...

quinta-feira, 18 de março de 2010

Alcançar um estrela II


NOME ORIGINAL
Alcanzar una estrella II

ESCRITOR
Carlos Henrique Aguilar

PRODUTOR
Luis de Llano

PAÍS DE ORIGEM
México

NÚMERO DE EPISÓDIOS
90

ANO DE GRAVAÇÃO
1991

ANO DE ESTREIA NO BRASIL
1992

EMISSORA
SBT

TEMA DE ABERTURA
Instrumental


ELENCO

Sasha Sokol: Jéssica Lascurain

Ricky Martin: Pablo Loredo Muriel

Bibi Gaytán: Marimar

Pedro Fernández: Jorge

Angélica Rivera: Silvana

Erick Rubín: Miguel Ángel

Silvia Pasquel: Paulina Loredo Muriel

Otto Sirgo: Alexandre Loredo

Gabriela Goldsmith: Cristina Carillo

José Alonso: Leonardo

Lorena Rojas: Sara

Eduardo Palomo: Gabriel Loredo

Mayra Rojas: Liliana

Luis Gimeno: Don Oriseo

Annel: Verônica

Alejandro Ibarra: Felipe Rueda

Amara Villafuerte: Laura

Daniel Martín: Joaquim

Angélica Ruvalcaba: Aurora Rueda

Marcos Valdés: Amadeus

Mariana Garza: Lorena Caetano

Eduardo Capetillo: Eduardo Casablanca

Andrea Legarreta: Adriana Navarrete Lugo

Héctor Suárez Gomis: Pedro Lugo

Dacia González: Lucia Rueda

Luis Bayardo: Gustavo Rueda

Paola Santoni: Beti

Sergio Sendel: Rico

Oscar Traven: Roque

Rosangela Balbó: Mariana

Octavio Galindo: Octavio

Marcela Páez: Irene

Ernesto Yáñez: Colorado

María Prado: Clara

Luis Couturier: Gonçalo

Nancy Tamez: Trixi

Carlos Monden: Servando

Florencia Ferret: Claudia

Pedro Weber: Ricardo

Yukiko: Flora

Germán Novoa: Gasparin

Lina Santos: Lina

Polo Ortín: Polo

Marisa de Lille: Delfina

David Ostrosky: Roberto Uribe

Mary Paz Banquells: Yvonne

Amara Villafuerte: Laura

José Luís Salazar: Pedro Lugo Navarrete (Filho de Adriana e Pedro)


INTRODUÇÃO

Alcançar uma estrela II foi a continuação de Alcançar uma estrela, que obteve grande êxito en 1991. Ambas pertencem ao gênero juvenil e romperam esquemas ao se introduzir, pela primeira vez em uma telenovela, a música, como elemento de grande importância na trama. As duas foram produzidas por Luis de Llano, especializado em telenovelas de gênero juvenil e produções musicais.


RESUMO

Eduardo convoca todos os jovens do México para fazer parte de seu novo grupo, mas na ultima hora, Lorena aparece e Eduardo decide sair do grupo para acompanhá-la em sua turnê mundial. Então é decidado que o grupo será formado sem Eduardo e assim Jessica, Pablo, Marimar, Jorge, Silvana e Miguel Angel são escolhidos para fazer parte do grupo e partem em busca do sucesso e da fama sendo os Bonecos de Papel, que se transforma em êxito em todo o país. Várias histórias de amor se desenvolvem dentro do grupo.

Jéssica e Pablo Loredo se apaixonam e lutam para conservar sua relação, já que Gabriel Loredo, irmão de Pablo quer a todo custo roubar o amor de Jéssica.

Marimar sofre pela repressão de sua mãe que sempre quis ser uma estrela e a controla do seu modo até proibir seu amor com Jorge, um rapaz de classe social baixa mas que daria a vida por Marimar.
Silvana está deslumbrada com o mundo de aparências, adora as câmeras e os reportes, mas sua ambição está além do grupo. Ao descobrir que seu pai verdadeiro é um importante produtor musical, ela se lançará como cantora sola.

Miguel Ángel luta entre a vida e a morte contra uma enfermedade que termina por lhe mostrar que os excessos muitas vezes conduzem a resultados fatais. Ele era um jovem bom, até que passa por problemas familiares e é aconselhado por maus amigos caindo no submundo das drogas.


CURIOSIDADES

A trilha sonora de Alcançar uma estrela II foi um sucesso tão grande quanto a de Alcançar uma estrela. Os atores Erick Rubin, Pedro Suarez Hijo, Bibi Gaitan e Angelica Ruvalcaba fizeram parte do CD cantando vários hits.

O tema de abertura original "Muñecos de papel" foi interpretado pelo elenco e só saiu no segundo CD da novela. Devido ao grande sucesso do grupo musical, os atores resolveram levá-lo adiante além da novela. Muñecos de papel fizeram um grande sucesso pelo México e por vários países da América Latina, no final da novela entraram em turnê cantando as músicas da novela e as canções novas.

