...

quinta-feira, 11 de março de 2010

Desprezo


NOME ORIGINAL
Rina

ESCRITOR
Luis Reyes de la Maza (Baseado na obra de Inés Rodena)

PRODUTOR
Valentín Pimstein

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
188

ANO DE GRAVAÇÃO
1977

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
1983

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Desprezo

INTÉRPRETE
Instrumental


ELENCO

Ofelia Medina: Rina

Enrique Álvarez Félix: Carlos Augusto Miranda e Castro

María Rubio: Rafaela

Alicia Rodríguez: Maria Júlia / Vitória

Ana Laura: Betina

Rafael Llamas: Carmelo

Alicia Encinas: Gisela

Rosa María Moreno: Dionísia

Sasha Montenegro: Marcela

Virginia Gutierrez: Rosário

Raúl Meraz: Guilherme

Guillermo Zarur: Xavier

Otto Sirgo: Omar

Lupita Lara: Margarida

María Fernanda: Nora

Javier Ruan: Daniel

Carlos Ancira: Senhor Leopoldo

Olga Breeskin: Silvia

Demian Bichir: Joãozinho

Aurora Molina: Eleuteria

Ruben Rojo: Rodolfo

Renata Flores: Renata

Gerardo del Castillo: Manolo

Mauricio Ferrari: Lambertie

Ruben Calderón: Doutor

Miguel Palmer: Carrillo

Salvador Pineda: Nenê

Daniel Santalucia: Ramiro

Maricruz Najera: Enfermeira

Ramiro Orsi: "Chato"

Queta Lavat: Martha


INTRODUÇÃO

Foi a segunda telenovela mexicana a ser exibida pelo SBT. É um remake, já que a telenovela original é de origem venezuelana e se chama La italianita, de 1973, adaptada para a versão mexicana por Luis Reyes de la Maza e produzida por Valentín Pimstein.


RESUMO

Essa é a história de Rina, uma garota pobre, corcunda, que vende flores para manter seu pai alcoólatra e seus irmãos. Sua mãe, Maria Júlia, os abandonou quando eram pequenos.

Um dia, quando vendia suas flores, um homem velho, inválido, amargurado e muito rico, chamado Leopoldo, a chama por uma janela e a manipula para que se case com ele. Esse senhor não suporta a ideia de que, quando ele falecer, toda sua herança ficará para sua odiosa cunhada Rafaela, o filho dela, Carlos Augusto Miranda e Castro, e a irmã dela, Dionísia.

Rina aceita se casar pelos problemas econômicos em que vive sua família. Pouco tempo depois, esse senhor morre, deixando-a como herdeira universal de todos os seus bens.

Rafaela não consegue suportar perder a herança de seu cunhado. Para isso, traça um plano utilizando seu filho, que vive amargurado depois de ter perdido sua esposa no altar. Ela arquiteta para que Rina se apaixone por Carlos Augusto, com isso, ele se casa com ela, para poder desfrutar da herança.

Rina se apaixona perdidamente por Carlos Augusto, que a despreza e a humilha. Eles se casam, mas conforme o plano de Rafaela e seu filho, o casamento não se consumaria. Em uma noite porém, Rina e Carlos Augusto bebem muito, e eles acabam fazendo amor.

Rina fica grávida, e Rafaela tenta enlouquecê-la, para ficar com a herança e com seu neto. Mas apenas o grande amor de Rina é capaz de vencer sua sogra e fazer com que Carlos Augusto a corresponda inteiramente.

Esse amor é o que fará Rina se superar, dar a volta por cima, e esquecer tanto desprezo.


CURIOSIDADES

No Brasil, foi lançado um LP com músicas originais da telenovela e outras cantadas na trama apenas aqui no Brasil.

Rina fez tanto sucesso que recebeu alguns remakes: em 1989 a Venezuela produz Rubi rebelde, com a atriz Mariela Alcala, mas sem dúvida o remake de maior sucesso foi o que a mexicana Televisa produziu em 1992 com a grande cantora e atriz Thalía, Maria Mercedes, passando em 100 países, tanto sucesso que em 2004 produziu um novo remake Inocente de ti com Camila Sodi, que é sobrinha de Thalía. Um remake também foi produzido no Brasil pelo SBT em 2007 e se chamou Maria Esperança com Barbara Paz.


COMENTÁRIOS

Desprezo foi a segunda telenovela mexicana exibida pelo SBT, e uma das que poucos sabem qual é, tudo isso, porque o nome original da telenovela é Rina, uma produção de 1977, ou seja, Desprezo foi uma das novelas mais antigas que o SBT já exibiu.

No México, a telenovela foi um grande sucesso, que inaugurou o horário das 21 horas. A história da corcunda Rina emocionou o país, e fez com que a intérprete da protagonista e o galã da história, o falecido Enrique Alvarez Felix, virassem grandes astros no México. Desprezo foi, na época, uma das telenovelas mais exportadas.

Rina era corcunda, mas esses não eram os planos iniciais. Luis Reyes de la Maza, adaptador da história, havia escrito uma Rina manca, mas os produtores decidiram três dias antes do início das gravações da telenovela que Rina seria corcunda. Isso dificultou muito o trabalho da produção, pois a gravação se atrasava muito em torno da maquiagem. Decidiram então que Rina ia se curar. Vários médicos foram consultados, e todos disseram a mesma coisa: não existia cura. Mesmo assim, Rina curou-se, numa operação inédita e milagrosa. Tamanha foi a transformação, que Rina, de corcunda, em três dias, virou uma mulher belíssima.

Houve uma grande vilã na história, a temível Rafaela, que queria fazer de tudo para Rina enlouquecer. Maria Rubio, antes de Ambição (Cuna de lobos), foi muito destacada por esse papel. Foi uma atuação memorável.

Desprezo trata-se de uma versão anterior da telenovela Maria Mercedes. A história é igual, mas o clima era totalmente diferente. Enquanto em Maria Mercedes, a comédia predominou, em Desprezo o drama, a obscuridade e a infelicidade de Rina era o principal.

Muitos acreditam que outra história inspirada em Desprezo tenha sido Marisol. Mas isso não aconteceu, apesar de ter algumas semelhanças, como um defeito físico nas protagonistas, a proteção de um velho rico (em Desprezo, o homem com quem Rina casou-se era mais velho que em Maria Mercedes), mas as semelhanças são poucas.

Desprezo foi uma telenovela marcada pela tensão. Já que uma história simples de Inés Rodena foi transformada em um drama pesado e complexo, onde a psicologia dos personagens foi muito trabalhada, mesmo sendo uma telenovela absolutamente rosa.

Desprezo foi um verdadeiro sucesso, no Brasil não teve muito destaque, mas mundo afora marcou pela grande história, pelo casal inesquecível e o status popular que os atores alcançaram depois de participar desse êxito.

Em 1991, a telenovela foi reprisada no “Novelas da tarde”, com mudanças na abertura e no logo.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: