sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

SBT anuncia A Rosa dos Milagres e prepara mais novidades

Anunciada recentemente pela emissora da Anhanguera, A Rosa dos Milagres (La Rosa de Guadalupe) chega em breve à programação das tardes como a mais nova aposta para substituir a exibição de Carrossel, em sua terceira apresentação.

Lançada no México pela Televisa em 2008 e ainda em produção, a atração foi criada por Carlos Mercado Orduña e narra em episódios unitários alguns conflitos sociais que são solucionados por intermédio da Virgem de Guadalupe, a padroeira mexicana, que, simbolizada por uma rosa branca, realiza milagres em benefício daqueles que oferecem preces em sua devoção.

As histórias, muitas vezes inspiradas em personagens e relatos reais, são contadas com intenso dramatismo e recriam situações de desespero, violência familiar, bullying, pobreza, enfermidades e sofrimento, que envolvem problemas recorrentes da sociedade desde sempre, até temas atuais, como pano de fundo para a propagação de uma mensagem positiva, de esperança e estímulo para o ser humano.

Apesar do forte apelo católico de alguns episódios, outros no entanto são marcados por elementos polêmicos e bastante violentos, o que tornaria inviável e até mesmo imprudente a exibição de determinadas cenas em horário vespertino. Caberá aos diretores do canal, selecionar àqueles que mais se adequam à faixa horária e que contêm atrativos que cativem o público, como a participação de atores reconhecidos e histórias que agreguem mensagens de valor para os que desejarem acompanhar o desenrolar desta nova proposta para as tardes.

Programada para ir ao ar a partir do dia 11 de março, às 18h30, A Rosa dos Milagres terá como missão elevar os baixos índices de audiência de Carrossel, que deixa a programação com diversos cortes para o seu término antecipado. Apesar de contrariar a vontade de muitos que aguardam por telenovelas, o canal espera que aqui, assim como no México e em diversos países latino-americanos, a série caia no gosto do público e não seja apenas um tapa-buraco na programação, o que dependerá, e muito, de seus resultados.

La que no Podía Amar
Por outro lado, em avançado estágio de dublagem pela Rio Sound Estúdios, no Rio de Janeiro, La que no Podía Amar se posiciona como a principal candidata a ganhar sua exibição pela emissora nos próximos meses. Inédito na televisão brasileira, o folhetim traz a diva Ana Brenda Contreras (Coração Indomável, Teresa, Sortilégio) como o grande atrativo desta produção, assinada pelo produtor José Alberto Castro e exibida originalmente pelo canal Las Estrellas, no México, em 2011.

Na trama, uma versão moderna de Sigo te Amando, veiculada pelo SBT no ano 2000, Ana Brenda vive Ana Paula Carmona Flores, uma jovem estudante de enfermagem que está prestes a concluir seu curso e que sonha em dar uma vida melhor à sua família. Infelizmente, seu irmão Miguel (Osvaldo Benavides), devido às dificuldades financeiras em que a família se encontra, acaba por se envolver numa situação que muda repentinamente a vida de Ana Paula.

Enquanto Miguel está no hospital e a ponto de ser preso, Bruno (Julián Gil), o advogado de Rogério Monteiro (Jorge Salinas), um temível fazendeiro, se oferece para ajudar, e, disposta a sacrificar a sua liberdade pela família, Ana Paula aceita cuidar de Rogério, que ficou paraplégico e condenado a uma cadeira de rodas após um acidente. Quando começa a conviver com Rogério, Ana Paula descobre que por trás do temperamento difícil do seu patrão, existe um homem atormentado por uma imensa desilusão amorosa após ter sido abandonado por sua namorada depois do acidente. Ela, então, decide assumir a missão de tornar Rogério uma pessoa melhor. Contudo, a sua tarefa é complicada pelo reaparecimento de Vanessa (Mar Contreras), a ex-namorada de Rogério, que volta decidida a reconquistá-lo. O elenco conta com nomes de peso e muitos rostos já conhecidos pelos telespectadores, como Susana González, Ana Martín, Ana Bertha Espín,  Ingrid Martz , Fabián Robles, Paty Díaz, Alejandro Ávila , Marco Méndez, Michelle Ramaglia e muitos outros.

Apesar de ter sido produzida há quase oito anos, La que no Podía Amar continua sendo uma das telenovelas favoritas e mais pedidas pelo público do canal de Silvio Santos, que atualmente está órfão de histórias inéditas na programação vespertina e aguarda ansioso por novidades na grade. Mesmo tendo ao seu dispor um vasto catálogo de produções inéditas, resguardado por um contrato de exclusividade com a Televisa para transmissão em sinal aberto no Brasil, o SBT pouco tem aproveitado o conteúdo disponível a seu favor e se limita a colocar no ar reprises de produções exibidas recentemente, como nos casos de Coração Indomável e Teresa, que desembarcaram no Brasil em 2015 e voltaram à faixa em 2018. Além disso, nos últimos anos, se dedicou a adaptar roteiros de telenovelas infantis para a produção de suas próprias versões, que volta e meia são reexibidas à exaustão.

Nos últimos cinco anos, período em que está vigorando o atual contrato com a gigante mexicana, poucos foram os títulos inéditos que ganharam espaço por aqui. Tramas como A Dona, Meu Coração é Teu, Abismo de Paixão, Mar de Amor, A Gata, Lágrimas de Amor, Querida Inimiga, O Que a Vida me Roubou, Um Caminho Para o Destino, Amanhã é Para Sempre e Que Pobres Tão Ricos, sendo esta a última trama inédita exibida até o momento, desfilaram pela programação dividindo espaço com reprises aleatórias de folhetins que já eram conhecidos pelo público.

Triunfo del Amor
Além de La que no Podía Amar, entre as tramas cotadas para exibição no SBT e aguardada pelos fãs, soam os nomes de Cuando me Enamoro, estrelada por Silvia Navarro e Juan Soler; Triunfo del Amor, com o casal Maite Perroni e William Levy; Un Refúgio Para el Amor, com Zuria Vega e Gabriel Soto; Amores Verdaderos, protagonizada por Erika Buenfil e Eduardo Yáñez; El Color de la Pasión, com Esmeralda Pimentel e Erick Elías; e Tres Veces Ana, que traz Angelique Boyer na pele de trigêmeas com personalidades bastante distintas.

As opções são variadas, mas, além da boa vontade e escolha correta dos responsáveis pela programação do canal, alguns fatores tornam a exibição destes folhetins um tanto morosa para a espera dos fãs, barreiras que envolvem desde orçamento disponível para dublagem, até a principal delas, a falta de espaço na grade da emissora, o que compromete a ampliação de horários para transmissão das produções mexicanas.

domingo, 10 de fevereiro de 2019

TVI de Portugal surpreende e anuncia a estreia de Maria Madalena


Depois de se aventurar produzindo adaptações de títulos estrangeiros, como Belmonte (2013), versão local da telenovela chilena Hijos del Monte; Mulheres (2014), uma releitura do folhetim colombiano El Último Matrimonio Feliz; Santa Bárbara (2015), remake do original mexicano La Patrona; e mais recentemente Onde Está Elisa (2018), adaptação em formato de série do título chileno ¿Dónde está Elisa?, o canal TVI, de Portugal, anunciou neste final de semana a estreia de Maria Madalena (María Magdalena), recente produção internacional, fruto de uma parceria entre as produtoras Dopamine, do México, Teleset, da Colômbia e Sony Pictures Television.

Distribuída pela TV Azteca International, a superprodução que chegou em dezembro passado dublada em português até Angola e Moçambique, através da ZAP Novelas, após seu lançamento mundial pela TVN, do Panamá, é um drama épico, gravado em locações do Marrocos e Colômbia, que recria a vida de Maria Madalena, uma das discípulas mais dedicadas de Jesus Cristo, durante os tempos de opressão.

Na pele da personagem-título, a atriz colombiana María Fernanda Yepes dá vida a esta mulher, que, diferente de todas as demais de sua época, foi capaz de desafiar as leis de uma sociedade corrupta, totalmente dominada por homens e cercada por vícios e traições, que a levaram a fugir e tentar esquecer de seu passado.

Em cena, às vésperas de sua morte no deserto, Maria Madalena conhece Jesus (Manolo Cardona), o homem que a fará entender o significado do verdadeiro amor, um amor puro e impossível, que ressuscitará sua fé e seu desejo de viver. Ela deixará de ser uma mulher excluída e rejeitada e se tornará a mais importante seguidora do profeta de Nazaré.

O elenco da ficção integra ainda nomes como Andrés Parra, Luis Roberto Guzmán, Cesar Mora, Alejandro de Marino, Jacqueline Arenal, Diana Lein, Pakey Vásquez, Juan Sebastián Calero, Vicente Peña, Danielle Ciénegas, Gustavo Sánchez Parra, Juan Manuel Lenis, Alejandro Buitrago, Luis Miguel González e um grande elenco de nomes internacionais.

A escolha pelo título internacional surpreende aos espectadores mais tradicionais do canal português, acostumados às produções nacionais. Porém, esta não é a primeira vez que a emissora lusitana aposta em títulos latino-americanos. Durante a década de 90, a presença de telenovelas venezuelanas no país fez parte da programação do canal no decorrer de vários anos.

Passaram pela grade da TVI produções como Lágrimas (La Revancha), Estrela (Cara Sucia), O Preço da Paixão (María Celeste), Topázio (Topacio), Abigail (Abigaíl), Morena Clara, Kassandra, Dama de Rosa (La Dama de Rosa), Mulher Perigosa (Peligrosa) e Samantha. Além de vários dramalhões mexicanos, como Caprichos (Capricho), Ambição (Cuna de Lobos), Laços de Amor (Agujetas de Color de Rosa), Maria José (María José) e Caminhos Cruzados (Caminos Cruzados), entre outras, que, posteriormente, viriam também a ser aproveitadas por canais brasileiros.

Ainda sem data de estreia divulgada, Maria Madalena pode ocupar a vaga da série Onde Está Elisa?, atualmente em sua segunda temporada. A produção de Maria Madalena leva a assinatura de Daniel Ucros, a direção é de Felipe Cano e Rodrigo Lalinde.

sábado, 9 de fevereiro de 2019

ZAP Novelas anuncia a estreia de O Preço da Paixão


A próxima atração inédita da ZAP Novelas já tem data de estreia. No próximo dia 14 de fevereiro chega ao canal em Angola e Moçambique a produção turca O Preço da Paixão, título escolhido para o folhetim conhecido originalmente como Siyah Beyaz Aşk, uma ficção realizada pela D Productions e lançada pelo Kanal D, na Turquia, em 2017.

Em O Preço da Paixão, os atores Ibrahim Çelikkol, já conhecido por sua atuação em Vidas Cruzadas (Kördügüm), e Birce Akalay dão vida aos personagens Ferat e Asli em uma moderna história ao estilo de Branca de Neve e o Caçador, ambientada entre as sombras dos edifícios de uma bela metrópole, rodeada de ambição pelo poder e o dinheiro sujo da corrupção.

Ferat perdeu seu pai ainda jovem e seu tio, Namik (Muhammet Uzuner), o criou como sendo seu filho, controlando seus passos até o converter em um assassino de aluguel assim como ele. Asli é uma jovem idealista e médica de profissão, que se encontra diante da missão de salvar um dos homens de Namik à beira da morte.

A partir deste momento, suas vidas se cruzam da maneira mais inesperada. Asli descobre algo que não deveria durante a cirurgia e testemunha que Namik, o tio de Ferat, é na verdade um cruel assassino. Ferat não se atreve a matá-la, sob a condição de que aceite sua proposta de casamento como a única maneira de poupar a vida de Asli e a de sua família. Asli, então, se casa com Ferat para se salvar.

No entanto, o estilo de vida de Ferat é muito sombrio para viver uma história de amor inocente. Mas, à medida em que a história se desenvolve, Asli descobre que Ferat não é tão malvado quanto parece, enquanto Ferat enfrenta uma insuportável verdade sobre o seu passado.

Os dois enfrentam inúmeros perigos quando começam a viver juntos e os caminhos que escolheram transformam o seu destino. Apesar de seus sentimentos produzirem um efeito curativo um sobre o outro, cada desafio que enfrentam abre novas feridas, provocando vínculos mais profundos.

Dublada em português, O Preço da Paixão estreia na ZAP Novelas no dia 14 de fevereiro, às 19h em Angola, e 20h, em Moçambique, ocupando a vaga de A Mãe do Campeão.


sábado, 2 de fevereiro de 2019

Os dubladores de A Rainha do Flow


Exibida originalmente pela Caracol Televisión, na Colômbia, em 2018, La Reina del Flow é uma produção da Teleset em parceria com a Sony Pictures Television. Ambientada no universo da música e embalada pelo ritmo do reggaeton, a atração traz como estrelas principais os atores Carolina Ramírez, Carlos Torres e Andrés Sandoval e conta a história fictícia de Yeimy Montoya, uma mulher que desde a adolescência, pretende conquistar o sucesso através de seu talento musical e que, após ter sido vítima de uma armadilha e ter ficado presa por 17 anos nos Estados Unidos, acusada por um crime que não cometeu, retorna mais forte, com a identidade de Tamy Andrade, e decidida a vingar-se dos seus inimigos. No ao ar em Angola e Moçambique desde o dia 30 de janeiro, a produção colombiana foi rebatizada de A Rainha do Flow e é transmitida pela ZAP Novelas, dublada em português pelos estúdios Som de Vera Cruz, no Rio de Janeiro, sob a direção de Andrea Suhett e Rodrigo Antas. Confira a seguir, os principais dubladores que integram o elenco de voz de A Rainha do Flow.


Andrea Suhett: Carolina Ramírez (Yeimy Montoya / Tamy Andrade)

Daniel Müller: Carlos Torres (Charly Flow)

Fabrício Vila Verde: Andrés Sandoval (Juan Camilo “Juancho” Mesa)

Andreas Avancini: Juan Manuel Restrepo (Erick Cruz / Mateo)

Marco Ribeiro: Lucho Velasco (Dúver “Manin” Cruz)

Izabel Lira: Adriana Arango (Ligia de Cruz)

Angélica Borges: Mabel Moreno (Gema Granados de Cruz)

Isabella Simi: Mariana Garzón (Vanessa Cruz Granados)

Yan Gesteira: Sebastián Silva (Alberto Espitia “Pite”)

Mariana Torres: Diana Wiswell (Catarina Bedoya)

Carlos Viegas: David Ojalvo (Agente Ben Rizzo)

Leonardo Rabelo: Pacho Rueda (Lúcio)

Fred Mascarenhas: Marcos Andrés Carreño “Kiño” (Axel)

Fabiana Aveiro: Valentina Lizcano (Zulma López)

Peterson Adriano: Alejandro Otero (Jack del Castillo)

João Capelli: Kevin Bury (Chris Vega)

Marcelo Garcia: Camilo Sáenz (Alberto Triana)

Tonia Mesquita: Martha Ginneth Rincón (Estela)

Paloma Navas: Sooner Rodríguez (Petra)

Charles Emmanuel: Mike Moreno (Marcos)

Ricardo Juarez: Charles Daze (Spencer)

Renato Brito: Adrián Jiménez (Carrancho)

Raphael Rossatto: Pedro Pablo Ochoa  (Coruja)

Isis Koschdoski: Carmenza Cossio (Carmenza de Montoya)

Natali Pazete: María José Vargas (Yeimy - Jovem)

Andreas Avancini: Juan Manuel Restrepo (Charly - Jovem)

Gustavo Pereira: Guillermo Blanco (Juancho - Jovem)

Alexandre Drummond: Sebastián Yatra (Ele Mesmo)

Drika Moraes: Fernanda

Eduardo Borgerth: Phil Cárter

Guto Nejaim: Perdono

Isabele Riccart: Natali

Marise Motta: Lola

Mônica Domenech: Engracia

Roberta Nogueira: Janet

Raphaela Santoro: Lina - Criança

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

ZAP Novelas anuncia a estreia de A Rainha do Flow


A ZAP Novelas inicia o ano de 2019 com mais uma estreia em sua programação. A emissora leva ao ar em Angola e Moçambique a partir do próximo dia 30 de janeiro a produção colombiana A Rainha do Flow (La Reina del Flow), telenovela exibida originalmente pela Caracol Televisión, em 2018.

Produção da Teleset e Sony Pictures Television, A Rainha do Flow é ambientada no universo das estrelas do reggaeton, gênero musical latino-americano, que se tornou conhecido no mundo todo. A trama, liderada pelos atores Carolina Ramírez, Carlos Torres e Andrés Sandoval, narra como Yeimy Montoya (María José Vargas), uma jovem ingênua de 17 anos, aspirante a cantora, pretende conquistar o sucesso através de seu talento musical.

Sua vida, porém, é marcada por uma série de acontecimentos que parecem tirá-la do caminho de seu sonho. Ainda jovem, perde seus pais vítimas de assassinato e, mais tarde, é traída pela pessoa em quem ela mais confiava, Charly (Juan Manuel Restrepo), seu vizinho e companheiro de escola, por quem vive secretamente apaixonada.

Ambicioso, Charly, que é um bom cantor, mas péssimo compositor, ao descobrir os sentimentos de Yeimy por ele, pretende usá-la para conseguir chegar ao topo das paradas e com a influência do tio, um poderoso traficante de drogas, consegue dinheiro para as gravações e viagens com a intenção de levar Yeimy à fama e se aproveitar de seu sucesso. Ela, então, ao descobrir o envolvimento dos dois, reprova os métodos de Charly, o que faz com que ele decida tirá-la do caminho, armando para que Yeimy seja presa por tráfico.

Depois de 17 anos, Yeimy (Carolina Ramírez) deixa a prisão através de um acordo feito com a polícia para desmantelar o cartel que a levou para a prisão e ao ver a oportunidade de se vingar, adota uma nova identidade, Tamy Andrade, com a qual pretende acabar com as pessoas que conspiraram para a sua prisão injusta e mataram seus pais de forma cruel.

Escrita por Claudia Sánchez e Said Chamie, a história ganha vida também com as atuações de Lucho Velasco, Diana Wiswell, Pacho Rueda, Lina Cardona, Mabel Moreno, Adriana Arango, Mariana Garzón, Marcos Andrés Carreño, Miroslava Morales, Guillermo Blanco e muitos outros.

A estreia de A Rainha do Flow acontece dia 30 de janeiro, às 18h, em Angola, e 19h, em Moçambique, em substituição ao drama turco A Força do Destino, dublada em português.


Confira a chamada de estreia de A Rainha do Flow, na ZAP Novelas:



domingo, 25 de novembro de 2018

ZAP Novelas anuncia a estreia de Maria Madalena


Após sua estreia mundial pela TVN, no Panamá, a recente série bíblica Maria Madalena (María Magdalena), realizada no México pela produtora Dopamine, em aliança com a Sony Pictures Television, e distribuída pela TV Azteca International, chega agora a Angola e Moçambique no próximo dia 05 de dezembro, através da ZAP Novelas.

Drama épico que recria a vida de Maria Madalena (María Fernanda Yepes) durante os tempos de opressão, a história narra como esta mulher, diferente de todas as demais de sua época, será capaz de desafiar as leis de uma sociedade corrupta e totalmente dominada por homens, cercada por vícios e traições, que a levarão a fugir e tentar esquecer de seu passado.

Às vésperas de sua morte no deserto, Maria Madalena conhece Jesus (Manolo Cardona), o homem que a fará entender o significado do verdadeiro amor, um amor puro e impossível, que ressuscitará sua fé e seu desejo de viver. Ela deixará de ser uma mulher excluída e rejeitada e se tornará a mais importante seguidora do profeta de Nazaré.

Estrelada por María Fernanda Yepes, Manolo Cardona, Andrés Parra e Luis Roberto Guzmán, a série de 60 capítulos conta também com a participação de Cesar Mora, Diana Lein, Alejandro de Marino, Pakey Vásquez, Juan Sebastián Calero, Vicente Peña, Danielle Ciénegas, Gustavo Sánchez Parra, Juan Manuel Lenis, Alejandro Buitrago, Luis Miguel González e grande elenco.

A produção de Maria Madalena leva a assinatura de Daniel Ucros, a direção é de Felipe Cano e Rodrigo Lalinde. O capítulo de estreia vai ao ar pela ZAP Novelas no próximo dia 05 de dezembro, em substituição ao drama turco Amor Eterno, às 20h, em Angola, e 21h, em Moçambique, dublado em português.

Confira a chamada de estreia de Maria Madalena, na ZAP Novelas:


domingo, 4 de novembro de 2018

ZAP Novelas anuncia a estreia de A Mãe do Campeão


A próxima estreia da ZAP Novelas já tem dia e hora marcados. O canal leva ao ar no próximo dia 13 de novembro, em substituição ao drama turco Meryem, o primeiro capítulo de A Mãe do Campeão (La Mamá del 10), folhetim colombiano, produzido pela Caracol Televisión e lançado em 2018.

No decorrer de 67 capítulos, a nova história segue os passos de Tina (Karent Hinestroza), uma mulher humilde que é obrigada a deixar a sua cidade natal e se mudar para a capital. Na cidade, seu marido Edwin (Antonio Jiménez), a abandona e a deixa sozinha com os filhos e com a obrigação de enfrentar todas as dificuldades que a falta de dinheiro lhe traz.

Apesar das adversidades, Tina sacrificará tudo o que puder para tornar realidade o sonho de seu filho mais novo, Víctor (Sergio Herrera), que deseja se tornar o melhor jogador de futebol do país. Vivendo em uma situação econômica complicada, Víctor faz uma promessa a Tina e diz que com o futebol comprará um palácio para sua mãe e a levará ao céu. Vários anos depois, ele consegue comprar um apartamento no edifício “O Céu”, onde terão que enfrentar mais problemas com os vizinhos, que sentem inveja da nova e luxuosa vida que agora leva a mãe do campeão.

O elenco da produção traz ainda nomes como Antonio Jiménez, Cristian Felipe Mosquera, Kristina Lilley, Luis Fernando Salas, Carolina López, Julio Pachón, Yesenia Valencia, Marcela Benjumea, Ernesto Ballén, Diana Acevedo, Diego Vásquez, Jaisson Jeack, Juan Pablo Barragán, Laura Rodríguez, Andrés Rojas, Luis Eduardo Motoa, Pedro Palacio e muitos outros.

Com uma história original de Héctor Rodríguez e Alejandro Torres, direção de Andrés Marroquín e produção geral de Daniel Bautista, a atração tem data de estreia no próximo dia 13 de novembro, às 19h, em Angola, e 20h, em Moçambique, dublada em português.

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Os dubladores de Minha Vida


Sucesso exibido na Turquia pela Fox no decorrer de quatro temporadas, entre 2014 e 2017, O Hayat Benim foi uma produção original da Pastel Film, estrelada pela atriz Ezgi Asaroğlu e pelo ator e cantor Keremcem Dürük. Em 2015, a ficção desembarcou também na América Latina e desde então tem conquistado as telinhas de países como Uruguai, Porto Rico, Peru, Panamá, México, Paraguai, Equador, Honduras, Chile, Bolívia, Costa Rica, Nicarágua e mais recentemente da Colômbia. A história, marcada pela troca de destinos de duas jovens de diferentes posições sociais, chega agora ao Brasil, rebatizada de Minha Vida, em sua exibição pela Band, substituindo Asas do Amor. Assim como sua antecessora, a dublagem de Minha Vida é uma produção dos estúdios da Universal Cinergia Dubbing, realizada em Miami, nos Estados Unidos. Curiosamente, apenas alguns personagens ganharam vozes aqui no Brasil, como os interpretados pelos atores Keremcem, Süleyman Atanısev, Ahu Sungur, Didem İnselel e İclal Aydın, cuja dublagem é produzida pela unidade da Universal Cinergia Dubbing em São Paulo. A seguir, conheça os dubladores de Minha Vida, o sétimo folhetim turco transmitido pela Band.


Ana Paula Apollonio: Ezgi Asaroğlu (Bahar Demirci Atahan)

Douglas Guedes: Keremcem Dürük (Ateş German)

Bianca Castanho: Ceren Moray (Efsun Demirci Atahan)

Alexandre Teixeira: Sinan Albayrak (Mehmet Emir Atahan)

Karen Ramalhoİclal Aydın (Hasret Erkıran)

Jorge da Rocha Jr.: Erol Aksoy (Yusuf Erkıran)

Roberto Leite: Süleyman Atanısev (Ilyas Demirci)

Mariane Macedo: Yeşim Ceren Bozoğlu (Nuran Demirci)

Alessandra Araújo: Ahu Sungur (Hülya Atahan)

Mabel Cezar: Didem İnselel (Fulya Atahan)

Tonia Elizabeth: Nurşim Demir (Edibe Atahan) 

Michael Morais Rodrigues: Ozan Güler (Arda Atahan) 

Tammy Alonso: Bahar Şahin (Müge Atahan) 

Davi Moreira: Şan Bingöl (Alp Toprak)

Danielle Merseguel: Güzide Arslan (Secil Çevik)

Tatiane Ribeiro de Castro: Birgül Ulusoy (Sakine Çevik)

Arnaldo Ribeiro: Turgay Aydın (Asım Gülsoy)

Caio RibeiroVedi İzzi (Necati)

Maria Rocha: Neslihan Acar (Süreyya)

Sylvia Gonçalves: Gülsen Tuncer (Semra) 

Fabiana Alvarez Rodrigues: Büşra Çubukçuoğlu (Hatice)

Fabíola Martins: Ezel Salık (Güleser)

Flávia Macedo: Gökşin Gökdemir (Beyza) 

Neusa Martinez: Nesime Alış (Adile) 

Alexandre Correa: Ahmet Yenilmez (Tayfun)

Cléber de Castro: Murat Soydan (Nedim)

Lilian Paiva: Larissa Gacemer (Arzu)

Alna Ferreira: Nihal Menzil (Refika)

Patt Souza: Pınar Aydın (Tülay)

Luiza Viegas: Ayla Algan (Ayten)

Abraham Ribeiro: Berat

Alexandre Correa: Memur / Tézri

Alexandre Neto: Arkadasi

Álvaro Alves: Riza / Adam

Bernardo Martins: Osman

Carolina Macedo: Naciye

Cintia Lima: Melek / Pervin

Claudio Celso: Ozan

Edna Mayo: Zeynep

Gilberto Cardoso: Erkan / Hasan

Elizabete da Silva: Derya / Kubra

Fabiana Alvarez Rodrigues: Nesse / Esma

Jorge da Rocha Jr.: Feyyaz

Lilian Paiva: Hasret Jovem

Lucas Navas: Hamit

Marta Rhaulin: Suna / Yeliz

Phydias Barbosa: Kenan / Fulya

Ricardo Pereira Palhano: Cemil

Ricardo Peres: Remzi

Rodrigo Paiva: Serhan

Minha Vida estreia na Band


Na noite desta quarta-feira (17), a Band leva ao ar o capítulo de estreia de Minha Vida, o sétimo folhetim turco da emissora paulista, que será responsável por ocupar a vaga de Asas de Amor (Bana Sevmeyi Anlat), finalizada ontem (16), após 91 capítulos exibidos.

Conhecida originalmente como O Hayat Benim, a atração é uma produção original da Pastel Film, transmitida com grande sucesso pela Fox da Turquia de 2014 a 2017, ao longo de quatro temporadas. Bastante popular na América Latina, onde já foi exibida para mais de 12 países, Minha Vida traz os atores Ezgi Asaroğlu e Keremcem Dürük em uma história carregada de reviravoltas, segredos guardados a sete chaves e uma troca de destinos que promete render muitos conflitos familiares.

Em Minha Vida, Bahar (Ezgi Asaroğlu) é uma jovem ingênua que leva uma vida modesta em um bairro humilde de Istambul. Devido às dificuldades econômicas, ela abandona a escola e começa a trabalhar em uma confeitaria para ajudar a família. O que ela não imagina é que todos escondem um segredo sobre sua origem, pois, apesar de ter nascido em berço de ouro, Yusuf (Erol Aksoy), seu avô, totalmente contra a relação da filha Hasret (İclal Aydın) e Mehmet Emir (Sinan Albayrak), mentiu à Mehmet dizendo que sua filha havia morrido, a isolou e ocultou sua gravidez. Quando Bahar nasceu, Yusuf a entregou aos empregados da casa, Ilyas (Süleyman Atanısev) e Nuran (Yeşim Ceren Bozoğlu), que juntos de Efsun, a orgulhosa filha do casal, iniciaram uma nova vida junto à doce Bahar.

Bahar torna-se uma jovem otimista e trabalhadora, enquanto sua irmã Efsun (Ceren Moray) cresce totalmente o oposto. Enquanto Bahar faz todo o possível para que sua irmã seja feliz, Efsun só pensa em lhe causar dano e será capaz até mesmo de roubar sua vida. Isso porque, prestes a morrer e atormentado pela culpa, Yusuf decide revelar a verdade ao milionário Mehmet. Porém, em seu encontro com o pai de Bahar, ele revela apenas uma parte do segredo, a existência da criança e não menciona o paradeiro de Hasret. Atés (Keremcem), advogado de Mehmet acidentalmente ouve a revelação e fica intrigado.

