia aprontando maldades contra seu colega Xavier. Mas a única que foi totalmente má foi Rosana, apesar de fingir ser uma doce mulher no início.

Esticada em 35 capítulos pelo SBT, Amigas e rivais, foi uma novela que gerou muitos comentários, por sua forma ousada de tratar a realidade, e por seus personagens marcantes e que não sairão da cabeça do público. A cada capítulo, novidades e mais acontecimentos para nunca deixar a novela parada. E é assim que a novela termina, agitada e sobretudo, sempre polêmica.
Blog Widget by LinkWithin

3 comentários:

Pedro disse...

Essa novela é excelente... só assisti o Remake.

kissia saturnino disse...

eu amei essa novela gostaria muito que o sbt repetisse quando ela passou eu tinha 12 anos hoje estou com 21 por favor sbt repete vai bjus amo as atrizes que participaram da novela e parabéns para os que fizeram essa novela maravilhosa.

Leeila Freire disse...

Estou assistindo pelo youtube, cada dia assisto uns 5 capitulos, seem palavras, a melhor novela qe ja passo no sbt, me faz lembrar qnd eu tinha 12 anos, qe sdd! Kk maravilhosa essa novela . Amo dmais