quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Bonita e Azarada estreia no +Novelas


Nesta quinta-feira, 20 de novembro, chegou a Angola, às 15h00, e a Moçambique, às 16h00, através do canal +Novelas, substituindo Quero amar-te, a telenovela Bonita e Azarada, uma produção da RTI Producciones, em parceria com a Caracol Televisión e a Telemundo, gravada em 2009, em locações da Colômbia e dos Estados Unidos.

Bonita e Azarada, originalmente intitulada Bella Calamidades, trata-se da adaptação de Lola Calamidades, telenovela original do escritor Julio Jiménez, produzida em 1987. Protagonizada pela reconhecida atriz Danna García e pelo galã Segundo Cernadas, Bonita e Azarada conta, também, com a participação de Adriana Campos, Diana Quijano, Gustavo Angarita, María Helena Döering, Katie Barberi, Rosmery Bohórquez, Tiberio Cruz, Claudia Rocío Mora, Gary Forero, Mimi Morales, Herbert King, Pedro Roda, Daniela Tapia, Santiago Gómez, Pablo Azar, Jonathan Islas, Rodolfo Valdés e Alejandra Miranda.

Com um total de 140 capítulos, dublados em português pelo estúdio Alcateia, do Rio de Janeiro, esta emocionante história que retoma o conto da Cinderela é gravada em alta definição e conta com a direção de Rodolfo Hoyos e Santiago Vargas, roteiro de Iván Martínez e produção executiva de Hugo León Ferrer.


SINOPSE

Em um povoado muito distante havia uma jovem misteriosa a quem todos chamavam de alma penada. As pessoas do povoado pensavam que ela era louca, pois se vestia com trapos e somente era vista pelas noites, quando vagava pelo cemitério, o lugar onde morava. O que ninguém sabia é que essa jovem suja e distraída era a mesma garota que anos atrás havia sofrido muito após a morte de seu pai.

Lola, fugindo do povoado para escapar das garras de Aquiles Barraza, que queria lhe cobrar as dívidas de seu pai, procura refúgio na casa de sua tia Marta, que a maltrata e faz dela sua empregada. Diante do medo e da aversão dos habitantes do povoado, a polícia trata de enviar Lola a um sanatório, onde não poderá incomodar a ninguém. Justamente antes de ser recluída, sua madrinha Lourença de Machado chega para resgatá-la, impedindo que se cometa uma injustiça. Lourença é uma mulher com muito dinheiro, dona das maiores fazendas produtoras de leite da região e mãe de Marcelo, o homem que disputará o coração de Lola.

Lourença oferece teto e proteção a Lola e ela, com sua doçura e nobreza, consegue ganhar o amor de todos, inclusive o de Marcelo. Graças a dedicação de Lourença, a jovem de aparência selvagem se torna uma bela mulher. Mas, a felicidade dos primeiros dias torna-se calamidade. Priscila, a sobrinha de Lourença, está loucamente apaixonada por Marcelo, e, em cumplicidade com sua mãe, Silvana, se dedica a tornar a vida de Lola impossível, inventando todo tipo de histórias para desfazer-se dela.

Lola fica sozinha, desamparada, sem um centavo no bolso e à espera de que alguém a acolha com um pouco de amor e um prato de comida. Para piorar a situação, todos veem Lola como ave de mau agouro. A triste jovem acaba indo morar em uma igreja e depois em um bar de reputação duvidosa.

Sem mais opções, Lola se vê obrigada a cair nas garras de Aquiles Barraza, um monstro de homem que mudará seu futuro. As desgraças vividas, a solidão e o desamor, fazem com que Lola se case com Aquiles, de quem recebe somente humilhações, tornando-se sua escrava.

Mas, a vida dá um giro inesperado quando Aquiles morre e deixa Lola como herdeira absoluta de sua enorme fortuna, tornando-a uma mulher rica e poderosa. Agora, a bela Lola, retorna ao seu povoado para dar uma lição àqueles que fizeram sua vida um mundo de calamidades.


PERSONAGENS

Dolores ‘Lola’ Carrero (Danna García)

Tem 23 anos. Bonita, Dolores, chamada de Lola, é uma jovem que reúne muitas facetas. Sua infância, adolescência e início da juventude estão marcados pelos sofrimentos e pelo ambiente hostil no qual tem vivido. Sua mãe morreu quando ela nasceu e seu pai, José Carrero, tratou de lhe dar amor, bons costumes e muita coragem para viver. Esta é a herança que lhe resta, já que o mineiro não resistiu a uma doença contraída em seu árduo trabalho, deixando-a sozinha e exposta a mil perigos, dos quais ela se salva graças a sua intuição, sua única arma para se defender.

Sendo quase uma garota, Lola foge de Horneros, o povoado onde nasceu, e viaja à capital, buscando ajuda na casa de sua tia Marta Carrero, que não a trata como uma parente, mas, sim, como uma empregada dos serviços. Até certa idade, Lola se mantém muito submissa, aguentando o maltrato e a disciplina férrea com a qual é educada, mas, passados os vinte anos, se rebela e após uma forte discussão com Marta, retorna novamente a Horneros, acreditando ter matado sua tia. Tudo não passa de um acidente, mas o sentimento de culpa a perturba mentalmente e, não encontrando apoio em ninguém, se refugia no cemitério, vivendo como um animal que se esconde de dia e ronda pelas noites.

Obviamente conta com a cumplicidade de Pablo Ávila, o zelador do cemitério, que se compadece dela e lhe permite refugiar-se naquele sinistro ambiente. Durante sua permanência no cemitério, Lola torna-se estranha, suja, despenteada e maltrapilha, não parece um ser humano, mas, sim, um ser estranho que é relacionado com um espírito. Os temores e os falatórios das pessoas a tornam uma alma penada, como é conhecida, até ser descoberta pelas autoridades e obrigada a sair de seu insólito refúgio.

Resgatada por sua madrinha Lourença Barbosa, viúva de Machado, Lola começa a recuperar sua identidade perdida, até tornar-se uma jovem linda e inteligente que sempre pôde ser. A partir de então, tem a oportunidade de conhecer Marcelo Machado, o filho Lourença, que se apaixona por ela. Ela também se apaixona por Marcelo, que será o único e verdadeiro amor de sua vida. Mas, unir-se a ele não será tão fácil, devido à inveja e à defesa dos inimigos que não faltarão em seu caminho, pois é acusada de levar a desgraça aonde quer que vá. Isto não a intimida e longe de acovardá-la continua em frente, enfrentando tudo, até ir morar com um velho pavoroso, que, em vez de ser sua completa perdição, a salva e a leva ao topo do sucesso econômico, com o qual se defende contra todos aqueles que a atacaram.

Lola é doce, secretamente romântica, compreensiva, generosa, tolerante. Quando ama é apaixonada, intensa, ansiosa, suscetível, capaz de entregar sua vida pelos seres amados. Como mulher é valente por natureza, disposta a enfrentar tudo, com muita vontade, com muita coragem, com o temperamento altivo e decidido, que é sua principal defesa. Não é covarde, nem lamuriosa, nem invejosa, nem cobiçadora, nem traidora, nem mal-intencionada.

É alguém extremamente leal com os demais e com seus próprios princípios. Pode se equivocar como todo ser humano, se confundir com o que não conhece, mas sempre está disposta a reconhecer e consertar. Não é capaz de odiar profundamente. Pode acontecer de desprezar ou sentir raiva, mas jamais será capaz de causar dano a ninguém e é por isso que seu complexo de culpa na suposta morte de Marta consegue desequilibrá-la, mas, ao descobrir que a tia está viva, volta a recuperar sua estabilidade emocional.

Em questão de dignidade, é orgulhosa, não gosta de ser humilhada, por mais humilde que seja seu trabalho. É respeitável. Quando se cala não é por covardia, mas, sim, por prudência. Nem é sempre que está triste, nem melancólica; às vezes é alegre, se diverte e quer viver, brincar e cantar, mostrando ao mundo seu direito de ser feliz. É uma jovem muito linda, muito especial, alguém com seu próprio brilho, que se destaca em meio às sombras da desgraça que lhe perseguem sem merecer.


Marcelo Machado (Segundo Cernadas)

Tem 25 anos. De boa estatura, atlético, muito bonito e varonil, reúne todas as qualidades para representar o “príncipe encantado”, mesmo sendo um jovem simples, inimigo das complicações, livre e despreocupado, capaz de enfrentar todas as situações. Mesmo assim, não é perfeito, pelo contrário, se equivoca com frequência, se desagrada e perde o controle quando sente que seus direitos são atacados, mesmo não sendo encrenqueiro. Ele só ataca quando a ocasião o ameaça e faz isso com toda segurança, pois tem boa resistência e força nos punhos.

Marcelo é um jovem privilegiado. Filho único de Lourença. Seu pai morreu em um acidente. É muito bem educado e cresceu sem nenhuma carência. Pode-se dizer que teve de tudo. Em sua infância era gordinho e tímido, situação que o fez vítima de alguns companheiros travessos do colégio onde estudava, como os Galeano, que lhe provocavam.

Ele sabe que é bonito, mas não se utiliza desta vantagem para obter favores das mulheres, que às vezes lhe perseguem com muita insistência, como é o caso de Priscila, que fica obcecada por ele. Mas como não é de ferro, se apaixona como todos e tem suas aventuras, seus romances e suas dores de cabeça, como a que lhe causa Lola, já que por ela cai rendido na armadilha do amor.

É um jovem de bons sentimentos. Não guarda rancores de ninguém. É compreensivo e tolerante, até certo ponto. Tem coisas que não tolera. É alegre e, sem ser extrovertido, não tem timidez. Canta, toca violão e piano, mas não é músico. Decidiu estudar filosofia, mesmo parecendo mais um atleta que qualquer outra coisa. É inteligente e de bom ânimo, gosta muito de sua mãe, dos empregados, de seus amigos e também daqueles que lhe demonstram antipatia, como os Galeano.

Até certo ponto, não tem do que se queixar, mas seu grande problema é a profunda paixão que sente por Lola, por quem se apaixona perdidamente. Em sua luta por ganhar seu amor e convencer a si mesmo que é a mulher que lhe convém, se envolverá em mil e uma situações absurdas, das quais muitas vezes não poderá sair com facilidade.

De caráter forte, sedutor, atraente, amoroso e apaixonado, Marcelo é galã por excelência, capaz de roubar o coração de qualquer mulher, até mesmo o de Lola, mesmo que ela dissimule e lhe faça passar diversos perrengues até cair em seus braços definitivamente.


Priscila Cardona (Adriana Campos)

Tem 26 anos. É prima de Marcelo e sobrinha de Lourença. É linda, porém, mais que isso, tem um corpaço sensacional, que é o seu forte. De excelente aparência, poderia ser mais original, mas com os acessórios que sua mãe a obriga a usar, convencida de que entende muito de modas, se mostra um tanto atrevida e um pouco vulgar. Não se contenta com seus atributos, quer chamar a atenção ainda mais. Priscila não é inteligente. Trata de ser esperta, mas a astúcia não é seu forte na maioria das oportunidades, fazendo-a parecer uma pessoa ingênua e perversa.

Esta senhorita é resultado da educação, ou melhor, da má educação de sua mãe, a senhora Silvana Barbosa, que a mantém convencida de que é uma rainha que merece de tudo, e, às vezes, é preciso descê-la do pedestal e colocá-la em seu devido lugar. Seguindo os maus exemplos da mãezinha detestável, Priscila é ambiciosa, vive de aparências, da boa vida e da comodidade. Obteve de tudo até a morte de seu pai, que perdeu sua fortuna graças a Silvana, sua esposa consumista. Ao ficar na rua, viu-se obrigada a trabalhar em ofícios de baixa remuneração, desde limpadora de pisos, até garçonete em bares de má reputação. No entanto, garante, obrigada por sua mãe, que sempre viveu em um mundo de princesa e que nunca lhe faltou nada.

É orgulhosa, extremamente vaidosa, insensível e mal-intencionada. Sua grande fraqueza são os homens bonitos, com os quais tem se envolvido, contrariando Silvana, que luta com todas suas forças para que agarre um namorado milionário. Quase todos a abandonam, pois seu comportamento é dominante, exigente e asfixiante. Além disso, é muito caprichosa. Quanto mais a desprezam, mais ela gama. É o que acontece com Marcelo Machado, seu primo, por quem se apaixonou desde o primeiro momento, e a quem trata de conquistar descaradamente.

Ela é impulsiva, agressiva, ataca sem medir as consequências e se dá mal constantemente, mas não aprende a lição. Ainda assim, tem mais dignidade que sua mãe e não é uma pessoa má, mas sim equivocada, desorientada e estúpida, pois acredita enganar a todos, quando somente engana a ela mesma.

Priscila é a mais feroz inimiga de Lola Carrero, a quem ela a vê como uma rival insuportável. Talvez ela seja a única pessoa a quem Priscila causaria dano com prazer, por Lola ter conquistado o amor que ela acredita merecer. Entretanto, vive várias situações engraçadas. A clássica vilã que não acerta uma e, levada por seu egoísmo, não enxerga nada além de seu próprio nariz.


Silvana Barbosa de Cardona (Katie Barberi)

Tem 48 anos. Dizer que Silvana é a bruxa perversa deste conto, seria um erro. Como ser humano, esta senhora é um desastre, mas a pobrezinha parece que não tem se dado conta e nunca se dará. Provém de uma classe baixa, talvez não teve muito estudo, mas, como era bonita, conseguiu se casar com um milionário, Jacinto, o falecido irmão de Lourença. O homem era muito mais velho e nada agradável e ela o manipulou à vontade, obrigando-o a desperdiçar sua fortuna em jogos e estupidezes que lhes levaram à ruína.

Deste triste matrimonio restou uma filha, Priscila, a quem Silvana educou a seu modo, tornando-a cúmplice de suas inúmeras aventuras, na tentativa de recuperar o dinheiro que perderam. Ostentando poder, chegou a Paris, cidade onde ficou na rua, sendo obrigada a trabalhar em empregos miseráveis junto a Priscila, até que, cansada daquela vida, decidiu procurar Lourença, sua cunhada, para garantir um refúgio e viver como uma parasita.

Silvana é uma mentirosa compulsiva. Diz mentiras nas quais ela mesma acaba acreditando. É por isso que garante que foi criada em berço de ouro, que viveu como uma rainha na Europa, que é amiga íntima das pessoas mais importante e uma infinidade de fantasias que surgem na sua cabeça. Se passa por refinada e garante saber muito de modas, mas seus gostos são excêntricos, sua inteligência é escassa e, de modas, tem muitas maletas cheias de roupa de origem duvidosa.

Garante falar francês perfeitamente, mas não sabe meia dúzia de palavras e frases com as quais convence aos crédulos que nela confiam. Como é de se esperar, se veste e se maquia extravagantemente, sobretudo para “deslumbrar” ao povoado onde chegou. Silvana é presunçosa, materialista, extremamente superficial e sobretudo inconsciente. Em sua corrida para conseguir luxos e comodidades, não se importa em atropelar a quem seja, sem sentir nenhum remorso, já que não parece gostar absolutamente de ninguém. A sós, trata sua filha muito mal e lhe dá conselhos perversos que qualquer um pensaria em odiá-la. Ela atira a pedra, esconde a mão e ainda se faz passar por vítima.

Algo que realmente ama é o dinheiro. Não há nada, nem ninguém melhor que ele. E em sua ambição desmedida, comete injustiças e erros espantosos. Não há dúvida, Silvana é alguém que chega a ser odiada, mas é digna de pena por sua incrível burrice e por sua falta de juízo para administrar sua vida. É uma vilã que desperta mais risos do que raiva.


Lourença Cardona de Machado (María Helena Doering)

Tem 52 anos. Mãe de Marcelo Machado, é a dona de uma fazenda produtora de leite, a qual lhe ocupa o tempo e é sua grande distração, sobretudo depois da morte de seu esposo em um acidente. Lourença é uma mulher forte, de uma franqueza que beira a grosseria. É alegre, bondosa, sem complicações extremas, compreensiva e carinhosa, mas também muito áspera e agressiva quando se propõe, especialmente com sua grade inimiga: Regina de Galeano, a vizinha que foi sua maior amiga durante muitos anos.

Não perde oportunidade para aproximar-se ao cercado que divide seus terrenos e caçar confusão com ela, na base do grito. No fundo, a verdade é que Lourença gosta muito de Regina, como uma irmã, mas por uma razão misteriosa, ao invés de lhe demonstrar carinho, descarrega toda sua fúria contra ela.

É dinâmica, ágil, vigorosa, monta a cavalo, trabalha como um peão, dá conta do recado sem nenhuma preguiça. Adora suas vacas, pelas quais tem ganhado muito prestígio na região. Também aprecia seus trabalhadores. Finge odiar os filhos de Regina, mas, no fundo, sente carinho.

Se interessa muito pela sorte de sua afilhada, Lola Carrero, a quem trata de proteger, até que entram em jogo os sentimentos de seu filho. Diante do conflito que surge, permite que Lola saia de sua casa e vá para a de Regina e, apesar de tudo, não a descuida, sempre está tomando conta dela.

De bom humor, Lourença é uma senhora justa, que mesmo com as verdades, se compadece da situação de sua cunhada e de sua sobrinha. Sua grande preocupação é a felicidade e a estabilidade de seu filho. É uma mulher de caráter, que esconde seu amor, sua bondade e sua preocupação. Tem a serenidade de uma senhora que adora o campo, a natureza e o carinho que sente para com seu próximo. Está conservada fisicamente, não é nada vaidosa e muito menos se preocupa em parecer bonita. Quase não se maquia, nem veste extravagantemente, ela é simples e natural em todo sentido, por fora e por dentro. E quando quer ser elegante, sabe ser, porque é uma verdadeira dama.


Aquiles Barraza (Gustavo Angarita)

Tem 60 anos, mesmo aparentando muito mais. É um velho misterioso que vive nas montanhas que circundam Horneros. Mora em um casarão em ruínas deixado por sua família, da qual não resta ninguém mais além dele. Seu trabalho é criar e manter seus porcos com as sobras que recolhe nas casas do povoado, onde sempre aparece montado em sua mula, com os tambores e vasilhas.

Aquiles parece um retrato, porque nunca é visto com outra roupa. Sempre usa o velho chapéu, surrado e amassado, que já não sabe qual é a cor, assim como seu agasalho, sua camisa e sua calça que sustenta com uma corda, já que é extremamente mesquinho para comprar um cinto. Tampouco usa sapatos. Usa alpargatas, pois os pés largos e deformados sequer cabem em algum calçado.

Tem uma barba longa e bastante descuidada. Sua aparência fede, de tão suja que é. Nota-se que nunca toma banho e é mais porco que seus porcos. Além disso, é mão-de-vaca ao extremo, o que gasta, gasta com dor no coração e quase nem come para não perder dinheiro. Porém, sobre este indivíduo se contam muitas histórias. Dizem que a família lhe deixou uma imensa fortuna, que possui muitas propriedades e até um tesouro escondido no casarão, mas que ele não gasta um centavo.

De voz rouca, o velho é grosso, baixo e agressivo, sempre está prevenido e preparado para se defender com sua escopeta que sempre o acompanha e com a qual afugenta os intrometidos que se atrevem a aproximar-se de sua morada com a intenção de lhe roubar seu suposto tesouro. É antipático, malicioso, mal-intencionado, ofensivo, definitivamente, um ser indesejado. Não se sabe como os habitantes de Horneros o suportam. O certo é que é uma figura extremamente misteriosa.

Tem muito a ver com Lola, já que é o pai da mãe dela, portanto, Aquiles é o avô de Lola e nunca perdoou sua mãe por ter se casado com um pobre mineiro, José Carrero. Durante um bom tempo o velho parece ser uma pedra no calçado de Lola, mas, após viver com ela, sem se propor, torna-se seu salvador. É alguém que pode ser perigoso, mas que possivelmente esconde um passado secreto que virá à tona quando morrer, deixando Lola como herdeira. O velho dá medo, talvez por isso, a todo momento espanta Priscila.


Regina de Galeano (Diana Quijano)

Tem 56 anos. É a vizinha de Lourença e, assim como ela, tem uma fazenda produtora de leite, a qual administra com alguns trabalhadores e principalmente com seus filhos mais velhos: Romano e Renato. Perdeu seu esposo no mesmo acidente sofrido pelo esposo de Lourença e, desde então, tornaram-se inimigas de mentirinha. Sempre que pode, caminha até o cercado que divide as propriedades para bater boca com Lourença, por quem sente carinho como sua mais querida irmã, mesmo que negue garantindo que a detesta.

Como Lourença, parece gostar dessas batalhas que não passam dos insultos. É uma senhora robusta, talvez não tão ágil como Lourença, mas também muito trabalhadora, pois lhe tocou lutar com unhas e dentes para manter a fazenda e seus quatro filhos: Romano, Renato, Ricardo e René, aos quais trata militarmente, para discipliná-los. Regina é uma excelente mãe e por seus filhos é capaz de tudo na vida, mas, às vezes, exagera em sua severidade e os rapazes, naturalmente, se rebelam ou fazem alguma desordem.

É uma senhora culta, com bons conhecimentos, mas não é sofisticada, nem delicada, nem ao menos diplomática. Em sua franqueza também se identifica com Lourença. Também não seria capaz de causar dano a ninguém, nem ao seu pior inimigo. É uma mulher justa, bondosa, carinhosa, mas também autoritária, muito segura de si, exigente e durona. Com ela todo mundo sabe que deve andar na linha, pois não é pessoa de segundas intenções, nem se dá ao trabalho de disfarçar seus gostos ou desgostos.

Não quer se passar por fina, nem por importante, mas, tratando-se de seus filhos, exagera nas qualidades. Para ela, não existem homens mais íntegros, mais inteligentes, nem mais fortes, nem mais destacados que seus quatro filhos e sempre quer colocá-los no alto, na frente e acima de todos. É incansável. Vive trabalhando, dirigindo e enfrentando conhecidos e estranhos para conservar a ordem. Como Lourença, é muito natural e se arruma o necessário, não exagera na maquiagem, nem nos penteados, nem se esforça por se parecer bonita. Tudo isso a torna descuidada.


Romano Galeano (Tiberio Cruz)

Tem 26 anos. É o mais velho dos filhos de Regina. É um jovem atlético, bom moço, mas um pouco orgulhoso. Sabe que é um dos galãs do povoado e não desperdiça oportunidade para paquerar a todas as garotas bonitas que apareçam na sua frente. É um pouco convencido, soberbo e pretensioso, mas não é má pessoa, pelo contrário. Renunciou aos seus estudos na capital e preferiu continuar vivendo no povoado, ajudando na fazenda e a sua mãe, a quem respeita muitíssimo.

Este rapaz é um tanto ingênuo para sua idade, mas isso devido à severidade com a qual tem sido educado. No entanto, não deixa de ser o valentão do povoado, aquele que se compara com todos e em tudo quer sair ganhando. Ama seus irmãos, assim como sua mãe. É um pouco agressivo e quando procuram briga, a encontram nele. Tem certo humor e às vezes é terno e bastante carinhoso. Porém, sabe que é o mais velho dos Galeano e deve estar à altura dessa honra.

Guarda certa rivalidade com Marcelo Machado, mas não o odeia. No fundo, gosta dele como se fosse um de seus irmãos. Mas, como os dois estão apaixonados por Lola, vivem com problemas. O rapaz é apaixonado, sexy, provocador, mas tem bons sentimentos e é gente de bem. Seria incapaz de cometer um ato precipitado. Quando se equivoca reconhece seu erro e trata de corrigi-lo. É responsável e trabalhador. É um galã que está enfeitiçado pelos encantos de Lola.


Renato Galeano (Pablo Azar)

Tem 23 anos. É o segundo dos filhos de Regina. Quase sempre anda com Romano, seu irmão mais velho, a quem acompanha em suas aventuras amorosas, brigas e travessuras juvenis. Tem boa disposição, mas é menos atlético que Romano, como também é menos pretensioso. Tem certo sucesso com as garotas, mas não chega a ser exibido, nem tão convencido. É um bom rapaz, trabalhador, obediente em seus deveres, amante de sua família, um pouco romântico e muito sonhador. Isso é algo que mantém em segredo, ainda que às vezes deixe escapar.

Como todos os jovens, tem enfrentamentos com sua mãe e seus irmãos, às vezes, tem mal caráter, mas em termos gerais é um rapaz pacífico, ainda que em algumas ocasiões aparente ser o valentão para se colocar ao nível de seu irmão mais velho. Também tem muito humor. É um cara simpático e como quase todos os que conhecem Lola, acaba se interessando por ela.


Ricardo Galeano (Jonathan Islas)

Tem 17 anos. É o terceiro filho de Regina. Um dos pequenos como os chama Regina, que vê seus filhos como bebês. Este rapaz é cantor do coral da igreja e dá uma de barítono, ainda que seja apenas um pintinho para comportar-se como um galo. É o mais vaidoso dos Galeano. Gosta de se arrumar, se manter bem vestido, bem penteado, estar elegante e sentir-se alguém muito especial, convencido de que sua voz é maravilhosa e encanta a todos.

Como todo artista, é romântico, perfeccionista, guerreiro, desconfiado. Se sente o preferido de sua mãe e usa muito esta vantagem para se destacar no restrito círculo social de Horneros. Se interessa muito por Lola, a defende e acredita estar apaixonado por ela. Convive muito com seu irmão mais novo, René, e tem diferenças com seus irmãos mais velhos, seja pela idade ou por questões de autoridade e importância. Ainda assim, não deixa de ser um garoto travesso, ainda que aparente certa compostura que o diferencia de seus demais irmãos.

René Galeano (Santiago Gómez)

Tem 15 anos. É o mais novo dos Galeano. É o gênio da família, o grande orgulho de Regina, que sonha vê-lo convertido em um grande cientista. E isso porque o rapazinho não para quieto em nenhum momento. Parece um louquinho inventando máquinas e aparelhos doidos, que quase sempre acabam causando alguma explosão, aterrorizando os que estão por perto. Como todo gênio, é distraído e quando não está estudando, quase sempre vive trancado em seu laboratório, dedicado às fenomenais criações que até o momento não deram resultados positivos, mas o garoto não se acovarda e segue em frente, empenhado em sua tarefa.

Seus irmãos mais velhos o consideram um perigo. O único que lhe entende é Ricardo, ainda que às vezes saiam na briga, já que René é encrenqueiro. É muito exigente e não se dá muito bem com seus irmãos mais velhos. Isso não quer dizer que não goste deles. Na verdade, os quatro se gostam e são muito unidos, ainda que tenham seus probleminhas, como ocorre em todas as famílias.

O gênio ainda é um garoto e suas responsabilidades são poucas. Parece interessar-se mais por suas criações do que por coisas do amor, algo que desconhece, mas gostaria de conhecer através de Lola, a quem ingenuamente pretende conquistar.


Juana Palomino (Claudia Rocío Mora)

Tem 45 anos. É a empregada de confiança de Lourença e a mais antiga. Juana é gordinha, boa trabalhadora, muito responsável e muito leal com Lourença e com Marcelo, a quem conhece desde muito pequeno, mas tem um grave defeito e é sua insegurança. Pensa que podem substitui-la, ou que pode perder sua importância, e isso a leva a cometer sérias injustiças e erros com Lola, a quem prejudica gravemente com as histórias descabeladas que inventa e que começam a invadir o povoado.

Além disso, é supersticiosa, digna filha de uma feiticeira de circo, a quem menciona a todo momento para parecer importante. Sem se propor, talvez, destrói a reputação de Lola, torna-se desconfiada e atenta contra ela. Mais tarde, reconhecerá seus erros e voltará a ser a empregada agradável que foi no começo, antes da chegada de Lola, por quem aprenderá a sentir grande carinho. Não é uma pessoa de maus sentimentos, mas seu comportamento equivocado a faz inimiga de Lola.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

sábado, 15 de novembro de 2014

Os dubladores de A cor da paixão


Recentemente produzida por Roberto Gómez Fernández para a Televisa, no México, A cor da paixão é uma telenovela original de José Cuauhtémoc Blanco e María del Carmen Peña, protagonizada por Esmeralda Pimentel e Erick Elias. Dublada em português pelo estúdio Alcateia, do Rio de Janeiro, sob a direção do ator e dublador Rodrigo Antas, a atração chegou no início deste mês a Angola e Moçambique, através da Zap Novelas. O elenco é integrado por Claudia Ramírez, René Strickler, Eugenia Cauduro, Helena Rojo, Arcelia Ramírez, Ximena Romo, Mariano Palacios, Patricia Reyes Spíndola, Alfonso Dosal, Luis Couturier e Luis Gatica, entre outros, além da participação especial de Ariadne Diaz, Michelle Renaud, Ana Isabel Torre, Horacio Pancheri, Rodrigo Massa, Fernanda Arozqueta, Claudio Rocca, Ramón Valera e Nuria Gil na primeira fase da história. A seguir, confira alguns dos dubladores que emprestam suas vozes à versão brasileira de A cor da paixão:


Priscila Amorim: Esmeralda Pimentel (Lúcia Gaxiola Murillo)

Raphael Rossatto: Erick Elías (Marcelo Escalante Fuentes)

Miriam Ficher: Claudia Ramírez (Rebeca Murillo de Gaxiola)

Marco Antônio Costa: René Strickler (Alonso Gaxiola Beltrán)

Mariangela Cantú: Eugenia Cauduro (Madalena Murillo)

Érika Menezes: Ximena Romo (Nora Gaxiola Murillo)

Duda Espinoza: Moisés Arizmendi (Amador Zúñiga)

Carla Pompilio: Marañón (Brígida de Zúñiga)

Jorge Lucas: Pablo Valentín (Mário Hernández)

Sarito Rodrigues: Isaura Espinoza (Clara Rosales)

Geisa Vidal: Helena Rojo (Milagres Fuentes de Valdívia)

Reinaldo Pimenta: Luis Couturier (Nazário Treviño)

Marcos Souza: Mariano Palacios (Rodrigo Zúñiga)

Marly Ribeiro: Angelina Peláez (Rafaela)

Christiane Louise: Gloria Izaguirre (Teresa ‘Tere’)

Sabrina Miragaia: Ilse Ikeda (Letícia ‘Lety’ Ezquerra)

Roberta Nogueira: Arcelia Ramírez (Sara Ezquerra)

Mabel Cezar: Natalia Guerrero (Daniela Suárez)

Fernando Lopes: Mauricio Abularach (Sergio Mondragón)

Paulo Vignolo: Alfonso Dosal (Frederico Valdívia Fuentes)

Angélica Borges: Ariadne Díaz (Adriana Murillo de Gaxiola)

Mckeydi Lisita: Horacio Pancheri (Alonso - Jovem)

Adriana Torres: Michelle Renauld (Rebeca - Jovem)

Fernanda Crispim: Ana Isabel Torre (Madalena - Jovem)

Léo Martins: Rodrigo Massa (Amador - Jovem)

Fabíola Martins: Fernanda Arozqueta (Brígida - Jovem)

José Leonardo: Claudio Rocca (Mário - Jovem)

Lina Mendes: Nuria Gil (Clara - Jovem)

Coração indomável estreia na Netflix com dublagem brasileira


Neste feriado de sábado, 15 de novembro, chegou ao catálogo da Netflix a telenovela Coração indomável, uma produção da Televisa, protagonizada por Ana Brenda Contreras e Daniel Arenas. Remake de Marimar, realizada por Verónica Pimstein, em 1994, esta nova versão produzida por Nathalie Lartilleux conta com as atuações de Elizabeth Álvarez, René Strickler, Isadora González e Ingrid Martz, além da participação especial de atores como Ignacio López Tarso, César Évora e María Elena Velasco.

Em 162 capítulos, dublados em português pelo Studio Gabia, de São Paulo, o assinante do serviço de streaming Netflix poderá acompanhar a história de Maricruz, uma jovem órfã de mãe, pobre e criada por seu avô, que vive em meio a natureza, nas proximidades da bela fazenda dos Narváez. Para Maricruz, a vida parece perfeita. Ainda que desconheça seu pai, vive feliz com sua grande inocência e alegria. Porém, tudo mudará ao conhecer Octavio e apaixonar-se por ele. A vida colocará difíceis barreiras para superar: a perda de seu grande amor, a morte de seu avô, as constantes humilhações de Lúcia e Miguel e o reencontro com seu pai. Agora, somente com um coração indomável, ela poderá enfrentar seu novo destino.


SINOPSE

Maricruz Olivares (Ana Brenda Contreras) vive com Seu Ramiro (Ignacio López Tarso), seu avô materno, e com Soledad (Gaby Mellado), sua irmã mais nova, surda-muda, a quem Seu Ramiro encontrou abandonada ainda bebê. Maricruz não sabe que é filha de Alejandro Mendoza (César Évora), um homem milionário, de nobres sentimentos.

A fazenda Narváez está hipotecada devido à má administração de Miguel (René Strickler), o irmão mais velho de Octavio (Daniel Arenas), que, após ter ficado sem trabalho, chega à fazenda disposto a vender as terras. Octavio surpreende Eusébio (Carlos Cámara), seu capataz, maltratando Maricruz, a quem trata de defender. Deste dia em diante, Octavio fica fascinado por sua beleza.

Octavio fica enfurecido quando percebe a maldade com a qual Lúcia (Elizabeth Álvarez), sua cunhada, trata Maricruz, por isso, para lhe dar uma lição, decide casar-se com a humilde jovem. Esther (Elizabeth Valdez), prima de Lúcia, a ajuda para que Maricruz enlouqueça.

Octavio recebe uma oferta de trabalho como piloto, mas antes de partir encarrega Miguel de dar a Maricruz sua parte das terras; este promete cumprir o pedido e Octavio vai embora confiante. Lúcia e Esther armam uma armadilha para Maricruz e a mandam à prisão. Ao sair de lá, descobre que um incêndio acabou com a vida de seu avô, o que ela não sabe é que tudo foi obra de Lúcia.

Maricruz vai para a capital e consegue trabalho como empregada na casa de Alejandro, seu pai; sendo que nenhum dos dois conhece o laço que os une. Alejandro faz dela uma dama da sociedade e lhe confia a administração de seus negócios, especialmente do barco-cassino em Ilha Dourada. Maricruz tem que enfrentar Carola (Rocío Banquells) e Raiza (Ana Patricia Rojo), irmãs elegantes e ambiciosas que mantêm seu conforto esbanjando a fortuna de Alejandro.

Teobaldo (Manuel Landeta), o mordomo de Alejandro, descobre que Maricruz, na realidade, se chama Alejandra Mendoza Olivares e como Alejandro sofre de uma doença cardíaca, decide não lhe revelar que é sua filha, mas conta a Maricruz e ela recebe a notícia com agrado.

Miguel informa seu irmão que Maricruz desapareceu após a morte de seu avô. Octavio chega ao barco-cassino para se divertir, mas não consegue se esquecer de Maricruz, sem imaginar que a elegante Alejandra Mendoza, administradora e principal anfitriã do cassino, é na realidade sua esposa.

Octavio inicia uma relação com Alejandra, impressionado pela grande semelhança com sua esposa. Maricruz lhe esconde que está grávida e dá a luz a uma bela menina. Em pouco tempo, a saúde de Alejandro se agrava e Maricruz lhe confessa que é sua filha; ele morre em paz e reconciliado com ela.

Maricruz continua brincando com sua dupla personalidade e consegue que Octavio morra de amor por ela, até que lhe arranca a confissão de que está arrependido por ter abandonado Maricruz. Nesta ocasião, ela, que já havia acumulado uma grande fortuna, compra a fazenda dos Narváez e realiza seu desejo de humilhar Miguel e Lúcia.

Maricruz e Octavio colocarão a prova seu amor e descobrirão se juntos podem corrigir os erros do passado e começar uma nova vida junto a sua filha.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Os dubladores de O que a vida me roubou


Estrelada pelo casal do momento, Angelique Boyer e Sebastián Rulli, O que a vida me roubou é uma telenovela produzida por Angelli Nesma, em 2013, para a Televisa. Trata-se da versão livre de uma história de Caridad Bravo Adams, a qual já foi adaptada para a televisão em duas ocasiões, Bodas de odio, em 1983, produzida por Ernesto Alonso, e Amor real, em 2003, produzida por Carla Estrada. Dentre os principais atores desta recente versão, destacam-se Luis Roberto Guzmán, que celebra sua volta às telenovelas, Daniela Castro, Sergio Sendel, Grettell Valdéz, Rogelio Guerra, Eric del Castillo, Gabriela Rivero, Carlos de la Mota, Alberto Estrella e Ana Bertha Espín. Dublada em São Paulo, pelo Studio Gabia, o melodrama estreou em maio deste ano em Angola e Moçambique, onde é exibida através da Zap Novelas. A seguir, conheça alguns dos dubladores brasileiros que emprestam suas vozes aos personagens de O que a vida me roubou:


Fátima Noya: Angelique Boyer (Montserrat Mendoza Giacinti)

Nestor Chiesse: Sebastián Rulli (Alejandro Almonte Domínguez)

Henrique Reis: Luis Roberto Guzmán (José Luis Álvarez / Antonio Olivares)

Leila Di Castro: Daniela Castro (Graciela Giacinti de Mendoza)

Caio Guarnieri: Osvaldo Benavides (Dimitrio Mendoza Giacinti)

Glauco Marques: Sergio Sendel (Pedro Medina)

Tarsila Amorim: Gabriela Rivero (Carlota Mendonza)

Rosangela Mello: Alejandra Procuna (Dominga)

Samira Fernandes: Margarita Magaña (Esmeralda Ramos)

Cristina Rodrigues: Ana Bertha Espín (Rosário Domínguez)

Leticia Ida: Grettell Valdéz (Maria Zamudio)

Henrique Canales: Alberto Estrella (Juventino Zamudio)

Léo Caldas: Carlos de la Mota (Refúgio Solares)

Claudio Satiro: Eric del Castillo (Padre Anselmo)

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Chamada de estreia de La chúcara na TVN

Confira a chamada de estreia de La chúcara, anteriormente conhecida como La intrusa:



Chamada de estreia da telenovela Bonita e Azarada no +Novelas



terça-feira, 11 de novembro de 2014

Voltea pa’ que te enamores estreia no Equador


Realizada pela Venevision Productions em aliança com a Univision Studios, a adaptação estadunidense homônima da telenovela Voltea pa’ que te enamores, realizada e transmitida originalmente pela Venevision, em 2006, estreia nesta terça-feira, 11 de novembro, às 14h30, através da emissora TC ‘Mi Canal’, no Equador.

Protagonizada por María Elena Dávila e Pedro Moreno, este remake é inspirado na obra original da renomada dramaturga Mónica Montañés e adaptado pela escritora Nora Sánchez-Alemán. Em seu elenco destacam-se as atuações de Cristina Bernal, Frances Ondiviela, Cecilia Gabriela, Harry Geithner, Fernando Carrera, Roberto Matheus, Victor Cámara, Lupita Ferrer, Eduardo Serrano, William Valdez, Nastasha Domínguez, Maite Embil, Adrian Di Monti, Mariet Rodriguez, Mijail Mulkay, Ariel López Padilla, Mauricio Mejías e Alfredo Huereca, entre outras grandes figuras.

Voltea pa’ que te enamores é ambientada em uma cidade cosmopolita e cheia de vida, onde todos os dias se cruzam centenas de histórias. Uma delas é a de Matilda (María Elena Dávila), uma jovem bonita, alegre, sonhadora, criativa e decidida a tornar-se uma grande arquiteta. Para isso, está a procura de uma boa universidade, mas sua situação econômica não é das melhores.  Matilda trabalha em uma cafeteria, tipo Starbucks, em uma das esquinas mais movimentadas da cidade, por onde todos os dias passa a caminho de seu trabalho o jovem arquiteto Rodrigo Karam (Pedro Moreno).

Matilda gosta tanto dele que já o chama de “noivo”, mas ele, sempre apressado e grudado no celular, nem a nota... Mas, um belo dia, dá uma volta e ao vê-la até mesmo sorri, o que faz com que Matilda se derreta de amor. Rodrigo e Matilda iniciam uma relação platônica, na qual ambos, entre uma brincadeira e outra, se tratam de “noivos”, mas vão se gostando tanto que a coisa vai se tornando séria e quando menos esperam já estão perdidamente apaixonados.

O pior é que Rodrigo já tem uma noiva, Felicia (Nastasha Domínguez), que não pensa em soltá-lo por motivo algum. O que ela não sabe é que Matilda não é sua única rival. Há também Arantza (Lorena Gomez), sua “melhor amiga” e companheira de trabalho nas Empresas Karam.

Voltea pa’ que te enamores é uma telenovela que reflete nitidamente as experiências cotidianas de milhares de pessoas presas na complexidade do amor, assim como acontece com a maioria dos personagens desta história, que ao enfrentar os seus problemas do dia-a-dia e as responsabilidades da vida, não enxergam o amor e a felicidade que estão a sua frente. Muitas coisas deverão acontecer para que cada um destes personagens encontre o caminho que lhes corresponde, mas algo sim é garantido: cada um deles acabará se dando conta de que o amor é muito mas fácil de se encontrar do que pensavam, é só uma questão de dar a volta e se apaixonar.


Confira o trailer de Voltea pa’ que te enamores:



Trailer de Dueños del paraíso


Kate del Castillo, lembrada no Brasil por sua atuação no melodrama A mentira, ao lado de Guy Ecker, e na telenovela juvenil Garotas bonitas, volta à televisão, após o sucesso de A rainha do Sul , como a protagonista de Dueños del paraíso, a nova série da Telemundo, em parceria com a Televisión Nacional de Chile, que vem sendo gravada há várias semanas em Miami.

Baseada em uma história original de Pablo Illanes e inspirada nos acontecimentos transcorridos durante a época dourada do narcotráfico em Miami, na década dos anos 80, Dueños del paraíso narra a vida de Anastasia Cardona, uma mulher sem inocência alguma, com uma vida marcada pela violência e pela pobreza.

Traumatizada pelos acontecimentos de uma vida difícil e a fim de vingar a traição de um marido com quem pensava tornar realidade todos seus sonhos, Anastasia encontrará nos negócios ilícitos de seu marido a riqueza que sempre sonhou. Sua sede de poder a levará a não respeitar limite algum na hora de escolher suas vítimas. Disposta a tudo para derrotar seus inimigos, Anastasia conhecerá os dissabores da traição e a impossibilidade de viver o verdadeiro amor.

O elenco que acompanhará Kate del Castillo em Dueños del paraíso é integrado por Adriana Barraza, Jorge Zabaleta, José María Torre, Miguel Varoni, Tony Dalton, Ximena Duque, Alberto Jiménez, María Elena Swett, Tiago Correa, Guillermo Quintanilla, Sofía Lama, Géraldine Bazán, Juan Pablo Llano, Pepe Gámez, Gabriel Valenzuela, Andrea López, Ariel Texidó, Margarita Muñoz, María Luisa Flores, Yuly Ferreira, Ana Osorio, Jorge Hernández, Beatriz Monroy, Rachell Vallori, Alberto Mateo, Daniela Wong e Maxi Iglesias, entre outros.

Dueños del paraíso conta com a produção executiva de Joshua Mintz e a supervisão dos produtores David Posada e Gemma Lombardi.


Confira o trailer de Dueños del paraíso:



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Windeck estreia na TV Brasil


Nesta segunda-feira, 10 de novembro, às 23h00, a TV Brasil estreia Windeck - Todos os tons de Angola, a primeira telenovela africana a ser exibida em nosso país. Produzida em 2012 pela Semba Comunicação, a teledramaturgia foi escrita por Miguel Crespo, Coréon Dú, Isilda Hurst, Joana Jorge e Andreia Vicente, com direção de Sérgio Graciano. A obra já foi exibida pelos canais TPA (Angola), RTP1 (Portugal) e Zap Novelas (Angola/Moçambique), recebendo boas críticas e aceitação do público.

Com um elenco formado por estrelas da dramaturgia angolana, a telenovela é ambientada na Luanda dos dias de hoje. A trama gira em torno de dilemas da vida moderna, como a ascensão social, que fazem com que as personagens constantemente tenham que optar entre a ética e a ambição desmedida. O pano de fundo para o desenrolar da história é o ambiente da redação de uma revista de estilo, a Divo, onde reinam conceitos como beleza, glamour e sonhos.

Windeck também celebra as cores, os sabores, a musicalidade e a força da cultura angolana e apresenta temas socialmente relevantes para aquele país e para o Brasil, como a violência doméstica e as doenças sexualmente transmissíveis.

A telenovela chega à televisão pública brasileira com o apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República (SEPPIR/PR), numa conjugação de esforços com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), gestora da TV Brasil, para ações de comunicação pública, produção e difusão de conteúdo audiovisual, com o objetivo de dar visibilidade a representações positivas da pessoa negra. A parceria entre a SEPPIR/PR e a EBC foi firmada no âmbito da Década Internacional dos Afrodescendentes, declarada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para ser celebrada entre janeiro de 2015 e dezembro de 2024.

No elenco de Windeck destacam-se as atuações de Ailsa da Conceição, Celso Roberto, Celma Pontes, Clélio Márcio, Dennis Fonseca, Edusa Chindecasse, Enoque Caracol, Eric Santos, Ery Costa, Fredy Costa, Grace Mendes, Helena Moreno, Henesse Cacoma, Joel Benoliel, Lélis Twevekamba, Marta Faial, Mendes Lacerda, Micaela Reis, Nádia Silva, Pedro Martins, Rocco Pitanga, Rui Santos, Solange Hilário, Vanda Pedro, Tânia Burity e Yolanda Viegas.


SINOPSE

Victória é uma mulher sensual que vem de Moxico e é capaz de tudo para subir na vida. Em Luanda vai viver na casa da irmã, Ana Maria, que é fotógrafa na Divo e muito diferente dela: honesta e trabalhadora, tem uma vida sossegada, até o dia em que Victória aparece. Para esta mulher ambiciosa, tudo não passa de um jogo de interesses para conseguir riqueza e poder. O seu alvo está escolhido: o filho do dono da Divo, Kiluanji, que quer conquistar para enriquecer.

O dono da revista é Xavier, um empresário de sucesso, arrogante e prepotente que acredita poder comprar todas as pessoas que o rodeiam. Tem confiança na sua filha, Luena, uma mulher glamourosa e determinada que se torna chefe da Divo. Já com o irmão, Xavier tem uma relação muito conflituosa. Wilson é um homem honesto, dedicado aos filhos Lukeny e Lwejy, e com muita paciência para Ofélia, a sua mulher ambiciosa que vive das aparências.

Quem torna a vida de muitos num inferno é a produtora de moda, Rosa Bettencourt, uma mulher que só pensa em ter poder de forma fácil. Para isso conta com a ajuda da filha Kássia, formando assim uma dupla de oportunistas dispostas a tudo para enriquecer. Ao perceber o interesse de Victória em Kiluanji, Rosa elabora um plano para Kássia o seduzir, e começa assim a guerra entre Victória e Kássia. O que as duas não esperavam é que ele e a humilde Ana Maria estivessem apaixonados.

Na Divo trabalha ainda Artur, o diretor financeiro, um homem responsável e muito diferente de Henda, o jornalista que quer enriquecer seduzindo uma mulher rica. E para tornar todos mais bonitos, a maquiadora Mariza é a mais indicada.

Esta é também a telenovela das tradições e dos sabores angolanos, uma história de pessoas reais. É na empresa de catering Mufete que Nazaré cozinha deliciosas receitas, um negócio criado pelo filho, Yuri, e o seu sócio italiano, Giorgio. Também eles querem ter sucesso e triunfar na vida, mas com trabalho honesto e longe dos esquemas fáceis.


PERSONAGENS

Ofélia Voss (Tânia Burity)

Tem 40 anos. É extravagante, impaciente, interesseira e adora uma boa fofoca. Acha o marido, Wilson, um banana e quer que ele tenha uma profissão com mais destaque. Ofélia sonha ser rica e aceite na alta sociedade angolana e é capaz de tudo para manter a aparente riqueza. Com os filhos Lukeny e Lweji tem uma relação conflituosa e muito exigente, uma vez que os vê como um investimento para triunfar.


Wilson Voss (Eric Santos)

Tem 43 anos. É um homem afável que se dá bem com todos e faz tudo para ajudar. Com o seu irmão, Xavier, mantém uma relação conflituosa, e toma sempre o partido de Kiluanji nas discussões entre pai e filho. Elegante e simples, Wilson lida com as manias da sua mulher, Ofélia, e não consegue se impor a ela. No fundo o que quer é ter uma vida tranquila. Depois de ser roubado por um sócio vai trabalhar na Divo, mas numa função aquém das suas capacidades, como responsável do armazém da revista.


Lukeny Voss (Clélio Márcio)

Tem 12 anos. É um rapaz traquina, divertido e cheio de energia. A mãe, Ofélia, insiste para que se vista com elegância, mas ele prefere um estilo mais kudurista. Gosta de pregar peças na família e nos colegas, em especial na irmã, Lweji.


Lweji Voss (Ailsa Conceição)

Tem 15 anos. Está disposta a deixar de estudar para apostar numa carreira como modelo profissional, o que gera grandes conflitos com Wilson, o seu pai. Enérgica e decidida, com o irmão, Lukeny, perde a paciência com facilidade. Lweji é determinada e capaz das maiores loucuras por amor.


Xavier Voss (Ery Costa)

Tem 47 anos. Tem várias empresas e é o dono da revista Divo. Xavier é um homem de negócios bem-sucedido, conhecido pelo seu caráter implacável. É atraente e sedutor mas também arrogante e prepotente, pois gosta de humilhar quem o rodeia. Considera o irmão, Wilson, um fracassado. A única pessoa que trata de forma mais afável é a filha, Luena. Gosta de impressionar as mulheres com frases românticas e acredita que todos têm um preço. É um mulherengo e o seu lado sedutor é a grande razão de conflitos com o filho.


Luena Voss (Edusa Chindecasse)

Tem 25 anos. Bonita e elegante, trabalha como chefe da Divo. Dedica-se com rigor ao trabalho e espera o mesmo dos outros. A irmã de Kiluanji esconde um segredo que a leva a manter os outros à distância. Sente-se um pouco só, mas sabe que se alimentar o medo que os outros têm dela, não vão se meter na sua vida.


Tchyssola Paim (Marta Faial)

Tem 23 anos. É designer, adora a sua profissão e quando se envolve num projeto o faz com todo o empenho. A sua família é angolana, vive em Londres e tem grande orgulho das suas raízes. É lésbica assumida e namora com Luena há dois anos. Vai a Luanda conhecer a família da namorada a pedido dela e não quer esconder-se. É muito frontal, o que lhe traz alguns problemas.


Kiluanji Voss (Celso Roberto)

Tem 28 anos. É um dos responsáveis da revista Divo. É profissional e competente. Reconhece o empenho e o trabalho de quem o rodeia e é um chefe justo e compreensivo. É um homem bonito e elegante, charmoso e cavalheiro. Tem uma relação muito conflituosa com o pai, Xavier Voss, e sente grande carinho pelo tio, Wilson. Kiluanji é rico, bonito, procura a mulher ideal e não gosta de quem se aproxima dele por dinheiro. Victória e Kássia conseguem enganá-lo a ponto de ele não perceber as suas intenções interesseiras. Kiluanji tem uma paixão por Ana Maria. Sonha um dia comprar a revista ao pai e conquistar a mulher da sua vida.


Ana Maria Kajibanga (Nádia Silva)

Tem 27 anos. É fotógrafa na revista Divo. Adora o que faz. Nas relações profissionais, ao contrário da sua vida pessoal, é dura e frontal, não admitindo falhas. Ana Maria é uma mulher bonita, simpática e simples, sempre pronta para ajudar os outros. Passou por várias desilusões amorosas, o que a levou a ficar com receio no amor. Vive uma paixão secreta por Kiluanji mas sofre em silêncio. É ingénua e não percebe como a irmã Victória a manipula.


Victória Kajibanga (Micaela Reis)

Tem 24 anos. É uma mulher bela, sensual e provocante que não se importa com os meios para atingir os fins. É ambiciosa e sem escrúpulos, capaz de tudo para chegar onde quer. Fria e determinada, os seus esquemas são constantes. Manipuladora, só pensa em enriquecer e ter poder, por isso quer conquistar o jovem herdeiro Kiluanji Voss. Para Victória o amor é só um meio para atingir a riqueza. É a irmã mais nova de Ana Maria e não podiam ser mais diferentes.


Kássia Bettencourt (Solange Hilário)

Tem 22 anos. É a filha de Rosa. Usa a sua sensualidade para conseguir o que quer dos outros. Manipuladora e ambiciosa, Kássia é uma mulher atrevida e fútil, que seduz os homens e despreza as mulheres por considerá-las adversárias. Ajuda a mãe no objetivo de conquistar Kiluanji, de forma a alcançar a boa vida com que sempre sonhou.


Rosa Bettencourt (Grace Mendes)

Tem 42 anos. É a produtora de moda da Divo. É ambiciosa, perversa e autoritária. O seu objetivo é ser chefe da revista, mas para isso tem de tirar a exigente Luena do caminho. Interesseira, Rosa quer que a filha case com Kiluanji. No passado teve um caso com Xavier Voss, mas o único amor verdadeiro que sente é pelo dinheiro e pelo poder.


Henda Salvador (Joel Benoliel)

Tem 25 anos. É o jornalista da revista Divo. Vê o trabalho como um meio para atingir um fim: conhecer e casar com uma mulher rica e poderosa, para não ter que trabalhar mais. Finge ser amigo de todos mas só pensa em si mesmo. Divide a casa com Artur, o diretor financeiro da Divo. Henda é cavalheiro, sedutor, extrovertido, cínico, irresponsável e tem uma vida amorosa muito preenchida.


Artur Domingos (Fredy Costa)

Tem 28 anos. É o diretor financeiro da revista Divo. É elegante, competente e empenhado. Um homem frontal e transparente que diz sempre o que pensa. Artur é gay assumido, mas muito assediado pelas mulheres. Espera o dia em que conheça um homem que o faça feliz e goste de viver num mundo sem preconceitos.


Sebastião Domingos (Mendes Lacerda)

Tem 27 anos. É o primo de Artur é o oposto dele. Chegou e provocou logo problemas numa festa da revista Divo, de tal forma que foi parar à prisão. Foi ali que decidiu criar uma nova igreja, a Igreja Global do Novo Horizonte, como forma de conseguir dinheiro de forma fácil. Comunicativo, tem uma postura calma e de grande compreensão com os que o rodeiam, sendo visto como uma espécie de confessor, com quem partilham os maiores problemas.


Mariza Lemos (Helena Moreno)

Tem 25 anos. É a maquiadora da revista Divo. Sente-se realizada com o que faz. Intuitiva, é boa para perceber o verdadeiro caráter das pessoas. Depressa percebe que Victória se trata de uma fingida com sede de riqueza. Apaixonada por Jorge, junto dele é feliz e diz o que pensa em defesa dos que ama.


Nadir Pedro (Henesse Cacoma)

Tem 24 anos. É a recepcionista da revista Divo. Adora o seu trabalho e faz de tudo para mantê-lo. É simpática, esforçada, profissional, tenta ser prestável e simpática com todos e aguentar os esquemas dos que a rodeiam.


Yuri Massano (Dennis Fonseca)

Tem 22 anos. Trabalha como modelo, juntando algum dinheiro para abrir um negócio de catering, o Mufete. Assim consegue também garantir o seu futuro e ajudar os pais, que têm uma situação financeira complicada. Yuri é descontraído e simpático mas não se deixa enganar. É cobiçado por muitas mulheres, mas apaixona-se pela errada.


Giorgio Rufatto (Rui Santos)

Tem 34 anos. É o sócio de Yuri na empresa de catering Mufete, que pretende transformar num sucesso. Giorgio é um italiano que vive há muitos anos em Luanda e fez de Angola a sua segunda pátria. Está apaixonado por Mariza Lemos, a maquiadora da Divo, com quem vive há vários anos. A relação dos dois sai fortalecida pelo apoio que ela dá a Pedro, o filho de Giorgio que sai de Portugal e vai viver com eles para Luanda.


Pedro Rufatto (Pedro Martins)

Tem 15 anos. Deixa Lisboa e vai viver com o pai em Luanda por imposição da mãe, sentindo-se contrariado no novo país. É rebelde e revoltado, vivendo a vida com muita intensidade. Em Luanda vai viver fortes emoções.


Nazaré Massano (Yolanda Viegas)

Tem 38 anos. É cozinheira no negócio de catering do filho, Yuri. Adora estar na cozinha e cada receita sua é uma delícia. Odeia o hábito do marido, Sansão, de estar sempre a se metendo na vida dos outros, mas tem um casamento feliz. Nazaré é muito protetora e capaz de tudo para defender a sua família.


Sansão Massano (David Enoque)

Tem 40 anos. É candongueiro e adora transportar pessoas, pois assim consegue saber da vida de todas elas. Encara o trabalho com alegria e está sempre pronto para saber quais são as últimas novidades. Por mais que tente, não consegue manter a boca fechada, o que lhe provoca alguns dissabores com clientes e amigos. É apaixonado pela mulher, Nazaré, mas adora fazer-se de sedutor.


Jair Garcia (Lélis Twevekamba)

Tem 19 anos. É ajudante no catering Mufete. É um rapaz introvertido, calado, assustado e misterioso. Jair faz o seu trabalho sem abrir a boca e durante muito tempo guardou um segredo por ter vergonha de contar: é vítima de violência doméstica da mãe, Elizabete.


Sila Matete (Celma Pontes)

Tem 35 anos. É a empregada doméstica da casa de Ofélia. Tenta agradar à patroa, mas nunca consegue. É gulosa e discreta. O grande sonho dela é enriquecer para ter uma vida como os Voss.

Esmeralda Pimentel e Juan Diego Covarrubias: Os protagonistas de La vecina


La vecina, a próxima telenovela da produtora Lucero Suárez, da Televisa, já tem confirmados os nomes de seus protagonistas. Esmeralda Pimentel e Juan Diego Covarrubias, que já trabalharam juntos no folhetim De que te quiero, te quiero (Amo-te com todo o meu coração), da mesma produtora, serão os responsáveis por liderar o elenco desta nova atração que começará a ser gravada em fevereiro do próximo ano.

Ainda sem muitos detalhes, especula-se que este projeto seja um remake da história argentina Solamente vos, protagonizada por Adrian Suar e Natalia Oreiro, em 2013. Este seria o terceiro trabalho de Natalia Oreiro a ser adaptado no México, depois de Muñeca brava e Sos mi vida, que originaram as versões aztecas Al diablo con los guapos e Un gancho al corazón.

A escolha de Juan Diego Covarrubias para protagonista se deu graças ao seu trabalho na telenovela anterior, onde enfrentou o desafio de dar vida aos gêmeos Diego e Rodrigo em De que te quiero, te quiero (Amo-te com todo o meu coração); atuação que lhe rendeu alguns prêmios. Já Esmeralda Pimentel, após o destaque em El color de la pasión (A cor da paixão), foi a forte aposta para esta nova história.

Outros jovens atores como Mariluz Bermúdez, Alfredo Gatica e Ricardo Fernández também já foram convidados para os testes. Outro nome que se menciona para esta telenovela é o de Alejandro Ibarra, que novamente faria parte da equipe de Lucero Suárez. La vecina é cogitada para ser a sucessora de Yo no creo en los hombres, que atualmente é exibida no horário das 18h15, de segunda a sexta-feira, no Canal de las estrellas.