Yusuf procura os empregados que criaram sua neta para contar que está decidido a reparar seu erro, mas, morre repentinamente ao discutir com o casal. A partir deste momento, a vida de Bahar e de ambas as famílias começam a mudar, mas, não pelo rumo natural, e sim, provocando uma troca de destinos, pois, de olho na fortuna de Mehmet, Nuran e Ilyas decidem levar a história adiante, mas apresentando a verdadeira filha deles, Efsun, com sendo a filha do rico empresário. Assim, sem saber de nada, Bahar segue com sua vida modesta, enquanto Efsun começa uma nova vida que não lhe pertence. O destino, então, coloca Atés na vida de Bahar e os dois passam a viver juntos inúmeras situações complicadas, mas, marcadas por um intenso romance.

Minha Vida vai ao ar pela Band nesta quarta-feira (17), às 20h50, após o horário reservado à propaganda eleitoral obrigatória.

Os personagens de Minha Vida


BAHAR DEMIRCI ATAHAN (Ezgi Asaroğlu)

É uma jovem de 21 anos, simples, amável e de bons sentimentos. Está sempre preocupada em ajudar aos demais. Mora com o pai Ilyas, a mãe Nuran e a irmã Efsun, aos quais considera sua única família. Sincera e bem-humorada, é uma jovem humilde que gosta de fazer as pessoas felizes. É a verdadeira filha de Mehmet Emir e Hasret, portanto, a neta legítima de Yusuf. 



ATÉŞ GERMAN (Keremcem)

É um advogado bem-sucedido, atraente e seguro de si mesmo. É um dos nomes mais importantes do mundo dos negócios. Está decidido a encontrar sempre a verdade e a proteger Bahar de todos. É o braço direito de Mehmet Emir. Apesar de tudo, não é o que parece ser, tem um segredo escondido no coração. Seus pais morreram quando ele era criança e isso o tornou frio e ambicioso. 



EFSUN DEMIRCI ATAHAN (Ceren Moray)

É a suposta irmã de Bahar. Tem 21 anos e é uma linda jovem, porém atrevida, desleal, egoísta e ambiciosa. Materialista, deseja ter uma vida confortável, sem ter que se esforçar para isso. Rouba a vida de Bahar, se passando por ela, sem qualquer remorso, a fim de conseguir a riqueza, a glória e o glamour que tanto busca. 



MEHMET EMIR ATAHAN (Sinan Albayrak)

É um homem bondoso, bem-intencionado, paciente e disciplinado. Tem 45 anos e administra a empresa da família com muita garra. É o verdadeiro pai de Bahar, mas não sabe a verdade. Trata Efsun como sua filha legítima, até descobrir a verdade sobre sua origem. 



ILYAS DEMIRCI (Süleyman Atanısev)

É o pai biológico de Efsun e pai adotivo de Bahar. É um homem de bons sentimentos, mas se deixa levar pelas vontades e loucuras de sua esposa Nuran. Passou por vários empregos e não conseguiu vencer na vida, por isso, sobrevive com o dinheiro que Yusuf lhe envia para manter Bahar. É um homem emotivo e subjugado pela esposa, pois não consegue expressar seus pensamentos.



NURAN DEMIRCI (Yeșim Ceren Bozoğlu)

É a esposa de Ilyas, mãe biológica de Efsun e mãe adotiva de Bahar. Tem 40 anos, controladora e ambiciosa, está obcecada em sair da pobreza, assim como Efsun, e não importa como. É uma bruxa malvada e amargurada. Acredita que a vida é um jogo muito difícil para os fracos jogarem e que neste mundo há espaço apenas para os poderosos.



SULTAN (Oya Başar)

É a irmã mais velha de Nuran. Tia de Efsun. É uma mulher de temperamento forte, pois convive com ressentimentos e mágoas antigas. Vive com raiva e a razão para isso é a grande dor, frustração e luta que teve que enfrentar em sua vida. 



HASRET ERKIRAN (İclal Aydın)

É a verdadeira mãe de Bahar e a única mulher a quem Mehmet Emir amou na vida. É filha de Yusuf, que a separou da filha recém-nascida logo depois do parto. Todos acreditam que tenha morrido após dar a luz.