O grupo não durou muito tempo, já que Bibi Gaytán decidiu deixar o grupo para lançar seu CD e os outros resolveram continuar apenas com a carreira de atores. Ricky Martin aproveitou o sucesso para se lançar como cantor solo, e hoje é um dos cantores latinos mais famosos do mundo.

No Brasil a abertura da novela foi a mesma de Alcançar uma estrela I, exibida pelo SBT, com uma música instrumental produzida por João Plinta.


COMENTÁRIOS

Luis de Llano, encantado com o sucesso de Alcançar uma estrela, voltou a fazer uma história musical, escolheu então, uma continuação para seu êxito. Em 1991, Alcançar uma estrela II não alcançou o mesmo sucesso da primeira parte, mas manteve um público cativo do início ao fim, contando uma história bem diferente da original.

Eduardo Capetillo e Mariana Garza, protagonistas da primeira parte, apareceram somente durante a primeira semana da continuação, foi quando o personagem de Eduardo monta um grupo musical com jovens que aspiravam a uma carreira musical. Eduardo Casablanca e Lorena regressavam no último capítulo.

O grande destaque de Alcançar uma estrela II foi o grupo Bonecos de Papel, que era formado pelos sete protagonistas da história. O grupo, durante o tempo de exibição da novela, existiu de verdade, tanto que foi lançado um CD a parte da trilha da novela. O grupo fez muito sucesso e realizou uma bem sucedida turnê pelo México. Foi a única vez que Angélica Rivera foi vista cantando, já que todos os outros integrantes tiveram de fato uma carreira musical.

Além de Angélica, vale comentar todos os outros "bonecos": Sasha e Eric Rubin (ex-Timbiriches), Pedro Fernandez (atualmente um grande cantor de música rancheira no México), Alex Ibarra (ator e cantor conhecido no Brasil por Gotinha de amor), e é claro, a revelação feminina da novela, Bibi Gaytán (que também integrou o grupo Timbiriche), que foi a bela Marimar.

De todos os Bonecos, com certeza, o mais conhecido é o popstar internacional e ex-Menudo Ricky Martin, que nessa novela viveu o rico Pablo Loredo, par romântico de Jéssica. Foi a única novela em que Ricky Martin atuou, e por ser seu primeiro papel, não foi tão mal.

Alcançar uma estrela II teve bons vilões: Eduardo Palomo como o manipulador Gabriel Loredo, Sylvia Pasquel como a obsessiva Paulina, que nutria um amor doentio por seu filho Gabriel, e José Alonso, que compôs o diabólico empresário Leonardo.

Também a atuação de coadjuvante de Otto Sirgo, como Alexandre Loredo, um homem rico e sofisticado, que viveu um romance com a bela Cristina. Essa atuação lhe rendeu o prêmio TV y Novelas naquele ano.
Essa novela abordou vários temas, como drogas, estupro, incesto. O personagem Miguel de Erick Rubin ficava cego pelo consumo de drogas, e a malvada Adriana era punida com um estupro. O incesto ficou por conta da relação de Gabriel com Silvana, que por um momento foram apaixonados, mas descobriam ser irmãos.

Vários personagens da primeira parte continuaram como a querida Aurora, além de Adriana, Cristina, Gustavo, Roque, Sara, Lúcia, Pedro, Joaquim, entre outros.

O final da história foi um dos mais surpreendentes de todas as novelas. Durante o casamento múltiplo com todos os casais da história, alguém grita "Corta!" e surge Luis de Llano dizendo que gostou da novela, até que surgem José Alonso, Sylvia Pasquel e Eduardo Palomo dizendo que não gostaram de seus finais na novela. Começa uma discussão com todos atores. Tudo em tom de brincadeira, claro. A última cena é quando Eduardo Capetillo termina cantando o tema Más que alcanzar una estrella, junto a todo o elenco da novela. Uma cena muito bonita e marcante.

A história musical mostrou que ainda tinha gás para mais uma seqüela, surgiu então o filme Más que alcanzar una estrella, que reuniu parte do elenco das duas novelas para contar uma nova história, mas com novos personagens. Ricky Martin também participou do filme, junto a Eduardo Capetillo, Bibi Gaytán, Mariana Garza, entre outros. Curiosamente, enquanto os personagens mudaram, Angélica Ruvacalba continuou como Aurora, Eduardo Capetilo continou como Eduardo e Oscar Traven continou como Roque. No mesmo filme os personagenms de Eduardo Capetillo e Ricky Martin são seu nomes verdadeiros, Eduardo e Enrique.

Alcançar uma estrela II não chegou a ser uma sensação tão grande como a primeira parte, mas nem de longe foi um fracasso. Uma pena no Brasil ter soado tão estranho as duas novelas sendo exibidas como uma só, isso tirou um pouco da individualidade de cada uma.
Blog Widget by LinkWithin

Nenhum comentário: